Fórum dos Leitores

FUNDOS AMEAÇADOS

O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2013 | 02h08

Responsabilidade do gestor

Levantamento do Ministério da Previdência constatou um rombo de R$ 528 milhões nos fundos de previdência de servidores nos Estados. Significa que as contribuições dos funcionários para a sua aposentadoria estão seriamente ameaçadas, e isso é antigo no mercado. Além das irregularidades levantadas e, claro, todas contestadas pelos gestores, o que ocorre é a operação, principalmente nas bolsas de valores, de transferir operações malsucedidas em nome dos gestores para os fundos. Ou seja, deu certo a operação, é do gestor; deu errado, bota em nome do fundo. O gestor nunca perde. Eu não conheço nenhum administrador de fundo de pensão que esteja preso ou mal de situação. Apontem-me um.

PANAYOTIS POULIS

ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

Apropriação indébita

Desde a minha juventude - e bota tempo nisso! - acompanho a vampirização que sofrem as instituições criadas como fundos de assistência ao trabalhador, desde seu nascimento. Os meus contemporâneos das décadas de 1940 e 1950 devem estar lembrados das malsinadas siglas Iapi, Iaptec e tantos outras, que sempre sofreram colossais sangrias de dinheiro pertencente aos trabalhadores. Esse procedimento continua, com a entrada do governo federal na apropriação indébita. Do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) são desviados altos valores para a construção de moradias, enquanto a remuneração dos saldos está deixando a desejar. O Fundo de Assistência ao Trabalhador (FAT) tem um déficit estimado em R$ 7,2 bilhões, o que não deixa de ser estranho, pois madame Rousseff, nas muitas aparições na TV, tem apregoado a criação de 1 milhão, até 2 milhões de empregos. E por aí afora. Sabe-se que esses recursos abocanhados pelo governo servirão para acolchoar a cama política da desesperada corrida pela reeleição. Deixar nas mãos do atual governo a utilização do dinheiro do trabalhador é uma temeridade, porque ele jamais retornará. Parodiando Catão no Senado Romano, delenda PT!

JAIR GOMES COELHO

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

CORRUPÇÃO

Ficha-suja?

Parece que no Brasil todo mundo é ficha-limpa, não existem fichas-sujas, tal é a quantidade de parlamentares corruptos que mantêm seu mandato e de funcionários comissionados em altos cargos nos gabinetes dos ministérios e em outras sinecuras. Haja vista as nomeações feitas no Senado, até por seu presidente, e denunciadas pelo Estadão (7/11, A4). O editorial E a ficha, como fica? (6/11, A3) comenta o caso da estarrecedora decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que confirmou sentença da 6.ª Vara da Fazenda Pública no processo de superfaturamento do Túnel Ayrton Senna, em que é acusado, mais uma vez, o ex-prefeito Paulo Maluf - cuja ficha é por demais conhecida. Nessa decisão o tribunal votou com a relatora, que considerou não ter havido dolo na ação do ex-prefeito, tampouco enriquecimento ilícito! Como não? Quer dizer que o superfaturamento e a remessa das sobras do negócio para a Suíça foram feitos "sem querer", por pura distração, portanto, sem dolo, apenas culpa? Esse é mais um exemplo de como nossos tribunais, incluídos os das instâncias mais altas, tendem a favorecer os poderosos e a condenar somente os ladrões comuns, que correm riscos ao agir, ao contrário dos colarinhos-brancos, que se comportam com a certeza da impunidade? Mas isso é muito antigo. Já dizia o padre Antônio Vieira, no Sermão do Bom Ladrão, que "os outros ladrões (os que cortam bolsas) roubam um homem, estes roubam cidades e reinos; os outros furtam debaixo do seu risco; estes, sem temor nem perigo; os outros, se furtam, são enforcados; estes furtam e enforcam".

DECIO PENTEADO DE CASTRO

depecastro@gmail.com

Piracicaba

Leis inúteis

O Brasil dispõe de um festival de leis inúteis. Infelizmente, é a nossa dolorosa realidade. Em consonância com a sábia frase do pensador Thomas Jefferson, vejam se não estou certo e se concordam comigo: "Quando os homens são puros, as leis são desnecessárias; quando são corruptos, as leis são inúteis".

HUMBERTO SCHUWARTZ SOARES

hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

PRIVATIZAÇÃO

Para a Vale valeu

Ainda bem que a Vale foi privatizada, senão estaria agonizando como a Petrobrás. O lucro cresceu 139% no terceiro trimestre, para R$ 7,9 bilhões. São três os motivos para tão estrondoso resultado: elevação do preço do minério no mercado internacional, recuperação das exportações e redução dos custos de operação. Tudo é uma questão de competência, que serve como exemplo para o desgoverno do PT, a Petrobrás e outras estatais. Ainda há tempo de reverter a lastimável situação em que tais empresas se encontram, mas valerá a pena? Para a Vale valeu, os objetivos são outros, não perde tempo com eleições!

LUIZ DIAS

lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

COMÉRCIO EXTERIOR

O Mercosul e a Venezuela

O Brasil tem exportado para o Marrocos produtos como açúcar e milho. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), segundo o gestor de projetos do órgão, constatou que o Marrocos tem potencial para consumir carnes, autopeças, produtos farmacêuticos e máquinas agrícolas, que poderíamos fornecer a esse país africano. Para isso um acordo de livre-comércio seria o caminho. Mas tal acordo só poderia ser feito no âmbito do Mercosul. Acontece que a Venezuela, o novo membro do bloco, se solidarizou com um movimento separatista de Marrocos, o que impossibilita o acordo. A aceitação da Venezuela, por questões ideológicas, começa a produzir seus frutos e benefícios...

MARIO HELVIO MIOTTO

mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

MORDAÇA

Lei da Mídia no Brasil

O PT está decidido, de qualquer maneira, a impor a lei da mordaça em nosso país. O exemplo da Argentina está sendo pano de fundo para que a mesma coisa venha a ocorrer entre nós. O partido espera arrebanhar 1,5 milhão de assinaturas entre os seus próprios correligionários para aprovar no Congresso Nacional a Lei da Mídia, aquela que impedirá que os "malfeitos" e os "caixas 2" jamais sejam denunciados pela imprensa livre e independente. Como o nosso país já está na UTI da desmoralização política e administrativa, o que impede que os nossos representantes no Legislativo aprovem e a nossa presidente não vete tal propositura...? É o fim! O último a sair, por favor, apague a luz.

ALOISIO A. DE LUCCA

aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

*

LADRÕES EM LIBERDADE

Estão soltos os acusados de roubar pelo menos R$ 500 milhões das crianças (verba da educação) e dos velhinhos (verba da saúde) paulistanos. Pergunta: onde estavam os aguerridos jovens de junho passado, que não estavam na frente da delegacia para se manifestar à saída desses criminosos? Estão soltos e dificilmente voltarão para trás das grades. Que decepção com a Justiça e com os jovens!

Eduardo Britto

britto@znnalinha.com.br

São Paulo

*

CRIME CONTRA OS PAULISTANOS

A quadrilha que roubava os cofres da Prefeitura de São Paulo foi exposta em rede nacional e não terá mais como se esconder. As grandes construtoras de São Paulo pagavam mesada à quadrilha para fraudar o Imposto sobre Serviços (ISS). Mas o roubo não ficou somente no ISS, fraudaram o IPTU também e enriqueceram. O prefeito Fernando Haddad (PT) achou mais correto aumentar o IPTU, depositando a conta do rombo nas costas dos contribuintes, do que usar a lei e trazer de volta o montante roubado. Os quadrilheiros usaram a rota conhecida de Miami para lavar a dinheirama. Pobre cidade, tão linda, um paraíso para os olhos, mas um paraíso para abrigar corruptos. Como sempre, uma denúncia anônima de alguém que pode ter ficado fora do jogo levou o Ministério Público a fazer uma investigação mais profunda. Os crimes estão postos: lavagem de dinheiro, corrupção ativa, passiva e outros. Para o cidadão comum, fica a pergunta aguardando uma resposta: os envolvidos serão punidos e o dinheiro voltará aos cofres? Se nada for feito, continuaremos financiando a corrupção e dando mordomias a parlamentares? Acorda, Brasil!

Izabel Avallone

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

É SÓ FAZER O SEU TRABALHO

Quando Fernando Haddad estava se vendo em papos de aranha para aprovar o assalto do IPTU paulistano, eis que o próprio poste-prefeito anunciou que as investigações descobriram que a gangue do ISS também fraudou o IPTU da cidade. É isso aí, prefeito, se trabalhar com afinco e não contar apenas com aumentos de impostos, como sói acontecer com as administrações petistas, vai achar tanta fraude ao seu redor que vai conseguir baixar não só o IPTU, mas a tarifa do transporte coletivo também...

Victor Germano Pereira

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

PEIXES GRANDES E PEQUENOS

O nome do ex-prefeito Gilberto Kassab já apareceu amplamente em acusações gravíssimas no escândalo do roubo do ISS no município de São Paulo, mencionado várias vezes pelos auditores presos em gravações telefônicas autorizadas pela Justiça. A estimativa é de que o montante desviado chegue a meio bilhão de reais. Nenhum sistema orçamentário público deixaria escapar semelhante valor de seus controles, por piores que fossem, sem que o chefe do Executivo deixasse de perceber. Entretanto, o Ministério Público parece que existe somente para acusar peixes de pesagem diminuta ou média, no máximo. Os pesadões nem sequer são interrogados e seu patrimônio, investigado. Esse receio não engrandece a função dos promotores.

Ademir Valezi

adevale@gmail.com

São Paulo

*

CORRUPÇÃO NA PREFEITURA

Alô, seu Kassab, agora dá para entender o que é cidade "limpa".

Decio Fischetti

etcmkt@terra.com.br

São Paulo

*

GESTÃO KASSAB

A gestão Kassab será lembrada por três bandeiras: cidade limpa, fiscais sujos e o abandono que prossegue na maior cidade do País, desgovernada, cuja qualidade de vida, em comparação com outras regiões do País, disparado é a pior, levando em conta os fatores saúde, violência e educação. Somos pobres, principalmente de bons governantes.

Yvette Kfouri Abrão

abraoc@uol.com.br

São Paulo

*

BATATA QUENTE NA MÃO

Vamos aguardar como ficará a postura do prefeito Fernando Haddad (PT) sobre a investigação do ex-prefeito Gilberto Kassab, citado pelos fraudadores do ISS como sabedor do esquema. Ao ser citado, Kassab imediatamente procurou o presidente do PT em São Paulo, o deputado Edinho Silva, solicitando deste a imediata paralisação da investigação, alegando ser seu nome importante para o PT nas eleições de 2014. Conclui-se, então, que ou Haddad segue adiante com suas intenções de investigar esse astronômico rombo de R$ 500 milhões, o que seria correto, ou obedecerá às recomendações de seu partido, cujo interesse no momento é ganhar as eleições em São Paulo, a qualquer preço. A investigação completa deste escabroso esquema pode ser prejudicada quando o jogo político entra em cena.

Francisco Zardetto

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

MÁS COMPANHIAS

Kassab, diga-me com quem andas desde que fundaste o seu partido, e eu te direi que és: corrupto como eles.

Jani Baruki

janibaruki@bol.com.br

São Paulo

*

FOCO NAS INVESTIGAÇÕES

A discussão entre Haddad e Kassab não pode desviar a divulgação dos fatos importantes que estão acontecendo na capital paulista. A cada momento surgem informações sobre a estrutura de uma quadrilha que era formada por alguns maus servidores e empresários desonestos, da área da construção civil. Que os dois políticos tenham a sensibilidade de moderar suas manifestações e dar mais destaque ao trabalho de quem está fazendo as investigações. E que os culpados, tanto do serviço público como do empresariado, não apenas sejam condenados, mas que devolvam o que desviaram do erário.

Uriel Villas Boas

urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

*

A CORRUPÇÃO E AS FORÇAS OCULTAS

Embora exista a grande gama de recursos à disposição de quem pode pagar bons advogados (e muitas paga com o dinheiro roubado!), é do grande interesse nacional a criação de legislações especiais para penalizar os corruptos. Os que já tiveram apreendidos ou tornados indisponíveis barcos, carrões, imóveis e outros bens incompatíveis com sua renda, não deveriam ter mais o direito à liberdade, pois, com seus roubos, podem ter provocado o caos nos serviços públicos, o sofrimento e a morte de incontável número de brasileiros. As manchetes todos os dias mostram cartéis, desvios, golpes, grandes danos ao erário com o envolvimento de estatais e repartições, e o povo (pasmem!) fica indiferente. No passado, por muito menos, caíram presidentes e governos inteiros. Seriam esses esquemas as tais "forças ocultas" a quem Jânio Quadros disse ter-se negado a servir e, por isso, foi obrigado a renunciar e ainda a levar para o túmulo sua verdadeira identificação?

Dirceu Cardoso Gonçalves

aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

CRISE DA HONESTIDADE

O problema da fiscalização é o calcanhar de Aquiles em qualquer parte do mundo, desde Adão e Eva. Via de regra, é a natureza decaída que sucumbe à tentação quando se tem uma visão apenas terrena da importância dos bens materiais. Infelizmente, pelo menos a maioria dos que criticam, se estivesse lá, também seria corrupta em alguma escala. Para tanto, basta relativizar o conceito de corrupção ou de propina. Por exemplo, neste caso, o que significam R$ 500 milhões para a Polícia de São Paulo? Serviria apenas para engordar os altos salários dos apaniguados ou para pagar superfaturamentos de obras públicas, como se um erro justificasse outro. A nossa crise moral é crise de pessoas desonestas. No serviço público, é frequente alguém da área dizer: "se o chefe de tal funcionário altamente suspeito soubesse, a coisa seria diferente". Depois se fica sabendo que o chefe já sabia mais e antes do que este alguém, e infelizmente nada acontece.

Marisa Stucchi

marisastucchi@hotmail.com

Ribeirão Preto

*

MAIS ROLO

O Ministério Público Estadual investiga suposto envolvimento do vereador Aurélio Miguel com o grupo de auditores fiscais liderado pelo ex-subsecretário da Receita Municipal Ronilson Bezerra Rodrigues. O parlamentar foi citado por uma das testemunhas ouvidas pelos promotores na semana passada. A testemunha, cujo nome está sendo mantido em sigilo pelos promotores do Grupo de Atuação Especial em Delitos Econômicos, contou supostos detalhes sobre a relação do vereador com Rodrigues. Aurélio Miguel nega qualquer envolvimento com o ex-subsecretário. "Nunca recebi nada do Ronilson nem para campanha nem para outra finalidade, essa notícia não é nova e o vereador já teve seus bens multiplicados por muito desde que entrou na vida pública e saiu da privada. Aurélio, quem te viu e quem te vê. Como o dinheiro muda as pessoas... Lamentável.

Mustafa Baruki

mustafa-baruki@bol.com.br

São Paulo

*

OS LARANJAS

Aos "espertos laranjas" de plantão, é importante saber que, quando a casa cai, os chefes nunca sabem de nada e, principalmente, jamais serão presos. Portanto, se quiserem arriscar ganhar um dinheiro fácil, é melhor dar preferência ao "preto no branco", para provarem que não agiram sozinhos. Caso contrário, ficarão mais isolados e "vermelhos de raiva" que um paciente com doença contagiosa, e serão os únicos culpados. Perguntem ao Marcos Valério...

Mário Issa

drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

*

MEMÓRIA FRACA

Agora é Jilmar Tatto, secretário municipal dos Transportes de Fernando Haddad, a declarar que "não se lembrava da sociedade de sua mulher, Adli Tatto, com o fiscal Moacir Fernando Reis, e que não sabia que ele era investigado". Parece que todo petista pego envolvido com algum malfeito (antigamente conhecido como corrupção) passa a sofrer do mal de Alzheimer, perde a memória recente, mas não esquece fatos pretéritos idênticos, quando os interessa.

Claudio Juchem

cjuchem@gmail.com

São Paulo

*

PARADIGMA DO GOVERNO ATUAL

A corrupção é, de fato, uma das piores mazelas que assolam os países do Terceiro Mundo, alguns deles em maior grau, como no caso do Brasil. Isso piorou como nunca antes na história da República a partir de 2003, quando ela, na prática, foi institucionalizada pelos que atualmente se acham donos e pretendem continuar no poder. Ou nós, eleitores, fazemos algo para mudar isso, ou vamos afundar junto com eles.

Humberto Boh

hubose@gmail.com

São Paulo

*

INOCENTES

As manifestações debochadas de José Dirceu ("o Brasil sabe que sou inocente") e de Rose Noronha ("não fiz nada de errado") ofendem a todos nós, cidadãos de bem. No caso de Dirceu, nem mesmo a sua "base aliada" no Supremo Tribunal Federal (STF) o julga inocente, apenas busca reajustar sua pena para que ele a cumpra em liberdade. Se pegar o Dirceu foi difícil, pois ele tentou apagar seus rastros, a segunda-dama foi grampeada, e suas declarações, expostas publicamente, mostram a proximidade e promiscuidade com bandidos e poderosos. É muita cara de pau!

Roberto Maciel

rvms@oi.com.br

Salvador

*

CULPADOS

Sim, Zé Dirceu é tão inocente quanto Lula, Kassab e governos do PSDB, que nunca souberam do mensalão, do roubo no ISS e muito menos do cartel dos trens. Todos, com absoluta certeza, são inocentes. Os verdadeiros culpados somos nós, que confiamos nessa corja.

Arnaldo de A. Dotoli

arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

*

EU NÃO

Sr. José Dirceu, não generalize, por favor. Faço questão de ser excluída do seu comentário.

Tânia Pinotti

tkita@uol.com.br

São Paulo

*

COMOÇÃO

José Dirceu diz ser inocente no caso do mensalão. Quanta comoção.

Cícero Sonsim

c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

*

OS BRASILEIROS SABEM QUEM ELE É

Ora, os brasileiros sabem muito bem quem José Dirceu é. E também sabem muito bem o que ele merece. Com o desvio de verba pública no episódio de corrupção conhecido como mensalão, e com o julgamento no STF indicando que ele foi o chefe da quadrilha, muitos leitos de hospitais foram fechados, muitas escolas deixarão de ser construídas e muitas moradias populares não foram entregues. Portanto, não é necessário apresentar-se, os brasileiros o conhecem muito bem. E, por favor, que ele não jogue a culpa da sua condenação nas costas da "imprensa conservadora" ou das "elites dominantes", os petistas têm de encontrar uma nova desculpa, porque essa já nos cansou. Cadeia já!

Antônio Carelli Filho

palestrino1949@hotmail.com

Taubaté

*

FEDERALISMO E DESIGUALDADE

O artigo "Federalismo e desigualdade regional", dos autores Constantino Cronemberger Mendes e Antonio Lassance ("Estadão", 11/11, A2), é brilhante. Em síntese, ele fala da "assimetria" das políticas demográficas da Federação com as Regiões Norte e Nordeste. Na verdade, o Poder Executivo da União tem uma dívida histórica com essas regiões que se acham afastadas do resto do País, por falta de transportes adequados. Nós precisamos de uma "Transiberiana".

Ricardo Mutran

ricardo@mutran.com

São Paulo

*

SEGREDO BRASILEIRO

A NSA norte-americana deve estar "babando" de curiosidade sobre as atividades de cientistas brasileiros nos laboratórios do Centro Experimental Aramar, da Marinha brasileira, em Iperó (SP). Pelo tempo gasto nas pesquisas e pela exiguidade das verbas a elas destinadas, espiões da agência desconfiam de que deve estar saindo do forno um reator atômico inédito, tecnologicamente revolucionário, de custo irrisório, que poderá abalar o mercado internacional de energia, apropriado, inclusive, para equipar submarinos nucleares capazes de ficar décadas submersos. Levando em conta a localização dos laboratórios, mais ou menos a 202 km do litoral, supõe-se que esses submarinos poderão ser anfíbios, com dimensões adequadas para transitar na Rodovia Castelo Branco, Marginal do Pinheiros, Avenida Bandeirantes e Rodovia dos Imigrantes, para alcançar, com segurança, o litoral santista.

Sergio S. de Oliveira

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

OBAMA PENSA QUE O BRASIL INVESTE

Caro leitor sr. Valdy Callado ("Engano de Obama", "Fórum dos Leitores", 11/11, A2), Barack Obama pode também estar assistindo a muita propaganda (enganosa) de intenções futuras do PT, que nunca acontecem, e acreditando em promessas, como uma parcela de 50% de brasileiros, sem se dar conta.

Nelson Pereira Bizerra

nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

*

GRAMPOS

Comentando a carta do leitor sr. Valdy Callado, de 11 de novembro, obviamente Barack Obama obteve suas informações nos grampos do telefone de Dilma.

Jeferson Romagnoli

jefromagnoli@gmail.com

São Paulo

*

ESQUIZOFRENIA

Por que tanta esquizofrenia quando se descobre que é espionado? Qual a vantagem em espionar aquilo que jamais se fez oculto? No Brasil, tudo é feito às claras por políticos, empresários e banqueiros, e a própria criação do fenômeno Eike Batista foi a bem-sucedida criação de um mago eleitoral mesclado com uma boa pitada de pré-sal, para temperar o paladar dos eleitores brasileiros mais incautos que nunca se perguntaram por que os Estados Unidos e a Europa não embarcaram nos leilões circenses das descobertas petrolíferas e nas fantasias que por aqui se promovem. Será que os gringos sabiam mais do que nós a respeito do novo bilionário criado artificialmente pelo rei Midas da política latino-americana?

Leon Diniz

leondinizdiniz@gmail.com

São Paulo

*

A ABIN TERIA ESPIONADO JORNALISTAS

Cumprimento o tenente-coronel André Costa Soares, ex-analista da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), um homem de bem que se recusou a cumprir missão ilegal que lhe foi atribuída. Este senhor é do Exército de Caxias, tendo trabalhado no seu Centro de Inteligência, o injustamente mal falado CIE. A revista "Veja" foi econômica e direta na reportagem desta semana, deixando claro como o sistema militar funciona. O tenente-coronel, mesmo na reserva, recusa o papel de Judas, não precisa disso para sentir-se honrado. Basta que seus companheiros saibam. Quanto à Abin depois de 2002, é outra história.

Roberto Viana Santos

rovisa681@gmail.com

Salvador

*

ARAPONGAGEM GERAL

Diz o provérbio: "Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão". O que caberá ao "espionado que espiona o espião" e que esperneou antes do tempo? A cara de pau desmascarada? O direito da desculpa esfarrapada?

Luiz Nusbaum

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

OS AMIGOS DE LULA

Atualmente, verificamos nos jornais, nos setores de crimes e falcatruas, alguns dos principais amigos de Lula e do PT, seus financiadores, como Odebrecht, JBS e o "Grupo X". Odebrecht tem algumas das maiores obras no Brasil e os Grupos JBS e "X", as maiores dívidas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Petrobrás certamente não reaverá os recursos desviados no contrato da Odebrecht, que, como tudo que interessa ao PT, está "bem protegido". Assim, Lula incentivou e "garantiu" recursos para essas empresas financiadoras de suas campanhas ou de Dilma. Enquanto isso, o BNDES precisa exigir mais recursos do Tesouro Nacional, que por sua vez deve reduzir aplicações em outras áreas, como educação e saúde, por exemplo. Assim o déficit fiscal brasileiro bateu os recordes anteriores e se apresenta como um imenso problema para a nossa economia. Entretanto, Lula e Dilma não têm problemas, pois dispõem dos recursos, quando necessário, e seus amigos empresários não serão alcançados pela Justiça porque, como estamos verificando com o processo do mensalão, a maioria no STF apoia os petistas.

Fabio Figueiredo

fafig3@terra.com.br

São Paulo

*

FALÊNCIA TOTAL

Após os protestos de junho, por causa da ineficiência (incompetência) do governo, logo apareceram os chamados black blocs causando transtornos com suas ações de depredação do patrimônio público e privado nas manifestações. Talvez a ausência dessas ações pudesse ter dado continuidade às reivindicações populares. Então chegou a esperada hora do julgamento do mensalão, mas desta vez a presidente Dilma Rousseff, ela mesma, se fez advogada, aproveitando-se da espionagem americana para distrair o resultado do julgamento. Todo mundo se lembra da campanha eleitoral, quando dona Dilma Rousseff dizia ser contra as privatizações feitas pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Mas agora, no seu atual governo, ela aderiu às privatizações, primeiro na concessão dos aeroportos, que ela chama de parceria público-privada, e agora para salvar a Petrobrás da quase falência. Como para um desagrado sempre aparece outro, após o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), decretar aumento do IPTU, para desviar a atenção apareceram as denúncias, após oito anos, de desvio do dinheiro público pelos fiscais da Prefeitura de São Paulo. Claro que isso tudo só veio à tona neste momento para desmoralizar o PSDB. Para encerrar a semana vergonhosa, veio a última: o pedido de paralisação de sete obras do PAC pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por causa de superfaturamento, que só causa mais transtornos aos cofres públicos. Ah, tem mais uma: por fim, a OSX Brasil, empresa de construção naval do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, informou que o seu conselho de administração aprovou o pedido de recuperação judicial.

Márcia Callado

marciacallado@bol.com.br

São Paulo

*

EIKE, UM BARCO FURADO DO PT

O PT do demagogo Lula apenas tem se mostrado capaz, nestes 11 anos, quando assunto é eleição. Em três ocasiões elegeram presidentes da República. São donos de uma grande bancada no Senado e na Câmara. Além de centenas de prefeitos, alguns governadores, etc. Mas, no quesito administração pública, é um desastre! Gastam até o que não se deve dos recursos do Tesouro. A economia patina cada vez mais com seus PIBs medíocres e investimentos em infraestrutura idem. E, não satisfeitos, estranhamente venderam ao mercado que com verbas bem subvencionadas do BNDES iriam transformar empresas brasileiras em campeões de mercado e projeção mundial. E quebraram a cara com várias delas... Eike Batista, mesmo sendo um empresário de pouco lastro, mas exímio especialista em vender ilusões, foi como o queridinho do Planalto, um dos escolhidos pelos anjinhos do petismo, Lula e Dilma. Sabe Deus por quê. Eike, que não tem nada de bobo, com essa mamata conseguiu do BNDES e da Caixa Econômica alguns bilhões de reais para serem investidos em suas empresas, como a OGX e a OSX, que por coincidência, infelizmente (mas previsto pelos analistas sérios), acabam de pedir recuperação judicial. Suas ações na bolsa de valores estão suspensas. As dívidas da OGX ultrapassam R$ 11 bilhões e as da OSX, pouco acima de R$ 5 bilhões. E os contribuintes mais uma vez vão pagar a conta e absorver esses bilionários prejuízos. Enquanto isso, Lula e Dilma ufanamente continuam afirmando que o nosso país está uma maravilha! Infelizmente, agem assim perante a sociedade brasileira, a mesma que lhes confiou o cargo máximo desta República por três vezes, como se fossem camelôs vendendo produtos pirateados. Essa é a realidade nua e crua.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

EIKE BATISTA

John D. Rockefeller dizia que "o melhor negócio do mundo é uma companhia de petróleo bem administrada e o segundo melhor é uma companhia de petróleo mal administrada". Ao entrar em regime de pré-falência, o Grupo EBX, de Eike Batista, conseguiu a "proeza" de negar ambas as frases, fazendo evaporar bilhões de dinheiro público e privado em poços que estão jorrando prejuízos, em vez de petróleo. Poço furado, dólar furado, papo furado!

J. S. Decol

decoljs@globo.com

São Paulo

*

O ‘X’ DA CORRUPÇÃO

A letra X sempre me lembra incógnita desde meus tempos de estudante. Em tempo mais recente, a letra foi alugada por um quadrilheiro para nominar empresas de fachadas sem perder a sua aura característica do desconhecido. Quando usada pela ciência, chega-se a uma conclusão. Quando usada por bandidos, nada se conclui. Portanto, estou lançando um desafio à sociedade brasileira para resolverem a seguinte equação: X1 = Eike + BNDES - (GOV+PT) = X2. X2 = GOV + PT = R$. Quanto?

Humberto de Luna Freire Filho

hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

MAIS DO PT EM 2014

O ano de 2014 promete. O sr. Lula fez a seguinte declaração: "Dilma e Padilha são prioridades". Traduzindo para o bom Português: nós ainda não roubamos o suficiente. Agora, queremos o governo do Estado de São Paulo para fecharmos a "tríplice aliança". Infelizmente, é bem provável que isso aconteça. Tomem Dilma (poste 1) e Haddad (poste 2) como exemplos. Socorro!

Adriana Aulisio

aulisiodri@gmail.com

São Paulo

*

AS CORDINHAS DE LULA

São tantas as marionetes que o operador ainda terminará enredado nos cordéis...

A.Fernandes

standyball@hotmail.com

São Paulo

*

O RETROSPECTO ADVERTE

Lula, que para mim foi o real chefe do mensalão, e Dirceu foi só uma cortina, disse que Dilma e Padilha são seus preferidos na próxima eleição para os palácios do Planalto e Bandeirantes. Dado seu histórico, nenhuma pessoa patriota e ética deve votar nessas inutilidades, que nos cargos atuais têm tido atuação péssima e prejudicial ao País. Indicação do ex só pode ser bom negócio para ele e sua corja e mau negócio para os demais. Chega de PT.

Mário A. Dente

dente28@gmail.com

São Paulo

*

FAZENDO ‘O DIABO’

Lula tem certeza de que o Brasil é uma extensão do sindicato que comandou por décadas. Manipula, interfere, trapaceia, sempre visando ao "pudê" absoluto. Infelizmente, os que votam na cambada acham que eles realmente estão preocupados com o bem-estar de todos. Acorda, Brasil!

Jose Roberto Iglesias

rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

*

VESTIDOS PARA A PROPAGANDA

Se este programa Mais Médicos fosse coisa séria, e não uma mera jogada eleitoreira para fazer a cabeça de incautos e desavisados visando à reeleição de Dilma e a eleição de Padilha para o governo de São Paulo, esses 150 cubanos que acabaram de desembarcar em Guarulhos não viriam fantasiados de médicos, vestidos a caráter, de jalecos brancos. Médico de verdade não viaja de jaleco, que só é usado em hospitais e em postos de saúde. Para dar mais impacto à fantasia, sugiro que da próxima vez venham com estetoscópios pendurados nos pescoços. Vai valorizar a foto do desembarque.

Ronaldo Gomes Ferraz

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

A FÚRIA DO VENTO

Nas Filipinas, milhares de pessoas foram ceifadas pela fúria de um tufão. Como não há tecnologia que nos defenda da fúria dos ventos, o ideal seria que nossos governadores se preocupassem mais com o meio ambiente ao invés de pensarem apenas em reeleição.

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

A TRAGÉDIA DE CADA UM

Se não somos castigados pela natureza, como aconteceu com o supertufão que atingiu as Filipinas, somos, entretanto, vítimas de mazelas socioeconômicas e morais, que matam mais que ditos fenômenos naturais de outras plagas. Violência urbana provocada por narcotraficantes e milicianos, bem como a má gestão nas áreas da saúde e educação, como também a corrupção em setores da administração pública, são tragédias mais virulentas que as provocadas pela natureza. Urge que nos conscientizemos no sentido de sanar tais aberrações para construirmos a nação civilizada com que tanto sonhamos.

José de A. Nobre de Almeida

josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

A MORTE DO MENINO JOAQUIM

Não é sem sentido que milhões de seres humanos preferem ter um cão como companheiro. O caso do garotinho Joaquim, de 3 anos, que foi morto e jogado num rio em Ribeirão Preto, choca, balança nossa integridade humana e agride nossa razão de viver e crer numa "possível justiça divina", pela qual tais criaturas terão de acertar suas contas com Aquele que certamente deve ter-se arrependido de tê-los colocado no seio da humanidade. Continuo preferindo os cães, em vez de demônios travestidos de seres humanos.

Aloisio A. de Lucca

aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.