Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas para a edição impressa e portal estadao.com.br

O Estado de S.Paulo

19 Julho 2018 | 03h00

JUSTIÇA

‘Desrespeito contumaz’

Custa crer a que ponto chegamos, quando o próprio Supremo Tribunal Federal (STF), por seu relator ministro Luís Roberto Barroso, nega vigência a cláusula criteriosa da combalida Carta Magna, desta feita a regra do artigo 14, § 3.º, sobre os requisitos de elegibilidade, como advertiu objetivamente o escorreito editorial Desrespeito contumaz (17/7, A3), ao aceitar recurso de pretenso candidato sem filiação partidária à prefeitura do Rio de Janeiro, ignorando a vigência da Lei Maior. Sendo a norma constitucional clara e transparente (quem não tiver partido não se candidata), então o conceito de “repercussão geral” fica confuso ao aceitar irrelevante e inconstitucional recurso, parecendo de encomenda o pretexto de legislar sobre norma vigente, ou processo com capa VIP, avançando em atribuições do Legislativo, afrontando princípios e até mesmo o regimento interno da Casa, arrastando a sui generis audiência pública discussão sobre artigo e preceitos da Lei Maior. Ora, o artigo 102, § 3.º da Constituição fora escrito com tintas e solenidades da Constituinte exatamente para filtrar a avalanche judicialização de questiúnculas à Suprema Corte, principalmente quando não houver relevância da questão ou inexistir repercussão geral.

ARNALDO C. MONTENEGRO

ac.montenegro@uol.com.br

São Paulo

ELEIÇÃO 2018

Qualquer negócio 

Foi dada a largada para a eleição presidencial de 2018. E tudo continua como sempre foi. O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, após flertar com o PT e chamar a reforma trabalhista de “excrescência”, agora se compromete a revê-la visando a uma eventual aliança com o Centrão, enquanto, ao mesmo tempo, “conversa” com o PCdoB. São várias as denominações que se podem atribuir a esse tipo de comportamento, muito comum na política brasileira. “Fazemos qualquer negócio!” é uma delas.

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo 

Ameaça real

Ciro diz que acordo Embraer-Boeing é clandestino e ameaça segurança nacional (Estado, 18/7). Ciro Gomes, assim como todo defensor do autoritarismo, do populismo e de empresas estatais, é que são, sim, as verdadeiras ameaças à segurança nacional.

JOSÉ ROBERTO NIERO

jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul 

A esquerda brasileira não saiu dos anos 60. Para o coronel Ciro Gomes, a Embraer é questão de segurança nacional (como eram a telefonia estatal, as siderúrgicas, os bancos estaduais, a Eletrobrás, etc.). Hoje vemos que ameaça, mesmo, à segurança nacional são um Congresso gastador, um Judiciário aparelhado e candidatos populistas parados no tempo e no espaço.

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI 

lpenchiari@gmail.com

Vinhedo

SAÚDE PÚBLICA

‘O SUS contra a ciência’

Excelente o artigo das cientistas da USP O SUS contra a ciência (17/7, A2), alertando para a inclusão no atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) de práticas terapêuticas que não têm embasamento científico comprovado. Foram abandonadas pelos sistemas de saúde de países que contam com mais recursos que o nosso. Essas práticas, além de serem um desperdício de recursos, são frequentemente perigosas para o paciente por adiar diagnóstico e conduta adequados. Incluem-se entre elas a homeopatia, medicina ortomolecular, acupuntura, florais, imposição de mãos ou Reiki, passes e cirurgias “espirituais”. A boa prática médica deve se fundamentar na medicina baseada em evidências, e não em administrar efeitos placebos.

ISES DE ALMEIDA ABRAHAMSOHN, médica pela FMUSP e cientista aposentada da USP

ises.abrahamsohn@gmail.com

São Paulo

Absurdo o Estadão publicar este artigo tendencioso e sem fundamento. A acupunturiatria é uma especialidade médica, intervencionista, reconhecida como tal pelo Conselho Federal de Medicina, pela Organização Mundial da Saúde e outras instituições sérias. Tem suas bases fisiológicas extensamente estudadas, embasando seus efeitos terapêuticos, além de inúmeros estudos científicos bem estruturados comprovando sua eficácia. Deve, pois, ser encarada como especialidade médica séria, nunca misturada no rol de práticas alternativas e não científicas.

IGOR DE PAULA RODRIGUES, 

médico-residente em Acupuntura Famerp

igor_p_rodrigues@hotmail.com

São José do Rio Preto 

Sou médica clínica com mais de dez anos de formação. Trabalho com dor crônica pelo Hospital da Cruz Vermelha do Paraná, em Curitiba. Enquanto trabalhava com pacientes paliativos oncológicos pelo Hospital São Vicente, via todos os dias pacientes serem beneficiados pela técnica da acupuntura, muitas vezes com efeito superior ao de medicamentos opioides fortes, como a morfina. Assisto à melhora diária de pacientes com dor crônica. Estes, além de não estarem sujeitos a efeitos colaterais medicamentosos, são beneficiados com a diminuição de dose e até param de usar medicamentos alopáticos após tratamento com a medicina tradicional chinesa. Qualquer comentário contrário repousa sobre imensa ignorância sobre tal conhecimento e suas ações na prática médica diária.

MICHELLE MARTINS 

dra.michelle.martins@hotmail.com

Curitiba

O artigo traz uma denúncia que não pode passar em branco: recursos hoje escassos destinados à saúde pública estão sendo utilizados em “técnicas ditas curativas que ignoram avanços da ciência”. Como lembram as articulistas, “para ser considerado eficaz, um medicamento ou tratamento deve passar por extensa série de rigorosos testes clínicos que garantam sua segurança e funcionalidade”. A homeopatia, por exemplo, foi banida de rede pública de saúde na Austrália e no Reino Unido, por sua ineficácia. E nos EUA remédios homeopáticos apresentam alertas nas bulas sobre a falta de comprovação científica.

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos 

RETIFICAÇÃO

Sérgio Moro no Brasil

Perfeita a análise do professor Flávio Tavares (Lições da Copa ou anarquia judicial?, 18/7, A2). Mas o texto registrou uma fake news espalhada por militantes petistas, sobre o lugar onde estava o magistrado Sérgio Moro. Foi desmentida a notícia de que estava em Portugal. Moro estava em Curitiba. 

MARCO COLAGROSSI 

macolagrossi2015@icloud.com

São Paulo

A CASA DA MÃE JOANA!

Causa revolta verificar que a sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba está virando local de peregrinação de políticos corruptos que, com o nosso dinheiro, viajam para conluios políticos. Com a desculpa de "vistoriar celas" está ocorrendo uma romaria e os próprios delegados do local estão coagidos a aceitar tamanha afronta e vergonha. Ora, Lula é preso comum e as visitas deveriam ser limitadas e agendadas em dias determinados. Já que está tendo esse privilégio, pelo princípio da isonomia - todos são iguais perante a lei - todos os presos têm que ter o mesmo tratamento. As cadeias com certeza irão "virar", caso não seja estendido o privilégio. Com todo respeito, julgamento justo seria mandar para o "paredón" como fez o ídolo do PT, Fidel Castro.

Claudio Mazetto cmazetto@ig.com.br

Santo

*

VISITA SUSPEITA

Quer dizer que Renan Calheiros, Edison Lobão e Roberto Requião foram visitar o presidiário Lula em Curitiba? Pena que já não aproveitaram a oportunidade e prenderam a trinca! Afinal, todos têm algum problema com a Justiça...

Heleo Pohlmann Braga heleo.braga@hotmail.com 

Ribeirão Preto

*

CONDENAÇÃO

Renan questiona a velocidade da condenação do "cara". E a dele, segue em passos de tartaruga?

Moisés Goldstein mgoldstein@bol.com.br 

São Paulo 

*

SÃO TOMÉ

Pesquisa Datafolha revela que 30% dos entrevistados votariam em alguém indicado por Lula da Silva para a disputa presidencial e, 17% talvez votassem. A realidade mostra outro cenário. Em 2016, Lula subiu no palanque apoiando Jandira Feghali para a prefeitura do Rio de Janeiro, que acabou ficando em 7.º lugar. Durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, Lula montou escritório em Brasília para defender a mulher sapiens, sem sucesso. Apoiou a senadora Katia Abreu para o mandato tampão do Executivo do Estado do Tocantins e, novo fiasco. Será que o poder de transferência de votos do cacique petista é tão grande quanto a pesquisa revela? Ver para crer!

José Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

VOTO EXIGE RACIOCÍNIO

No dia 7 de outubro tudo vai zerar pela manhã, os governantes e parlamentares atuais têm os dias contados, todos perderão os empregos e podemos acabar o dia com nossos representantes na política completamente renovados! Eu acho isso formidável! Por que tanta gente desesperançada? Será que intuem que estão se deixando enganar por discursos populistas e, portanto, vão escolher errado e tudo vai continuar como está? Usem a cabeça para raciocinar, não para se iludir, é simples.

Sandra Gonçalves sandgon@terra.com.br

São Paulo

*

ACORDO ENTRE PARTIDOS POLÍTICOS

Se os partidos políticos tivessem conhecimento do povo brasileiro, não gastavam tanto do nosso dinheiro em acordos partidários, pois saberiam que é perda de tempo e dinheiro. A maioria dos eleitores vota em candidatos, não em partidos políticos.

Ronald Martins da Cunha ronaldcunha@hotmail.com 

Monte Santo de Minas (MG)

*

O ELEITOR PAULISTA REELEGERÁ TIRIRICA?

Quando Tiririca foi eleito deputado federal pela primeira vez, estava eu com um grupo de oito pessoas das quais três haviam votado nele. Perguntei o que os levou a essa escolha e a resposta foi que era um voto de protesto. Perguntei se sabiam que graças à sua votação que passara de 1,3 milhões de votos, Tiririca levara junto para a Câmara Federal mais três ou quatro deputados de seu partido e nenhum deles sabia dessa artimanha eleitoral. Pois é, Tiririca foi reeleito em 2014, novamente com cerca de um milhão de votos! Jamais pensei que em nosso Estado havia tamanha quantidade de analfabetos eleitorais, que provavelmente votarão nele outra vez agora em 2018. Aquele boato de que ele não concorreria novamente era uma farsa e só os analfabetos acreditaram nessa fake news, afinal, só se fosse bobo ele largaria a vida boa na Câmara Federal. Lá vive sem cobranças de eleitores, tem aposentadoria garantida, goza de imunidade parlamentar, poder para nomear parentes, cupinchas e aqueles que seu partido indicar! Eleitor paulista, acorde! Não faça papel de idiota novamente, busque uma renovação política!

Laércio Zanini spettro@uol.com.br 

Garça 

*

ANTES TARDE...

A Receita Federal, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vão atuar para investigar eventual lavagem de dinheiro e doações por meio do uso de recursos em espécie, como mostrou matéria do "Estadão" (18/7, A4) e que o dinheiro vivo declarado na eleição será fiscalizado? Alguém pode me explicar por que até agora isto não foi feito? Será ingenuidade?

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com 

São Paulo 

*

MORALIZAÇÃO DA POLÍTICA, JÁ!

Se por um lado muitos criticam o Congresso pela falta de responsabilidade demonstrada durante a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), por outro, há certo consenso de que a renovação desse mesmo Congresso nas eleições de outubro próximo não será significativa. Ou, por outra, as velhas raposas políticas profissionais, que outra coisa não fazem senão buscar o interesse próprio em detrimento do público acabarão sendo reeleitas. A questão que se levanta, então, é por que isso tem que ser assim? Claramente uma campanha na internet pode reverter essa situação, com informações sobre o passado e a atuação pregressa de cada candidato, incluindo como votaram em projetos moralizadores da política. A tendência seria de maior renovação em caso de informações desabonadoras desses candidatos.

Ademir Valezi valezi@uol.com.br

São Paulo

*

SUCESSÃO NO STF

A prevalecer a tradição, o sucessor da ministra Cármen Lúcia na Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) será o ministro Dias Toffoli, atual vice-presidente. A ascensão de Toffoli traz preocupação, menos por ele não apresentar os atributos que caracterizam notável saber jurídico, mas muito mais pela habitualidade com que desdenha a própria suspeição para julgar. Julgou e absolveu José Dirceu, seu ex-chefe no PT e na Casa Civil, no processo do mensalão e recentemente concedeu habeas corpus de ofício ao antigo companheiro, condenado a mais de 30 anos de prisão. Em junho de 2011, foi à Italia assistir ao casamento do advogado Roberto Podval, que pagou suas despesas de hospedagem em hotel. À época, Toffoli era o relator em dois processos penais sob o patrocínio de Podval no STF. Em 2013, relator de processos do Banco Mercantil do Brasil, obteve empréstimos de R$ 1,4 milhão da instituição financeira. Após suas decisões nos dois processos o banco concedeu desconto nos juros gerando uma economia de R$ 636 mil para Toffoli. No momento em que o Brasil trava renhido combate contra a corrupção, é impositivo aos ministros do Supremo que quebrem o conforto da tradição e usem do direito de escolha que a lei lhes dá, elegendo para a Presidência da Casa um entre aqueles que lutam pela prevalência da ordem constitucional. 

Sergio Saraiva Ridel sergiosridel@yahoo.com.br

São Paulo 

*

REAÇÃO

2oo mil pessoas já se manifestaram não querendo que o ministro Dias Toffoli assuma a Presidência do Supremo Tribunal Federal. Decisões facciosas como a soltura do criminoso José Dirceu são a causa dessa reação popular.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

MINUTOS DE FAMA

Após o imbróglio formado pelo juiz plantonista do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), Rogério Favreto, petista de carteirinha, pensei cá comigo: este juiz deve pertencer ao grupo dos togados sem pedigree citado pelo ministro Gilmar Mendes. Induzido por políticos velhacos e matreiros, além de ansioso por minutos de notoriedade que nunca teve, meteu os pés pelas mãos e deu no que deu, acabou virando a "Geni" da instituição de que faz parte.

Alberto Braz

Santo André

*

ENCONTRO DE TRUMP E PUTIN

"Diante de Putin, Trump nega ação da Rússia em sua eleição e critica FBI" (17/7, A9). Tal qual esperado nada de importante aconteceu nos palcos montados em Helsinque para o encontro Trump e Putin. Ambos falaram sobre o que interessa a eles, ou seja, em desconstruir as acusações de interferência de hackers russos nas recentes eleições presidenciais americanas com o patrocínio russo. A história mostrará gradativamente a veracidade ou não destas acusações. Todavia, como atores tiveram uma atuação fraca em termos de marketing, pois eles foram mutuamente cansativos e muito burocráticos, como convém a desmentidos oficiais, que interessam aos dois lados.

Ulf Hermann Mondl hermannxx@yahoo.com.br

São José (SC)

*

PARCERIA

Ambos se organizando para enfrentar juntos a traiçoeira e perigosa China.

Sergio Salgado de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

TRUMP

O recente "passeio" de Donald Trump pela Europa e Rússia me lembrou de um velho ditado inglês: "Every time he opens his mouth, he puts his foot in it". Ou seja: "Cada vez que abre a boca, ele enfia o seu pé nela". Um dia falava mal de Thereza May; uns dois dias depois, em encontros com ela, eram grandes amigos; e depois de dias em Helsinque surge "de braços dados com Putin", voltou a falar mal dele. Como pode um sujeito assim ser presidente dos Estados Unidos?

Julian White julwhite@yahoo.com

Campinas

*

NICARÁGUA

Ninguém se esqueça de que o atual presidente da Nicarágua é amigão dos petistas, e em especial do honesto Lula. Se alguém manda matar os próprios compatriotas por não concordarem com o péssimo governo dele, é no mínimo um déspota, ou seja, o modus operandi dos tais esquerdistas não muda. Que belo exemplo temos da estupidez humana, grande alerta para todos que pretendem votar nas próximas eleições.

Zureia Baruch Jr. zureiabaruchjr@bol.com.br 

São Paulo 

*

FARINHA DO MESMO SACO

Nicarágua aprova lei antiterror que pode criminalizar protestos; ONU denuncia texto (18/7, A11). Nicarágua = Venezuela = Bolívia = Cuba = PT.

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br 

São Caetano do Sul

*

DEDO MOLE

Até mesmo os bárbaros (Visigodos), segundo Agostinho século 4 (Cidade de Deus) respeitavam os que se refugiavam em templos (Roma). Hoje os tempos são outros e até mesmo as igrejas são atacadas em nome do poder. Na Nicarágua, 350 mortos em três meses, segundo o "Estado". Em ano de eleições, precisamos prestar atenção a tudo que nos cerca, para poder evitar um dedo mole no Planalto Central.

Leandro Ferreira ferreiradasilvaleandro73@gmail.com

São Paulo 

*

FURO N'ÁGUA!

A manchete do "Estado" de (16/7, B1) no caderno Negócios que diz: "Em 15 anos, China investiu US$ 54 bilhões no País, mas só 11% do total em projeto novo". É preocupante e alarmante, pois em curto e médio prazo, caminhando dessa forma, sem que o País precise ter em contra partida projetos novos para que prospere e avance, não há como abrir o campo de trabalho mediante novas opções para a população. Estamos só abrindo mão do que temos, se esta é a intenção poderão utilizar um meio mais fácil e eficiente para atingir o objetivo, anunciar a venda utilizando os classificados do "Estadão" na coluna de "Oportunidades" na área destinada a venda de "Empresas e Partes Sociais". Já a utilizei diversas vezes e garanto que funciona.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo 

*

'TRISTE REALIDADE'

Sob este título, (17/7, A2) a leitora Maria Lúcia Ruhnke Jorge comenta o drama de idosos aposentados que precisam socorrer filhos desempregados. E há um aspecto odioso quando se trata de aposentados do INSS. Os servidores alegam desatualização de proventos, o que, pode ser verdade. Mas essas categorias se socorrem de inumeráveis "penduricalhos" que os defendem da inflação ocorrida, além de estar imunes ao Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Os aposentados do INSS, porém, não tem essa compensação, e seus proventos seguem depreciados. Sou aposentado pelo INSS e meus proventos, "concedidos" em 1991 no valor do teto, vêm sendo corroídos por correções abaixo da inflação. Como resultado, minha perda já é da ordem de 45%, ou seja, recebo cerca de 55% do valor atual do teto. E isso ocorre, em maior ou menor grandeza, com todos os beneficiários do INSS. 

Mario Helvio Miotto mariohmiotto@gmail.com

Piracicaba 

*

HOMO SAPIENS

A péssima qualidade do ensino transforma o Brasil em país de 3.º mundo. Há várias causas: os baixos salários dos professores, as cotas, etc. Uma prova é a contínua reeleição de políticos acusados de corruptos. Como teremos eleição em outubro, ficará comprovado que os brasileiros não podem ser incluídos na categoria homo sapiens.

Mario A. Dente eticototal@gmail.com 

São Paulo

*

UTOPIA DA PERFEIÇÃO CORPORAL

O triste caso da morte de uma mulher submetida a procedimento médico estético em local inadequado mostra como a obsessão por um corpo perfeito é um distúrbio desses tempos atuais. Sabendo-se que o conceito de tal perfeição corporal é relativo de quem tenta conceituá-la, a busca desesperada por essa utopia, revela uma patologia comportamental perigosa que prejudica principalmente a quem tenta atingir essa dita fantasia.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

'DOUTOR BUMBUM'

Respondendo processos por assassinato, agressão e outros delitos o "dr. Bumbum" escafedeu-se. De quem é a culpa? Obvio que da justiça. Esta não existe no País. STF, STJ, TRF's e 1.ª instância falham mais do que acertam. Na verdade só estão preocupados com si próprios para manterem os altos salários e auxílios dos mais diversos. E as vítimas que se danem. "Dr. Bumbum", Dirceu, Renan e outros patifes são farinha do mesmo saco.

Iria de Sá Dodde iriadodde@hotmail.com 

Rio de Janeiro 

*

COPA NA RÚSSIA E BRASIL

O funcionamento da Copa na Rússia, com o VAR, poderia auxiliar o Brasil. Vamos pensar. Na Rússia em campo dois times, arbitragem e o VAR (replay) para dirimir as dúvidas. No Brasil, Executivo e Legislativo são os contendores, o Judiciário a arbitragem e o STF é o VAR. Com a partida em andamento os contendores se desentendem, a arbitragem recorre ao STF que, nada transparente e tendencioso, não tem consciência do seu papel de VAR, daí o imbróglio formado no estádio com 220 milhões de expectadores pagando elevados impostos, nada satisfeitos com os Três Poderes (a todo minuto transgredindo regras "puxando a brasa para a sua sardinha"), vão acabar dando cartão vermelho para todos eles. 

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br 

Vila Velha (ES)

*

AINDA É TEMPO NEYMAR!

O verdadeiro e vergonhosamente "Cai-Cai" é o presidente Trump que não tem como mudar essa higidez, já está calcificada. Pensa que a vida é um cassino, ou mesa de poker, e tudo faz calculadamente, mas de forma dúbia e nada convincente (me respalde essa reunião com Putin). Anime-se, Neymar e aprenda com os deslizes e mude o que lhe cabe. Você tem juventude, saúde, futebol para ser exemplo. Ou larga de tudo para se tornar jogador profissional de poker e outras diversões ou entenda que embora rico agora, nada mais é que um moleque que precisa tornar-se um simples homem. E vou ser bem franco, Tite foi excepcional em tudo, nada a contestar nele, mas caso tivesse substituído você Neymar, o Brasil teria alguma chance contra a Bélgica e chegar a final da Copa.

Luiz Edgard Bueno luizedgbueno@uol.com.br

Londrina (PR) 

*

EM QUEDA

O "Estadão" anunciou ontem (18/7, capa), na primeira página, que a vacinação cai no Brasil e sobe no resto do mundo. Cair está virando moda no país, vide Neymar e a seleção.  Só não cai mesmo é o número de corruptos. Bye, bye Brasil.

José Roberto de Jesus robert97035 zerobertodejesus@gmail.com

Capão Bonito

*

VACINAÇÃO SIM

A resistência do povo brasileiro em não se vacinar está deixando o governo muito incomodado. Ora, ao invés de pedir auxílio na Justiça, muito mais rápido e eficiente seria obrigar as pessoas a comprovar a vacinação para receber aposentadoria, auxílio-saúde, auxílio-moradia, financiamento da casa própria, matrícula escolar, admissão e manutenção no emprego e daí para frente. Só assim o governo conseguirá sucesso e o povo ficará totalmente imunizado. 

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

VACINAÇÃO NO BRASIL

Taxas de vacinação aumentam no mundo e a taxa de morte infantil diminui, mas no Brasil, como não poderia deixar de ser, dado ao desmando a que somos submetidos por uma cambada de incompetentes que infelizmente nos representam, a morte infantil só faz crescer e a taxa de vacinação cai drasticamente, expondo nossas crianças a doenças já erradicadas na maior parte do mundo. Solução só existe uma: exterminar o Congresso Nacional, emparedar os 513 deputados e 81 senadores em praça pública. Ou você tem outra solução, além daquela que já ouvíamos das nossas bisavós e que nunca foi e jamais será posta em prática, de que é por meio do voto que as coisas se resolvem. No Brasil é assim, quanto maior é o naco da mortadela que o candidato der ao eleitor, maiores serão suas chances de eleger-se ou será que não, que estou enganado?

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@uol.com.br

São Paulo 

*

ARTESP

Queria entender por que alguns questionamentos que faço a Artesp não são respondidos. Apenas enviam um número de protocolo e fica por isso mesmo. Há 18 anos estou pedindo explicações sobre um grave erro de projeto nos túneis da nova Imigrantes, colocando em alto risco os usuários que descem por aquela via e não obtenho resposta. Denuncio isso aos veículos da grande imprensa, promotoria pública e nada acontece em todo esse tempo. Quem me relatou esse grave erro foi o engenheiro Newton Gawa gerenciador das concessões de rodovias do Estado de São Paulo em 1999. No ano de 2002 a então Comissão de Concessões de Rodovias do Estado de São Paulo, garantiu que o problema seria sanado, porém, 18 anos após os caminhões, reboque, semirreboques, veículos mistos, ônibus continuam não podendo descer por aquela via em função da portaria número 11 de 8/12/2002.

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos professortenorio@uol.com.br

Monte Alto

Mais conteúdo sobre:
Estadão [O Estado de S. Paulo]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.