Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas para a edição impressa e portal estadao.com.br

O Estado de S.Paulo

27 Julho 2018 | 03h00

ELEIÇÕES 2018

Na internet

Seria trágico, se não fosse cômico, no dia em que o Estadão analisou em editorial o voto de cabresto (25/7, A3), ao qual parcela considerável dos eleitores brasileiros ainda é submetida, uma rede social decide retirar do ar, sob esdrúxulas alegações, uma série de páginas e de perfis de pessoas e instituições sob a genérica acusação de disseminação de falsas notícias. O mais interessante é que a rede social parece ter sido influenciada pela preocupação demonstrada pelos ilustres juízes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), capitaneados pelo ministro Luiz Fux – os mesmos que não conseguem avaliar em tempo oportuno as contas de campanha passadas e, agora, como nos conta o Estadão, nem mesmo aquele voto dado em troca de dentadura. Um pouco mais de seriedade, senhores, e parem de censurar as redes sociais.

MARCO ANTONIO ESTEVES BALBI

mbalbi69@globo.com

Rio de Janeiro

O juiz e as urnas

A participação do juiz Sérgio Moro no Fórum Estadão Mais governança e mais segurança, em São Paulo, deu a ele a oportunidade de mostrar-se não só como mero integrante do Judiciário. Declarações como a de que o desfecho da eleição pode oferecer embaraços à tramitação dos processos relativos à Operação Lava Jato são um recado claro a alguns dos candidatos. Será que está certo esse procedimento?

URIEL VILLAS BOAS

urielvillasboas@yahoo.com.br

São Paulo

A busca do vice ideal

Pelo menos dois candidatos à Presidência – Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL) – estão em dificuldade para definir os candidatos a vice em suas chapas. O vice, embora seja posto de expectativa de substituição do titular, é importante justamente pelo destino dos eleitos. A história republicana registra oito vice-presidentes que governaram o País, inclusive o atual, Michel Temer. O ideal seria que os vices fossem escolhidos mesmo entre os pré-candidatos. Este é o momento de quem não vislumbra a possibilidade de passar para o segundo turno compor com o concorrente viável mais alinhado aos seus ideais. O reconhecimento da própria inviabilidade pode ser, para o País, um importante instrumento na busca de um governante representativo. Como alguém que também poderá governar, um vice com este perfil também tem capital eleitoral para oferecer à chapa em disputa.

DIRCEU CARDOSO GONÇALVES

aspomilpm@terra.com.br 

São Paulo

A chapa do PSDB

Aldo Rebelo é a indicação do partido Solidariedade para vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin? A única contribuição de Rebelo de que me lembro foi lutar contra os estrangeirismos. Como se abajur em vez de abat-jour acabasse com o problema da educação no Brasil. Sem falar de seu histórico político. Perderia mais votos do que pensa.

LUIZ FRID 

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

Josué Gomes da Silva recusou ocupar o posto de vice de Alckmin. Se um candidato não consegue atrair um vice respeitável, como conseguirá atrair ministros competentes?

FAUSTO FERRAZ FILHO

faustoferraz15@gmail.com

São Paulo

Um outro planeta

Talvez a única salvação para nós, que habitamos este país, seja mesmo a candidatura do astronauta Marcos Pontes a vice de Jair Bolsonaro. Com a descoberta de água em estado líquido em Marte, quiçá se possa começar a vislumbrar uma solução para a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros... Fazermos as malas e mudarmos de planeta. Nisso talvez o viajante espacial possa nos auxiliar. Ou nem isso, vai saber.

ISAIAS SILVA PINTO

isaias@wolfbook.com.br

Caieiras

CIÊNCIA

Água em Marte

Eureka! Há água no planeta Marte (Confirmação de água líquida em Marte estimula busca de vida fora da Terra, Estado, 26/7, A14). Não cuidamos da água do planeta Terra, onde espécies marítimas estão em processo de extinção, por exemplo, mas queremos saber se há vida e água em Marte. Todo o dinheiro investido nestas pesquisas deveria ser investido aqui, na Terra. Ainda assim, não é só uma questão de dinheiro, mas de ter a devida consciência de cuidar daquilo que é nosso lar.

JOSÉ ROMERO

prof_espanhol@hotmail.com

Limeira

Cientistas, doutores e doutoras do mundo, é louvável procurar água e vida em outros planetas, afinal, pela vida vale tudo. Mas por que não usar todo o dinheiro e a tecnologia investidos nisso para salvar nosso próprio planeta? Creio que seja muito mais barato e simples. Vamos fazer o simples e o correto.

FRANCISCO E. A. DE FRANÇA

fefranca@ipt.br

São Paulo

SEGURANÇA PÚBLICA

Investimento e estratégia

Com referência ao Fórum Estadão Mais governança e mais segurança, promovido pelo Estado na quarta-feira, segurança exige investimento. Investimento requer, além de um dispêndio financeiro e de um objetivo, uma estratégia e um prazo de maturação. Senão, é despesa. O imediatismo impõe uma solução paliativa e policial para o problema. Agrada a muitos, mas resolve pouco.

BRUNO HANNUD

hannud.bruno@yahoo.com

São Paulo

FUTEBOL

Tite na seleção

O presidente eleito para a gestão 2019-2023 da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, agiu com bom senso e eficiência mantendo o técnico Tite à frente da seleção brasileira até a Copa do Mundo de 2022, no Catar. O hexacampeonato não cairá do céu. Temos de evoluir, tática e coletivamente, a exemplo dos nossos adversários, e aproveitar novos talentos. Ganhar a Copa América em 2019 valorizará o trabalho de Tite, além de reacender o entusiasmo do torcedor pela seleção.

VICENTE LIMONGI NETTO

limonginetto@hotmail.com

Brasília

Melhor do mundo

Sobre a matéria Brasil perde espaço em prêmio da Fifa (25/7, A16), tanto maltratamos o nosso futebol que agora estamos perdendo um dos poucos orgulhos que ainda nos sobravam. Mas isso é apenas um reflexo de nossas instituições.

MARCOS DE LUCA ROTHEN

marcosrothen@hotmail.com

Goiânia

ÁGUA EM MARTE

O radar avançado da Mars Express detectou que perto do polo sul de Marte, há um reservatório de água salobra sob camadas de gelo e rocha. Talvez o Planeta Vermelho ainda tenha sistemas inteiros de lagos subterrâneos, tais como aqueles sob a Antártida. Água líquida, nas mais diversas temperaturas e salinidades, é habitat adequado para a vida. Assim, nesta sexta-feira, quando ocorrer o eclipse mais longo do século e o Planeta Vermelho surgir brilhando fortemente ao lado da Lua, não custa falar: "Vocês não me enganam, eu sei que estão aí..."

Jorge Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

*

CANDIDATOS X ÁGUAS EM MARTE

Com a descoberta de água em Marte, qual dos candidatos à Presidência da República, dentre os famosos "promessinhas", sairá na frente dizendo que irá canalizar a água diretamente de Marte para o Brasil?

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@uol.com.br

São Paulo

*

O ELEITOR

A qualidade dos candidatos nas eleições que se avizinham, os tristes fatos de que muitos deles estão envolvidos em processos de corrupção mas, mesmo assim, se apresentam para repetir mandato, e de que considerável parcela do indigno fundo eleitoral será a eles dirigida, são alguns dos ingredientes - temperados por alianças pragmáticas, dirigidas exclusivamente a projetos pessoais, chanceladas por partidos nada representativos - que apontam na direção da continuidade quando se esperava renovação, da permanência da impunidade quando a expectativa era higienização e atenção ao interesse público e da falta de transparência, em vez da prestação de contas. Estamos prestes a embarcar numa viagem insólita a ser concretizada por conta da alienação e do despreparo até hoje demonstrados pelo único agente que poderia evitá-la: o eleitor.

Paulo Roberto Gotaç pgotac@gmail.com

Rio de Janeiro

*

ESTEREÓTIPO BOLSONARO

Tem razão o general da reserva, Hamilton Mourão, consultor da campanha de Jair Bolsonaro, ao dizer que há um radicalismo boçal entre os apoiadores do candidato, mas engana-se ao acusar setores da imprensa de estereotipá-lo. Quem criou o estereótipo "Bolsonaro" foi o próprio presidenciável ao afirmar e reafirmar suas posições ultraconservadoras, agressivas, misóginas e homofóbicas. Mostrar que não é um "troglodita", como aconselha o general, não será tarefa fácil para Bolsonaro, a esta altura do campeonato, mesmo que ele queira. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo 

*

BOLSONARO ENTRE O ASTRONAUTA E O PRÍNCIPE

Excelentes escolhas! Bolsonaro pode escolher o nosso astronauta Marcos Pontes e ir para a Lua, ou escolher o "príncipe" Luiz Philippe de Orleans e Bragança e voltar para o século 19. Feliz viagem e que fique por lá!

Paulo Arisi paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

INIMIGOS DA PÁTRIA

Se as estratégias dos adversários do candidato Jair Bolsonaro continuarem essas de atacá-lo dizendo, principalmente, que ele defende o combate à violência de maneira forte e feroz - revendo, por exemplo, a Lei do Desarmamento - que vai fazer da educação, moral e do civismo outras de suas principais bandeiras; vai acabar com o "toma lá, dá cá" reinante na política nacional, em todas as esferas; diminuir a máquina de corrupção em que o Estado foi transformado e fazer com que seja restabelecida a Ordem e o Progresso acho que vão dar com os "burros n'água", pois ele pensa assim mesmo e vive-se a mais profunda crise política e de autoridade no País a qual ninguém aguenta mais. Se continuarem os acordos e as coligações para polarizar a campanha contra ele, visando enfrentá-lo e derrotá-lo num possível segundo turno, considero que tais táticas tendem a não só solidificar sua atual liderança, mas farão crescer seus índices, pois os representantes da esquerda e do centrão têm muito mais máculas do que ele que dizem representar "atraso", ser a favor da esterilização de pobres, nunca ter ocupado cargos no Executivo (como Lula, Dilma e tantos outros), nunca ter sido processado por roubo de qualquer natureza, defender a pena de morte, ser contra o aborto, querer ver de volta as tradições familiares, proteger a forma de educação das crianças, incentivar as pesquisas científicas, ver as instituições mais fortes atuando dentro de suas reais prerrogativas - como as Forças Armadas (FFAA) - e muitas outras propostas que Jair Bolsonaro quer colocar em prática e os moderninhos, oportunistas, lesas-pátrias e corruptos que vêm dilapidando as riquezas do Brasil, não querem ver em prática nem ano que vem nem nunca.

João Direnna joao_direnna@hotmail.com 

Quissamã (RJ)

*

CIRO GOMES

Ciro Gomes, ciente de que é carta fora do baralho no jogo político, alardeou que fará de tudo para soltar o caeteense condenado e que também tem planos para a Justiça, numa incógnita "caixinha". No fundo, no fundo o que ele quer é estar na mídia ao adotar aquele velho slogan: "falem mal, mas falem do cinema nacional". 

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br 

Vila Velha (ES)

*

TRUMP TUPINIQUIM

Temos um candidato que é o nosso "Trump tupiniquim". Uma hora fala que vai soltar o presidiário mor, mas a afirmação não dá ibope, ele desmente o que disse e coloca a culpa na mídia. Orientação pelo "Fórum Estadão", feita por nosso herói Sérgio Moro: escolha muito bem o candidato antes de votar.

Roberto Hungria cardosohungria@gmail.com

Itapetininga

*

QUANDO O CANDIDATO ATRAVESSA O SAMBA

O candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, atravessou o samba, quando declarou que "o ex-presidente Lula só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público (MP) para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político". Ora, o candidato simplesmente pretende, segundo se entende de suas palavras, enquadrar os juízes e o MP, sob a tutela do poder político. Ou seja, o terceiro Poder da República, sob a tutela dos políticos atuais do nosso País, ou seja, mais ainda do que ocorre atualmente, dispensáveis, por notórios, a citação de exemplos. O ex-governador Geraldo Alckmin também declarou que não iria recriar a contribuição sindical, uma excrescência revogada recentemente. Porém, ao se unir ao centrão, conjunto de partidos, outra praga nacional, do qual faz parte o Solidariedade, voltou atrás, na questão da citada contribuição. São declarações como essas, que devemos prestar atenção em todos aqueles que disputarão as próximas eleições. Se o cidadão já atravessa o samba como candidato, jamais conseguirá governar com a harmonia que o País precisa, pois não existe mais espaço na nossa economia, no nosso meio ambiente e no tecido social, para aventureiros. Já aguentamos demais tais personagens. 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br 

São Paulo 

*

A CAIXINHA DE CIRO

Dever do Judiciário: oportunamente, transportar Ciro, o "coronelzinho" nordestino, para a sua caixinha.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

Não posso deixar de dar minha opinião sobre o candidato Ciro Gomes: é um ser humano da pior espécie, não entendeu até hoje que o País está no buraco, pensem bem antes de votar nele, esse falso nordestino vai ser pior que "Lulla o honesto"! O Brasil merece coisa melhor. Esse cidadão também nunca trabalhou, sempre viveu como uma sanguessuga. Todos sabem que está muito difícil escolher um candidato para presidir o País, mas Ciro não dá! É destemperado, inconsequente, deslumbrado, ardiloso e, acima de tudo, muito falso quando se dirige à população.

José Roberto Iglesias rzeiglezias@gmail.com

São Paulo

*

INÉDITO

Ciro Gomes pretende ser o primeiro presidente-carcereiro da República. Disse que vai soltar Lula!

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo 

*

NEM SE FOSSE O ÚLTIMO

Ciro Gomes deve ter saído de algum manicômio, só assim, passaria por cima de todas as prerrogativas do julgamento do Judiciário que condenou Lula a 12 anos e 1 mês de prisão. Não votaria nunca num cara que faz uma declaração dessa! Nem se fosse o último brasileiro candidato!

João Serrano jtserrano@terra.com.br 

Osasco

*

ARAPUCA PERIGOSA

Como visto na manchete do "Estadão" (25/7, capa) "Ciro fala em pôr Judiciário na 'caixinha' e soltar Lula" têm sido frequentes as manifestações do candidato a presidente da República, Ciro Gomes, favoráveis à soltura de Lula. É evidente que se trata de maquiavélica jogada de marketing político que visa a arrebanhar o eleitorado do PT. Mas para que a artimanha renda os desejados dividendos a Gomes, é necessário que o reeducando de Curitiba permaneça no xilindró até a desmontagem do palanque do moço de Pindamonhangaba. Se for libertado antes, a coisa se complica. De modo que, já com o passivo de duas derrotas em eleições presidenciais, o ex-ministro de Lula deve estar matutando apreensivo: "preciso dosar convenientemente o discurso de soltura, pois, se soltarem o homem a tempo de se candidatar, caio na minha própria arapuca". Resta saber até que ponto a militância e os eleitores do preso têm noção dessa tramoia. 

Joaquim Quintino filho jqf@terra.com.br 

Pirassununga

*

CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA

Pouco entendo de política, mas o pouco que ouço me dá vontade de vomitar. Não tem um dos que já são candidatos, que não seja ladrão. E os que estão na fila para entrar, ou são herdeiros, ou, no mínimo, respondem por serem 171. Então, nesta bagunça vou sugerir que o PT indique o vice de Alckmin. Afinal, não são todos farinha do mesmo saco?

Iria de Sá Dodde iriadodde@hotmail.com 

Rio de Janeiro 

*

MARINA

Marina ficou calada e escondida por quatro anos e não tem opinião alguma sobre qualquer problema do País. É candidata a que e para quê?

Lourdes Migliavacca

São Paulo 

*

HOMO SAPIENS?

Nas pesquisas de intenção de voto, Lula está em primeiro lugar. Quem está errado: as pesquisas ou o eleitorado? Isso porque somos homo sapiens - homem que sabe. Analisando a atuação dos políticos, judiciários, carga tributária altíssima e serviços prestados aos cidadãos de baixíssima qualidade, concluímos que estamos cada vez mais no fundo do buraco e voltando à Idade Média.

Mário A. Dente eticototal@gmail.com 

São Paulo

*

O CAOS FINANCEIRO DE MINAS

Minas tem sido um feudo de tucanos e petistas, que roubaram tudo o que puderam. Não será de admirar se daqui um pouco as Forças Armadas precisem intervir como já fazem no Rio. 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

SAÚDE PÚBLICA

A gestão pública na área da saúde da prefeitura do Rio de Janeiro, face ao descalabro que o setor vivencia, onde exemplifica a reunião secreta do prefeito com seus parceiros de seu grupo religioso, é emblemática. As explicações das autoridades do setor depois desse evento são tão confusas que parecem uma forma esquizofrênica de fugir a realidades dramática dos fatos, que as mídias mostram diariamente na rede de saúde do município. 

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

'O BARONATO DAS CASTAS QUE A NAÇÃO SUSTENTA'

Sobre o artigo de José Nêumanne (25/7, A2) e a Constituição Federal, impressiona a quantidade de artigos, parágrafos, incisos e alíneas que tratam, exclusivamente, das carreiras, prerrogativas e garantias de juízes e promotores.

Herman Mendes hermanmendes@bol.com.br 

Blumenau (SC)

*

FUNDO ELEITORAL

Como cidadão contribuinte discordo que o dinheiro do povo seja empregado nesse fundo especial de financiamento de campanha que parlamentares instituíram legislando em causa própria. Tenho convicção de que uma Ação Direta de Inconstitucionalidade jogaria por terra tanta prevaricação.

Sergio Salgado de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

INCLUINDO OS EXCLUÍDOS

A presidente da República em exercício, Cármen Lúcia, assinou decreto que institui a Política Nacional do Trabalho no Sistema prisional e, obriga empresas contratadas pela administração pública a empregar presos e ex-presidiários como parte da mão da obra. Embora creia que todos os seres humanos têm direito ao sol, esse problema de ressocialização de presos e ex-presidiários é de responsabilidade exclusiva do Estado, que por meio de colônias agrícolas poderia dar empregos a essa categoria de excluídos, até por que, hoje em nosso país temos mais de 13 milhões de brasileiros que mesmo nunca ter praticado delitos não conseguem trabalho.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

'DR. BUMBUM' NA GESTÃO LULA

A história desabonadora que o decadente PT, infelizmente, escreveu, nos anais desta República, com a mais perversa corrupção dentro das nossas instituições, tendo, inclusive, o ex-presidente Lula, condenado e preso, agora se completa, quando a imprensa divulga que o "Dr. Bumbum", médico este que mais se assemelha a mais um psicopata, ou picareta no exercício da medicina, também trabalhou no Palácio do Planalto na gestão de Lula. E, assim como o PT, matou a esperança do povo brasileiro quebrando a nossa economia, e gerando mais de 13 milhões de desempregados, esse médico, Denis César Barros Furtado, conhecido como "dr. Bumbum" nas cirurgias de procedimentos estéticos que fez, causou a morte de duas de suas clientes e outra terceira morte sendo investigada. Ou seja, ao que parece, o DNA petista permite somente se aliar a corja existente corrupta, baderneira e criminosa...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com 

São Carlos

*

'DR. BUMBUM' NO PLANALTO

A mídia divulgou que o "Dr. Bumbum" trabalhou no Planalto nos governos Lula. Então hoje podemos ter certeza que as porcarias feitas por ambos governos são plenamente justificadas. Tem tudo a ver com bumbum.

Paulo H. Coimbra de Oliveira ph.coimbraoliveira@gmail.com

Rio de Janeiro

*

ESTAMOS NO BRASIL

"Dr. Bumbum", quem diria, competente e honesto, trabalhou no Planalto no governo Lula. Este é mais um grande diferencial do PT e dos "cumpanheiros" que se deram bem trabalhando ou enganando como deve ter feito esse escracho de gente. Ou seja, o Brasil sem dúvida é um saco de gatos e em matéria de política estamos num beco sem saída. Ainda tem gente que quer a volta do PT! Só podem ter algum severíssimo problema de fanatismo e cegueira. Que Deus, sempre ele, nos proteja na hora das eleições porque como disse um aproveitador político "sempre pode ficar pior do que está, afinal, estamos no Brasil". 

Antonio Jose Gomes Marques a.jose@uol.com.br 

Rio de Janeiro

*

MÉDICO DO GOVERNO

A Assessoria do Palácio do Planalto informou que o médico (!) Denis César Barros Furtado, vulgo "dr. Bumbum", prestou seus relevantes serviços no local em 2008, durante o mandato Lula. Afinal, cada governo tem o médico que merece, pois não?

J.S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

*

MINISTÉRIO QUE DÁ TRABALHO

Se existe um Ministério que dá trabalho ao governo, é o Ministério do Trabalho. Trabalho para escolher o ministro, o quadro de aspones e cuidar para roubarem pouco, visto que a regra é roubar muito! Oh pasta difícil, porque não extingui- lá no próximo governo?

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo 

*

COTAS RACIAIS NAS FORÇAS ARMADAS

Pertenço às FFAA brasileiras desde 1966. Jamais conheci instituições mais democráticas em termos de acesso às graduações e postos superiores, bem como aos cursos e estágios inerentes a vida de continuados estudos para as promoções, rigorosamente realizadas pelo critério da meritocracia. Jamais vi um companheiro ser discriminado por qualquer motivação de cor, credo, posição social. Assim, causa-me absurdo espanto o fato de as Forças Armadas serem obrigadas, por decisão judicial, a adotar o sistema de cotas para o ingresso em suas escolas de graduação. Acho que os juízes que tomaram a decisão jamais prestaram a atenção na formatura de uma tropa das nossas Forças Armadas. Caso o tivessem feito, perceberiam que ali se encontram brasileiros de todas as cores, matizes, credos e condições sociais envergando com orgulho a mesma farda, branca, verde oliva, azul que os tornam irmãos idênticos onde um jamais deixará o outro para trás.

Marco Antonio Esteves Balbi mbalbi69@globo.com 

Rio de Janeiro 

*

ROMERO E PEDRINHO JUNTOS

Não foi o técnico corintiano Loss que, quando questionado do por que não entrava com o Pedrinho, saiu pela tangente com aquela conversa mole que ele e o Romero não poderiam jogar juntos? Pois é, o que ele diz agora que com os dois juntos, Romero marcou os dois gols da vitória sobre o Cruzeiro, enquanto antes preferia escalar dois varapaus inúteis? Quanto ao paraguaio, se ele continuar batendo essa bola, o próximo a ir embora será ele. Para Pedrinho falta apenas encorpar mais para resistir aos trancos adversários.

Laércio Zanini spettro@uol.com.br

Garça 

*

DEMISSÃO NO PALMEIRAS

Após derrota para o Fluminense, Roger Machado é demitido do Palmeiras. A diretoria cometeu o mesmo erro que fez ao contratar o também inexperiente Eduardo Batista em 2017. Ou seja: dois anos seguidos jogados fora e sem chances de título algum. Incompetência administrativa inadmissível.

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br 

São Caetano do Sul

*

RESPOSTA

A respeito da reportagem "Lobby do servidor reúne a maior bancada da Câmara", do último domingo (22/7, A8) é muito importante esclarecer que eu fui um dos 45 deputados federais (quatro deles do PSDB), que votou favoravelmente à manutenção do congelamento dos salários do funcionalismo. Não faço parte, portanto, de lobbies do funcionalismo nem de qualquer grupo corporativista. Diferente do que afirma a leitora Éllis A. Oliveira, na edição desta terça-feira, 24/7, nunca apresentei qualquer proposta que beneficiasse o funcionalismo público em detrimento dos interesses maiores da sociedade brasileira. 

Floriano Pesaro floriano45@gmail.com 

Deputado Federal (PSDB/SP)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.