Fórum dos Leitores

GOVERNO DILMA

O Estado de S.Paulo

22 Abril 2014 | 02h03

Discursos e propaganda

Li no Estadão que Dilma Rousseff mandou os ministros "capricharem" na propaganda em seus discursos, a fim de melhorar a imagem do governo. Confesso que não entendi. Há poucos dias foi divulgado que o governo gastou a enorme quantia de R$ 2,3 bilhões em 2013 em propaganda oficial. Das duas, uma: ou a propaganda é muito ruim e não serve para nada ou o governo é muito ruim e nem propaganda (mentirosa) de primeira qualidade resolve o problema. Em ambos os casos, desperdício de dinheiro, mais uma vez e sempre, no governo do PT.

JOSÉ ALFREDO T. ANDRADE

tolosajaa@uol.com.br

Santos

Marcas sociais

Dilma quer marcas sociais para se defender da oposição. Que tal a saúde deprimente, a educação inexistente, a criminalidade crescente, a favelização condescendente, o consumo de entorpecente, o vandalismo emergente, a pacificação inconsequente, o assistencialismo indigente? Nada disso é social?

GILBERTO DIB

gilberto@dib.com.br

São Paulo

O governo não precisa divulgar as marcas sociais, basta ir aos hospitais do SUS e ver como o nosso povo é tratado lá para se ter ideia da preocupação da presidente com os brasileiros.

ELIE KONDI

elikondi@yahoo.com.br

São Paulo

Mote petista

Para as eleições de outubro o PT pretende usar à exaustão o mote de campanha de que Dilma "fez, faz e fará" (19/4, A4). Se me permitirem dissecar um pouco esse mote, o que Dilma "fez", além de completar um porto em Cuba, afundar a Petrobrás, criar um rombo na Eletrobrás com a redução do valor das contas de luz (diferença a ser paga pelo contribuinte, convenientemente, após as eleições), trazer de volta a inflação, equiparar a alíquota de imposto de cartões pré-pagos com a dos cartões de crédito (isso deve ter produzido uma bela contribuição eleitoral das operadoras), dar corda a absurdos do governo argentino em detrimento do Brasil no Mercosul enquanto dá as costas à sofrida oposição venezuelana em sua luta contra a ditadura bolivariana, alisar as costas de Fidel Castro, manter diversos ministérios desnecessários, etc., etc.? O que "faz" Dilma senão pensar dia e noite em sua reeleição, só divulgar suas eleitoreiras "marcas" sociais e enviar mensagens para obedientes parlamentares votarem a favor do governo? Diante de todos esses fatos, tremo de aflição ao imaginar o que ela "fará". Libera nos domine.

CANDIDA L. ALVES DE ALMEIDA

almeida.candida@gmail.com

São Paulo

Será que fará?

Ainda sobre o mote dos marqueteiros para a campanha de Dilma à reeleição, além dos rombos na Eletrobrás, na Petrobrás, na economia, e para ficar só em alguns estragos, como os das obras inacabadas dos famigerados PAC 1 e PAC 2, lembremos as promessas da candidata que nunca se cumpriram. Em 2009 Dilma prometeu que o trem-bala começaria a funcionar até este ano; em 2010, que faria 6 mil creches até 2014; em 2011, prometeu construir 6 mil casas para os flagelados dos desmoronamentos na Região Serrana do Rio de Janeiro; em 2012 prometeu mobilizar 6 mil carros-pipa para acabar com a seca no Nordeste; em 2013, prometeu acabar com a miséria no País até 2014. Como podemos constatar, nada disso foi realizado. Então, como não fez nem faz o que prometeu em palanque, fica uma grande dúvida na cabeça do povo pensante: será que fará?

LEILA E. LEITÃO

São Paulo

PT CONTRA PT

Plataformas de petróleo

Dilma não conseguiu concluir uma grande quantidade de obras e pior, nem consegue iniciá-las, por causa do PT. Obras do PAC 1 ainda não foram começadas. O motivo é que governos anteriores ao atual sofreram com as diversas exigências do PT referentes ao meio ambiente e outras, para dificultar e protelar o início e o andamento de obras, o que trouxe grandes transtornos àquelas administrações. Tanto Lula quanto Dilma Rousseff foram e ainda são vítimas dessa política. Petistas não imaginavam que atingiriam os seus aliados. Outros e novos prejuízos foram criados igualmente pelo governo Lula, como exigências de conteúdo local para a indústria naval e de equipamentos para a área do petróleo. O resultado foi, conforme noticiado pelo Estado (20/4, B3), que o governo Dilma, do PT, está sofrendo grande atraso no desenvolvimento de plataformas de petróleo, o que levou a Petrobrás a encomendá-las na China. Isso custará 5 mil empregos no Brasil.

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

CAMPANHA NAS REDES

Exército digital

Tendo Goebbels e Lenin como inspiradores, o PT continua agindo como se fosse possível enganar a todos o tempo todo. Em todos os níveis desse partido, que tem em suas fileiras renomados adoradores de ditadores fuziladores em massa e ainda se dizem democráticos, deparamos sempre com algum cara de pau disposto a desafiar a nossa inteligência. A reportagem sobre um camping digital (19/4, A4) montado em São José dos Campos exemplifica isso. Começa dizendo que gastaram R$ 400 mil para treinar 2 mil militantes de todo o País para atuarem nas redes sociais durante a eleição. Isso dá R$ 200 por cabeça. Não paga nem as barracas, que dirá passagem, alimentação (por três dias), notebooks e apoio logístico para preparar técnica e eticamente um "exército virtual" (sic), que espero não passe de um exército de Brancaleone. Um militante aproveita o ensejo para destilar a sua índole "democrática" e chamar de "idiota de direita" alguém (ele não cita o nome) que tem 5 milhões de seguidores na rede. E para encerrar com chave de ouro, o secretário de Comunicação do PT-SP diz que não estão contratando nem pagando ninguém para fazer esse trabalho. Como, se para uma simples manifestação de rua aqui, no bairro, eles pagam R$ 30 mais um lanche a cada participante? É... só acreditando que Saci-Pererê existe!

HERMÍNIO SILVA JÚNIOR

hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

Os idiotas

Tiago Pimentel, um dos participantes do camping digital do PT, alertou: "Hoje um idiota de direita com 5 milhões de seguidores faz um estrago que não conseguimos conter". Pimentel provavelmente não percebe que também há idiotas alinhados à esquerda que, com a devida correção, repetem a mesma frase. Quando estaremos livres desses discursos binários?

HELENA RODARTE C. VALENTE

helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

*

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA PETROBRÁS

O que ninguém se da conta é que o Conselho de Administração da Petrobrás é composto pelas mesmas pessoas desde o início do governo petista, e que, por incompetência, estão dilapidando todo patrimônio da estatal. Poderão continuar, se em outubro não formos capazes de mudar esta situação. Para os que ainda não sabem, eles são muito bem pagos para fazer essas lambanças: assinar documentos sem ler, manter intermediário para contratação de empresas prestadoras de serviço e comprar equipamentos e refinarias superfaturadas. Pasmem! São gastos em salários para essas pessoas mais de R$ 8 milhões por ano, algo em torno de R$ 100 mil por mês para destruir nosso patrimônio e causar prejuízos incalculáveis ao Brasil.

José Mendes

josemendesca@ig.com.br

Votorantim

*

PASADENA A TOQUE DE CAIXA

Em matéria de moral e ética, esse governo não tem mais para onde descer. O sujeito faz um negócio idiota que dá prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres e é apenas um negocinho ruim - quem diz isso é a presidenta da Petrobrás. Uma obra "erra" em até duas vezes o preço e fica por isso mesmo. E por aí vai. O outro dá um rombo de bilhões ao governo, era o sujeito mais rico do Brasil, e o cara continua no grupo dos socialites desfilando como modelo na passarela. Em toda negociata, com certeza rolam milhões e bilhões em propina a vagabundos políticos, e fica por isso mesmo. Se uma CPI contraria os "interesses" do governo, é só comprar com dinheiro público meia dúzia de políticos inúteis e corruptos, e estamos conversados. O idiota político que é pego com a boca na botija ainda procura virar o jogo e colocar a justiça contra quem acusa, e nossa justiça está devidamente aparelhada para essa sacanagem toda. Nem em Cuba encontra-se tamanha insensatez de governantes. Estamos cavando para baixo o fundo do poço.

Ariovaldo Batista

arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

IMPASSE

Afinal, quem está mentindo? A Petrobrás ou a imprensa?

Sergio S. de Oliveira

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

ATORES DESAFINADOS

Esse espetáculo está em cartaz há onze anos no teatro "Casa da Mãe Joana", que outrora foi respeitado como Palácio do Planalto. O tema proposto nessa temporada intitula-se "Rap do afro descendente com distúrbios psiquiátricos", estrelando consagrados atores, autênticos tartufos da política brasileira, como Dilma Rousseff, Maria das Graças Foster, Sérgio Gabrielli e Nestor Cerveró. Os atores não se entendem, ou não entenderam o script. Está claro que, como diz Graça (sem trocadilho), a compra da refinaria de Pasadena não foi um bom negócio. Cerveró replica, fazendo coro com Gabrielli, dizendo que o negócio não foi mau. Enquanto isso, madame Rousseff, aluna dedicada do apedeuta falastrão, diz que o relatório tinha falhas e que não sabia da cláusula que obrigava a Petrobrás a comprar 50% de Pasadena. Por incompetência artística, madame Rousseff está sendo matreiramente relegada à coadjuvante, tendo perdido o status de gerentona, ao ocupar o cenário do Planalto no papel de poste sem lâmpada. Uma verdade emerge desse triste cenário: a próxima lista de milionários da revista "Forbes" deverá estar recheada de muita gente ligada ao atual governo. Por ter dado um prejuízo de mais de US$1 bilhão à Petrobrás, Cerveró foi "punido" com um cargo de diretor da BR Distribuidora. Tudo dominado.

Jair Gomes Coelho

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

ESQUARTEJANDO A PETROBRÁS

O governo do PT, por ideologia, está esquartejando e oferecendo o Brasil inteiro aos interesses internacionais. Com uma gestão descompromissada com o resultado, já prepararam até a nossa maior empresa Petrobrás, ao esquartejá-la para uma liquidação e uma doação em breve. Além de outras medidas, ou por falta de clareza, também está sendo preparado o fim da unidade nacional. Afinal, como bons vermelhos, eles chamam os brasileiros, que exibem o verde e amarelo de "patriotas idiotas". Em manifestações sociais privatizadas - participantes recebem dinheiro e brindes para fingirem mobilização -, mostram claramente aos nacionalistas seus objetivos, ao incendiarem as bandeiras do Brasil, inclusive contando com a presença de senadores dando apoio. É o foro de São Paulo seguindo em frente para uma socialização de nossas riquezas nacionais para com os comunistas vagabundos de nosso continente e de outras partes do mundo. Caiu a ficha, ou quer que desenhe?

Nelson Pereira Bizerra

nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

*

VERGONHOSO

Os petistas vivem repetindo a expressão "malfeito". Por favor, é roubalheira, maracutaia, desonestidade e a imprensa continua dando corda. Parem com essa baboseira!

Carlos Norberto Vetorazzi

norberto.vetorazzi@hotmail.com

São José do Rio Preto

*

CHEIRO DE X

Sou acionista da Petrobrás há mais de 20 anos, hoje com uma posição inferior a 50% que já detive no passado, mas mesmo assim amargando prejuízos. Durante todo esse tempo, poucas vezes recebi comunicados da área de Relações com Investidores, exceto os de convocações para assembléias, que são obrigatórias por lei. Ocorre que, desde que os imbróglios e malfeitos da administração petista da PeTrobrás começaram a despontar na imprensa, a minha caixa de e-mails tem sido invadida quase que diariamente por "fatos relevantes" divulgados pela PeTrobrás. Tecendo um parâmetro com o modo de agir do sr. Eike Batista, fico com uma sensação desagradável quanto ao futuro da Petrobrás (sem PT na direção). Acho que ainda dá tempo de salvar a empresa que já foi motivo de orgulho e a maior do Brasil, mas para isso é necessário uma CPI exclusiva e posterior desratização política da empresa.

Cláudio Juchem

cjuchem@gmail.com

São Paulo

*

R$ 1,99

Por ter conseguido falir uma simples loja de produtos importados, que eram vendidos a R$ 1,99, Dilma Rousseff já nos dava sinais claros que não teria condições de governar um país do tamanho do Brasil, e que a sua fama de gerentona não passava de propaganda enganosa, criada por Lula e seus marqueteiros. Porém, depois da queda vertiginosa do conceito do país e das barbaridades que vimos acontecer nesses seus três anos e meio de mandato, o seu conceito de grande administradora, se colocado na vitrine, não vai valer os R$ 1,99 dos produtos que vendia.

Ronaldo Gomes Ferraz

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

VOLTA, LULA

A turma dos petistas do "volta, Lula" já estão preparando um laudo médico para inviabilizar o "vote Dilma"?

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

E O TEMPO PASSA

Se daqui a seis meses a sociedade não tiver entendido a podridão que é esse governo, terá perdido uma grande oportunidade de salvar o País do caos.

Humberto de Luna Freire Filho

hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

REELEIÇÃO

Tem um instituto de pesquisa (chapa-branca) que veicula o "fato consumado" de que Dilma Rousseff se reelege, inclusive no primeiro turno. No entanto, qualquer brasileiro com um mínimo de discernimento sabe que a atual conjuntura política e econômica demonstra exatamente o contrário. O pesadelo PT no Brasil precisa ser encerrado em 2014, sob pena de tornarmos um País desajustado e impraticável em todos os sentidos.

Luiz Henrique Freire César Pestana

luizhenriquepestana@hotmail.com

São Paulo

*

ELEIÇÕES 2014

Brasileiros e brasileiras, mantenham o foco. Falta pouco para acabar os 13 anos do império do lulopetismo.

Francisco José Sidoti

fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

CHANCES

Eu só acredito que a oposição tem chance de vencer as eleições se acabarem por integrar uma chapa só (PSB-PSDB). Concorrendo separadamente, dividiriam os votos e ajudariam o PT a reeleger a Dilma.

Laert Pinto Barbosa

laert_barbosa@globo.com

São Paulo

*

AVIDEZ PELO PODER

O PT faz o diabo para se perpetuar no poder. Esse já é motivo suficiente para o povo colocá-los para fora em outubro. Força, Brasil.

Renato Pires

repires@terra.com.br

São Paulo

*

DILMA E O TERCEIRO PAC

Dilma me fez lembrar a piada do amigo que disse para o outro: "Vou correr atrás do meu segundo milhão de dólares, já que o primeiro não deu certo". Assim ela fez em São José do Rio Preto, minha terra, ao lançar o terceiro PAC, já que os dois primeiros não deram certo. Com seu estilo e de supetão, prometeu incluir uma obra ferroviária na cidade no terceiro PAC. Ao ser perguntada quando ficaria pronto, respondei: "Lá para agosto".

Arnaldo de Almeida Dotoli

arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

*

A UNIÃO FAZ A FORÇA

Para se fortalecerem e ficarem mais competitivas, várias empresas se uniram, tais como Brahma e Antárctica, Itaú e Unibanco, Sadia e Perdigão, etc. Não seria essa a melhor opção para o País: a união de diversos Estados e a união de diversos municípios? Assim, diminuiria o número de governadores e prefeitos, assessores, funcionários comissionados, e sobraria recursos para serem investidos na saúde, educação, segurança, infraestrutura, etc. Esse é o projeto de lei complementar que gostaríamos de ver aprovado no Senado. Enfim, em vez de nos dividirmos, vamos nos unir, e, com certeza, o Brasil ficará muito melhor, se a meritocracia da iniciativa privada for copiada e usada na iniciativa pública.

Maria Carmen Del Bel Tunes

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

DILMA E BRASIL CAEM

Segundo pesquisas, Dilma Rousseff caiu mais um ponto na corrida presidencial. Mas o Brasil está caindo vários, porque, como bem salienta o "Estadão" (17/4, A3), as decisões comerciais do país estão sendo tomadas praticamente na Casa Rosada, na Argentina, o que significa uma grande queda de pontos. Aliás, após a nota BBB - dada pela Standard & Poor's - parece que o País está mais desconcertado, com alta inflacionária, corrupção à solta, a Petrobrás em plena decadência e gastos públicos acima do PIB. Na verdade, tudo caminha para mudanças no quadro político atual, com novas lideranças assumindo o País. Se Lula for candidato, no entanto, pode ganhar, mas nunca poderá falar em herança bendita, por que o quadro que assumirá consubstancia uma herança verdadeiramente maldita. Terá ele coragem ou ficará naquela de papagaio de pirata?

José Carlos de Carvalho Carneiro

carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

SOU DILMA

Votei na Dilma. Não me arrependo e votarei novamente. O jogo político é bruto, sujo e rasteiro. Desafetos de Dilma insistem em demonizar a Chefe da Nação. Dilma acerta mais do que erra. Adversários de Dilma soltam foguetes diante das recentes pesquisas. Fingem desconhecer que os números indicam que Dilma continua liderando todas as pesquisas isentas e, de quebra, ainda vence no primeiro turno. Berram e comemoram visando confundir o eleitor. Arrotam várias sandices, como se fossem imaculados e donos da verdade. Dilma realiza ações proveitosas para a população. Tirou milhões de brasileiros da pobreza e da miséria. Aumentou o salário mínimo e vai aumentar ainda mais. Tem procurado fixar médicos nos lugares mais distantes e carentes. Inaugurou escolas e creches e já entregou milhares de casas populares. O Poder fascina, mas é difícil e árduo exercê-lo. Usam a Petrobrás como palanque eleitoreiro e bomba-relógio, colocando Dilma no paredão de fuzilamento, passando a impressão torpe de que Dilma quer destruir a empresa. Até a leviandade tem limites. Francamente.

Vicente Limongi Netto

limonginetto@hotmail.com

Brasília

*

OUTROS PROCESSOS

A tramitação processual, em alguns casos, provoca uma situação que precisa de explicações. Apenas comparando, o denominado mensalão que envolveu militantes do PT, começou em 2006 e teve relativa rapidez, sendo pautado para julgamento do STF com os resultados amplamente divulgados. E como fica a situação dos envolvidos no mensalão mineiro? E no processo do cartel de empresas que concorreram a algumas obras públicas dos governos paulistas desde 1998? Pelo tempo, pode haver prescrição, e muitos culpados não serão punidos. Uma situação que acrescenta uma imagem negativa ao nosso Judiciário.

Uriel Villas Boas

urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

*

BATATA ASSASSINA

Luis Fernando Veríssimo, quinta-feira, em sua coluna, pediu inspiração para uma história com o título sugerido por sua neta. A antenadíssima neta fala da batata assassina que Dilma segura em suas mãos. Como poderá a ex-guerrilheira e atual comandante suprema das Forças Armadas convocar o Exército para confrontar as imensas manifestações contra os absurdos de seu desgoverno? Fuçar no passado causa distorções de interpretações. Causas e efeitos já se perderam, mas e agora, como negar os fatos? Não fizeram nada dos dois PACs, não temos portos, mas fizeram com nosso dinheiro uma enorme Cuba! Não temos hospitais, mas fizemos estádios grandiosos para quatro ou cinco jogos. Não fizeram os aeroportos, mas vão receber uma legião de desavisados para amargarem em filas durante a Copa. Da falta de água, do "pibinho’, da inflação e da corrupção, não precisa falar. A batata está assando e não tem como fugir dos fatos. O povo deve ir às ruas e a história vai ser revista. Por ironia do destino, a situação de balbúrdia se repetiu 50 anos depois, mas pegou sra. Dilma e o Exército em posições opostas. Ou será que a sra. Dilma nunca esteve com o povo, e o Exército voltará a ser um mero instrumento de poder?

João Braulio Junqueira Netto

jonjunq@gmail.com

São Paulo

*

A MULTA DA ÁGUA FICA PARA O CONSUMIDOR

O jeito novo de governar já dura mais de 15 anos no Estado de São Paulo, e deve ser o mesmo jeito para o candidato a presidente da República pelo PSDB. A Sabesp perde 31% da água tratada (18/2, A13), e o governador Geraldo Alckmin não comenta o desperdício e não fala em multa. Agora, em meio à crise da água, o governador diz que a multa vai para o consumidor (18/04, A12). Quando não é a falta da água, é a crise na segurança pública, na educação, na saúde, e o Ministério Público não vê nada. Em Campinas, já são mais de 14 mil com problemas com a dengue. Ainda bem que o mosquito é seletivo e não morde governador, deputados, vereadores e prefeitos, e na casa desses políticos não falta água tratada.

Sinesio Müzel de Moura

sinesiomuzel.demoura@gmail.com

Campinas

*

CHAPA CAMPOS-MARINA

O sr. Eduardo Campos que me desculpe, mas se, durante a campanha, ele usar a tática de criticar o governo da presidente Dilma e poupar o ex-presidente Lula, como se um não tivesse a ver com o outro, ele não vai chegar a lugar nenhum. Inclusive, por que o ex-presidente, ao contrário, não vai poupá-lo.

Alexandre Fontana

alexfontana70@yahoo.com.br

São Paulo

*

VELHA REPÚBLICA BANANEIRA

Nem precisamos ser psicólogos para entender a linguagem corporal assumida por Eduardo Campos no lançamento, em Brasília, de sua candidatura à presidência da República. Jeito folgado de sentar, risonho, falando gracinhas e distribuindo tapinhas nas costas. Parece que ele quer incorporar o "criador", para desbancar a "criatura". É assim que os políticos ganham fama e votos, mesmo sem preparo para o cargo. Enfim, Eduardo Campos está apenas encarnando aquela velha República bananeira. Pobre Brasil.

Beatriz Campos

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

CAMPOS BUSCA ELEITOR DE LULA

Mais uma eleição e mais um candidato de oposição querendo se vender como amigo do Lula. Se a fórmula é igual e o preço do remédio é o mesmo, por que alguém compraria a versão genérica? Mais quatro anos de alucinógeno...

Ricardo Mellão

rmellao@hotmail.com

Sâo Paulo

*

INÍCIO DE JOGO

Campos e Marina já entraram em Campo. Agora é só esperar a reação da galera.

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

SEM RESPOSTAS

O ministro do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, de notórias amizades, não devia temer os candidatos da oposição Aécio, Eduardo e Marina, pois, caso algum deles vença, o seu cargo não correrá perigo. Então, não há o que temer. A temer temos nós, os pagantes de seus salários, por tanta incompetência. O repórter Roldão de Arruda (13/4) está de parabéns por ter conseguido nos mostrar a desfaçatez desse ministro. Ele é mais uma das tantas escolhas duvidosas e despreparadas do PT para cargos e funções importantes do País.

Tania Tavares

taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

SUGESTÃO

Espero que o Aécio Neves, o Eduardo Campos e a Marina Silva aceitem a sugestão do "iminente" ministro Toffoli e peçam a sua impugnação.

José Gilberto Silvestrini

jsilvestrini@hotmail.com

Pirassununga

*

AÉCIO E CAMPOS

Uma vez que qualquer um dos dois, tanto Aécio Neves, como Eduardo Campos venham se eleger a presidente da República, eles sabem que terão que assumir a herança maldita deixada pelo PT. Contudo, com a experiência política que eles possuem, não se preocupam nem um pouco, já que têm uma ampla base parlamentar para fazer tudo que for necessário para por, outra vez, o Brasil em ordem. Eles têm a plena certeza que contarão com o PMDB ao seu lado, apoiando tudo que quiserem. Basta dar-lhes alguns ministérios, diretorias de alguns órgãos estatais, cargos, e tudo será muito bem resolvido. Alguém duvida disso?

José Carlos de Castro Rios

jc.rios@globo.com

São Paulo

*

GOVERNO FALHO

Relatórios falhos, planejamento falho e governo falho, mas a nossa conta não falha...

Victor Germano Pereira

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

SÓ BALELAS

Como sempre ocorre, os bancos lideram as listas dos maiores lucros obtidos. Evidente, mediante suas cobranças de taxas, serviços, juros exorbitantes e etc. Vale lembrar que, quando o "PTlulismo" era oposição, os membros do PT combatiam tais fatores nos quatro cantos do País, afirmando que, se ganhassem as eleições, tudo mudaria em favor da população. Eles já estão no poder há mais de onze anos. No entanto, além de não ter mudado nada, piorou muito.

Angelo Tonelli

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

ASTRÔNOMOS ENCONTRAM A NOSSA SOLUÇÃO

Descobriram o 1º planeta habitável semelhante ao planeta Terra. Foi batizado de Kepler-186f que orbita uma estrela menos quente que o Sol e que pode existir água em estado líquido. Salve, salve! Será que vai ser a solução dos problemas terrestres? Poderá se transformar num paraíso fiscal para os nosos congressista$s e autoridades corruPTas? Será a solução para o Brasil e para população brasileira? Para ingresso no planeta descoberto, basta apresentar a carteirinha de filiação em qualquer partido. Como nunca sediaram uma Copa do Mundo, estudam a sua viabilidade. Isso interessa! Nesse planeta, ainda não há nenhuma refinaria da Petrobrás. Portanto, porteira livre. O número de brasileiros que serão aceitos não pode ultrapassar 30% da população ativa e se dispõem a falar qualquer língua e até mímica, etc. Lá, ainda não possuem Forças Armadas e militares. Desconhecem o que é comunismo, socialismo, vandalismo, badernismo e semelhantes. Nunca ouviram falar de "bolsa voto", urna eletrônica e outros artifícios eleitorais, e muito menos de leis e Judiciário. Vale tudo. Estão sendo levantados outros dados importantes e relevantes, que serão revelados brevemente. Aguardem!

Luiz Dias

lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

*

RETRATO DO PAÍS

Sim, somos um povo medíocre, governados, legislados e julgados pelo que há de pior na nossa sociedade: gente corrupta, vagabunda e picareta. E temos tudo isso porque merecemos. Dizem que somos pacíficos e cordiais. Mentira. Somos violentos - matamos mais de 50 mil por ano - e acomodados. Não temos líderes decentes, porque não queremos. Chegamos a um estágio onde o cidadão não confia mais em outro. Preferimos fazer papel de coitados e esperar que alguém faça alguma coisa. Países menores e sem os recursos que temos estão mais desenvolvidos socialmente porque agem de maneira séria e responsável. Condenamos a mamata, mas ficamos à espera de nossa oportunidade. Estamos perdendo de vez a noção de País. Até quando?

André Coutinho

arcouti@uol.com.br

Campinas

*

MANIFESTAÇÕES

Ninguém suporta mais os fechamentos de pistas, greves e muitas outras manifestações ruidosas para chamar a atenção das autoridades sobre os supostos direitos e necessidades do povo. No entanto, o governo só tem cedido. Se nossos representantes estivessem realmente atentos a essas necessidades e a esses desejos, não haveria mais interesse em se manifestar, pois tudo estaria bem. Nossos políticos só se preocupam com seus interesses pessoais, seus próprios bolsos e os de seus protegidos. Foram eleitos por nós mesmos, mas com promessas que não são cumpridas, daí a revolta. Qual é o outro meio de protestar contra esse descaso? Renovando os representantes? Alternando os poderosos?

João Coelho Vítola

jvitola@globo.com

Brasília

*

ESTOQUE DAS MONTADORAS

Se as montadoras não vendem, baixem os preços, diminuam seus lucros, que os brasileiros compram. Que não nos chegue notícia de que a presidenta emprestou milhões para importarem carros do Brasil.

Maria Aparecida Gamba

mariaaparecidagamba@gmail.com

São Paulo

*

GERENTE ENÉRGICA

A máscara começa a cair, e a farsa da redução das tarifas de energia elétrica, pomposa e solenemente anunciadas pela presidente da República, em passado não muito distante, morre na praia. Como anunciam hoje os diários, os preços irão subir, e subir muito, alguns de imediato, outros mais tarde. Não existe almoço grátis e a gerente que entende de tudo não se apercebeu disto até hoje. Aliás, não procurou aprender com seus próprios erros, desde quando faliu uma lojinha de produtos populares, muito comum algum tempo atrás, conhecidas como lojinha de 1,99.

Marco Antonio Esteves Balbi

mbalbi69@globo.com

Rio de Janeiro

*

AGRICULTURA, A COREIA BRASILEIRA

Cumprimentos aos articulistas que compararam a agricultura brasileira à coreana (15/4). Artigo criativo e brilhante. Entretanto, cabem reparos fundamentais. A Embrapa, por melhor que seja, não fez tudo sozinha. Imperdoável não se reconhecer o trabalho do Instituto Agronômico de Campinas, do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e uns poucos outros organismos estaduais. Imperdoável esquecerem que o Brasil tem seis universidades ranqueadas entre as top 100 do mundo em agricultura, muito ao contrário dos outros setores. Senhores articulistas, um artigo tão oportuno não poderia falhar pela falta de pesquisa e por conter tanta injustiça e falta de reconhecimento aos pioneiros da pesquisa brasileira e com as universidades formadoras de grande parte dos atores que fazem da Embrapa o que ela é, e que geram muito da pesquisa em uso nos campos brasileiros.

Ciro A. Rosolem

rosolem@fca.unesp.br

Botucatu

*

SITUAÇÃO CAÓTICA NO TRE GUANAIASES

É com muita tristeza que recorro a este digno meio de comunicação, após ter passado por uma situação de bastante constrangimento. Ocorre que recentemente fui levar meu irmão, que tem mobilidade reduzida, e tive uma triste constatação naquele serviço tão importante para o bairro e para a região. Não havia banheiro público e, muito menos cadeira de rodas. Muito gentilmente uma funcionária nos ajudou a levá-lo do carro até o atendimento, e chegando lá, meu irmão nos solicitou que o levasse ao banheiro, quando fomos informados que tinha um, mas somente para utilização dos funcionários. No entanto, em casos urgentíssimos, eles levariam até o mesmo, e foi isso que exigimos. Segundo a mesma funcionária, já houve uma solicitação ao TRE Central, que é responsável pelos TREs locais. No entanto, o Órgão Central não providenciou o envio de cadeiras de rodas para esses casos urgentes, assim como não providenciou ainda a construção de um banheiro acessível e nem mesmo Químico. Vamos lutar por essas melhorias até que a conquistamos.

Adalberto Angelo Custódio

betocustodio@uol.com.br

São Paulo

*

CASOS DE DENGUE

É inaceitável que São Paulo tenha registrado mais de 100 novos casos de dengue por dia. Pelo que se vê, não houve prevenção nem combate aos focos dos mosquitos, e o resultado é esse, uma verdadeira epidemia de dengue, no Estado mais rico e desenvolvido do Brasil, em pleno 2014. Congratulações ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) por mais essa grande realização do seu governo. Fica a clara sensação de estarmos retrocedendo e andando para trás em São Paulo e no Brasil. Até a dengue.

Renato Khair

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

*

BRASILEIRÃO

E o Brasileirão da série B já começou mal, por culpa da CBF. O jogo inaugural, entre a Portuguesa e o Joinville, foi interrompido aos 17 minutos de jogo por força de uma liminar. Liminar essa impetrada por terceiros, não pela Portuguesa. A culpa é da CBF. Ela usa dois pesos e duas medidas. O Icasa pleiteou o direito de jogar na série A pelo fato do Figueirense ter usado um jogador sem condições de jogo no campeonato de 2013. Idêntica situação à da Portuguesa. Essa foi punida, mas o Figueirense não. A CBF ignorou a denúncia do Icasa.

Panayotis Poulis

ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

DESRESPEITO INSUPORTÁVEL

O editorial de "O Estado" acerca de horas infindáveis para remoção de pessoas mortas em casa ou em espaços públicos provoca arrepios aos mais elementares direitos humanos e às sensibilidades mais grosseiras. Ética das cavernas em São Paulo do século 21. Impossível não relembrar os costumes de alguns séculos passados no Velho Continente, em que os mortos eram reverenciados em missas de réquiem, em grandes igrejas ou humildes capelas, ao som de músicas que as encantavam. Nossa cidade, nestes tempos paradoxais sequer sabe prestar a última homenagem aos que se foram.

Amadeu R. Garrido de Paula

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.