Fórum dos Leitores

GOVERNO DILMA

O Estado de S.Paulo

23 Maio 2014 | 03h58

As obras dos aeroportos

Há cerca de um mês a presidente Dilma Rousseff disse que as obras da Copa estavam prontas. Não sei de onde ela tirou essa conclusão. Talvez depois de um papo com o Lula. Mais recentemente, inaugurou dois terminais de dois grandes aeroportos, Brasília e Guarulhos. E declarou, com eufemismo (cara de pau?) e pouca modéstia, que as obras dos aeroportos estavam sendo entregues. Esqueceu-se, porém, de dizer que o Terminal 3 de Guarulhos (GRU) e as melhorias em Brasília foram feitas pela iniciativa privada, cuja parceria o PT tanto relutou em aceitar. Aliás, parabéns às concessionária pelo desafio enfrentado, que bancaram, e por terem feito a sua parte. A Infraero ficou a ver navios... Ou aviões. Sem a iniciativa privada, talvez Brasília e GRU ainda estivessem sofrendo o que se vê em Confins (Belo Horizonte) e, principalmente, em Fortaleza, onde se usarão barracas de lona para receber os turistas na Copa. Seriam estes dois últimos exemplos do "padrão Dilma"? É esse o legado da Copa?

ARY BRAGA PACHECO FILHO

ary.pacheco.filho@gmail.com

Brasília

Voando alto

Em dezembro de 2012, durante sua participação no seminário Brasil-França: desafios e oportunidades de uma parceria estratégica, a presidente Dilma afirmou que construiria 800 aeroportos regionais em nosso país. Justificava sua iniciativa pelo fato de que algumas regiões do Brasil só poderiam ser alcançadas por avião. Visivelmente, nenhum desses aeroportos foi construído. Não é muito fácil esconder um aeroporto, mesmo sendo regional. Em recente pronunciamento a presidente voltou ao tema e afirmou que 270 aeroportos regionais serão construídos. Não deixou claro se esses aeroportos fazem parte do pacote original de 800, se se adicionam a estes ou se ficam reduzidos a apenas 270. De qualquer forma, como parece ser líquida e certa a sua reeleição, a presidente terá de construir pelo menos esses 270 e, forçosamente, durante o seu mandato, como prova de um governo realizador. Para tanto ela contará com 1.683 dias, ou 6,2 dias por aeroporto. Não esquecendo, mais importante ainda, que a presidente Dilma deverá, a cada 6,2 dias, deixar Brasília, tomar um avião de pequeno porte, pousar e fazer um discurso de inauguração de um aeroporto regional. Haja voz!

FLAVIO BASSI

flavio-bassi@uol.com.br

São Paulo

GREVES

Consequências

Um sentimento de perplexidade, e mesmo de repugnância, está contaminando boa parcela do povo brasileiro. As balbúrdias promovidas nas grandes cidades pelos diversos movimentos reivindicatórios estão levando a um grau de impunidade tão alto que a descrença em nossas autoridades (todas elas) está chegando às raias do absurdo. Pela Copa e pelas eleições, tolera-se tudo: acobertamento de gestores ladrões, invasões de propriedades, interrupção criminosa de vias e rodovias, depredações de prédios públicos e privados, paralisação dos transportes públicos - forçando o povo a ser tratado como gado -, quebra-quebras seguidos de saques, greves de policiais, professores, garis e tantos outros, que estão pondo nosso país no caminho do caos total. Se providências sérias e pontuais não forem tomadas pelos responsáveis pela ordem pública e pelo direito dos cidadãos de ir e vir, só nos resta aguardar e esperar a catarse...

ALOISIO A. DE LUCCA

aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

Ir e vir

As manifestações reivindicatórias se intensificam e, com elas, muitas vezes o bloqueio de vias e serviços de transporte coletivo. Tais bloqueios, é óbvio, tornam inviável o exercício do direito constitucional de ir e vir. Diante disso, indagamos: até quando a população trabalhadora vai continuar pagando esse pato, dada a omissão das autoridades em coibir tais abusos?

EURICO BUZAGLO

eurico_buzaglo@uol.com.br

São Paulo

São Paulo parou

E quem mais sofreu com a greve dos ônibus foi a população mais carente, principalmente as pessoas que têm de trabalhar para sustentar os desocupados.

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

Golias

Como se mostra frágil uma gigante como São Paulo perante poucos míseros sindicalistas da área de transporte. Para piorar, a inoperância e a falta de rédea do governo municipal do PT, que de greve entende, e muito.

ALESSANDRO LUCCHESI

timtim.lucchesi@hotmail.com

Casa Branca

Origem dos protestos

Resumo: Executivo falho.

ARY NISENBAUM

aryn@uol.com.br

São Paulo

Irreal

Enquanto a população sofria com a paralisação dos ônibus, uma equipe da Guarda Civil Metropolitana patrulhava as margens do lago do Ibirapuera, talvez para resgatar algum marrequinho perdido da mãe...

LUIZ RESS ERDEI

gzero@zipmail.com.br

Osasco

REGISTRO DE NOMES

Inpi privilegia Fifa

Um absurdo a concessão à Fifa, pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), e com velocidade inusitada, do privilégio de uso de determinados termos de uso corrente, como pagode e outros. Eles pertencem ao universo vocabular usual do País e não podem ser concedidos a nenhuma entidade nacional, muito menos a uma organização que não se caracteriza pelo comportamento ético.

MARIO ERNESTO HUMBERG

marioernesto.humberg@cl-a.com

São Paulo

ATOR CONTESTA

Viver no Brasil

Eu nunca disse a frase "não dá mais para viver no Brasil". Entrevistas que não são gravadas não podem conter aspas do entrevistado. Minha ida para a Colômbia em nada tem que ver com meu desencanto com a política no Brasil, estou indo trabalhar e volto pra casa assim que acabar o trabalho, como sempre fiz. Meus filhos, meus amigos, minha vida estão no Rio, na Bahia, no Brasil. Certamente disse que estou feliz de, neste momento, passar dois anos num país que se reconstruiu pela cidadania, um conceito distante aqui, e certamente fiz críticas fortes ao Brasil de hoje, mas a específica frase "não dá mais para viver no Brasil" eu não disse, tenho certeza.

WAGNER MOURA

Rio de Janeiro

N. da R. - O Estado mantém as informações publicadas.  *

GREVE GRAVE EM SP

A população paulistana, revoltada e prejudicada em seu legítimo e constitucional direito de ir e vir, aguarda e exige das autoridades competentes, sejam municipais ou estaduais, que o comando da greve covarde de ônibus que pegou a cidade de surpresa e desprevenida seja devidamente identificado e severamente punido pela Justiça. A maior metrópole do País e da América Latina tornou-se refém do caos diário e da baderna geral que a tomou de assalto sob o (des)governo petista. A situação é grave e exige providências imediatas, caso contrário, a única esperança será convocar o exército para que o caos seja combatido como se deve.

Enquanto isso, salve-se quem e como puder!

J.S. Decol

decoljs@globo.com

São Paulo

*

ESTÁ FALTANDO

Está faltando líderes que não confundam autoridade (poder político ou administrativo ou pessoa cuja opinião é ponto pacífico) com autoritarismo (que se baseia no despotismo, na tirania). Essas manifestações nos transportes de São Paulo e em outros estados não deviam causar surpresa para o Partido dos Trabalhadores (PT), afinal, sempre foi useiro e vezeiro dessas formas de expressão. O que não podem é fazer reuniões atrás de reuniões sem definir nada, ou pedir ajuda à Polícia Militar de SP (tão execrada), e qualquer ato mais contundente serem os "responsáveis" pelo resultado que não sabemos onde vai dar. Se há um mínimo a ser cumprido por Lei quando há greves, que as autoridades sejam firmes, e quem não cumprir sofrerá as consequências de seus atos. Afinal, a democracia, que é um direito de todos, não é brincadeira sem consequências!

Tania Tavares

taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

GREVE VERGONHOSA

Dos 28 terminais de ônibus de São Paulo, 16 foram fechados pelos grevistas no primeiro dia de greve, e a SPTrans diz que foi surpreendida com o movimento. A pintura de faixas para corredores de ônibus é decerto um trabalho estafante e não sobra tempo para saber o que realmente está pegando no péssimo serviço de transportes coletivos da cidade.

Victor Germano Pereira

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

GREVES

O direito de greve é um direito que consta em todas as constituições dos países democráticos. A greve acontece quando determinada classe trabalhadora se sente prejudicada em seus direitos e, após não vir a ser atendida, sua reivindicação a deflagra. As greves, além de paralisar certos setores, atingindo os interesses dos empregadores sejam eles do governo como da iniciativa privada, também atinge terceiros, a população em geral, que nada tem que ver com o conflito, como as greves dos transportes públicos, dos policiais, dos postos de saúde, dos bancos dos estabelecimentos de ensino, etc. Há greves que duram dias, outras semanas e até mesmo meses, como as dos professores. Somente então, finalmente, uma das partes vai recorrer à Justiça do Trabalho. A Justiça passa a agir quando é acionada. Uma vez a sentença dada, tem que ser cumprida, não mais se discute. Por que razão então alguém que se sente prejudicado em seus direitos de cidadão não aciona a Justiça para dar um fim à greve? Alguém poderia me esclarecer se uma pessoa que se sentir prejudicada pode recorrer à Justiça do Trabalho nesse sentido? Nesse caso a Justiça do Trabalho se via obrigada a acolher o recurso?

José Carlos de Castro Rios

jc.rios@globo.com

São Paulo

*

CAOS

Nessa terça a cidade foi simplesmente paralisada por bandos de sindicalistas e ditos movimentos sociais que resolveram mandar os direitos de mais de 11 milhões de pessoas ao espaço. De quem é o interesse de deixar esta cidade de joelhos? Tudo isso que vivemos não é mais uma questão social, e sim de polícia, infelizmente. Ninguém mais sabe se manifestar com urbanidade. Que aprendam da pior maneira.

Luiz Augusto Modolo de Paula

luaump@yahoo.com.br

São Paulo

*

CONGESTIONAMENTO

Pelo caos provocado pelos grevistas na cidade de São Paulo é de se imaginar a que rumo muitos pretendem levar o destino de nossa pátria amada.

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

GREVE DE ÔNIBUS

Sendo uma adolescente de 16 anos estudante do último ano de Ensino Médio de uma escola privada do estado de São Paulo e parte de um grupo que irá herdar problemas e estruturas desta sociedade atual, vejo com muito bons olhos os alertas relacionados aos problemas da nossa cidade que as greves de motoristas e cobradores de ônibus revelaram fazendo durantes os dias 20 e 21 de maio uma paralisação. Não apoio de forma alguma manifestações em forma de greve que não tenham líderes e nem propostas consistentes, que não estejam de acordo com todos do sindicato e trabalhadores da área. No entanto, devemos tomar a greve dos ônibus como um diagnóstico da nossa cidade, que conseguiu prejudicar cerca de 230 mil trabalhadores, lotar metrôs, mudar temporariamente regras da CET e aumentar o trânsito de São Paulo. Isso demonstra as nossas fragilidades: a constante falta de investimento e desenvolvimento em infraestrutura, falta de diálogo entre governo e setores populacionais e, principalmente, a falta de uma posição firme de sindicatos, que normalmente é substituída pela dicotomia dentro desses. Essas fragilidades deixam transparecer ainda mais a forma de como são tratadas as questões de infraestrutura pela administração pública.

Luísa Montiel Hiraki

luisahiraki@gmail.com

Carapicuíba

*

PARALISAÇÕES

Não dá para segurar. O que está se vendo em várias cidades do Brasil, e em especial em São Paulo, é uma verdadeira aula prática de doutorado em guerrilha urbana. E, é claro, obedecendo a uma das cláusulas pétreas dessa cartilha, os professores são mantidos incógnitos. Outro mandamento desse livrinho vermelho é guardar o princípio da covardia explícita.

Caio Mario Britto

caiomario.britto@terra.com.br

São Paulo

*

NÃO ADIANTA

De que adianta colocar mais ônibus na cidade e congelar a tarifa em R$3,00, se ninguém consegue se locomover? O diálogo entre os governantes e os motoristas de ônibus está claramente falho. Enquanto o prefeito fala em sabotagem, vandalismo e tática de guerrilha, boa parte da população não consegue se locomover com os ônibus, e de carro o trajeto fica substancialmente prejudicado. Ainda bem que os estrangeiros que virão para a Copa não dependerão desses transportes. Sorte a deles.

Felipe da Silva Prado

felipeprado39@gmail.com

São Paulo

*

URGENTE

Será que não está na hora dos governos, oposições, empresários e sindicatos (todos) deixarem de lado as divergências, as vaidades partidárias e pessoais e sentarem numa mesa para discutir realmente estes problemas? Está em jogo o futuro de nosso Brasil e de futuras gerações. É necessário fazer uma DR (Discussão de Relação) urgente.

Antonio Claudio Pereira da Silva

aclaudiops@uol.com.br

São Paulo

*

GREVE DOS TRANSPORTES

Resumo da ópera. Os companheiros do partido falaram com os companheiros do sindicato que o companheiro Haddad já estava mal avaliado pela população, que uma greve poderia piorar a situação e que isso poderia prejudicar a eleição do companheiro Padilha. Então, reuniram um punhado de companheiros pelegos e fizeram uma assembleia rapidinha para terminar com a greve. Mas os companheiros motoristas e os companheiros cobradores, os verdadeiros interessados em melhores condições de trabalho e salário, não gostaram dessa politicagem, não gostaram de serem usados, ficaram revoltados com tudo isso e fizeram uma greve para valer. Moral da história: ficou pior a emenda que o soneto.

Jorge Mano

jrmano@yahoo.com

São Bernardo do Campo

*

A ORIGEM

Não sei por que o espanto do prefeito Haddad e de todos os petistas com os acontecimentos em São Paulo. Isso é o que vocês incentivavam nos anos 1990 e até Lula ser eleito. Quem é o mentor deve saber muito bem como controlar o movimento, como acalmar os ânimos. Coloquem o ex-presidente Lula no alto de um carro de som na Praça da Sé e tentem acabar com o terrorismo disfarçado de manifestação. Isso é tudo o que vocês não queriam na véspera da Copa, mas é o que vai ocorrer dia após dia. É o que está represado em forma de subsídios para vencer eleições, índices da inflação anunciados abaixo do real, reajustes de salário e aposentadorias defasados. Vocês querem o que? Serem adorados por todo o povo? Só se for pelos coitados que vivem na Caatinga. E a maioria desconhece o Bolsa Família que é recebido por moradores da periferia das grandes cidades. Os miseráveis do Norte e Nordeste só interessam a vocês pelo título de eleitor que usam a cada dos anos. O prazo de validade da mentira, da encenação, dos dossiês falsos e dos roubos descarados está chegando ao fim. Até outubro.

Luis Ress Erdei

gzero@zipmail.com.br

Osasco

*

ATENTADO À ORDEM PÚBLICA

Desde que o PT assumiu o governo do País abrir o Estadão pode assustar. Lembra os 11 anos da minha infância e adolescência no governo nazista, o que meus pais chamavam do "domínio do terceiro escalão". Nunca teria imaginado que poderia passar a viver coisa parecida na minha vida novamente noutro continente. Um partido governando e desgovernando um país, jogando de cara moral e ética no lixo. Neste momento assistimos a uma demonstração a que tipo de moleques irresponsáveis nos volantes de veículos públicos, todos com CNH válida, os usuários paulistas confiam suas vidas todos os dias a caminho do seu trabalho diário. Esses moleques fazem uso de seus veículos fora dos itinerários prescritos, impedindo o trânsito como se fossem seus proprietários, sob o olhar complacente dos guardas. A irresponsabilidade no setor público virou praxe. Veremos muitos espetáculos ainda, quem sabe na Copa.

Gerhard Fink

gerhardjfink@gmail.com

Atibaia

*

RECADO DADO

Quando o ex-presidente Lula diz que não precisamos de metrô para ir aos estádios - inclusive deu conselhos para as pessoas irem a pé, carroça, jegue e etc. - deu um claro sinal de que se poderia ir ao trabalho também a pé. Tenho certeza que esse movimento dos ônibus foi orquestrado pelos petistas. Veja, as prefeituras de São Paulo, Diadema, Osasco e SBC são petistas, logo, os diabos de Lula, Dilma e Gilberto de Carvalho estão agindo.

Maria José da Fonseca

fonsecamj@ig.com.br

São Paulo

*

SÃO PAULO PARADA

O editorial "Atentado à ordem pública" (A3, 22/05/14) explica um fato extremamente óbvio: a segurança da cidade de São Paulo é dever do governo estadual e é inaceitável a declaração do governador Geraldo Alckmin que "a greve é um assunto municipal, estando a solução do problema fora da alçada do Estado". É lamentável constatar que há políticos tentando conseguir dividendos eleitoreiros à custa do sofrimento da população.

Paulo Sergio Fidelis Gomes

psf.gomes@ig.com.br

São Paulo

*

OPINIÃO DE CATEGORIA

É que Lula não foi perguntado, mas tinha solução para o sufoco que os paulistanos sofreram com a greve dos motoristas de ônibus: distribuição de jumentos para o povo poder chegar a seus destinos, porque a pé muitos já estavam chegando.

Myrian Macedo

myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

*

CASTIGO

O PT está colhendo o que plantou. Pena que nós pagamos o pato.

Laert Pinto Barbosa

laert_barbosa@globo.com

São Paulo

*

LAVA JATO

O ministro do STF Teori Zavascki, por prudência, não deveria ter concedido a liminar pedida pelo reclamante sem antes solicitar a subida dos autos e examinar a veracidade das alegações. Ao contrário do que afirma o ministro em sua fundamentação, o juiz Moro não determinou o desmembramento dos autos e não invadiu a competência do STF, razão pela qual não havia razão para suspender todos os processos, inclusive decisões importantes tais como a que quebrou o sigilo da Petrobrás em busca de provas contra o assalto aos cofres da empresa empreendido por uma organização criminosa recheada de políticos e empreiteiros influentes todos muito próximos do governo. Não se justifica a suspensão dessas decisões que nada têm a ver com os beneficiados pelo foro privilegiado. A pergunta que fica é a seguinte: a quem serve o ministro Teori Zavascki? À Justiça ou ao governo?

Adel Feres

a.feres@terra.com.br

Goiânia

*

PERGUNTAR NÃO OFENDE

A Polícia Federal mirou suas lentes em Mato Grosso, especialmente nos gastos eleitorais que abasteceu campanhas e pagou propina a mando do senador Blairo Maggi, conforme a Operação Ararath. Só para relembrar, Blairo bateu forte na presidente Dilma dias desses. Lula não gostou. Na linha do perguntar não ofende, todo esse barulho é para blindar a Operação Lava Jato que vai se transformando na Operação Abafa com a ajuda do ministro Teori Zavascki? Soltaram o homem bomba Paulo Roberto Costa e não se fala mais nisso por que as investigações chegaram muito perto de empresas e parlamentares?

Izabel Avallone

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

PETROBRÁS

Não satisfeitos com tudo que ocorre na Petrobrás de corrupção aos maus negócios, redundando em brutais prejuízos, o próximo será o do não cumprimento de obrigações por parte da notória mau pagadora PDVSA, estatal venezuelana do petróleo. Como se não bastasse o "cano" de U$ 8 bilhões de dólares, da parte que lhe cabia na refinaria Abreu de Lima, dívida essa perdoada pelo petismo alegando "a não assinatura do contrato final que obrigava ao pagamento", fato "descoberto" no término da obra, dessa vez será com a exploração do gás de xisto, cabendo à Petrobrás 36% em participação de nova empresa voltada à busca pelo gás no Largo Maracaibo, segundo Rafael Ramirez, presidente da PDVSA majoritária na negociação. Negociações entre governos Dilma e Nicolás Maduro é sinônimo de prejuízo ao Brasil, permitindo nos preparar com as contas finais debitadas aos nossos impostos, tudo em nome do fracassado "socialismo bolivariano do século 21".

Mario Cobucci Junior

maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

*

ATUAÇÃO DO MINISTRO TEORI

A quem interessaria libertar o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa? Ao PT? Porque o Ministro Teori Zavascki contrariou a jurisprudência do STF interferindo como fez com o processo que corria em instância inferior, interrompendo o processo e as investigações e libertando os indiciados? E porque, ao retroceder em sua ação, reteve os envolvidos na cadeia "exceto" Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobrás? O Ministro Teori interrompeu uma investigação e deixou em liberdade um dos principais envolvidos, suspeito de, quando diretor da Petrobrás, participar de subfaturamentos e outras falcatruas no projeto da refinaria Abreu Lima no Recife, que teve seu investimento orçado em R$ 2 bilhões, aumentado para R$ 20 bilhões. Recursos dessa imensa corrupção teriam sido destinados ao PT, segundo a investigação. O que deixa o assunto muito suspeito é que o ministro foi nomeado para o STF pela presidente eleita pelo PT, tendo sua participação no processo do Mensalão trazido uma imensa redução da pena dos petistas condenados. Seria errado dizer que o ministro Teori atuou contra a jurisprudência do tribunal para favorecer o PT?

Fabio Figueiredo

fafig3@terra.com.br

São Paulo

*

LULA E A GREVE DO ÔNIBUS

Lula comentou que era babaquice o torcedor querer ir de metrô para as peladas de futebol. Será que ele também acha babaquice o povão querer ir de ônibus e metrô para o trabalho?

Ivan Schwarzenberg

navinegro@hotmail.com

São Paulo

*

CONCURSO

Ganha outro pirulito quem adivinhar o motivo de só Paulo Roberto Costa ter sido solto. Dica: estava com depressão e com vontade de fazer terapia.

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

POBRE PETROBRÁS

Há muitos anos, precisamente onze, vem se falando que o PT sempre foi contra a privatização da Petrobrás, para que pudesse jogar seus tentáculos, dominando-a quando assumisse o poder, transformando-a num cabide de empregos para os petistas. Esse dia lamentavelmente ocorreu, pois o jogo que fizeram foi sempre com cartas marcadas, o que fez com que a empresa chegasse no ponto crítico atual e não tenhamos mais comentários, explicações ou desculpas, a não ser admitir que a mesma chegou nesse ponto por ter sido abocanhada e manipulada pelo corrupto petelulismo que se implantou no País.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

A TURMA DOS CÍNICOS

E segue a saga do cinismo ultrajante do pessoal deste desgoverno em relação à desastrosa compra da Refinaria de Pasadena. O ex-presidente da Petrobrás, José Sergio Gabrielli, desmentiu na CPI chapa branca do Senado tudo o que havia afirmado em relação às responsabilidades da presidente, ao jornal "Estadão", quando do estouro da suspeita dessa compra ter representado prejuízo milionário, e a atuação da presidente Dilma Rousseff no negócio. Há uma nítida fala ensaiada entre todos os que estavam juntos nessa maracutaia, mesmo que tenham que desdizer tudo o que haviam afirmado na ocasião do estouro. Só estão esquecendo que Dilma publicamente assumiu que foi negligente aceitando um relatório falho que a induziu possivelmente ao erro. Coisa que não convenceu ao mais simples dos mortais. O cinismo é a forma de essa gente tentar se livrar de suas responsabilidades. Vergonhoso!

Leila E. Leitão

São Paulo

*

NOVA PESQUISA

Realmente, o resultado dessa nova pesquisa deve ter acendido um sinal amarelo, quase laranja, de alerta no Palácio do Planalto. Com a pesquisa tendo sido realizada logo em seguida à massiva propaganda política do PT, que usou todas as armas que estavam à sua disposição, desde o reaparecimento de sua maior estrela, Lula, até a intimidação explícita dos eleitores, tentando disseminar o medo de uma mudança, essa irrisória subida de Dilma, bem menor do que a de cada um dos seus adversários diretos, consolidada uma tendência de baixa e de transferência de votos brancos, nulos e indecisos para a oposição. Para piorar, até a eleição presidencial teremos, pelo menos, os protestos da Copa do Mundo, a CPMI da Petrobrás, e nenhum resultado positivo a ser mostrado pelo governo.Mesmo cumprindo a promessa que irá fazer o diabo para ganhar a eleição, está ficando muito difícil para Dilma.

Ronaldo Gomes Ferraz

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

HORA DE MUDANÇA

Quando um jogador ou técnico de futebol não consegue dar ao clube resultados positivos logo o seu contrato ou é rescindido ou não é renovado, e outro é colocado em seu lugar. Os constantes fracassos do governo Dilma sugerem que tudo o que foi feito até agora, fora da assistência social, não passou de equívocos adornados de promessas futuristas e mentiras que nos coloca nos piores patamares do mundo capitalista. Como jogador ou como técnico do time Brasil, Dilma está levando o País a uma situação indissolúvel. Já está na hora de se trocar o técnico para que o clube Brasil não sofra um rebaixamento maior. O desemprego, a inflação, o desequilíbrio nas contas sem contar com a escandalosa perda de R$20,1 bilhões com as desonerações tributárias somente de janeiro a março, enquanto em 2013 nesse item foram para o ralo R$77,8 bilhões e R$203,7 bilhões com desonerações de todo tipo. Não há comparação entre manejar um Fuzil AK-47 e administrar a complexidade de um país como o Brasil.

Jair Gomes Coelho

jairgcoelho@gmail.com

São Paulo

*

ESPERANÇA

Às vezes, um único fato diz da competência de uma pessoa. Veja o caso da doutora Dilma Rousseff. Nunca trabalhou na iniciativa privada, sempre esteve pendurada nas tetas de governos. Uma vez tentou se aventurar e, junto com uma amiga, abriram uma loja de bugigangas em Porto Alegre. Em nove meses estavam falidas. Voltou, então, para o ninho aconchegante do erário público. Essa é a pessoa que governa o Brasil, uma dona de lojinha de R1,99 falida. Pode-se esperar algo melhor?

Nelson Mendes

nelsonmendes2009@bol.com.br

São Paulo

*

ELEITORES CONIVENTES

Todos que votarem na Dilma serão coniventes, conscientes ou não com a incompetência e corrupção que caracterizam este governo!

Eugênio José Alati

alatieugenio@gmail.com

Campinas

*

TRISTE ASSUNTO

Nada pior que ouvir a pesquisa de intenção de votos dando 40% a dona Dilma bolada. Estamos fritos. Nossa educação, saúde e burocracia, o medo de sair às ruas e tudo mais, com uma inflação nas nuvens. Somos nós os responsáveis por colocar essa gente lá. É muito triste. Quando viajo, vejo o quanto precisamos evoluir para retirar essa corja do poder.

Maria de Mello

nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

*

PESQUISA X URNA ELETRÔNICA

Eu só queria entender: para que pesquisas, se a urna será eletrônica?

Roberto Twiaschor

rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

HÁ ANOS

Babaquice é o que Lula vem falando há 12 anos.

CLÁUDIO MOSCHELLA

arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

*

NUM SÓ DIA DE MÁS NOTÍCIAS

Colhendo as principais notícias do dia 22/05/14 publicada nos principais jornais do País, percebemos que nesta terra governada pelo PT a coisa vai de mal a pior. Brasil cai no ranking de competitividade e amarga a 54º posição num universo de 60 países pesquisados. A Polícia Federal, investigando os envolvidos na Operação Lava Jato, que inclui políticos, doleiros, ex-diretores da Petrobrás, também traficantes de drogas, etc., em que se calculam desvios de recursos das estatais federais, e lavagem de dinheiro num montante de R$ 10 bilhões, agora se desconfia que o sobrepreço pago pela Petrobrás, na compra da Refinaria de Pasadena tenha sido desviado parte dos US$ 1,184 bilhão também para paraísos fiscais! Sindicalistas que aprenderam com a Dilma e o Lula que se deve fazer até o diabo para conquistar o poder, se opondo à administração do Sindicato dos Rodoviários de São Paulo, que mesmo conseguindo um ótimo reajuste salarial de 10% para sua classe trabalhadora, decidiram sem aviso algum infernizar a vida de milhões de passageiros de ônibus, que humilhados ficaram sem transporte coletivo por 48 horas, impedindo-os de trabalhar, estudar, etc. A geração de empregos em abril último é a menor em 15 anos e despenca 47% com relação ao mesmo período de 2013, criando apenas 105,3 mil novos postos de trabalho. IPCA-15 apesar de recuar para 0,58%, em maio, no acumulado de 12 meses a inflação chega aos insuportáveis 6,31%. A boa notícia, lógico, não vem do Planalto, mas do Superior Tribunal de Justiça, que decidiu a favor dos correntistas que tinham recursos aplicados na poupança em 1980 e 1990, e que na época foram prejudicados porque a remuneração não foi compatível com os altos índices inflacionários. Mas a decisão final depende ainda do STF! E mesmo assim os petistas insistem em dizer que o País está uma maravilha.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

TAXA DE DESEMPREGO

Apesar da atual estagnação industrial brasileira, déficit no comércio exterior e o elevado estoque do setor varejista, a taxa de desemprego do IBGE pesquisada em seis regiões metropolitanas ficou em 4,9% em abril. Se considerarmos o episódio da interferência do governo Dilma no IBGE, com protestos até de funcionários, para cancelar a pesquisa Pnad Contínua, que se aproxima mais da realidade por pesquisar 3.500 cidades, dá para os analistas econômicos confiarem nesta taxa de 4,9 % de desemprego?

Edgard Gobbi

edgardgobbi@gmail.com

Campinas

*

COTAS AO NEGRO E AO PARDO

Dentro de poucas horas o Brasil, através da presidente, vai declarar para o mundo que o negro e o pardo são cidadãos de 2ª classe. A presidente entende que o negro e o pardo não possuem a intelectualidade do branco, então criará cotas para que ambos possam ocupar cargos que jamais conseguiriam sem essa ajuda. Com isso, criará um batalhão de pessoas que serão designadas de "formados de favor" e acabarão se sentindo a escória de intelectual. Sou contra a criação de cotas, não é a forma de ajudar o negro. Há outros mecanismos mais eficazes e que não criarão problemas psicológicos no futuro aos atuais beneficiados. O Brasil e o mundo têm provado o contrário do que pensa o Palácio do Planalto, com exemplos atuais de intelectualidade avançada na Justiça. O fato em si é discriminatório e subestima a capacidade intelectual do negro que, segundo a presidenta, não teria, ou não tem competência para galgar os cargos que estão sendo ofertados.

É o governo federal oficializando a discriminação racial no País. O projeto originado do Executivo teve na Câmara Federal o apoio das "vaquinhas de presépio". Nossa presidente está dando um vivo aplauso ao político Adolf Hitler.

Carlos Moritz Vicente Gomes

fogo.1412@hotmail.com

São Paulo

*

INGENUIDADE OU MÁ FÉ

A mídia divulgou palavras de um senador se justificando ao aprovar salários além do limite para magistrados e procuradores. Disse ele: "É fundamental ganharem bem como forma de evitar venda de sentenças." Ora, senador, quem vende sentenças não precisa nem de salários. Não é o dinheiro que o fará pior, ou melhor, e sim o seu caráter. É muita ingenuidade do senador ou má fé, pois com o aumento acertado é certo que os congressistas pedirão isonomia. Conta outra, senador, pois essa não colou. Aliás, esse senador tempos atrás disse que os congressistas devem ganhar muito bem.

Paulo Henrique Coimbra de Oliveira

ph.coimbraoliveira@gmail.com

Rio de Janeiro

*

PREÇOS ALTOS?

Toda hora vejo reclamações sobre os preços. O côco está caro, refrigerante idem, restaurantes, estacionamento, cinema, etc. Cara, não paga. Leva comida de casa. Não vai ao cinema, vê TV. Vai ao shopping de ônibus. A quitanda está cara, vai ao supermercado. Começa a substituição. Acaba com a preguiça. Garanto que quem cobra caro vai ter que baixar o preço. O comerciante está na dele. Está se lixando para o consumidor. Nossa arma é o boicote. Nos países desenvolvidos dá certo. Basta ler sobre economia naqueles locais. Depois reclama que não pode realizar seus sonhos. Eu os realizo, pois pratico o que sugiro. Vivo viajando. Pechinchando, é claro.

Iria de Sá Dodde

iriadodde@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

DEDO NA FERIDA

Brilhante o artigo "Polícia distraída" (22/05, A02), já que o que foi relatado é a mais pura verdade. O combate ao narcotráfico está fadado ao fracasso, drogas é problema de saúde e não policial. O Uruguai deu um passo que em poucos anos demonstrará o único caminho viável, não ao fim das drogas, mais ao fim do lucro e da violência por trás delas.

André H. Carvalho

andrehcarvalho2003@ig.com.br

São Paulo

*

COPA DO MUNDO

Brasil, mostre as suas mazelas. Ao descerrar as cortinas no próximo dia 12 de junho, para dar início a mais um campeonato mundial de futebol, o Brasil vai ter a oportunidade de mostrar ao mundo do que é verdadeiramente "campeão". Não vai dar para esconder as mazelas...

Nivaldo Ribeiro Santos

nivasan1928@gmail.com

São Paulo

*

COPA DO MUNDO

A mobilização social organizada deve ser amplamente incentivada, mas a ingenuidade é imperdoável. Devemos estar atentos para não levantarmos bandeiras típicas dos aproveitadores de plantão ou postarmos mensagens "sou contra tudo", típicas do vandalismo politiqueiro. São ações que, ao engessar o raciocínio e cercear a coerência, inibem o sincero movimento de transformação, contribuindo tão somente para aterrorizar o futuro e manter a nociva passividade. Sendo legítimos, os protestos são válidos. E serão justos sempre que exigirem o "padrão Fifa" de comportamento coletivo. A necessária voz das ruas não deve calar o grito esperançoso da imensa torcida nem ofuscar o brilho das vitórias que, mesmo pelo placar mínimo, não merecem ser jogadas para escanteio, afinal, a Copa do Mundo não é a responsável pelos males que desde sempre nos afligem. Mesmo conquistando o hexa no gramado, o Brasil não será integralmente campeão, mas pelo menos fica a esperança de que o País possa aprender as lições e sair da UTI. Agora devemos vestir a camisa canarinho e bola para frente. Em outubro tem eleições

Mauro Wainstock

mauro.wainstock@gmail.com

Rio de Janeiro

*

JARDIM BOTÂNICO

A Copa do Mundo está influenciando muitas áreas na cidade e estado do Rio de Janeiro: uma delas refere-se ao Jardim Botânico. A demora para se fazer cumprir o processo já transitado e julgado de reintegração de posse do território, criado pela portuguesa em 1808, está prejudicando o acerto final e recuperação das áreas degradadas dentro de seu território. É necessário atender com rapidez e energia a sentença da Justiça e deixar o espaço pronto para a proteção do patrimônio genético e beleza cênica antes da Copa do Mundo, momento raro que certamente trará a visita de estrangeiros importantes para espalhar pelo mundo a imagem da beleza e importância científica daquele local.

Mário Negrão Borgonovi

marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

*

LINCHAMENTO DA XUXA

Ouvir as falas e assistir aos gestos inflamados e sensacionalistas do Pastor Eurico para manipular a opinião pública sobre a conduta de Xuxa Meneghel na idade de 19 anos é mais constrangedor para um país democrático do que o próprio filme em questão. Acertada a sua substituição pelo deputado Júlio Delgado. O estatuto, de data posterior à produção do filme, protege agora a criança. E Eurico auxilia o PSB a se promover sendo substituído. Combinado ou não, manifesto meu desejo de que as autoridades americanas e brasileiras retirem as imagens do filme do Youtube e de circulação, solicitando também que o Ministério Público e das Relações Exteriores possam interceder nas tratativas com o governo americano para impedir tal veiculação mundialmente. Se não o fazemos como sociedade democrática preocupada com a proteção da criança. Admitiremos que devamos continuar como os gregos antigos que consideravam normal o sexo na idade de 12 como atividade até familiar e grupal, com a diferença de mostrarmos isso publicamente. No entanto, como estamos no afã de acabar com a exploração do sexo da infância, como também do sensacionalismo e da manipulação pela palavra que levaria uma série de fiéis cegos a se confundirem, devemos lembrar que um verdadeiro pastor promoveria compaixão pela mulher. Ele deveria exercer outras atividades, não como membro da Comissão de Constituição e Justiça pelo PMDB, impedindo que classes CDE sigam verdadeiros e escassos líderes positivos e justos. É ainda um absurdo que Xuxa tenha que fazer os esforços sozinha para salvar sua imagem pessoal quando tinha entre 17 e 19 anos, quando as autoridades brasileiras deveriam era nortear tal sanção negativa da divulgação de tais lembranças por qualquer meio para salvar a imagem do Estado de Direito. Ninguém sugere o linchamento dos estupradores da apresentadora quando menor. Eurico lincha a mulher e se esquece do conto da primeira pedra.

Ana Claudia Monteiro Silva

rece.msac@gmail.com

São Paulo

*

ENVIO DE TROPAS

Como jovem leitora do "Estadão" e simpatizante dos Direitos Humanos, acredito que indubitavelmente o sequestro das meninas nigerianas pelo grupo islamita Boko Haram foi algo que chocou e mobilizou o mundo inteiro. Do mesmo jeito que esse sequestro foi algo hediondo, a posição do governo nigeriano foi tão desprezível quanto. O presidente Goodluck Jonathan não se pronunciou nem tomou uma medida à respeito do incidente durante o primeiro mês inteiro do rapto, mostrando uma postura lamentável como presidente e uma desestabilização do governo da Nigéria. Ao menos foram sensatos (ou desesperados) ao aceitarem ajuda internacional de alguns países, como os Estados Unidos que se prontificaram a mandar tropas ao Chade para finalmente libertar as meninas. Mas a comunidade internacional deve manter o olho nessa situação e ter um senso crítico a essa "entrada" dos EUA no país, pois como a história nos mostra, uma suposta ajuda externa pode, na verdade, mascarar um interesse econômico do próprio país.

Fernanda Ricardo Ivanesciuc Braga

fbraga1997@gmail.com

Cotia

*

ISRAEL E O LAÇO AFRICANO

Essa história de Israel enviar à Nigéria uma equipe antiterrorista para resgatar mais de 200 estudantes nigerianas sequestradas pelo grupo terrorista islâmico Boko Haram significa que Israel está de olho no petróleo africano. Não é à toa que vai trabalhar em sincronia com equipes americanas e britânicas. Basta ver que a ofensiva israelense na África teve início nos anos 1960 e 1970, quando o orçamento da CIA incluía gastos com operações secretas do Mossad (serviço secreto israelense), notadamente em Angola, Congo, Sudão e Uganda.

Conrado de Paulo

depauloconrado@yahoo.com.br

Bragança Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.