Fórum dos Leitores

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2014 | 02h04

Dilma reeleita

Parabéns a Dilma Rousseff pela reeleição. Mas rogo que neste segundo mandato ela não permita que larápios de plantão assaltem os cofres públicos, como vem ocorrendo nos últimos tempos.

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

Parabéns à presidente Dilma, reeleita de forma legítima pelo voto direto. Só que o Brasil, mais uma vez, escolheu o que há de pior. É neste momento que lembramos o velho jargão: cada povo tem o governo que merece.

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

Os 53% dos brasileiros (votos válidos) que elegeram Dilma demonstraram que gostam de mentira, falcatruas, roubalheiras. Portanto, realmente terão o governo que merecem

JOSÉ ROBERTO IGLESIAS

rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

Apuração

As urnas determinaram que continuará tudo na mesma. Incluindo as moscas. Dilma venceu. Agora vão vencer o aumento da luz, da gasolina, da inflação, noves fora o resto...

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

Dilma reeleita, as demissões começam quando: antes ou depois do Natal? Meus pêsames, Brasil.

MARIA CARMEN DEL BEL TUNES

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

Sem esperança

Já falei ao meu filho de 15 anos: estude para sair do País.

DIRCEU AGUERO

aguero@estadao.com.br

Santo André

Cinzas

O pesadelo continua. Segunda-feira de cinzas no Brasil.

J. S. DECOL

decoljs@globo.com

São Paulo

E o luto continua!

Lamenta-se profundamente o resultado das urnas. Não é possível tamanha desdita para esta terra tão grandiosa. Mais quatro anos para o desmantelamento total da Pátria. Profundamente triste. Os eleitores do norte contra os do sul; a corrupção contra a honestidade! Cabe-nos juntar os cacos e continuar na luta por um Brasil melhor. Não podemos desesperar nem desistir dessa luta por um Brasil melhor, mesmo que ainda tenhamos os corruptos no comando. Cabe-nos, portanto, mais do que nunca lutar, fiscalizar e jamais desistir de lutar pelo bem do Brasil.

Antônio Bonival Camargo

bonival@camargoecamargo.adv.br

São Paulo

Estou de luto! É a vitória do Bolsa Família sobre o trabalho e o progresso!

FLÁVIA JORDANI BARBOSA BORGO

flaviajordanibb@yahoo.com.br

Santa Rita do Passa Quatro

Papel da oposição

Lastimavelmente, venceu a turma do Bolsa. O mínimo que esperamos é que a oposição desta vez acompanhe e fiscalize o governo mais corrupto que o Brasil já teve.

ALCIDES FERRARI NETO

ferrari@afn.eng.br

São Paulo

Uma mão lava a outra

A estratégia funcionou: o governo gastou o dinheiro dos (otários) que trabalham e pagam impostos escorchantes em programas ditos "sociais", pelos quais quem recebe não precisa dar nada em troca (manter as crianças na escola, por exemplo) a não ser votar na Dilma, apesar da ineficiência, da incompetência e dos escândalos arrepiantes. Na campanha eleitoral, concentrou-se na "desconstrução" dos demais candidatos à Presidência, e não em apresentar um programa de governo, pois este se resume à permanência no poder, aguardando, quem sabe, a volta do líder máximo mais uma vez. Logo pagaremos a conta com juros e correção. É, cada povo tem o governo que merece!

OMAR EL SEOUD

elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

Brasil dividido

Eu tenho a solução para o nosso país: Brasil do Sul e Brasil do Norte! Cada um fica com o governo que quer e vive do jeito que prefere. Afinal, nós trabalhamos, pagamos impostos e eles vivem de bolsas... Acham justo?

JANE AMARO

janeamaro21@gmail.com

Boituva

Abacaxi

Aécio Neves livrou-se de um grande abacaxi. Dilma vai ter de engolir a sua própria herança maldita. O Brasil, à beira do abismo, acaba de dar um passo à frente.

ROBERTO TWIASCHOR

rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

Espada sobre a cabeça

Dilma reeleita significa enorme retrocesso para o País. Para ela é pior ainda, pois terá sua própria herança maldita. Reformas profundas urgem, mas sua incapacidade e incompetência não permitirão. Portanto, seremos a Argentina amanhã. Aliás, caso a presidenta consiga governar, já começará com a espada do impeachment sobre a cabeça. E quem está esfregando as mãos é seu vice, que sonha com o cargo dela.

AGNES ECKERMANN

agneseck@gmail.com

Porto Feliz

Novo presidente

Meus cumprimentos ao novo presidente do Brasil, Michel Temer (logo após o impeachment de Dilma).

LAZAR KRYM

lkrym@terra.com.br

São Paulo

Diplomacia

Com a reeleição da candidata do PT teremos, em política externa, mais quatro anos falando grosso com os "malditos imperialistas" dos EUA e falando fino com os degoladores do Estado Islâmico.

FÁBIO AULÍSIO

faulisio@hotmail.com

São Paulo

Balanço

O que fica passada a quinta eleição direta para presidente é a consolidação da democracia. Se o sistema eleitoral é falho em demasia, absorve 28 partidos, em sua grande maioria de aluguel, haverá tempo em que isso também acabará, assim com teve fim a ditadura militar que nos cerceou desse momento democrático, o do voto.

MARCOS BARBOSA

micabarbosa@gmail.com

Casa Branca

________________________

 

DILMA ROUSSEFF REELEITA

Meus pêsames aos brasileiros de bem. Perdemos mais uma vez para o império da prepotência, da arrogância, da intolerância, da incompetência, da desonestidade, da imoralidade, da corrupção, da mentira, da desfaçatez, do desprezo pelas leis, pela educação e pela civilidade. Grande parte da população é o espelho deste desgoverno. Tem as mesmas características imorais. Que também mergulhe, então, neste mar de dejetos em que transformaram este país.

 

Renato Otto Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

*

ERROS E ACERTOS

"Cada povo tem o governo que merece." Ponto! É a democracia, com seus erros e acertos.

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

VIVA A DEMOCRACIA!

O Brasil fez sua escolha. E, lamentavelmente, escolheu a corrupção, a bandalheira, a agressividade, a mentira, o atraso do menor esforço, das falsas promessas, da falta de escrúpulos, do ataque à honra e reputação, da vingança, da ofensa, do estimulo à desagregação, da megalomania, do radicalismo, etc., etc. Mas assim é a democracia. E espero que a oposição saiba se fazer presente, visando sempre ao melhor para o Brasil e que a liberdade não seja ameaçada.

 

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

DILMA 51,45% X 48,52% AÉCIO

Foi por um triz! Infelizmente, o Brasil continuará vivendo na margem de erro até 2018. Vida que segue...

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

*

RESULTADO

Qualquer criança do ensino fundamental sabe que 10 milhões (número citado no caderno especial do "Estadão" de 28 de outubro de 2013) de servidores públicos fogem do PSDB como o diabo foge da cruz. Só os políticos do PSDB não sabem. Não que todos tenham votado no PT, mas também não votaram no PSDB. Eis o resultado.

José Paulo Lucato jplucato@gmail.com

Ribeirão Bonito

*

‘O DIABO’

Não haveria a mãozinha do "diabo" no resultado das apurações?

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

E A POBREZA CONTINUA...

A "presidenta gerenta incompetenta" Dilma foi reeleita com a diferença de apenas 3 milhões de votos. Apenas uma Salvador de diferença. Perdeu na Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste, as regiões mais produtoras e que seguram o produto interno bruto (PIB) do País. Ganhou estrondosamente nas regiões que vivem das doações do governo, recebendo R$ 2,00 por dia para viver. Francamente, tenho pena, porque, depois de 12 anos de governo petista, a região continua paupérrima, prova de que essa situação convenientemente se perpetuará para sempre. Só com a reeleição de Dilma as regiões produtoras sabem que já estão perdendo. Com elas perdem também nossa democracia e todo o País. Muito triste!

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

MEIO BRASIL ESTÁ CANSADO

O ex-presidente Lula está feliz? Conseguiu reeleger a sucessora, então não devemos mais nada ao Nordeste, como ele dizia. Aquela região elegeu a candidata de Lula, os petralhas vão continuar no desgoverno e nós, das "zelites", continuaremos a produzir e a pagar para que eles façam demagogia e pratiquem a bandalheira. Ou creio que não. Estamos despertos do nosso sacrifício de pouco ou nada para nós e muito para quem não faz nada, come, dorme à custa do governo e nem estuda nem trabalha (os nem nem). O tempo dirá.

 

Mario Cobucci Junior maritocobucci@uil.com.br

São Paulo

*

CHORO

Ganhou a cara e a coragem de uma mulher que apanhou os quatro anos: Dilma. Não sei se choro ou se sangro, mas meu coração vermelho ainda diz: que a nossa rebeldia poética na militância seja sempre pela causa dos oprimidos destes Brasis gerais. Estamos juntos, para sempre. Um dia nos orgulharemos disso e veremos a nossa cara nos olhos brilhantes dos incluídos pela pátria-mãe de todos, e Dilma, a mãe do Brasil, na páginas democráticas da história feita de lágrimas, e, ao final, choro com gosto de que a esperança continua vencendo o medo, o ódio, os corruptos e ladrões da oposição impune, pois o Brasil não quer os coxinhas-Daslu no poder central, não queremos que o País seja um enorme Samparaguai, o impune Estado-máfia.

Silas Correa Leite poesilas@terra.com.br

São Paulo

*

SEPARAÇÃO

Já que metade do eleitorado brasileiro prefere ser governada por corruptos, não é mais fácil deixar o PT com eles? Começo seriamente a pensar num projeto separatista para o Brasil, e Aécio Neves será muito bem-vindo no Brasil do Sul. As minhas convicções valem mais do que qualquer região econômica que influencie no capital do País. Mais vale um país menor sem corruptos do que uma imensidão de terras onde um partido que é norteado pelas improbidades, como é o caso do PT, roube o que deseja. Separação já!

Felipe da Silva Prado felipeprado39@gmail.com

São Paulo

*

ESPERANÇA NA OPOSIÇÃO

Perdemos a oportunidade de mudar os rumos do País. Infelizmente, quem realmente paga os impostos continuará à mercê da quadrilha. Só espero que a oposição se faça presente nestes próximos quatro anos e cumpra seu papel de forma firme, fiscalizadora e responsável.

José Roberto Iglesias rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

*

O VOTO NO NORTE E NO NORDESTE

Enquanto o governo sustentar nortistas e nordestinos, jamais teremos o Brasil com que sonhamos.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com

São Paulo

*

PT VENCE EM MINAS

Uai, sr. Aécio, o senhor perdeu esta eleição em 2002, 2006 e em 2010, quando traiu o Brasil se aliando aos inimigos por interesses regionais. Agora, mais uma vez, seu Estado traiu o Brasil.

 

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@Hotmail.com

São Paulo

*

GEOGRAFIA POLÍTICA

Os novos livros escolares, daqui para a frente, corrigirão um erro que ainda não havia sido notado pelos cartógrafos: Minas Gerais não pertence à Região Sudeste do Brasil.

Marcello Menta Simonsen Nico mentanico@hotmail.com

São Paulo

*

A PARTIR DE 2015

Independentemente de em que tenhamos votado para a Presidência da República, estamos nós, o eleitorado brasileiro, de parabéns. A população brasileira, por meio de seus eleitores, deu um sério recado às elites políticas da Nação com este apertado escore de vitória da presidente Dilma: exige que elas (elites), neste novo ciclo governamental que se inicia em 2015, una-se num projeto de pacificação nacional, que possibilite um projeto de reformas estruturantes, para que possibilite começarmos a dar soluções factíveis às nossas angustiantes vulnerabilidades, que nos leve ao patamar civilizatório de que tanto necessitamos. Viva a democracia!

José de A. Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

*

IMPEDIDO DE VOTAR

Escrevo esta carta assim que voltei da votação, no Colégio Pueri Domus, 5.ª zona eleitoral, na Rua Itacema, no Itaim Bibi, em São Paulo, e estou absolutamente indignado, pois, apesar de meu nome constar como apto a votar na lista geral desta zona eleitoral, ao chegar à 27.ª seção, onde voto, meu nome estava assinalado em vermelho e havia a mensagem ao lado "impedido de votar". Não votei no primeiro turno por motivo de doença, mas existe um prazo de 60 dias para justificar tal ausência. A chefe da zona ligou para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e tudo o que sugeriram foi eu comparecer amanhã a um cartório para justificar minha ausência! Havia consultado o site do TSE semana passada e vi que não haveria impedimento algum para votar no segundo turno, fato que foi amplamente divulgado pela mídia. Várias outras pessoas na minha seção também não tinham votado no primeiro turno e conseguiram votar ontem. Meu tio, Walter de Sá Andrade Filho (falecido), que foi um dos pioneiros e grande especialista na informática no Brasil, no que começou a trabalhar ainda nos anos 70, sempre disse que a tão apregoada segurança das urnas eletrônicas não passava de (mais uma) falácia. Por isso nenhum país do mundo quis comprar essa nossa "tecnologia". Acho que outra evidência disso foi o anúncio televisivo do TSE que dizia que as urnas não eram ligadas à internet. Não precisa ser um gênio hoje em dia para saber que NADA ligado à internet pode ser totalmente seguro, a menos que o usuário atualize com frequência seu antivírus e navegue em sites nos quais confie. Ficam as perguntas: será que o TSE tem meus dados armazenados como fiel eleitor do PSDB? Será que o que aconteceu comigo está acontecendo com outros eleitores? Será que os petralhas estão usando ainda mais esta artimanha para se perpetuarem no poder e acabar de vez com este país?

João P. Andrade Pereira joaopaulopereira@uol.com.br

São Paulo

*

A PREOCUPAÇÃO DE MICHEL TEMER

Comentando a reportagem deste fim de semana da revista "Veja", o vice-presidente da República e candidato à reeleição na chapa de Dilma declarou que o que foi publicado não vai influenciar o resultado da eleição, pois os leitores da revista já não são eleitores de Dilma. Em nenhum momento ele mostrou preocupação com as graves denúncias feitas por Alberto Youssef, que puseram sua companheira de chapa no centro da crise e desmoralizam o governo. Sua única preocupação naquele momento era vencer a eleição.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

O DOLEIRO INDIGESTO

A indigestão do sr. Alberto Youssef provavelmente decorreu da indigestão que ele vem causando lá no alto. Vêm mais problemas de saúde por aí...

Nelson Carvalho nscarv@gmail.com

São Paulo

*

CRIME

Depois que li a revista "Veja" do fim de semana, surgiu-me uma dúvida: quem tem mais bandidos em seus quadros, o PT ou o PCC?

Ronald Martins da Cunha ronaldcunha@hotmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

LULA NÃO LEU

O sr. Lula da Silva, depois de saber que a edição da revista "Veja" deste fim de semana publicaria fatos estarrecedores a seu respeito e da sua candidata à reeleição, declarou que não costuma ler essa revista. Ora, esta pessoa vem declarando há muito tempo que não gosta de qualquer tipo de leitura. Logo, chega-se à conclusão de que os fatos publicados na revista pouco ou nada têm de importantes para ele. Conclui-se também sua ignorância a respeito do grave estado político-policial por que passa o País que ele governou.

Henrique Gândara clineurohenrique@uol.com.br

Ribeirão Preto

*

A VERDADE DE YOUSSEF

 

Lula e Dilma sabem que, se o doleiro Alberto Youssef estiver mentindo, não terá o beneplácito da delação premiada. Então não adianta querer processar a revista "Veja", que nos fez um favor enorme, semelhante ao de Roberto Jefferson no caso do mensalão.

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

CORRUPÇÃO E LIBERTAÇÃO

Alberto Youssef, o novo Tiradentes do Brasil.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

SÓ NO BRASIL

Se o rombo da Petrobrás, que começou quando a presidente era ministra de Minas e Energia, sob o manto de Lula, acontecesse no Japão, com certeza teríamos um haraquiri coletivo. Se fosse na Alemanha e nos EUA, com certeza já estariam respondendo a processos e cassados. Se fosse na China, a família estaria se cotizando para pagar as balas. Mas aqui, no Brasil tupiniquim, os aloprados continuam soltos com as benesses da lenta Justiça e sendo defendidos pelos alienados "cumpanherros".

Carlos R. Gomes Fernandes crgfernandes@uol.com.br

Ourinhos

*

DELAÇÃO PREMIADA

Muita atenção devem ter o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa. Contra quem mexe com o chefe e a subchefe da grande quadrilha eles fazem "o diabo". Tenham cuidado ao sair de academia ou do restaurante, pois incidentes fatais acontecem...

Emerson Luiz Cury emersoncury@gmail.com

Itu

*

MENSALEIROS EM CASA

Com o Supremo Tribunal Federal (STF) devidamente azeitado e aparelhado, daqui a pouco os advogados de Beira-Mar e de Marcola também irão entrar com pedido de "prisão domiciliar". Afinal, são apenas "traficantes", que no Brasil não parece ser crime. Crime é roubar uma caixa de margarina, ter nome de sósia, etc.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

UMA SÍNTESE PERFEITA

O artigo do sociólogo e professor Zander Navarro, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, publicado ontem no "Estadão" (página A2), sob o título "A tragédia petista", relata com fidelidade a trajetória do PT e o porquê do apoio que recebeu, durante um bom tempo, de setores importantes da sociedade, tais como os sindicatos, seu berço natal, a parte intelectualizada denominada radical, assim como a esquerda radical da Igreja Católica. A experiência pessoal de Navarro, guardadas as devidas particularidades, se assemelha àquela vivida por mim e meus amigos e parentes mais chegados. Eu, que tive uma vivência universitária participativa nos anos da ditadura militar – jamais me filiando a facção alguma, pois já entendia que a quase totalidade delas tinha qualidades, mas determinados defeitos insanáveis sob minha ótica –, comecei a mudar minha opinião sobre o PT principalmente durante a votação da Constituição de 1988. Eu votei em Lula para deputado federal naquela época, para vê-lo quase não comparecer às sessões da Câmara dos Deputados. Assisti também incrédulo quando a bancada petista se recusou a assinar a Constituição aprovada pela maioria, deixando claro que a única que aceitariam seria aquela preparada por eles, e eu já aprendera há muito tempo que a unanimidade é burra. Mas senti de fato o tamanho da encrenca quando a então petista Luiza Erundina assumiu a Prefeitura do Município de São Paulo, onde eu trabalhava então. A volúpia com que os companheiros e companheiras se apoderaram dos cargos de comando daquela prefeitura, aliada ao fato de muitos não terem a mínima condição de ocupá-los, por escancarada incompetência, foi de uma grandeza jamais vista. A ex-prefeita, pessoa reconhecidamente honesta até hoje, em termos administrativos tomou decisões baseadas em suas convicções políticas que causaram significativo prejuízo ao patrimônio público. E eu, pessoalmente, fui transferido para uma unidade onde a diretora era competente e me proporcionou todas as condições de executar um bom trabalho, numa demonstração de que também a incompetência não é unânime. Por tudo isso, quando Lula assumiu a Presidência da República, eu passei a temer pelo futuro do nosso país, e fatos como o mensalão e o assalto descarado à Petrobrás não me surpreenderam, assim como a enorme incompetência no planejamento da economia e das obras públicas, estas acrescidas de um gerenciamento capenga.

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

*

PRESTAÇÃO DE CONTAS

O artigo "A tragédia petista" (26/10, A2), do sociólogo Zander Navarro, colocou uma enorme pulga atrás da minha orelha. Logo no primeiro parágrafo, ele relata que contribuiu para o MST e que ainda possui os recibos dos depósitos. Até hoje, sempre que se fala em exigir deste movimento o ressarcimento dos prejuízos que causam Brasil afora, além das possíveis sanções judiciais, alegou-se que o MST não tem personalidade jurídica e, portanto, não se pode cobrar nada dele, mas somente de um ou outro dirigente. Mas como é, então, que o movimento recebe e contabiliza recursos? Aguardo uma explicação lógica.

Marco Antonio Esteves Balbi mbalbi69@globo.com

Rio de Janeiro

*

SOCIALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

O jornal "O Estado de S. Paulo" publicou na edição de domingo artigos de pensadores com ideias divergentes, permitindo aos leitores reflexão e conclusão. Em artigo de Gaudêncio Torquato (página A2), citando José Ingenieros: "países são espaços geográficos. Estados, forma de equilíbrio político (acrescento e social). Pátria, esforço da comunidade para o bem comum". Roberto Romano (página E2): "Nada que seja novo pode surgir de uma terra onde o governo central age como exército vencedor contra Estados e municípios. A maioria esmagadora de nossas políticas públicas é monopólio de Brasília". De outro lado (página E3), o sociólogo Jesse de Souza proclama "foi o Estado que retirou a saúde, a educação e a previdência das mãos do mercado, de modo a garantir um mínimo de condições básicas de competição social mesmo para quem não nasceu em berço privilegiado. Demonizar o Estado é o pretexto perfeito para quem ganha com a mercantilização total da sociedade". Permito concluir que o sr. Jesse precisa entender que sociedade é onde as pessoas devem interagir no bem comum. Exploração comercial (mercantilização) deve ser objeto de interferência do Estado quando irregular, e não função do Estado. As deficiências nos serviços de Previdência, saúde, segurança, educação, funções que deviam ser reguladas pelo Estado, e não executadas por ele, resultam em situação caótica nas Santas Casas, sociedade pagando aos planos de saúde mais que o total de verbas do Ministério da Saúde, segurança particular em ascendência, escolas particulares onerando as famílias. Esses socialistas vivem num mundo de fantasia. E não desejo estender o assunto para infraestrutura e economia porque essas atividades não fazem parte das ideias de sociólogo. Ainda bem.

Geraldo Felippe Negrão gfnegrao@ig.com.br

São Paulo

*

MERCADANTE E ARMÍNIO FRAGA

O "Estadão", como manda o figurino do bom jornalismo em época de eleição, publicou no domingo artigos do petista Aloízio Mercadante e do tucano Armínio Fraga. O hoje ministro de Casa Civil de Dilma, que, como economista, não apoiou a criação do real, sem ruborizar afirmou na época: "O PT não aderiu ao plano (Real) por profundas discordâncias com a concepção neoliberal que o inspira". Prolixo que é, talvez nem o próprio Mercadante deve ter entendido o que nada explicou. Mas, entre muitas bobagens e vantagens que escreveu em seu artigo, e que não colam, destaco uma: Mercadante disse que, enquanto na gestão de FHC o orçamento do MEC ficou estagnado em termos reais, o da era petista com Lula e Dilma foi triplicado. Desta forma, o ministro da Casa Civil acaba elogiando FHC. Porque na época o governo tucano conseguiu a façanha, com o Bolsa Escola (hoje clonado de Bolsa Família), de levar 97,3% das crianças para o ensino fundamental. E infelizmente, com as tais verbas triplicadas do PT para o MEC, esse índice caiu, no ensino médio idem, e a qualidade da educação no País retrocedeu nestes últimos 12 anos. Ou seja, a administração tucana, por ser austera e eficiente, fez muito mais com menos do que o PT. Talvez essas triplicadas verbas tenham se perdido nas mãos de alguma outra quadrilha com a do que infelizmente foi formada foi dentro da Petrobrás e nas outras estatais pelo Planalto, conforme amplamente a nossa imprensa divulga. Bem, quanto ao artigo de Armínio Fraga, só objetividade e propostas viáveis e importantes para o nosso desenvolvimento.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

ESCLARECIMENTO

Foi realmente imperdoável quando, em minha carta publicada pelo "Estadão" em 21/10, troquei os nomes de Itaipu por Furnas, ao alegar que João Vaccari Netto, conhecido por lesar em São Paulo milhares de mutuários do Bancoop, seria conselheiro da estatal. Tenho por Furnas um carinho muito especial. Quando morava em Minas Gerais, ainda criança, sabia da importância que Furnas representou para o povo mineiro quando ela veio a fornecer energia de qualidade. Seria muito triste que também esta importante estatal tivesse caído nas mãos deste governo petista que usou e abusou das mesmas nesse ensandecido desejo de poder. Até prova em contrário, deixo aqui minhas desculpas à presidência e ao conselho de Furnas por este desagradável lapso de minha parte e espero de coração que este desgoverno não tenha conseguido colocar suas mãos sujas em Furnas.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

EXECUÇÃO NO IRÃ

No Irã, uma vítima de estupro, em absoluta atitude de legítima defesa, mata seu agressor. Mesmo assim, é condenada à morte por enforcamento. O mundo civilizado condena, mas este regime do Irã é um dos aplaudidos e celebrados pela senhora de Brasília, seu mentor raivoso e o "top top".

Sergio Cortez cortez@lavoremoveis.com

São Paulo

*

A FALTA D’ÁGUA EM SÃO PAULO

A falta d’água em São Paulo virou o mote das eleições presidenciais no segundo turno. Em desrespeito à população que vem sofrendo com o fenômeno, políticos oportunistas tentaram a todo custo tirar vantagem do problema e desconstruir o candidato tucano usando a falta de água no Estado, como se o mesmo fosse culpado pela falta de chuva não só em São Paulo, mas em outros Estados. Nos primeiros meses do ano, quando o Sistema Cantareira estava na casa dos 20% de sua capacidade, a notícia espantou os paulistas, e muitos conseguiram reduzir seu consumo. Então veio o volume morto e o excesso de confiança, porém São Pedro não ouviu os pedidos da população e a chuva continua escassa. Mas, apesar do aumento no nível, ele baixou rápido: a capacidade já chega aos 3,2% e falta água em várias cidades do Estado. A vizinhança, contudo, continua usando o recurso como se não existisse mais crise, lavando calçadas, carros e desperdiçando água. Se mesmo com os noticiários alertando sobre a situação caótica dos reservatórios muitos continuam com sua vida e gastos normais, como se a responsabilidade não fosse de todos, como então o brasileiro teria encarado esses meses de campanha eleitoral? Ele acompanhou os debates entre os dois candidatos e ponderou as intenções de cada um em relação aos problemas climáticos que nos afetam? Ou continua alheio como se nada tivesse que ver com o pleito?

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

*

COMPETÊNCIA LEGAL NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

A competência legal no abastecimento de água e esgoto pertence às prefeituras municipais no Brasil. Assim, o que há com a autarquia estadual Sabesp é um contrato para prestar aquele serviço. Portanto, se uma das partes não cumpre o compromisso, a outra parte tem o direito de eliminar o documento. O governador não é Deus para fazer chover. Por outro lado, o PT trouxe quase 50 fábricas de carros para o País – e haja água potável para fabricar tantos veículos. As florestas que o governo do PT eliminou para o plantio da cana-de-açúcar, com as queimadas das folhas, fez a terra secar – até um cego percebe isso. Eis aí a razão pela qual temos temperaturas altíssimas. O PT está autorizando, isto é, alega que não sabe do desmatamento da Amazônia.

Abenor Garcia Ferreira

São Paulo

*

DESMATAMENTO

Em reportagem do dia 19/10/2014, o "Estadão" publicou: "Estiagem que se espalha por vários Estados já causa prejuízos bilionários". Eu, em sã consciência, trocaria para o título "Estiagem que se espalha por vários Estados causa prejuízos irreparáveis à natureza", causados pelo homem brasileiro ávido por destruir a nossa floresta que cobria a maior área terrestre de vegetação do mundo. Estive recentemente em Mato Grosso e a noroeste de Cuiabá, e pude presenciar carretas transportando, ao cair da noite, madeiras cujos diâmetros dos caules eram maiores que 40 cm. Estes bandidos "madeireiros" fugindo da fiscalização do Ibama transitam em estradas não vigiadas de pequenos trânsitos. Este Estado foi o de maior devastação das florestas nativas. Consequências são evidentes: Cuiabá com temperatura acima de 50ºC e baixa umidade relativa do ar (totalmente seco). Temos de atacar primeiramente esta causa, a devastação das florestas. Nossas autoridades públicas, sejam municipais, estaduais ou federais, devem prever e aplicar multas a estes bandidos propriamente ditos ávidos por dinheiro e gananciosos por poder financeiro. Fica aqui minha contestação, embora de pequena ação.

Hales Bueno Candido habuca@superig.com.br

São Paulo

*

PRIVILÉGIO INDEVIDO E INCONSTITUCIONAL

Lamentável que os juízes de Direito tenham tratamento privilegiado no Brasil. De 2009 para cá, os magistrados receberam mais de R$ 470 milhões pelo pagamento de licença-prêmio não gozada. Importante observar que a Lei Orgânica da Magistratura não prevê tal pagamento e que o próprio Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que o mesmo é indevido e inconstitucional. Apesar disso, com base em resoluções e portarias internas, os tribunais de justiça (TJs) liberam e autorizam tais pagamentos, ao arrepio da lei. O TJ-SP é o que mais gasta com isso, tudo com o dinheiro público, ou seja, o nosso dinheiro.

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

*

INSEGURANÇA

Os noticiários da TV são chatos e repetitivos, todos os dias a mesma coisa. Mostram quase só crimes e como os traficantes estão batendo na polícia de 7 a 1 no Rio de Janeiro. A legislação criminal e penal é culpada; temos uma penca de jabuticabas, que só no Brasil existem: leis "di menor", onde o menor não pode trabalhar, mas pode votar e praticar crimes. Adulto, cumprido 1/6 da pena determinada por um juiz, um bandido tem direito a cumprir o resto em prisão domiciliar ou para dormir na cadeia e sair para "trabalhar", ou seja, cometer mais crimes. Bandido preso tem casa, comida, roupa lavada, água, luz, etc., mais auxílio-criminoso, muito maior que o valor do salário mínimo do trabalhador. O Brasil tem uma das maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes – é o terceiro ou quarto colocado. E o nosso Congresso, dominado pelo Planalto, não muda as leis.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.