Fórum dos Leitores

MENSALÃO

O Estado de S.Paulo

23 Novembro 2013 | 02h08

Manifesto golpista

Infelizmente, o manifesto engendrado por Zeca Dirceu traz um conteúdo nitidamente golpista. A discordância é um valor democrático, mas o ataque frontal ao Poder Judiciário trai o caráter autoritário dos que se julgam donos da verdade. Os ministros Ayres Britto, Marco Aurélio e Celso de Mello, só para citar alguns, são portadores de notável saber jurídico e reputação ilibada. Embora outro deles não o seja, nem por isso é válido tentar desmoralizar a mais alta Corte do País. Ainda que na Venezuela, em Cuba e na Bolívia senadores e políticos de oposição tenham sido presos sem julgamento, o verdadeiro chefão dos mensaleiros, o homem mais cínico do Brasil, diz que lá existe excesso de democracia... É a coerência petista!

JOSÉ E. BANDEIRA DE MELLO

je639@terra.com.br

São Paulo

Má índole

Infeliz a afirmação do ilustre causídico Celso Antônio Bandeira de Mello de que Joaquim Barbosa é uma pessoa de índole má, com pouco sentimento humano. Até sugeriu o impeachment do ministro! Mas quem seria uma pessoa de boa índole para esse senhor, os mensaleiros José Dirceu, Genoino, João Paulo Cunha, Valdemar Costa Neto, Marcos Valério, etc., que, a seu ver, estão presos injustamente?

ARNALDO LUIZ DE OLIVEIRA FILHO

arluolf@hotmail.com

Itapeva

Fundamentalismo petista

Nós, brasileiros ainda não contaminados pelo vírus do fundamentalismo petista, precisamos organizar-nos para lutar contra seu objetivo: a implantação de regime totalitário de esquerda em nosso país. Aí está o motivo de tanta lamúria pela condenação dos criminosos do mensalão. Querem os petistas inverter os valores, desrespeitando o ministro Joaquim Barbosa, por ter ele sido obediente à lei, mandando seus companheiros para a cadeia. Até a presidente da República se engajou nessa empreitada ao defender José Genoino, como se ele estivesse sendo injustiçado. Na questão de sua saúde, é claro que os advogados querem dar um jeitinho de entortar a verdade. No Brasil e no mundo há um incalculável número de safenados trabalhando normalmente sem recorrer à invalidez para se aposentar. Há até atletas sem pernas competindo em Olimpíadas. Mas, para o PT, a falta de um mindinho é motivo de aposentadoria por invalidez. Que vergonha! Mas, como se diz, Deus é brasileiro, as eleições estão chegando e o petismo sairá da História deste país juntamente com sua "cumpanheirada". A presidente Dilma que se cuide.

VICENTE MUNIZ BARRETO

dabmunizbarreto@hotmail.com

Cruzeiro

Preocupação da presidente

Se dona Dilma tivesse pelo povo a mesma "grande preocupação" manifestada em reunião com senadores sobre a saúde de Genoino, o SUS teria "padrão Fifa". Aliás, dona Dilma ficou preocupada com o problema de coluna do ministro Joaquim Barbosa, que lhe causava dores horríveis e por isso tinha de ficar em pé ou apoiado no espaldar de uma cadeira para levar adiante o processo do mensalão, de interesse de toda a Nação, e não só do PT?

JOSÉ GILBERTO SILVESTRINI

jsilvestrini@hotmail.com

Pirassununga

CASO SIEMENS

Esclarecimento

Na matéria Ex-diretor da Siemens aponta caixa 2 de PSDB e DEM e cita propina a deputados (21/11, A4), fui acusado de forma leviana e tomarei todas as medidas jurídicas para me preservar e responsabilizar os caluniadores. Nunca conversei com o sr. Everton Rheinheimer e desconheço as motivações que o levaram a fazer acusações mentirosas, graves, sem provas. Também considero grave e mal-intencionada a maneira como o suposto relatório que esse senhor teria remetido ao Cade foi encaminhado à imprensa. Conheço o engenheiro Arthur Teixeira, que se formou na mesma escola que eu (Poli-USP); participei de seminários e debates com ele sobre questões de transportes. E nenhuma relação comercial, muito menos ilícita, com ele mantive. A própria matéria desqualifica o leniente quando detalha seu acordo com o PT e sua esperada recompensa quando pleiteia ser nomeado diretor de uma estatal. Reafirmo que tomarei medidas jurídicas imediatas assim que tiver acesso ao inquérito.

ARNALDO JARDIM, deputado federal (PPS-SP)

deputado@arnaldojardim.com.br

São Paulo

HISTÓRIA

Líbano, 70 anos

No ensejo do 70.º aniversário de independência do Líbano, comemorado ontem, vale relembrar a história desse país. O que hoje é o Líbano há 5 mil anos foi a Fenícia. A civilização nasceu e tomou corpo no litoral libanês, de seus cais zarparam os destemidos nautas fenícios, levando os princípios da navegação a todos os recantos do mundo de então. Em suas viagens pelo Mediterrâneo fundaram colônias importantes, como Cartago, Cádiz, Marselha, Malta, Sicília, Sardenha e Córsega. Por suas montanhas andou Noé. Ali está Biblos, a cidade mais antiga do mundo. Audazes viajantes, dobraram o Cabo da Boa Esperança, circum-navegando a África séculos antes da era cristã, chegaram à América 2 mil anos antes de Colombo e ao Brasil logo antes de Cabral (conforme inscrições na Pedra da Gávea e em outros sítios na Paraíba). Sua maior contribuição para a História da humanidade, porém, foi a invenção e propagação do alfabeto e da escrita. Beirute, sua capital, deu luz às letras jurídicas e a Roma cinco imperadores de origem libanesa. Naquela cidade fundaram a primeira e maior universidade de Direito do mundo à época. Entre seus mestres encontramos dois grandes vultos do Direito universal, os gênios fenícios Ulpiano e Papiano. Daí o apelido dado a Beirute, "mãe das leis". Em 1516 os turcos incorporam o país ao Império Otomano. Séculos mais tarde, derrotada na 1.ª Guerra Mundial, a Turquia perdeu as colônias. Em 1920 foi declarado o Estado do Grande Líbano, sob o domínio da França, tornando-se em 1926 a República do Líbano. A declaração da independência concretizou-se em 22 de novembro de 1943. País dos cedros, imponente característica de sua bandeira, cantados nas páginas do Antigo Testamento, o Líbano foi o último reduto de liberdade do Oriente Médio, um dos pontos altos da cultura universal e da coexistência entre as religiões. O país viveu plenamente a sua independência de 1943 a 1975. Por solicitação da Associação Cultural Brasil-Líbano, o Congresso Nacional decretou e o presidente Lula sancionou a Lei n.º 12.268, de 21/6/2010, instituindo a data nacional do Líbano, 22 de novembro, como o Dia da Comunidade Libanesa no Brasil. Data de grande relevância para a comunidade, pois o Brasil é o país que abriga o maior número de libaneses e descendentes no mundo (aproximadamente 8 milhões), e com muito orgulho faz parte da história da maior metrópole da América do Sul.

LODY BRAIS, presidente da Associação Cultural Brasil-Líbano

brasil.libano@gmail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

 

GENOINO VAI PARA CASA

O deputado federal José Genoino (PT), julgado e condenado na Ação Penal 470 (mensalão), como é público e notório, conseguiu, por decisão do ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorização para tratar seu mal cardíaco em casa, portanto fora da prisão, visto ter se submetido recentemente a uma intervenção cirúrgica. Passou mal na prisão, embora, quando para lá foi encaminhado, fazia publicamente gestos fervorosos, repetidos várias vezes, com braço levantado e punho fechado, tudo com bastante energia, como se viu pela mídia. Conseguiu, também, por manobra de parlamentares petistas, adiamento da abertura do processo da sua cassação, para obter, antes, sua aposentadoria por invalidez, livrando-se desse processo. Tem razão o poeta cancioneiro brasileiro com seu verso "o coração tem razões que a própria razão desconhece".

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

*

PRENDAM-ME, POR FAVOR!

Se é para ficar preso em casa, ao lado da família e com todo o conforto, recebendo o polpudo salário de deputado federal, essa punição eu também quero. Prendam-me, por favor!

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

*

JUNTA MÉDICA

Inicialmente, desejo que o paciente sr. Genoino melhore seu estado de saúde, torço para tal. Para tanto, foi transferido a um instituto cardiológico para uma melhor avaliação e conduta, local correto para fazê-lo. Para uma avaliação mais acurada, convoca-se uma junta médica, composta por profissionais habilitados (CRM) e experientes na sua condução, também ação correta, aliás, prática rotineira em nossos hospitais. Como sugestão, poder-se-ia convidar para opinar nessa junta um "colega" cubano. Até tenho uma indicação: "dr." Isole Gomez Molina, já afastado do cargo por erro médico.

 

Claudio A. S. Baptista clabap@ip2.com.br

São Paulo

 

*

MENSALEIROS

É sempre assim. Henrique Pizzolato está com depressão, José Genoino, com o coração abalado, José Dirceu se faz de vítima, e o povão brasileiro cai nessa. Tem pena ver um safado ou um criminoso sofrer. Tem gente com pena até do Felix, da novela. Enquanto isso, Lula continua se safando e dando as cartas com a presidente, fazendo de tudo para dizer que governa a Nação, onde a bandalheira e a corrupção comem soltas e a economia desastrada nos está levando para o buraco. A polícia se vê impotente, até para conter os Black Blocs e o PT, com sua tropa de choque, continua atacando quem for, basta entrar no seu caminho, como faz agora com o STF. E aí eu me pergunto: um país assim pode dar certo?

 

Miguel Pellicciari emepe01@uol.com.br

Jundiaí

 

*

QUESTÃO HUMANITÁRIA?

A sra. Dilma Rousseff se diz preocupada com a situação de Genoino, já que se trata de questão humanitária: "Eu sei as condições de saúde dele. Ele teve uma doença extremamente grave do coração, toma anticoagulante". Interessante a presidente se preocupar com um "cumpanhero", mas não com tantos brasileiros em iguais condições que não têm a sorte de se tratar no Sírio-Libanês, fazendo uma cirurgia que custa caríssimo, e tudo à custa destes mesmos brasileiros. Recebendo seu salário de deputado federal, que gira em torno de R$ 26mil, mesmo afastado das funções. Agora, para a população brasileira, a questão humanitária é o SUS e os curandeiros cubanos, isso se sobreviver, enquanto para os "cumpanheros" o tratamento é vip e no Sírio-Libanês, sua base aliada médica.

 

Agnes Eckermann agneseck@gmail.com

Porto Feliz

 

*

O QUE A PRESIDENTE VÊ

A presidente Dilma está preocupada com a saúde de Genoino e a prisão domiciliar é uma questão humanitária. Lá na cadeia tem gente que cuida dos presos, de cabeleireiro a médico, e aqui fora... Ah, sim, tem fila do SUS e ela nem vê gente morrendo em maca e no chão.

 

Sérgio Barbosa sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

 

*

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS

Pela TV, dona Dilma declarou que o presidiário José Genoino merecia tratamento médico e que era "uma questão humanitária no seu ponto de vista pessoal", de onde se conclui que, dentro de sua visão pessoal e menos ainda da visão presidencial, ela não considera a tal questão humanitária para os idosos aposentados que sofrem muito mais e não têm o direito de "exigir" nada conforme o fez a família do dito condenado, às lágrimas, para comover a população - autêntica encenação patética e melodramática de uma "tragédia grego-petista". E dona Dilma perde, assim, a oportunidade de mostrar ao País a "eficiência" dos médicos cubanos - por que não?

 

João Roberto Gullino jrobertogullino@gmail.com

Petrópolis (RJ)

 

*

POUPE-ME!

Quando o sr. Genoino, com o dinheiro do povo, usufruía do mensalão, a saúde era de ferro; foi condenado e, agora que está doente, requer tratamento especial? Poupe-me, dona Dilma.

 

Elza D’Ambrosio Busato elza.busato@uol.com.br

São Paulo

 

*

LOGICA DA PRESIDENTE

Muitas vezes não é fácil entender a lógica da presidente Dilma Rousseff. De fato, recentemente, a presidente manifestou preocupação humanitária com a prisão do deputado José Genoino, que, de fato, está doente. Ora, pois, o colossal escândalo do mensalão, cujos protagonistas desviaram bilhões do dinheiro público, tinham a indecente finalidade de comprar votos de vários membros do Poder Legislativo com vistas ao apoio às sinistras intenções do PT rumo à permanência no poder. A presidente esqueceu-se que os bilhões desviados poderiam, "humanitariamente", ser usados na melhoria da educação, saúde e segurança do sofrido povo brasileiro.

José Sebastião de Paiva jpaiva1@terra.com.br

São Paulo

 

*

DESIGUAIS

Pergunto: também não é questão de humanidade atender pacientes que são atendidos em macas ou nos pisos dos PS e hospitais do Brasil? Resposta: não, pois aqui, no Brasil, alguns são mais do que os outros, apesar de a Constituição dizer que "são todos iguais". Um consolo tenho: diante de Deus, somos todos iguais.

 

Rubens Colonezi rubenscolonezi@yahoo.com.br

São Paulo

 

*

ENCENAÇÃO

Ante determinadas situações de vida, desvela-se o verdadeiro caráter de uma pessoa e, francamente, Genoino tem revelado bem pouca dignidade e até covardia nestes dias que se sucederam à sua prisão, com cenas melodramáticas beirando ao ridículo. Mesmo que estivesse de fato doente, deveria respeitar a Justiça de seu país, governado por seu partido, cuja sentença lhe foi desfavorável por ter sido responsabilizado por crime julgado por ministros que não podem estar sob suspeição, já que a grande maioria deles foi eleita por Lula e Dilma com o País funcionando em pleno vigor democrático e uma vez que o réu teve respeitados pelos magistrados todos os seus direitos constitucionais. A encenação a que está se prestando Genoino só faz desmerecer seu histórico e dar crédito ao que muitos de seus desafetos afirmavam sobre ele: de que, em momentos de risco pessoal, acovardava-se, com rumores de que chegou a entregar nomes de companheiros à época da ditadura. Hoje, diante de tudo isso, vemos que tal acusação pode fazer sentido. E Lula, como sempre, nenhum serviço presta à Nação, quando tenta desqualificar o Poder Judiciário e, sobretudo, o ministro Joaquim Barbosa, talvez por considerar que este lhe deva vassalagem por ter sido nomeado pelo próprio como um favor e também porque deva considerar que o magistrado está "cuspindo no prato em que comeu", já que a lei, segundo a lógica de Lula, deve ser cumprida à risca apenas para os adversários. A continuar nessa toada, chegaremos à conclusão de que tudo o que o PT deseja não é a democracia, mas um regime de exceção, à moda bolivariana e a continuidade no poder, custe o que custar, mesmo que para isso tenha de fazer "o diabo" e desrespeitar as instituições. Isso é realmente muito preocupante. E só não vê quem não quer. Vamos protestar com veemência sobre tudo isso, antes que seja tarde demais!

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

 

*

O PT CONTRA O SUPREMO

Uma nota de apoio ao deputado licenciado José Genoino (PT-SP), um dos 11 condenados do mensalão presos no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília, já soma mais de 11,5 mil assinaturas. O texto, que começou a circular em setembro, reúne a assinatura de artistas, intelectuais e políticos. Entre os signatários estão o cantor e compositor Chico Buarque, a filósofa Marilena Chauí, o escritor Fernando Morais, o crítico literário Antonio Candido, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) e a ministra da Cultura, Marta Suplicy. Fonte: Congresso em Foco. Vejam só: isto aqui é o Brasil, onde bandido de colarinho branco é saudado como herói. É o sinal de que a nossa sociedade está bichada. E o pior, constatamos que mais de 11 mil "bandidos", disfarçados de nobres brasileiros, se prestam a proteger condenado da Justiça. Por isso, compreende-se como é difícil combater a bandidagem no País, pois a elite intelectual (petista) é a primeira a sair em bloco em defesa de mequetrefes políticos condenados pelo STF. Nem o grupo de Fernandinho Beira-Mar teve a ousadia de desafiar tanto a Justiça brasileira. Senhores, o País está precisando de uma grande correção de rumo. Está faltando respeito político de nossas agremiações para com a sociedade eleitoral. Nenhum partido político é maior do que Brasil. Este torrão não pertence ao PT. E nenhuma facção política pode se arvorar no direito de desdenhar as decisões de nossa Suprema Corte.

 

Júlio César Cardoso juliocmcardoso@hotmail.com

Balneário Camboriú (SC)

 

*

CARAVANA

Eu gostaria de saber se os 11 parlamentares que foram ao Complexo Penitenciário da Papuda em visita aos presos do mensalão pagaram o combustível para o deslocamento com recursos dos próprios bolsos ou com o dinheiro do contribuinte. Por favor, não ponham o dinheiro dos impostos pagos pelo sacrificado trabalhador brasileiro nesta pouca-vergonha. E tem mais: seria de bom alvitre que fossem descontadas nos vencimentos dos caros representantes do povo as horas que lá eles passaram. E que o mesmo seja feito com o senhor governador do DF, senhor Agnelo Queiroz. Estou com muito medo de que as prisões dessa turma e a enfermidade do Genoino venham paralisar o Brasil, que já está vindo a reboque há tempos. Por favor, foram eles que optaram por trocar este vasto espaço que chamamos mundo por aquele pequeno espaço que se chama cela.

Jeovah Ferreira jeovahbf@yahoo.com.br

Taquari (DF)

*

GENOINO ESTÁ NO LUCRO

Tudo caminha para que o Genoino saia no lucro e nós, como sempre, arcaremos com a conta. Ele era suplente de deputado e já estava condenado pelo STF quando assumiu lugar da Câmara, no início do ano. Se ele já estava doente e condenado, como iniciou trabalhando? Se não, por acaso ficou doente em "serviço"? Isso já dá direito a aposentadoria? Por que ele não aceitou fazer exame de corpo de delito ao ser preso? Isso tem que ver com laudos médicos que seriam (e foram) feitos, mas após as inúmeras manifestações de solidariedade, inclusive da presidente? Por acaso, só ele merece compaixão da presidente e de outros puxas? No sistema carcerário brasileiro não existe mais nenhum preso (preso mesmo) doente e na cela? Por que não se vê ninguém se manifestando a seu favor? Será que Roberto Jefferson, que de fato está doente, receberá a solidariedade e manifestações dos "cumpanheros" para que também fique em casa e obtenha uma gorda aposentadoria?

 

Éllis A. Oliveira elliscnh@hotmail.com

Cunha

 

*

SANTUÁRIO

A continuar a romaria lullopetista, breve a Papuda será elevada à condição de basílica. José Genoino é forte candidato a padroeiro...

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

*

PAPARICOS

Quando alguém não merece a mínima confiança, tudo o que diz ninguém acredita. Pode até ser verdade que o estado de saúde do condenado à prisão José Genoino não é dos melhores, mas daí a ter prerrogativas que nenhum cidadão de bem tem, é demais. O seu estado de saúde não é uma questão humanitária, como disse a presidente, deveria ser prioritária e humanitária a qualquer cidadão brasileiro, e não é! Já foi conduzido ao Hospital das Forças Armadas (HFA), que ironia da vida, tanto abominou as Forças Armadas! Será que não vai exigir a sua internação no hospital referência da América do Sul, o Sírio-Libanês, onde fez uma cirurgia recente? Quer ser paparicado e mostrar que é melhor que os outros condenados... Se a moda pega, os cidadãos brasileiros ainda terão de arcar com mais despesas, além daquelas já apropriadas e causadas pelo próprio, ao erário do País. Valha-me Deus!

Maria Teresa Amaral mteresa0409@2me.com.br

São Paulo

 

*

MAIS UMA ARTIMANHA?

Todos sabem que o ex-deputado Genoino esteve internado no Hospital Sírio-Libanês por um mês e recebeu alta para continuar seu tratamento em rotina. Só não sabemos qual foi a artimanha dele e de seu advogado em descartar o exame pelo qual passam todos os detentos feito no IML, para logo após estando encarcerado começar a sentir-se mal. São tantas as manobras que esses ladinos senhores apresentam que dá pra desconfiar que essa seja mais uma manobra para Genoino ficar em prisão domiciliar e, talvez, alcançar mais uma aposentadoria.

Leila E. Leitão

São Paulo

 

*

RELAXA E GOZA

Também fiz uma operação do coração, tenho de tomar remédios caros contra pressão alta, tenho de trabalhar, mesmo aposentado, porque estes salafrários - incluindo Lula - compraram votos na minirreforma previdenciária, vindo com isso a prejudicar milhões de aposentados, que percebem ano a ano seus benefícios sendo roubados. Portanto, Genoino, relaxa e goza!

 

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

 

*

HUMILHAÇÃO

Em carta, Dirceu e Genoino afirmam que "não aceitam a humilhação". Acho que se referem à sua condição atual, de mensaleiros encarcerados. Pois bem: e o que será que esses digníssimos patriotas acham do sentimento de todos os brasileiros decentes, lesados em seus estimados bolsos por conta da jogada (da qual eles participaram, conforme o Supremo Tribunal Federal) de cooptação do Poder Legislativo à base de dinheiro público? Dirceu e Genoino saibam que nós, até hoje, estamos humilhados com aqueles milhões de reais que, em vez irem para a saúde, a educação e a infraestrutura, foram para os bolsos de políticos corruptos!

 

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

*

DIRCEU, O ‘REI DA CELA’

Para Zeca Dirceu, seu pai não é um "guerreiro", mas apenas um guerrilheiro, e, ainda por cima, dos bastidores. Quanto a Genoino, a Justiça não está castigando a pessoa, que é problema de seus familiares, mas o vagabundo político.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

*

ONDE ESTÃO OS DIREITOS HUMANOS?

Justamente em 20/11, no dia "advertido" para dedicar à causa da "consciência negra", ao ler a matéria "PT inicia movimento contra Barbosa", percebo em seu conteúdo algo estarrecedor, cujo assunto, não obstante, tomou conta de mais de uma página (A4, A6 e A7), parecendo o então ministro Barbosa o algoz e os líderes presos do PT, os injustiçados. A proeminência dada a este desfecho é mais um reflexo da falta de respeito com os outros milhões de brasileiros e, entre eles, pobres, negros, brancos, pardos, sentindo a mesma "dor da carceragem" e presos "injustamente" sem que haja uma decisão judicial para acabar com seu sofrimento por já terem cumprido a pena determinada. O Ibope maquiado de segundas intenções que este sr. "Genoino" tem conseguido é colidente com o que o próprio PT defendeu em sua bandeira sangrenta na defesa dos menos favorecidos. Além dele, há milhares de presos com doenças crônicas e, aí, a pergunta: cadê os direitos humanos?

 

José Ageilson dos Santos ja-67@ig.com.br

Americana

 

*

A APOSENTADORIA DE GENOINO

Que eu saiba, política não é profissão - a profissão deles é outra. A Câmara dos Deputados pretende conceder-lhe aposentadoria de R$ 26 mil. Eu contribuí para o INSS por 35 anos - nos últimos 20 anos sobre 20 salários mínimos -, e hoje recebo menos de 1/10 do que o condenado vai receber. É muito lucrativo ser político no Brasil: não tem deveres, mas muitos direitos - embora a maioria não seja direita.

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

*

INSANIDADE

O vice-presidente da Câmara, André Vargas, PT, disse que espera que o Plenário do Supremo ponha fim na insanidade que está instalada no País. Eu também espero, pois acho insano um homem que até ontem gozava da mais perfeita saúde estar tão doente.

 

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

 

*

QUASE-INFARTO

Noticia-se que Genoino teve um "princípio de infarto". Preocupou-me essa notícia. O que é isso? Sobre infarto tinha uma visão diversa: ou se tem ou não se tem. Gostaria que os médicos da especialidade, para segurança minha, me informassem quais são os sintomas disso que, posso dizer, é um "quase-infarto", a fim de que eu possa me acautelar quando sentir os sintomas.

 

Pedro Luís De Campos Vergueiro pedrover@matrix.com.br

São Paulo

 

*

PAPUDA, FILIAL DO CONGRESSO

Vejam a que situação que nós chegamos nesta terra descoberta por Cabral, que regada fartamente pela impunidade, agora sob auspícios do Congresso, como que num levante de desobediência, a Câmara afronta a nossa Suprema Corte, e patrocina uma vexatória situação no presídio da Papuda, em Brasília, que literalmente terá uma filial do nosso Parlamento, com uma bancada de cinco deputados federais presos! Número este 40% maior do que os apenas três parlamentares que compõe a bancada do PSOL. E neste caso, enquanto a Câmara se recusa a reconhecer e dar por encerrado cassando os mandatos de Natan Donadon, e dos quadrilheiros do mensalão, como José Genoino, e dos ainda não presos, mas já condenados, como João Paulo Cunha, Pedro Henry e Valdemar Costa Neto, como determina o STF, estes vão continuar recebendo seus ricos proventos e outros asquerosos benefícios, como se não tivessem praticados nenhum crime contra as nossas instituições. Esse é mais um quadro danoso para nossa sociedade, porque o péssimo legado que se pratica neste país, infelizmente, vem da camada de altos membros das nossas instituições, como principalmente do Executivo nesta era petista e do nosso sofrível, maculado e improdutivo Congresso Nacional. Que, além das bancadas existentes dos sindicalistas, evangélicos, ruralistas, etc., agora se supera e inova ainda mais com a bancada da Papuda, com o PT liderando com 2 parlamentares. É o fim da picada! Ou, melhor, da ética!

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

*

DEPUTADOS PRESOS

Vejam a praticidade: de dia, políticos corruptos e ladrões darão expediente no Congresso. À noite, farão serão na Papuda. É mole?

 

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

 

*

QUADRILHA

O PT vai lutar para barrar a cassação dos petistas condenados, pois acham que no PT já existe uma quadrilha formada e não pode ser desfeita, além do que estão estudando colocar em votação na próxima eleição os colegas Marcola, Fernandinho Beira-Mar, Battisti, entre outros, para completar a quadrilha.

 

Delcio da Silva delcio796@terra.com.br

Taubaté

 

*

CORPORATIVISMO

A não cassação do presidiário Natan Donadon, em votação secreta na Câmara dos Deputados, é prova inequívoca do corporativismo imoral presente nas decisões do Poder Legislativo.

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

*

A EXUMAÇÃO DE JANGO

No afã de produzir mártires e heróis da esquerda defenestrada em 1964, a ministra Maria do Rosário faz de tudo para inventar um João Goulart, o Jango. Quer provar que o ex-presidente foi envenenado, enquanto amigo íntimo de Jango assegura que o óbito se deu por problemas cardíacos. Esse ex-presidente foi destituído do cargo pela tentativa de transformar o Brasil num país comunista, como Cuba. A maior parte da esquerda brasileira, como provavelmente a referida ministra, originou-se na fase do governo Jango. Rosário preparou um espetáculo para retirar os restos morais do túmulo em São Borja (RS), contratando uma empresa de eventos para a cerimônia de exumação, na qual, na presença de uma dúzia de técnicos, desenterraram dois corpos errados. Foi necessário buscar um filho do coveiro da ocasião que "supostamente" saberia dizer qual seriam os restos verdadeiros. Na última hora não havia, também, os materiais para o transporte, no que se recorreu a uma funerária local. Enfim, com restos mortais a bordo, Rosário seguiu para Brasília para a cerimônia preparada com a presidente Dilma, para homenagear o "suposto" Jango.

 

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

*

ERA JANGO O EXUMADO?

Começam a chegar à web notícias de São Borja (RS) dando conta do que aconteceu na pré-estreia do circo dos horrores realizado em Brasília no último dia 14, com a chegada da suposta ossada de João Goulart. Eis os fatos que a imprensa não noticiou. Apesar de o governo ter contratado técnico argentino, uruguaio e cubano para o trabalho (vejam bem, eu disse técnico cubano), a ossada só foi localizada por um velho coveiro aposentado (espero que ele não seja portador de mal de Alzheimer), isso após terem acordado dois inocentes defuntos que nada tinha que ver com a macabra festa da esquerda brasileira. Espero que essa palhaça não chegue ao exterior. Por muito menos o Brasil já é motivo de chacota. Caso contrário, vou ter de cancelar minha viagem já programada para um congresso nos EUA.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

*

EXUMA SHOW

 

Se, com a isenção que acreditamos que devam ter os examinadores, a "causa mortis" de João Goulart não for determinada e se tiver então de ser aceita a que consta do atestado de óbito, penso que a frustração da esquerda será enorme. O desejo é, parece, e salvo engano, reescrever a história sob uma ótica conveniente.

 

Décio Antônio Damin deciodamin@terra.com.br

São Paulo

 

*

HONRAS FÚNEBRES

Quanto às honras fúnebres, constantes de guarda militar, escolta militar e salvas fúnebres, prestadas ao ex-presidente João Goulart, cabe ressaltar, a bem da verdade, que em nenhum momento ele teve direito a essas homenagens póstumas, que são reservadas, pelo Cerimonial Militar, a presidente que tenha falecido no exercício do cargo. Excepcionalmente, podem ser prestadas também aos ex-presidentes. Assim, o regime militar não prestou honras fúnebres ao ex-presidente João Goulart pois ele não faleceu no exercício do cargo, bem como foram sonegadas também aos ex-presidentes general Geisel e general Figueiredo.

Paulo Marcos Gomes Lustoza pmlustoz@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

AGENTE SUSPEITO

Li que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) demitiu o seu funcionário, identificado como "oficial de inteligência 008997", sem instaurar sindicância ou processo administrativo, tentando, em seguida, abafar ocaso. Acho que deve ser, mesmo, caso de rotina para uma agência que aparentemente pretende ter um quadro de 100 mil agentes. Gente demais, comparado com o Secret Intelligence Service (SIS) britânico que, aparentemente, além do famoso oo7, só deve ter mais 93 agentes.

 

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

*

 

ARRASTÕES NO RIO DE JANEIRO

A praia, um dos lazeres preferido dos cariocas, está ameaçada pelos arrastões. Ainda temos o aumento da insegurança pública. Pedestres assaltados, furtados, etc., veículos roubados, enfim, a insegurança, que nunca deixou de existir, está mais forte ainda. A cidade não está preparada para nada. A quem querem enganar o prefeito da cidade e o governador do Estado?

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.