Fórum dos Leitores

CPI DA PETROBRÁS

O Estado de S.Paulo

11 Maio 2014 | 02h16

Barbada

O presidente do Senado, Renan Calheiros, definiu que o Congresso terá duas Comissões Parlamentares Mistas de Inquérito (CPMIs), uma exclusiva para investigar a Petrobrás e outra ampla, como querem os governistas, em que também serão investigados o cartel no Metrô de São Paulo e irregularidades no Porto de Suape, em Pernambuco, entre outras mazelas. Agora os líderes dos partidos indicam os nomes dos parlamentares para a CPI exclusiva, e sabe-se Deus quando começarão os trabalhos. De qualquer forma, se instalada de imediato ou protelada mais uma vez, a verdade é que já sabemos de antemão do resultado da comissão. Se em outras CPIs instaladas também se tinha a certeza, desde o começo, de que os envolvidos estavam seriamente comprometidos com irregularidades - exemplo da que investigou o bicheiro Carlinhos Cachoeira, governadores e construtoras -, e acabaram em nada, o que esperar desta, em que estão em jogo mais quatro anos de mandato para a presidente petista Dilma Rousseff? Mais uma barbada! As acusações vão virar pó. Os mocinhos da peça serão os governistas, que devem ocupar os principais cargos na comissão: a presidência e a relatoria. Oposicionistas serão meros coadjuvantes. De concreto, só a demagogia, a hipocrisia, o oportunismo eleitoreiro de sempre e o desperdício de tempo e dinheiro.

SÉRGIO DAFRÉ

sergio_dafre@hotmail.com

Jundiaí

O troco

Se o Congresso Nacional, em especial Renan Calheiros, apoiado pelo governo federal, está manobrando para que a CPI da Petrobrás coincida com o período da Copa do Mundo, quando o País vai parar, os brasileiros deveriam dar o troco no dia das eleições, 5 de outubro, marcando muito bem quem são os candidatos que estão com medo de ser investigados e se esforçando para adiar o assunto. Simples assim, pois a única temeridade dos políticos são as urnas, que, ao que parece, ainda estão nas mãos do povo.

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

Caso de polícia

Temos acompanhado diariamente as notícias sobre o mau uso ou desvio de dinheiro público no caso da Petrobrás. Não acredito que seja caso para CPI, é um caso policial. Os envolvidos são ladrões e dificilmente serão punidos por um Senado liderado por Renan Calheiros. Agora, o que mais surpreende é o envolvimento de grandes grupos empresariais nas falcatruas, a exemplo da Construtora Camargo Corrêa. Como melhorar o Brasil, quando temos os maiores empresários envolvidos com o que há de pior na política?

ALOÍSIO SANTOS

anavarro@superig.com.br

São Paulo

Sócio oculto

Com o pedido feito pela Justiça Federal do Paraná de quebra do sigilo bancário nas contas da Petrobrás e do sr. Paulo Roberto Costa, ex-diretor da empresa preso naquele Estado, será possível descobrir o "sócio oculto" da companhia, que recebeu as "pérolas" nas transações ilegais das Refinarias Abreu e Lima, Pasadena e outras. Acredito que grande parte da sociedade brasileira já tenha noção de quem possa ser.

CELSO DE CARVALHO MELLO

celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

Com a burra cheia

Quem matou Salomão Ayala? Quem matou Odete Roitman? Quem ficou rico com o prejuízo da Petrobrás? Ora, os roteiristas, é claro! E, de novela em novela, o Brasil desce a ladeira...

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

Não basta

Não basta a CPI da Petrobrás, os brasileiros exigem a CPI dos estádios da Copa, a CPI da transposição do Rio São Francisco, a CPI do Porto de Mariel, a CPI dos empréstimos do Brasil a ditadores africanos, a CPI do Mais Médicos, a CPI da Olimpíada, a CPI dos cartões corporativos, a CPI do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), etc., etc.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

O grande exemplo

A transposição das águas do Rio São Francisco mostra de maneira nua e crua o descaso com que os governos do PT tratam das obras essenciais para o desenvolvimento do Brasil. Com grande pompa, a obra teve início em 2007 e deveria estar concluída em 2010. Orçada em R$ 4,8 bilhões, já consumiu mais de R$ 8,2 bilhões. Hoje, o preço total e a data de conclusão são mistérios insondáveis. Afinal, gastos extras, como é de conhecimento geral, fazem parte de habituais desvios - não de águas, evidentemente. Trechos da obra que já estavam concluídos transformaram-se em ruínas. Quem vai ressarcir a Nação de mais esse prejuízo causado por esta obra do PAC sob a responsabilidade, entre outros, do Ministério de Integração Nacional?

ROBERTO TWIASCHOR

rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

SETOR ELÉTRICO

Rombo sem fim

Nem mesmo esquentou a notícia do rombo de R$ 1 bilhão no fundo de pensão dos funcionários dos Correios (Postalis), apareceu em seguida outro rombo, de R$ 13 bilhões, na Eletrobrás. Vivemos assim com a inquietante sensação de que em qualquer empresa ou órgão público aparelhado pela máquina estatal, a qualquer momento, aparecerão tenebrosas transações. O governo tucano foi acusado de querer mudar o nome da Petrobrás para Petrobrax, na intenção de tornar o nome mais atrativo aos gringos na hora da suposta privatização da estatal. Já no caso da privatização petista da Petrobrás - aquela para os escolhidos companheiros -, a jogada de marketing foi desnecessária: o nome da empresa é PeTrobrás.

ABEL PIRES RODRIGUES

abel@knn.com.br

Rio de Janeiro

Benefício amargo

Desta vez a estatal escolhida foi a Eletrobrás: rombo de R$ 13 bilhões, fruto de dois prejuízos seguidos, em 2012 e em 2013 (e não há garantia de que não haja outro em 2014). A edição da Medida Provisória 579 - cujo objetivo era baixar o preço da energia no Brasil - estabeleceu que a estatal vendesse seu megawatt hora a R$ 9, quando a média praticada no setor era de R$ 120. Algo inimaginável. Tamanha irresponsabilidade deveria ser objeto de apuração - e motivo de pedido de impeachment da irresponsável presidente Dilma. O benefício de uma conta de luz mais barata pode se tornar, agora, muito amargo. O Tesouro, que no fundo é o dinheiro do contribuinte, deve ser chamado para socorrer a estatal. A opção a isso - emitir moeda - é ainda pior.

PANAYOTIS POULIS

ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

 

A NOSSA SELEÇÃO

 

Luiz Felipe convocou nosso escrete para disputar o mundial aqui no Brasil. Sessenta e quatro anos depois voltamos a ter esse privilégio, caro demais ao povo, mas o que fazer? Teríamos a obrigação de apenas ganhar? E se perder? É um grande risco, há dois anos esse mesmo time ganhou a Copa das Confederações, numa partida épica em cima dos espanhóis, hoje estamos diferentes, nossos atletas mais expressivos estão lesionados, Neymar e Paulinho. Temos outros nas mesmas condições, outros nas reservas de seus times e até o goleiro Julio César jogando em time de terceira expressão que treina amadoristicamente, por isso nosso risco de perder é grande, pelo momento de nossos atletas. Ao mesmo tempo, Felipão voltou ao selecionado paradoxalmente logo após levar o Palmeiras à segunda divisão. Estaria ele qualificado e totalmente atualizado nesse mister? Até o tempo que tem gastado fazendo e gravando propagandas preocupa, já que nem Pelé no auge foi tão anunciante de tantos produtos.

Julio Jose de Melo julinho1952@hotmail.com

Sete Lagoas (MG)

 

*

 

É NOSSA

 

A seleção é essa. Não há muitas opções. Não tem líder, e isso faz falta numa Copa do Mundo. Alguns não têm experiência de Copa do Mundo. Acho que o Luiz Felipe Scolari vai precisar de uma boa dose de sorte.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

 

COPA

 

Pela cara que Jerome Valcke tem feito nesses últimos dias, há pouco mais de um mês do início da Copa, o próximo mundial no Brasil deverá ser daqui uns 200 ou 300 anos, talvez um pouco mais.

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

 

*

 

ESTÁDIO DO DF

 

É revoltante que o Estádio Mané Garrincha, no Distrito Federal, tenha custado absurdos R$ 1.900.000.000,00 (um bilhão e novecentos milhões de reais) aos cofres públicos. O preço por assento é quase 70% acima da média dos demais estádios da Copa, que já estão superfaturados. Um escândalo. O governador do DF, Agnelo Queiroz (PT) deveria ser afastado imediatamente do cargo e responder civil e criminalmente por tamanho descalabro. Como se não bastasse, Brasília não tem nenhum clube na 1ª divisão do Brasileirão e o estádio ainda será um imenso elefante branco após a Copa. Coisa típica de país subdesenvolvido, corrupto e de republiquetas de bananas. O saudoso e inesquecível Mané Garrincha não merecia ter o seu nome associado á corrupção e desvio de dinheiro público.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

*

POVO DOENTE, MAS FELIZ COM A COPA

 

No dia 7 de maio, povo estava em festa com a convocação da seleção e vibrava na expectativa de ganhar essa Copa do Mundo, torneio esse que está custando bilhões de reais ao País em obras cujos orçamentos sempre refeitos para cima fazem a festa de empreiteiras e políticos corruptos. Enquanto isso, esse mesmo povo feliz continua morrendo jogado em pisos imundos de hospitais sem pessoal e equipamento necessário a um atendimento decente e só percebe isso quando sofre ele mesmo ou tem parentes morrendo graças a essa situação que nunca melhora. Pior ainda é ver através de propaganda política um ex-ministro da Saúde que tento, mas não consigo lembrar-me dele e de seu governo ter inaugurado hospitais que estejam funcionando, mas, cheio de pose, critica o governo paulista pela falta de água, sugerindo que eleito resolverá o problema talvez fazendo chover. Só quem pode criticar o Alckmin somos nós, eleitores paulistas, que o elegemos e mais ninguém, muito menos essa figura decorativa de um governo tido como o mais corrupto da nossa história. Voltando a Copa, o seu Felipão e seus convocados têm obrigação total de ganhar essa taça e para isso, nem que tenham comer grama dos estádios onde jogarem, pois custaram caro demais a um país carente de tantas obrigações. E essa Copa só foi feita aqui graças ao nefasto Lula, preocupado mais em aparecer que governar.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

São Paulo

 

*

 

VAI SER TRANQUILA

 

E aí, a fada presidenta, Dilma Rousseff, num brado retumbante, acenando furiosamente a sua varinha de condão, decreta: "Que cesse o caos!"

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

*

 

JOÃO BOBO

 

O pronunciamento da Sra. Dilma Rousseff em 30 de abril teve um viés eleitoral escancarado. Recorrer à Justiça não fará para eles, que se julgam "donos do país", qualquer mossa! Mesmo que sejam advertidos, ou até penalizados, isso nada significará, pois "o que está feito está feito", e já surtiram os resultados! Eles são como aquele brinquedo antigo, o João Bobo, que sempre volta à posição inicial, por mais que se tente derrubá-lo!

Décio AntOnio Damin deciodamin@terra.com.br

São Paulo

 

*

 

BOLSA FAMÍLIA

 

Dona Dilma, porque, em vez da senhora distribuir tantos peixes, a senhora não ensina essa gente a pescar?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

*

 

SEGUNDA UNÇÃO

 

A extrema unção será dada em outubro.

José Roberto Palma palmapai@ig.com.br

São Paulo

 

*

 

CPI COPA E PAPUDA

 

Como numa guerra onde a primeira vítima é sempre a verdade, governo federal e Congresso lutam desesperadamente para postergarem a CPI da Petrobras, numa tentativa óbvia de ocultarem da sociedade os responsáveis pela situação crônica de prejuízos impostos a estatal desde seu aparelhamento pelo lulopetismo a partir de 2003, quando foram sugados de seu caixa muitos bilhões em nome de um compadrio que aboletou em cargos vitais companheiros do partido cuja especialidade é superfaturamento e o desvio de verbas para fins pessoais e aos da quadrilha S/A. Com uma possível derrota do Brasil nos jogos da Copa e os resultados da CPI batendo as portas, revelando quem são os algozes desse patrimônio de todos os brasileiros duramente espoliado por 12 anos, o PT e seus colaboradores poderão na melhor das hipóteses, esquecerem uma vitória nas eleições de outubro, e na pior das hipóteses, um aceno aos dias em liberdade que podem estar se aproximando na medida em que as descobertas se multiplicam diariamente. E a exemplo do coração de mãe, na papuda sempre cabem mais alguns companheiros, incluindo o chefe.

 

Peter Cazale pcazale@uol.com.br

São Paulo

 

*

 

POBRE PETROBRÁS

 

Qual a necessidade de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)? Se é para saber se a compra da refinaria de Pasadena no Texas, EUA, foi um grande golpe fraudulento no valor de US$ 1,18 bilhões, já é de total conhecimento do mundo. Agora basta divulgar seus autores ou laranjas, como queiram classificar. Basta ver que temos mais fraudes como a compra da refinaria da Suzano Papel e Celulose pela Petrobrás por R$ 4 bilhões quando estava avaliada na bolsa por R$ 1,2 bilhão além de ter R$ 1,4 bilhão em dívidas. Como também a refinaria Abreu Lima, fruto da parceria de Lula com Hugo Chávez, a qual seu orçamento inicial era de US$ 2,5 bilhões com previsão final só de US$ 18,5 bilhões. Será que é necessário explicar o porquê dela estar nessa situação como também o porquê do "petelulismo" ser sempre contra sua privatização?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

*

 

CHEIRO DE LAMBANÇA

 

Com maioria absoluta na Câmara e no Senado, o PT teve 12 longos anos para colocar em prática todas as reformas que o Brasil precisava e nada fez. Agora, no baile de despedida, vem a sinhazinha do Norte, Marina Silva, candidata a vice-presidente da República pelo PSB, com uma proposta de pacto entre FHC e Lula "pela governabilidade": o PSDB e o PT poderiam ajudar nas reformas trabalhista, política, tributária e previdenciária. Surgem, então, várias perguntas: onde é que Marina colocou Dilma nessa sugestão? Qual é a intenção da moçoila? Fala como se já tivesse sido eleita e pede ajuda para governar? É sintomático, depois de ter dito que "sente cheiro de derrota do PSDB no segundo turno". Derrota para quem? Então ela já percebeu que o PT será derrotado no primeiro? E ela (e não Eduardo Campos, claro) será a vitoriosa no segundo? Ora, dona Marina já deixou bem claro que, se não for para o segundo turno, não apoiará Aécio, o que todos já sabíamos já que no seu coração cintila uma estrela vermelha. Não parece à moça cheia de credos e bons costumes, que ela não pode pedir nenhum pacto a um partido que ela não pretende apoiar? Sinto "cheiro de lambança" no ar.

Carmela Tassi Chaves tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

 

*

 

FRAGRÂNCIAS

 

Campos nem fede nem cheira. Aécio cheira à "derrota". Marina exala "PT n°13". Dilma catinga "Pasadena". A fedentina política já não cabe nos frascos. A nação perdeu o olfato. O Brasil apodrece debaixo do nariz.

 

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

* 

MORAL

 

Que moral tem o forasteiro Alexandre Padilha para vir criticar a Sabesp? Ele esqueceu que, desde 2007, o presidente da República era o Sr. Lula, do seu partido o PT, que alardeou a transposição das águas do Rio São Francisco, que iria beneficiar 12 milhões de pessoas e até hoje, 7 anos depois, não ficou pronto. Para piorar os gastos duplicaram e o TCU apontou superfaturamento. Muitos trechos já estão deteriorados por incompetência do seu partido PT e aliados. Então, Sr. Padilha, Por que não te calas?

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

 

*

 

ALIANÇAS POLÍTICAS

 

Padilha e Maluf se merecem. Diz-me com quem andas que te direi quem és.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

*

 

ADIAMENTO DA CPI

 

É um absurdo o que o senador Renan Calheiros faz e desfaz com o poder que lhe foi conferido pelo cargo que ocupa!

Robert Haller robelisa1@terra.com.br

São Paulo

 

*

 

DIRCEU TEM PEDIDO NEGADO

 

Então o ministro Joaquim Barbosa é acusado pela defesa de José Dirceu de dar tratamento de exceção ao seu cliente? Exceção é o tratamento que recebe Dirceu na Papuda. José Dirceu quer trabalhar fora da prisão para quê? Estão faltando homens de coragem para acabar com essa farsa e mostrar como vive o poderoso ex-ministro da Casa Civil. Tudo que os petistas querem é que o STF depois de colocar os criminosos na cadeia, os trate como cidadãos de bem. Ora essa, esses sujeitos não pensaram que ao praticar crimes o que os esperava era uma cela? Ou acharam que a Justiça era só para pobres, pretos e prostitutas como dizem no jargão popular? Está na hora de dar um basta nessa situação. Como podemos ser um país sério, quando a justiça é confrontada a todo momento por essa gente do governo que não respeita a hierarquia e a lei? Chega de deboche. A mais alta corte deste país precisa se impor, senão vai perder a sua credibilidade perante a sociedade.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

 

*

 

ATENTADO À DEMOCRACIA

 

José Dirceu e o PT dizem que a razão de suas atividades políticas e até mesmo de suas existências é e sempre será a promoção da Justiça social, pela igualdade de direitos, contra qualquer tipo de discriminação e dedicados aos menos favorecidos. Mais uma vez, o velho ditado "faça o que eu digo e não o que eu faço" prevalece com as regalias indecorosas que os mensaleiros recebem.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

*

 

UMA MARINA FRUSTRADA

 

Em entrevista à Folha, Marina Silva afirma que "PSDB de Aécio tem cheiro de derrota no 2.º turno". Se essa ex-senadora, e hoje provável vice em outubro na chapa de Eduardo Campos, carrega uma frustração de não ter regularizado seu partido o Rede, em tempo para concorrer novamente ao Planalto, nessa sua afirmação citada acima deve estar prevendo o Aécio, e não o Eduardo, disputando um provável o 2.º turno com a Dilma! O que nos faz crer que o seu coração petista revela sua torcida por uma vitória da cria de Lula. De posse de um crédito eleitoral respeitável de mais de 20 milhões de votos que recebeu no pleito de 2010, Marina, diga-se, que ainda também não conseguiu transferir votos nas pesquisas divulgadas para Campos, apenas tem criado problemas para o partido do ex-governador de Pernambuco, talvez esteja preferindo atritar os prováveis candidatos do PSB, e PSDB, que são muito amigos, para tentar ajudar a candidata do PT, Dilma Rousseff que está mal perante o seu eleitorado. A ex-ministra de Lula, talvez assim como já ocorre com a turma do Planalto, não se sensibiliza com o clamor das ruas que deseja mudanças, exatamente porque o seu ex-partido além de não conduzir a nossa economia com competência, vem indignando a nossa sociedade pelos seguidos e agudos escândalos de corrupção. Desse jeito, a Marina Silva não somente vai prejudicar seu companheiro de chapa do PSB, que a acolheu generosamente após o frustrado não registro do partido Rede, com essas picuinhas políticas que vem criando certamente irá favorecer o provável candidato tucano, Aécio Neves.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

*

 

Ao arrepio da lei

 

É simplesmente bizarro que somente agora, quando já se contabilizam sete condenados do mensalão exercendo atividades laborais fora da prisão, a Justiça de nosso país – pela atuação do ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF – tenha se dado conta de que a Lei de Execuções Penais (aquela mesma que os candidatos ao exame nacional da OAB têm de saber na ponta da língua) impõe a condição de cumprimento de pelo menos 1/6 da pena aos condenados em regime semi-aberto antes de os autorizar a trabalhar fora da cadeia. Perguntar não ofende: será que na mais alta Corte da Justiça brasileira, aquela chamada de "pretório excelso", cujos membros são os mais insígnes doutores do nosso direito, até o presente momento ninguém havia notado que o intempestivo benefício proporcionado aos sete mensaleiros estava sendo concedido ao arrepio da lei? Putz!

Silvio Natal silvionatal49@gmail.com

São Paulo

 

*

 

RECOMPENSA

 

Governo de SP pagará até R$ 50 mil por denúncias sobre crimes. Cada dia sinto-me mais próximo do Velho Oeste. Em breve, veremos afixados em bares, postes, etc. cartazes de "Procurado", "Recompensa".

Angelo Antonio Maglio angelomaglio@terra.com.br

Cotia

 

*

 

FÓRMULAS MÁGICAS

 

Como confiar num governo que "inventa fórmulas mágicas" para apuração dos índices de desempenhos internos? Anteriormente criaram fórmulas contábeis e agora estão "inventando" fórmulas para apuração do PIB (IBGE). Em resumo: hoje, no Brasil, tudo é fabricado por puro interesse desse (des)governo que de útil nada faz. Sua principal filosofia é a mentira.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com

São Paulo

 

*

 

A REVANCHE SILENCIOSA

 

A Comissão Nacional da Verdade nem torturou, apenas eliminou. A Polícia Federal (PF) vai investigar a morte de Paulo Malhães, ex-agente do Centro de Informações do Exército (CIE). Procura-se um laranja. A Comissão Nacional da Verdade, que passa a ser da vingança nem mandou um representante ao velório ou sepultamento, o que caracteriza a revanche, sem qualquer discrição. Silenciaram o assunto, por que será?

Luiz Dias lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

 

*

 

INSEGURANÇA EM HIGIENÓPOLIS

 

Arrastões, assassinatos, corpos esquartejados nas esquinas e na última quinta um bandido, em frente à padaria Boulevard, ameaçava de morte as estudantes do Mackenzie, aos gritos, até ser detido pela Polícia. Rotina. Até quando, Sr. Governador?

Arsonval Mazzucco Muniz arsonval.muniz@superig.com.br

São Paulo

 

*

 

SANTOS NOVOS TEMPOS

 

Fiquei muito contente em saber que o projeto "Santos Novos Tempos" está com obras em andamento, e que dentro de alguns anos vamos ter uma grande melhoria na qualidade de vida da população da Baixada Santista, principalmente para os moradores da Zona Noroeste. Uma região que tem mais de 100 mil habitantes, que em grande parte sofre com as constantes enchentes, pois um parte foi construída abaixo do nível do mar. Temos que lutar muito pelo fim das inundações dessa parte da nossa cidade pois interfere muito na saúde, na mobilidade urbana e na vida das pessoas.

Eduardo Ribeiro Filetti filetti@filetti.com.br

São Paulo

 

*

 

OPERADORAS DE CELULAR

 

É noticiário corrente hoje (07/05) na TV que o Procon tem como um dos principais clientes cativos as operadoras de celulares. É voz constante que tem que se ligar várias vezes para efetuarmos uma ligação, que a mesma não completa, que cai quando estamos falando. O sinal é horroroso, o famoso 3G mal funciona e muitas vezes o sinal 3G é 2G, e olhem que tem operadoras vendendo a maravilha do 4G. Eu só gostaria de saber porque a Anatel e seus Barnabés não arrebentam eles com multas pesadas e bloqueiam o patrimônio deles como garantia de pagamento. Se é que essas empresas têm algo em nome próprio. Porque não os proíbem de vender seus serviços por período mínimo de seis meses, ou coloquem seus presidentes, diretores na cadeia, já que se vendem e não cumprem com aquilo que prometeram em contrato. Grade neles! Talvez assim essa cambada tome vergonha na cara e forneça serviços como combinado e à altura do preço absurdo que cobram. Eu sei que é querer muito, sonhar. A conta sempre vem com extrema pontualidade. Nisso esses picaretas são bons.

Ailton Dias Pereira ailton7@ig.com.br

Ribeirão Preto

 

*

 

TURMA DOS DIREITOS HUMANOS

 

Sempre tão atentos em denunciar as supostas atrocidades cometidas contra os patrícios, mormente aquelas que possam ser acusados agentes do Estado, os ativistas dos direitos humanos brasileiros, e aí incluo intelectuais, artistas, políticos, jornalistas, ONGs, permanecem calados diante dos descalabros da ditadura venezuelana de Maduro. Ao mesmo tempo, a ilha presídio dos irmãos Castro, sempre idolatradas pela mesma turma e mais a camarilha petista e aliados hoje no poder, bate recorde de detenções de "dissidentes pacíficos". E a turma quieta, calada. Ideologia, teu nome é hipocrisia.

Marco Antonio Esteves Balbi mbalbi69@globo.com

Rio de Janeiro

 

*

 

JUNTOU-SE AOS BONS

 

Já recepcionado por Elis Regina, Vinícius de Moraes, Wando e Nelson Gonçalves, Jair Rodrigues deve estar narrando a pobreza da música brasileira atual. No máximo, temos três ou quatro cantores de verdade, o resto não passa de cantores de um sucesso apenas. Todos fabricados pela mídia e, claro, descartados logo em seguida. Agora, junto aos bons, pois o lado de cima está dando de dez no lado de baixo, agradeço ao Jair por tanta alegria, por tanto sorriso e por tenta simpatia. Parabéns e obrigado, Cachorrão. Até qualquer dia.

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

 

*

 

JAIR RODRIGUES

 

Jair Rodrigues, que sempre exalou alegria e bondade, tornou-se incompatível com o mundo atual.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

*

 

DUPLA DA MPB

 

Novamente juntos, a "pimentinha" Elis Regina e o "cachorrão" Jair Rodrigues no fino da Bossa do palco estrelado do céu. Saudades da dupla que animou e embalou a MPB dos bons tempos.

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.