Fórum dos Leitores

PETROBRÁS

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2015 | 02h05

Declaração inconveniente

O governo petista conseguiu quebrar a Petrobrás com muita corrupção e incompetência. Agora a presidenta Dilma Rousseff atribui o rebaixamento da nota de crédito da Petrobrás (com perda do grau de investimento) à "falta de conhecimento" da Moody's sobre o que está acontecendo na empresa. Tal declaração aumentará o risco de o Brasil também sofrer rebaixamento.

LUIGI VERCESI

luigiapvercesi@gmail.com

Botucatu

Rebaixamento

Se com "falta de conhecimento" a Moody's rebaixou a Petrobrás, imaginem o que fará quando se inteirar de tudo...

MOISES GOLDSTEIN

mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

Falta de conhecimento?

A Petrobrás tem a maior dívida corporativa do mundo, 70% dela dolarizada, e está devendo três balanços - 3T14, 4T14 e consolidado 2014. Tem, portanto, as portas do mercado de capitais fechadas a novas captações. Além disso, tem de tocar o maior plano de investimentos do mundo e ainda pagar dividendos para garantir o superávit primário do governo brasileiro. Adicionalmente, enfrenta inúmeras ações judiciais nos EUA, de investidores com perdas milionárias que se julgam ludibriados pela estatal. Enfrenta o maior escândalo de corrupção do mundo e teve seu caixa sangrado pela política governamental de subsídios ao preço dos combustíveis durante mais de dois anos. Como se não bastasse, seu principal produto, o petróleo, sofre desde o final do ano passado vertiginosa queda de preço no mercado internacional. Presidente Dilma, não é a agência Moody's que desconhece a situação da estatal brasileira. Motivos para o rebaixamento existem de sobra, pois as contas da Petrobrás não fecham.

FELIPE PUGLIESI JUNIOR

pugliesijr@gmail.com

São Paulo

Enganados

"Presidenta", falta de conhecimento tiveram os seus eleitores. Pergunte a muitos dos enganados se hoje cairiam nesse conto.

JOSÉ SERGIO TRABBOLD

jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo

Ex-galinha dos ovos de ouro

Primeiro, o desgoverno petista depenou a galinha dos ovos de ouro. Agora, a Moody's começou o estrangulamento. Se sobrar alguma carne, talvez a privatização seja a melhor saída - ou a única. O contribuinte também está sendo depenado!

AIRTON MOREIRA SANCHES

moreira.sanches@uol.com.br

São Paulo

Bye, bye...

Ao perder o grau de investimento da agência de classificação de risco Moody's, só restará mesmo à Petrobrás a privatização.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

Escorregadona

Ao saber que a Moody's ia rebaixar a nota da PeTrobrás, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, chegou a oferecer carta de garantia, mas não foi ouvido. Levy confundiu a agência com partidos que se vendem por cargos. Ainda bem que em decisão internacional o governo não tem a menor influência. O fato é que a estatal está desmoralizada, vai pagar mais juros de dívida e, assim, perde seu valor, vira uma empresa especulativa e desacreditada.

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

LULOPETISMO

E lá vem baderna...

Lula está convocando (instigando) os baderneiros a defenderem a corrupção na Petrobrás. O que ele e Dilma estão fazendo é obstrução da Justiça! Pior, ameaçam incendiar o País para saírem impunes e tudo continuar como está. Ou pior ainda, continuarem o desmanche do Brasil. Chega de Lula e do PT! É preciso salvar a Petrobrás e o Brasil.

CARLOS EDUARDO STAMATO

dadostamato@hotmail.com

Bebedouro

Incitação à guerra

Lula está declarando guerra aos brasileiros honestos?

YOSHIO ASANUMA

yasanuma2002@hotmail.com

São Paulo

'Pancadaria no Rio'

O espírito democrático do PT saiu estampado na primeira página do Estadão de ontem, com agressões de militantes petistas a defensores do impeachment da presidente Dilma. E também na página A8, com a nota, diante da crise política na Venezuela, em que o PT repudia "quaisquer planos de golpe contra o governo de Nicolás Maduro".

JOSÉ WILSON DE LIMA COSTA

jwlcosta@bol.com.br

São Paulo

Rumo à Venezuela

Uma foto realmente vale mais do que mil palavras. Se depender do PT, o Brasil será uma Venezuela amanhã. A tropa de choque petista mostrou a sua forma de agir truculenta e fez questão de se identificar nas camisetas para intimidar a sociedade brasileira. Não queremos o slogan das camisetas, pois o Brasil que o PT quer não é o Brasil que os brasileiros querem. Fora, PT!

MARCOS SANCHES

mvasanches@outlook.com

São Paulo

A Venezuela já é aqui!

Extremamente preocupante, a foto da primeira página do Estado de ontem evidencia uma verdadeira milícia agredindo um cidadão indefeso. Se a foto estivesse sem a legenda embaixo, eu pensaria ser na Venezuela! Que absurdo um povo pacífico, como o é a imensa maioria da população brasileira, ser arrastado por um partido inconsequente e dirigido por "comandantes" que pregam a luta de classes como bandeira. Temos de dar um basta - pacífico e ordeiro, para não nos rebaixarmos ao nível deles.

CLAUDIO A. S. BAPTISTA

clabap@ip2.com.br

São Paulo

Identidade

Dilma Maduro e Nicolás Rousseff... Ops, digitei errado. Mas tudo bem, ao final dará no mesmo.

RICARDO C. T. MARTINS

rctmartins@gmail.com

São Paulo

CAMINHONEIROS EM GREVE

Brazuela

Estamos prontos e "maduros", agora com a greve dos caminhoneiros vai começar a falta de produtos nas gôndolas dos mercados e assim o próximo passo é mudar o nome desta republiqueta para Brazuela. O País está derretendo com esse desgoverno.

MARCO AURELIO RUETTE

mafruette@gmail.com

São Paulo

AS ÁGUAS DE MARÇO

O governo federal e o Partido dos Trabalhadores (PT) são siameses que sempre se alimentaram da “mãe Brasil”, mas sugaram tanto a fonte de alimentação que ela agora mostra sinais de decadência nas suas imensas e generosas tetas. A discussão em torno de o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, ter recebido em seu gabinete advogados defensores dos empreiteiros envolvidos na Operação Lava Jato chega a ser hilária. Diz o ministro da Justiça da República Federativa do Brasil que se encontrou fortuitamente com o advogado do empreiteiro. Como um gabinete ministerial não deve cuidar de maracutaias em favor de um partido político, Eremildo, o idiota, e Madame Natacha acreditam que esse encontro se deu no cruzamento da Avenida Ipiranga com a São João. Aceitando o Ministério Público a delação premiada do engenheiro Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, Pessoa promete revelar que deu R$ 30 milhões desviados da Petrobrás a candidatos do PT nas eleições passadas. Em 2011, a UTC simulou um contrato de consultoria com o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, de R$ 2,3 milhões. O que Ricardo Pessoa tem a revelar sobre o ministro da Defesa, Jaques Wagner, poderá criar a vacância no titular daquele ministério. Aguardemos as águas de março, com as suas enchentes da goiaba.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com 
Vassouras (RJ)

*
DIRIJAM-SE À JUSTIÇA

“O Ministério da Justiça não faz parte do Poder Judiciário. Caso o cidadão procure informação sobre processos judiciais ou como proceder em ações de competência do Judiciário, deve consultar diretamente os tribunais brasileiros.” Assim está escrito no link da Ouvidoria do Ministério da Justiça, com o endereço adequado do Supremo Tribunal Federal (STF) para qualquer consulta. Assim, se você, leitor amigo, tem alguma demanda, o ministro José Eduardo Cardozo não vai lhe atender. Vai apenas jogar conversa fora com você, trocar amenidades, como o fez com dois advogados amigos que o procuraram recentemente.

Marco Antonio Esteves Balbi mbalbi69@globo.com 
Rio de Janeiro

*
TAXA DE SUCESSO

Os honorários milionários pagos a advogados na Operação Lava Jato incluíam taxa de sucesso. Será que o sucesso adviria das reuniões com o ministro da Justiça ou de sua ida para a Suprema Corte? Fica a dúvida.

Roberto Nascimento robenasya@yahoo.com.br 
São Paulo

*
REUNIÃO NO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Um indivíduo que se presta a fazer o que fez o ministro Cardozo, no mínimo deveria ter sua carteira da OAB cassada.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com 
São Paulo 

*
CORRUPÇÃO NA PETROBRÁS

Para Dilma Rousseff, corrupção devia ter sido apurada no governo de Fernando Henrique Cardoso. É mais fácil culpar os outros do que assumir o maior roubo de nossa história nestes 12 anos de governo petista. Realmente, como sugere o nosso ex-presidente Fernando Henrique, reagindo às afirmações da presidente, ela deve fazer um exame de consciência, porque ela sabe, e age de má-fé, que ele não tem nada que ver com esta roubalheira escandalosa na Petrobrás. As pessoas envolvidas na Operação Lava Jato, até aqui, são petistas e aliadas deste governo. Ainda bem que FHC, numa de suas reações, disse que “a própria presidente entrou na campanha de propaganda defensiva, aceitando a tática infamante da velha anedota do punguista que mete a mão no bolso da vítima, rouba e sai gritando ‘pega ladrão!’”.

José Wilson de Lima Costa jwlcosta@bol.com.br 
São Paulo

*
TÁTICA BATEDOR DE CARTEIRA

Tem razão o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao dizer que a tática que Dilma usa para disfarçar sua credibilidade perdida é de um batedor de carteira. É muita cara de pau de Dilma, que aprendeu muito bem com seu guru Lula como jogar no ventilador calúnias e farsas depois que o PT e partidos aliados se lambuzaram com os R$ 10 bilhões que desviaram da estatal, deixando esta empresa, outrora orgulho nacional, em completo estado de agonia administrativa e sem recursos em caixa para saldar seus compromissos.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com
São Carlos

*
ESCAPISMO RIDÍCULO

A presidente Dilma Rousseff deve ter perdido a noção exata de seus vexames quando resolve fazer um pronunciamento a nação. O senhor João Santana, marqueteiro do PT especializado em inventar mentiras ridículas para o escapismo da nossa presidente, resolveu insultar o povo brasileiro mandando a Dilma dizer que o verdadeiro culpado pela podridão na Petrobrás é o FHC que nada fez para combater a corrupção em 1997. Nossa ridícula presidente, esqueceu-se de que o PT governa há 12 anos e ela sempre esteve no ponto mais elevado no organograma da Petrobrás. Foi catapultada aos cargos de ministra chefe da Casa Civil, ministra de Minas e Energia, presidente do Conselho Administrativo e presidente da
República do País, que é o maior acionista da Petrobrás. Portanto, sem falar que foi ela que destituiu um presidente para colocar sua incompetente amiga no cargo, nossa presidente se especializou em dizer qualquer asneira para escapar de seus desmandos. Presidente Dilma, a senhora calada, de boca bem fechada, talvez assuste menos os brasileiros minimamente informados.

Wilson Sanches Gomes sancheswil@hotmail.com     
Curitiba 

*
HERANÇA MALDITA

Dona Dilma, o aparelhamento da máquina estatal e, consequentemente, da Petrobrás vem do seu último mandato de dois mandatos do seu antecessor e criador. Dissimulados como são, mais um pouco não me admira a senhora culpar a Princesa Isabel por não ter criado o sistema de cotas junto com a Lei Áurea.

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com
Jales 

*
CULPADOS

A presidente Dilma Rousseff, cada vez que fala, mais se afunda no atoleiro da corrupção na Petrobrás. Em recente pronunciamento, afirmou que não ia tratar a Petrobrás como tendo praticado malfeitos e que quem cometeu malfeitos foram funcionários, e terão de pagar por isso. Muito bem, senhora presidente, agora resta saber quem vai pagar pelo prejuízo da Petrobrás na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, realizada quando a senhora era ministra da Casa Civil e presidente do conselho de administração da Petrobrás, durante o governo Lula. Bem, já podemos adivinhar: vai ser o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso... Ou, quem sabe, o ex-presidente José Sarney.
 
Valdy Callado valdypinto@hotmail.com 
São Paulo

*
DESDE 1996

A Promotoria Pública, a Controladoria-Geral da União (CGU) e o juiz federal Sérgio Moro deveriam intimar a auditoria independente da Petrobrás para esclarecer fatos, fornecer relatórios contábeis discriminadamente a partir de 1996, expondo os escândalos existentes desde então.

Antonio de Souza D’Agrella antoniodagrella@yahoo.com.br
São Paulo

*
QUEM AVISA AMIGO É

Já imaginaram se correligionários do PT, sigla envolvida no assassinato de Celso Daniel, confundirem “cortar o mal pela raiz” com “cortar o mal pelo juiz”?  Sérgio Moro que se cuide.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br
São Paulo

*
OPERAÇÃO LAVA JATO

Vai acabar “impizza” ou em impeachment? Não aceitaremos a primeira opção. 
  
Alessandro Lucchesi timtim.lucchesi@hotmail.com
Casa Branca 

*
O CAMINHO DO IMPEACHMENT

Sou um metalúrgico aposentado, pois, há cerca de seis meses, por força do destino e da conjuntura atual econômica, saí de uma montadora no ABC e me aventurei a montar uma microempresa. Pois agora enxergo que, para ter sucesso, como todo brasileiro honesto espera, é só concretizar o impeachment da presidente da República e a saída do poder desta organização criminosa que aí está e assola o Brasil, especializando-se somente em assaltar os órgãos públicos e decretar a corrupção como sua meta oficial de conquista. Pois a possibilidade de um processo de impedimento da presidente, juridicamente, é real e concreta, porque ela dificilmente escapará do crime de responsabilidade – é fato, seja por incompetência, má-fé ou omissão. Impressionante, pois é de praxe a especialidade deles no poder em maltratar com arrogância aquele cidadão apartidário, honesto e trabalhador que sempre optou por ganhar a vida com seu suor, caráter e dignidade, que é ainda a maioria silenciosa e sonhadora, como eu, neste país.

Luiz Magno de Almeida luizmagnoalmeida@hotmail.com 
Guarulhos

*
HESITAÇÃO

Não entendo tanta hesitação, insegurança de atitude, dúvida para exigir o impeachment da presidente. Numa empresa, incompetência resulta em substituição, mentira é motivo de demissão por justa causa, até de empregada doméstica, e corrupção, além demissão, leva a processo. O que acontecerá depois do impeachment é especulação e depende da atuação da sociedade. Não se há de pensar em precedentes, que não se repetem.
  
Harald Hellmuth hhellmuth@uol.com.br
São Paulo

*
BADERNA GENERALIZADA

Pois é, esta é a democracia que parte dos revolucionários almejou. A baderna generalizada está instituída e tem nome: PT. Essa organização política que atua por meio de articulações ardilosas, manobras astutas sobre político degenerados, estendendo seus domínios sobre todos os Poderes, corrompendo instituições públicas, privadas e o poder constituído, arrebentando tudo o que demoramos anos para conquistar. Definitivamente, precisamos levantar a bandeira que trata a corrupção como crime hediondo, convocando o povo para se manifestar por meio de plebiscito, considerando inclusive a retroatividade da lei. Cadeia comum para estes políticos corruptos, sem escrúpulos, desonestos, etc.
 
Robinson Bicchi bicchi2010@hotmail.com 
Santo André

*
ANTIDEMOCRÁTICO

Um dos pontos que caracterizam a democracia é o processo eleitoral. Cujo resultado tem de ser aceito por todos os participantes. Mas tem gente que prefere agir de forma antidemocrática. Como os grupos que têm a petulância de fazer agitação defendendo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A imprensa tem papel importante neste momento. Não podemos aceitar atitudes que lembram muito os idos de 1964, por coincidência, no mesmo mês de março.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br 
Santos

*
A SOCIEDADE DOS DIREITO SEM DEVERES
 
À guisa de ser democrática (e antagônica à ditadura), a sociedade brasileira desenvolveu o permissivismo ao longo das últimas décadas. Comportamentos antes tidos como inaceitáveis tornaram-se moda e quase obrigatórios. Sob a mentirosa argumentação de que “democracia é onde tudo pode”, os interesseiros políticos e sociais pregaram ao povo a utópica sociedade dos direitos sem deveres. Por mais que se defenda a legitimidade das cotas para os negros, índios e seus descendentes, não há como evitar que, beneficiando-se desse favor, esses indivíduos se tornem cidadãos de segunda classe. Tudo o que se fizer além da tolerância da união de pessoas do mesmo sexo (um direito que elas têm) será indevido e jamais esse instituto poderá ser chamado de “casamento”, pois este consiste na união biológica e social entre macho e fêmea. A gama de direitos que os interesseiros têm atribuído à população, sem dela exigir a justa contrapartida, é uma temeridade. Todo cidadão – para assim poder ser chamado – tem de ser submisso às leis. Não pode invadir propriedades, queimar veículos, interromper o trânsito, depredar o patrimônio público ou privado e desrespeitar a legislação vigente. Todos os que assim agem têm de ser presos, identificados e processados. Infelizmente, os governos têm sido lenientes e admitido a desobediência civil. É preciso retomar o império da lei para evitar que a turba exploda e a única solução seja o emprego da força. Isso todos sabemos como começa, mas ninguém pode prever como termina...
 
Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br
São Paulo

*
COLLOR E PROPINAS

Não surpreendem as denúncias do doleiro Alberto Youssef de que o ex-presidente Fernando Collor de Mello recebeu US$ 3 milhões de propinas de empresa ligada à Petrobras. Collor chefiou grosso esquema de corrupção que desviou centenas de milhões de reais dos cofres públicos e saiu pela porta dos fundos da Presidência em 1992. Deveria estar preso e ter devolvido o que ele e sua gangue saquearam. É uma vergonha para Alagoas que ele tenha sido eleito senador pelo povo alagoano. Collor deve ser cassado pelo Senado Federal e esperamos que Ministério Público, Judiciário, Controladoria e Tribunal de Contas cumpram com a sua missão. Felizmente, temos uma imprensa livre, atuante e investigativa que apura e denuncia parte das muitas falcatruas cometidas no país. Chega de corrupção e impunidade no Brasil.
 
Renato Khair renatokhair@uol.com.br 
São Paulo

*
PARLAPATÃO

Nobre senador Collor, este doleiro é um verdadeiro parlapatão, não é mesmo?

José Piacsek Neto bubanetopiacsek@gmail.com 
Avanhandava

*
‘ELLE’ DE NOVO

O esperto nobre senador Fernando Collor foi pego com as duas mãos na botija da corrupção da Petrobrás e levou a mixaria de R$ 3 milhões. Claro, como todo bom corrupto, ele nega 
 
Alberto Fumaça Baruty afumaaabaruty@bol.com.br 
São Paulo

*
PARA DEFENDER A PETROBRÁS

Lula participa de ato da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Rio de Janeiro para “defender a Petrobrás”. Ora, é só privatizar para tirar das mãos da turma dele.

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com 
São Paulo

*
QUEREM ENGANAR A QUEM?

Ato em defesa da Petrobrás organizado pela CUT é uma piada, pois foi exatamente Lula que iniciou a quebradeira da Petrobrás, que a desmoralizou e cujo resultado (prejuízo total) creio que jamais será apurado. Ainda mais que o PT inventou estas manobras contábeis que impossibilitam que os números sejam devidamente apurados. Eles conseguiram dar um nó no Brasil que nunca será desfeito, por mais que tentemos. Pobre país que se deixou dominar e foi afundado pelo PT. Santa ignorância deste povo dependente deste desgoverno.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com
São Paulo

*
A FARSA DO PODER

 “Lula e Dilma participam de ato em defesa da Petrobrás.” A farsa se refere a um ato organizado pela CUT ontem no Rio de Janeiro. Tem hora que eu penso que possa existir algum político honesto em nosso país. Mas tem hora que eu me convenço de que eles são todos um bando de aproveitadores. Isso me ocorre quando vejo como este Lula e esta Dilma conseguem embromar a oposição e a todos com suas mentiras e seus deboches. Salvar a Petrobrás, se todos eles, organizados numa verdadeira quadrilha, foram quem afundaram a empresa! Quando eu vejo esses ladrões do patrimônio público sendo libertados da cadeia por facilitação da justiça e pela ação de algum desses traficantes de influencia do poder – como acabamos de ver no exemplo do ministro da Justiça agindo em favor dos condenados da Operação Lava Jato –, eu fico pávido diante do rumo que estão dando ao meu país. Hoje, na conjuntura política e social que vivemos, eu temo que nada mais possa ser confiável se continuarmos sendo governados por essa gente refratária à ordem e às leis do País, quando os preceitos que regem os costumes dos cidadãos já foram trocados pela lei do vale tudo; a ética substituída pela falta de escrúpulo; os negócios acertados na corrupção; a vergonha disfarçada numa delação premiada; e a honra dos nossos políticos escondida numa mala de dinheiro. Depois daquela limpa que fizeram há 51 anos, o pesticida deve ter perdido o efeito, pois o Brasil parece está empesteado por aqueles carrapatos nojentos que um dia espalharam o terror e a desordem por aqui e agora estão espalhando sua febre maculosa da corrupção. Penso que já tá na hora de dedetizarmos novamente os poderes do Brasil.

Francisco Ribeiro Mendes mendes.brasilia@gmail.com   
Brasília

*
O TELEFONEMA DO DEPUTADO

Quem ouviu a gravação do deputado Candido Vaccarezza ao telefone com a esposa do executivo preso da construtora OAS deve ter ficado compungido com tanta solicitude, desmanchando-se em salamaleques como se esta senhora fosse a mais frágil, desamparada e injustiçada das criaturas de Deus. Interessante como o PT inverte o princípio de Robin Hood, roubando dos pobres para dar aos ricos! Ao pobre brasileiro, a esmola apenas e não educação e saúde de qualidade, saneamento, segurança, habitação e infraestrutura. Não! Mas aos ricos empresários, tudo e tudo mesmo, traduzido em bilhões. Gostaria de saber se tal carinhosíssimo telefonema alguma vez foi dado pelo deputado a qualquer mulher miserável, cheia de filhos, morando numa insalubre favela, cujo marido tenha sido preso por ter roubado galinhas. 

Eliana França Leme efleme@terra.com.br
São Paulo

*
ALDEMIR BENDINE

Alguns feitos do atual presidente da Petrobrás e ex-presidente do Banco do Brasil: empréstimo suspeito, carona em jato oficial e pagar comercial em programa de TV – tudo isso para a socialite Val Marchiori. Um cara que dá tantas facilidades aos amigos não pode ficar no comando da maior estatal do Brasil.

Victor Panchamel victor_steel@hotmail.com 
Itapevi

*
A NOVELA BENDINE-VAL

Bendine levou Val, ou Val voltou com Bendine da Argentina, o fato é que a socialite conseguiu um empréstimo milionário no Banco do Brasil, coisa impossível para qualquer cidadão brasileiro, considerando em que condições foi liberado o montante. A forte amizade entre Bendine e Val, pode ter resultado em mau uso dos recursos do banco, caracterizando crime de improbidade administrativa. Presidente do BB que foi, Bendine tem a seu lado diversos funcionários que poderão negar tal empréstimo. A verdade virá à tona, mais dias menos dias. No Brasil, tudo que se refere a crime do colarinho branco demora séculos para ser esclarecido, até prescrever. A verdade é que quanto mais o sujeito tem a ficha suja, mais é promovido no governo do PT. O caso Bendine ilustra o fato, com todas as acusações que lhe pesam ganhou o cargo de presidente da Petrobrás. Esse é o governo da mulher que diz que pune o mal feito doa a quem doer. Imagine se este governo fosse sério.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com 
São Paulo

*
CHAMPANHE

Perguntar não ofende: no jatinho do Banco do Brasil tem champanhe ou sidra nacional mesmo? Hello!

Moises Goldstein mgoldstein@bol.com.br 
São Paulo

*
O BB CONTINUA PERVERSO

Para correntistas no exterior, o Banco do Brasil continua dificultando saques. Instalou caixas multibanco iguais aos do Brasil em Lisboa, onde se usa estes para todas as transações, inclusive saques, que não está ativo. Em 31/12/2014, por carta, suspendeu a forma prática e usual como saques direto nos caixas das agências a baixas taxas, só que não programou a operação de saque direto na conta, e mais, isso teria início em 1/1/2015, e agora não há data prevista para ativar o procedimento, forçando saques nos multibancos comuns em Lisboa, com limite de 200 euros por saque, gerando taxas superiores a R$ 50,00 por saque. Até quando a direção do BB tomará decisão honesta e positiva para este impasse vergonhoso?

Michel Aarao aarao2001@yahoo.com.br 
Sao Domingos de Rana, Portugal

*
ESCORREGADINHA NA ECONOMIA

Segundo o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, o Brasil deu uma ecorregadinha. Muito cuidado, ministro, pois no nosso vocabulário escorregadinha dá margem ao divórcio.
  
Marcos Catap marcoscatap@uol.com.br
São Paulo

*
O TOMBO

Escorregadinha para cá, outra para lá e quem acabou caindo foi a sociedade desesperançosa e tendo de aguardar, segundo os sábios do governo, melhoras só em 2016. E até lá, como fazer? Disso nada dizem, enquanto procuram retirar direitos do trabalhador que lhes paga salários e mordomias e, não satisfeitos, querem corrigir a tabela do Imposto de Renda abaixo da inflação, para atender aos desmandos do próprio governo em seu primeiro mandato. Economia por economia, melhor seria a presidente Dilma encerrar as atividades de pelo menos uns 30 ministérios absolutamente inúteis e caros, cuja única utilidade é a de serem alugados para partidos votarem de acordo com a vontade da própria presidente. Seria um bom começo, a servir de exemplo.
 
Mario Cobucci Junior maritocobucci@uol.com.br
São Paulo

*
JOAQUIM LEVY

Aos poucos, vai perdendo a credibilidade, se transformando num novo Mantega.
 
Sergio Diamanty Lobo diamanty18@gmail.com
São Paulo

*
COMIDA NA MESA

Seria lógico que um trabalhador brasileiro tivesse condição de dar estudos a seus filhos, comer e se vestir adequadamente com seu salário, obtido de seu labor. Porém, na propaganda do PMDB, o ministro da Pesca se vangloria de poder dar ao trabalhador o direito de ter mais comida em sua mesa. Acho isso vergonhoso. Um sujeito que nada fez por ninguém neste país, que assume um ministério já mentindo, será que é instruído pelo partido ou pelo pai de que nunca fizeram nada para que o salário do trabalhador fosse realmente digno?

Wilson Matiotta loluvies@gmail.com  
São Paulo

*
MENOS ALGUNS MILHÕES

Mas não é genial?! Por causa de uma atitude destemperada da presidente Dilma em não receber as credenciais do novo embaixador da Indonésia, por causa da condenação de outro brasileiro à morte naquele país, a Embraer pode perder alguns milhões de dólares em razão do cancelamento do contrato de venda de aviões para aquele país. É, como a situação no Brasil está ótima, a economia, de fazer inveja a país de Primeiro Mundo, pode-se dar a este luxo. Prejudica-se uma empresa por causa de um... traficante.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com 
Rio de Janeiro

*
IRRACIONALIDADE

Simplesmente incompreensível toda essa polêmica da nossa “presidenta” tentando interferir na Justiça da Indonésia para salvar a vida deste segundo cidadão brasileiro envolvido com o tráfico. Trata-se da vida de um único cidadão. E o que dizer dos aproximadamente 57 mil (isso mesmo, cinquenta e sete mil) outros cidadãos brasileiros que são assassinados todos os anos? Esta, sim, deveria ser sua maior preocupação, pois seu governo está diretamente envolvido em todas essas mortes, por causa das leis cada vez mais frouxas, da falta de investimentos na segurança, do estímulo à corrupção, só para citar algumas causas. Com seus gestos destemperados, ela só fez aumentar o papel ridículo do Brasil no cenário internacional, além de poder causar milhões de dólares de prejuízo à Embraer, caso a Indonésia confirme o cancelamento de encomendas de aviões. Na verdade, Dilma e seus (maus) conselheiros pouco estão se lixando para a vida do condenado – fazem tudo isso para agradar a certas camadas da sociedade que não primam pela racionalidade.

Nestor Rodrigues Pereira Filho rodrigues-nestor@ig.com.br 
São Paulo

*
DILMA X INDONÉSIA

A Indonésia está querendo suspender um contrato com a Embraer no valor de mais ou menos US$ 900 milhões. Isso graças à afinidade e às posições que Dilma tomou com relação a um traficante de drogas que está condenado à morte naquele país.

Ronald Martins da Cunha ronaldcunha@hotmail.com
Monte Santo de Minas (MG)

*
‘POLÍTICA DE UMA RODA SÓ’

No caderno “Política” do “Estadão” de 23/2 (A6), matéria de José Roberto de Toledo fala do uso de bicicletas em São Paulo. As vendas da e-bikes, bicicleta motorizada, pelo mundo afora, como na Alemanha, crescem 45% ao ano, e nos Estados Unidos, 80%. E vem aí a “Copenhagen Wheel”, que tem motor e bateria embutidos numa só peça, que substitui a roda traseira de qualquer bicicleta. Pelo visto, o hábito de pegar o carro para ir à padaria localizada a alguns quarteirões de casa e com a barriga batendo no volante do carro aos poucos vai sendo abandonado, pois, como dizem os instrutores de academia de ginástica, “sem movimentação não há solução”. 

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com 
Campinas 

*
CONFLITO NO TRÂNSITO

Está na hora de o prefeito Fernando Haddad parar com essa apologia do transporte público que só acaba por acirrar a animosidade entre operadores e usuários dos diferentes modais de transporte. Prova disso são o aumento do número de acidentes de trânsito na cidade e o ônibus arrasa-quarteirão que entrou desgovernado na Avenida Paulista na terça-feira, atingindo diversos carros.

Marcos Abrão m.abrao@terra.com.br 
São Paulo

*
 A RECUPERAÇÃO DO SISTEMA CANTAREIRA

O governo do Estado de São Paulo finalmente reconheceu que, para proteger o Sistema Cantareira, será necessário o plantio de 30 milhões de árvores ao redor das represas, pois 6,5 milhões de pessoas dependem desta água para sua vida. Enquanto isso, o programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida queria construir 193 prédios no Parque dos Búfalos, que fica perto da Represa Billings. Ainda bem que a justiça de São Paulo suspendeu a construção desses prédios. A lambança que aconteceu com o Cantareira no passado não justifica outra com a Billings, visto que os mananciais precisam da cobertura vegetal para serem preservados e se protegerem da ganância do ser humano.

José Martin jlmartin@estadao.com.br 
São Paulo

*
DESMATAMENTO

Enquanto o Sistema Cantareira precisa de 30 milhões de árvores para recompor sua mata e proteger suas nascentes, o governo federal ineficiente, inerte e talvez até em conluio com a bandidagem posseira faz da mata Amazônia um gigantesco deserto em pastos, dizimando suas árvores. 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br 
São Paulo

*
AS CHUVAS DOS ÚLTIMOS DIAS

Obrigado, São Pedro!
 
Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.