Fórum dos Leitores

CORRUPÇÃO

O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2011 | 03h08

Cai ou não cai?

A mídia diariamente publica "novas" do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Uma das últimas foi a criação de sindicatos fantasmas. Até quando o amiguinho do "cara" vai se manter no governo, à nossa custa? Será ele tão poderoso como disse em recente entrevista? Ou dona Dilma não é tão durona quanto dizem por aí e desistiu da árdua tarefa de fazer a faxina necessária para o desenvolvimento do País e acabar com a herança maldita recebida de seu padrinho? Estamos fartos de tanta corrupção em nosso país.

M. CARMEN DEL BEL T. GOULART

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

Explicações...

Por que tanto Dilma pede explicações ao ainda ministro? Não está na cara?

ROBERT HALLER

robelisa1@terra.com.br

São Paulo

*

Contagem regressiva

O ministro Carlos Lupi foi ontem ao Senado para prestar esclarecimentos. Isso significa que é mais um que subiu no telhado.

LUIZ ANTÔNIO DA SILVA

lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

*

Mal-entendido ou mentira?

O (ainda) ministro Carlos Lupi afirmou no Senado: "Fica difícil para a população entender" - quando se referiu à viagem de avião com o empresário Adair Meira. A bem da verdade, para a população fica difícil entender e, principalmente, aceitar é a benevolência da presidente Dilma em mantê-lo no cargo, bem como o caradurismo do sr. Lupi.

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

Lupi I e Lupi II

Lupi I - Digna de um Oscar a atuação do ministro Carlos Lupi em seu primeiro depoimento na Câmara. Quando perguntado se conhecia o sr. Adair Meira, teatralmente revirou a sua folha de anotações duas vezes para "procurar" o nome, que ele sabia de cor... Depois dessa cena, seguiu vociferando e acusando a tudo e todos. Lupi II - Ontem, em seu depoimento no Senado, a atitude de Lupi foi até cordial se comparada a seus depoimentos e declarações anteriores. As primeiras balas, disparadas anteontem na reunião com a presidente e, posteriormente, na avaliação dos demais membros do seu partido, já começaram a minar a resistência do bufão. E pensar que Nelson Jobim foi defenestrado por tachar Ideli Salvatti de "fraquinha"...

CLAUDIO JUCHEM

cjuchem@gmail.com

São Paulo

*

Eufemismos

Lupi não mentiu, omitiu a verdade. Essa deve ser a opinião do nosso ex-presidente. O mesmo que considerou o caixa 2 como recursos não contabilizados, dossiês e ataques contra adversários, como obra de aloprados, entre outras pérolas do eufemismo. Nunca antes na História deste país, aliás, tivemos tantos eufemismos. Está na hora de eliminá-los, utilizando um termo tão recorrente para o padrasto da mãe do PAC.

RENATO CAMARGO

natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

*

Pinóquio

A única diferença entre o sr. ministro Carlos Lupi e o Pinóquio é que o nariz dele cresce para os lados. É tanta mentira e cara de pau que nos assusta. Tadinho do Pinóquio. Chega, né? Até quando...?

ALESSANDRO LUCCHESI

timtim.lucchesi@hotmail.com

Casa Branca

*

Perda de tempo

Quem, em sã consciência, acreditou que o sr. ministro do Trabalho iria ao Senado e diria: "Sim, sou culpado e assumo todas as consequências dos meus atos"? Ou, ainda, que fosse dar alguma explicação plausível acerca de todo esse imbróglio? Que perda de tempo monumental!

JOSÉ MARQUES

seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

*

Despreparo

O que assusta é o despreparo de um homem que ocupa há tanto tempo o cargo de ministro de Estado do Trabalho, uma das mais importantes funções executivas do governo federal.

FRANCISCO JOSÉ SIDOTI

fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

Equilíbrio instável

Mais um na corda bamba. Ele se retorce todo, mas em breve despencará do trono.

JOÃO ROCHAEL

jrochael@ibest.com.br

São Paulo

*

Zarpando

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. A batata está assando. Ministro Carlos Lupi, pegue o seu boné e diga: "Fui..."

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

Pé para fora

O ministro tenta se agarrar ao cargo, mas o Brasil já o demitiu!

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

Honoráveis sanguessugas

Na esfera federal, é um deus nos acuda, tantos são os abusos e os desmandos. Na Assembleia Legislativa de São Paulo, fomos sacrificados por longo tempo bancando mais essa excrescência dos deputados estaduais, o tal auxílio-paletó. Ainda bem que a Justiça paulista determinou o fim desse abuso descabido e imoral. Que sentimentos podemos ter pela classe política, a não ser o desprezo?

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

Auxílio-paletó

Já era tempo de acabar com essa safadeza. Parabéns ao Judiciário. Mas atenção, que tem mais molecagens por lá!

GUSTAVO GUIMARÃES DA VEIGA

gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

*

PRÊMIO ESSO

Parabéns!

Parabéns pelos vários Prêmios Esso, especialmente o de Reportagem Econômica, dos mais merecidos. É o Estadão de sempre, em seus melhores momentos.

MIGUEL JORGE

São Paulo

*

A MÁQUINA DA PROPAGANDA PETISTA

Eu me recusei a fazer qualquer tipo de comentário sobre o fato de o ex-presidente Lula se tratar no Hospital Sírio-Libanês, a despeito de suas verborragias sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). Com doença não se brinca e qualquer um que tivesse condições buscaria também o melhor tratamento. Mas, se com doença não se brinca, também não se deve usar uma doença para buscar dividendos políticos. E o que está a ocorrer é a máquina da propaganda petista lucrando adoidado com a doença de Lula, e a mídia, infelizmente, endossando e alimentando ainda mais esse marketing deslavado. Que fique bem claro que, se a mídia fez reparos fortes e diretos contra aqueles leitores que convidavam Lula a se tratar no SUS (já que, segundo Lula, o SUS estava à beira da perfeição), agora nós, leitores, temos o mesmo direito de apontar o dedo e até perguntar: que data será marcada pelo PT ou pela mídia para que se realize a entronização do Lula em vida? É um absurdo que se use sua imagem num ano pré-eleitoral transformando-o em santo. Tem dó!

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

JOGADA DE MARKETING

Não há como discutir. O cara é muito bom! A jogada de raspar a cabeça, se fazer fotografar e distribuir a foto para a imprensa é genial. O melhor marqueteiro do País é Lula!

Geraldo Roberto Banaskiwitz geraldo.banas@gmail.com

São Bento do Sapucaí

*

MAIS SIMPÁTICO

O Estadão publicou ontem, em sua primeira página, uma fotografia de rosto inteiro do sorridente ex-presidente Lula, que não é mais o "cara", como o chamou o presidente dos Estados Unidos. Lula aparece com a barba e o cabelo rapados, o que mudou totalmente, para melhor, a sua fisionomia. É um outro cara, muito mais simpático, que nos dá a esperança de que será curado do terrível mal que lhe está acometendo. E eu desejo, como ser humano, que se cure o ex-presidente Lula. Senhora Marisa Letícia, conserve seu marido sempre assim.

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

*

SÓ POSANDO PARA A FOTO

Aposto que a dona Marisa Letícia não saberia fazer a barba do marido, simplesmente porque há décadas ele não a faz. Tenho certeza de que o senhor Luiz Inácio Lula da Silva mandou chamar um barbeiro de sua inteira confiança, no “Fernando Cabeleireiros”, lá do bairro do Ipiranga, para a histórica barbeação.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

LULINHA PAZ E AMOR

Finalmente Lula mostra o que tem do lado de fora da cabeça, já que o que ele tem dentro todo mundo conhece. Mostra também as covinhas que Duda Mendonça tão bem aproveitou ao transformá-lo em Lulinha Paz e Amor...

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

NA CRISTA DA ONDA

Lula não muda mesmo. Aproveita até a sua doença e o tratamento para fazer o seu "marketing" político.  Cortar o cabelo e a barba e usar um fotógrafo oficial para tal, e mandar divulgar as fotos, foi de um mau gosto impar. O cara gosta mesmo de misturar o público e o privado, quer continuar se expondo, estar sempre na crista da onda. Ele é terrível, o cavaleiro da triste figura é ninguém perto dele.

Carlos E. Barros Rodrigues carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

*

FALTA DE BOM SENSO

Confirmando a atitude do ex, todos sabemos que aquela foto publicada nas primeiras páginas dos jornais é mais uma farsa. Quem acredita que a Sra. Marisa Letícia tem capacidade de raspar a cabeça dele? Numa atitude grosseira, irresponsável e costumeira de uma pessoa que é capaz de tudo para enganar o incauto povo brasileiro, mesmo numa situação tão delicada como essa.

 

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

*

SEM ESCRÚPULOS

A foto de Lula estampada ontem em todos os jornais, com Marisa  Letícia posando de "barbeira", orientada certamente pelo marqueteiro João Santana, já que estava com a blusa do logotipo da campanha "Câncer de Mama", ela que  continua fumando, como pudemos ver há poucos dias em foto na sacada de seu apartamento, mostra como é hipócrita. Nota-se, que o casal perdeu completamente o escrúpulo. Esses efeitos colaterais, como perda de cabelos, são tratados com muita discrição, diferentemente "delles", que estão fazendo da doença um marketing político, pensando nas próximas eleições. Eles não temem a Deus.

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

*

É DEMAIS

Marketing político do seu câncer, com direito a fotos tiradas pelo fotógrafo oficial do “Instituto Lula”, enviada a todos os jornais, inclusive do exterior? É demais, Lula!

 

M. Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

E O BIGODE?

Diz um desgastado e dito popular que “há males que vêm para o bem” e outro que sugere “se a vida te der um limão, não se lastime, faça uma limonada”. O infortúnio acometido no nosso ex-presidente torna mais evidente a eficácia destas sentenças, tendo em vista a constante aparição nos jornais e nos canais de TV em que um personagem da vida pública brasileira é fotografado porque em função do tratamento teve que raspar a barba e o cabelo herdados de seus ídolos de Sierra Maestra. Exposição excessiva que só faz aumentar a aura de mito popular de que Lula já é detentor. Não tenhamos dúvida, jamais em tempo algum um câncer de laringe ganhou tanta notoriedade, com foto da ex-primeira dama no papel de Fígaro. Não deixa de ser uma ópera bufa. Quo vadis Brasil?

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

A IMAGEM DA VITÓRIA

A vertiginosa rapidez com que os fatos vão acontecendo nos tempos atuais é emblemática. Se muitos são rotulados como negativos, alguns também podem ser catalogados como positivos. É o caso da desmistificação sofrida dos que se tratam de câncer, em que figuras públicas dão mostras de ética estóica, de como enfrentar tal adversidade. Hebe Camargo, Reynaldo Gianecchini, a presidente Dilma e o ex-presidente Lula são alguns exemplos desse exemplar comportamento. Que a evolução da ciência médica possibilite que um dia tal patologia seja finalmente erradicada de nosso cotidiano. Oremos.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

MAIS UM GOLPE NA SAÚDE

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou em setembro, durante uma visita a Cuba, o acordo entre universidades estaduais e a Escola Latino-Americana de Medicina (Elam), de Cuba. Esse acordo permite que, durante o período de aperfeiçoamento, profissionais trabalhem numa espécie de estágio. Médicos que se formam em outros países precisam revalidar seus diplomas. Como ultimamente a reprovação tem sido quase que 100%, o ministro fez cortesia com chapéu alheio e o governo vai bancar um curso que está sendo preparado pela Universidade Estadual de Santa Cruz, na Bahia. O curso com dez meses de duração terá aulas teóricas e práticas e os alunos receberão uma bolsa de ajuda de custo de R$ 1.240,00. Seria cômico, se não fosse trágico. O ministro Padilha, que vive alardeando uma campanha para a volta da CPMF para ajudar a Saúde, tem dinheiro para custear estudantes formados fora do País?  O ministro sabe o caos em que se encontram algumas faculdades no Brasil que estão formando médicos incapazes de diagnosticar doenças simples? O Conselho Federal de Medicina existe para quê, para deixar que atos dessa natureza sejam praticados quando os santos de casa não são capazes de fazer milagres? Pobre Brasil, um país de tolos e tiriricas.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

DISPENSÁVEIS

Estando a Saúde Pública "à beira da perfeição", os "médicos cubanos" nada acrescentariam aqui.

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

MÉDICOS CUBANOS

Será que a junta medica que cuida de Lula recomendaria a qualquer cidadão brasileiro se tratar com os médicos cubanos, tão recomendados pelos petistas?

Amâncio Lobo lobo@uol.com.br                                                

São Paulo

*

DESESTÍMULO

Li, estarrecido o editorial sobre o assunto publicado na quarta-feira (Médicos formados em Cuba, página A3). Parabéns! Onde estão as associações médicas que não tomam urgentes providências para impedir tal afronta à classe médica e a população brasileira? É um desestímulo aos jovens que pretendem cursar medicina, mas, são obrigados a enfrentar uma disputa de até 100 candidatos por vaga. Aproveito a oportunidade para sugerir ao ex-presidente Lula que solicite a vinda de médicos cubanos para tratar sua doença.

 

Roberto Marques de Oliveira robertomarques@veseg.com.br

Paraguaçu Paulista

*

BRASILEIROS NÃO SÃO COBAIAS

Se os petistas querem que os diplomas dos estudantes do curso incompleto de medicina que se formaram em Cuba sejam validados, até concordo, desde que os próprios defensores submetam seus tratamentos médicos, inclusive o Lula, a esses médicos como prova de sua eficiência e confiança. O povo brasileiro não é cobaia e não merece essa irresponsabilidade.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

E DEPOIS?

Depois da colher de chá que o governo oferece aos “médicos” formados em Cuba, quem virá depois? Os curandeiros, as benzedeiras, os pajés, balconistas de farmácia, “pais e mães” que anunciam trazer o amor perdido e curar tudo?

Luiz Nusbaum  lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

DISCUSSÃO ESTÚPIDA

A discussão estúpida de quem não tem o que fazer. Qualquer um que quiser estudar em Cuba, nos EUA, na Europa, no Japão, na China, etc., pode estudar, "desde que pague a conta". Um médico formado nos EUA, Europa, Japão, China, etc., tem regras para clinicar no Brasil? E por que o rabutalho de Cuba tem de ser diferente? Por que sua escola de medicina é "mais rabutalho" ainda? Nunca vi ninguém implicando com profissionais que trazem no seu currículo cursos na faculdades X, Y ou Z dos EUA e da Europa. Por que temos essa arenga com os profissionais "cubanos"? Isso explica as novas regras sugeridas às nossas escolas, de que quanto mais burro melhor?

Ariovado Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

CARLOS LUPI, CARA DE PAU

A presidente Dilma Rousseff brinca com a inteligência e a paciência dos brasileiros ao permitir que um ministro empossado por ela minta descaradamente e faça o papel do bufão nesta opereta ridícula em que os piores desqualificados jamais vistos representem a governabilidade petista. Triste espetáculo que desonra a cada dia mais a já rendida nação aos piores índices da sua historia. Galhofa, escárnio, irresponsabilidade, rabo preso e mutreta grossa são alguns dos qualificativos desta esbórnia petista que carrega os piores escolhidos a dedo para preservar seu caixa e sua ideologia.  Haja cirurgia plástica que lhe possibilita a cara de pau perante tanta desfaçatez, safadeza e corrupção diária sem uma ruga, sem um ar de espanto sem vermelhidão de vergonha. Que se acelerem os acordões para resguardar a grana de todos e se ponha para correr mais um, porque atrás dele vem muitos outros.

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

*

BRASIL EM CRISE

Não é financeira como a da zona do euro. Mas é uma crise moral, escabrosa e que aumenta a cada ano no Executivo, porque o PT aparelhou todo o poder com gente sem qualificação para os ministérios e nos mais de 21 mil cargos de confiança em que se acomodam camaradas e aliados. E agora assistimos a mais um show de mediocridade institucional, desta vez do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que zomba da presidente, do Congresso e da sociedade, porque mente descaradamente tentando se defender das denuncias que lhe sobre caem.    Depois de ter afirmado, dias atrás, que não viajou em avião particular em missão oficial a cidades maranhenses, na Comissão do Senado, admitiu ter viajado, mas como “bobo da corte”, diz que não mentiu...  Pode?!

Mas, o que incomoda mesmo, é a inércia de Dilma, que com tantas evidências de picaretagem na pasta deste membro do PDT, deixa de demiti-lo com celeridade. Assim com ocorreu com o Lula, falta a presidente pulso forte e consciência da importância da instituição que representa. Se realmente a Dilma estiver preocupada com o País, deveria copiar a ação do novo primeiro ministro italiano Mario Monte, de não indicar para os ministérios nenhum político, mas apenas técnicos especialistas das áreas.  Quem sabe assim, nos três anos que restam do petismo no Planalto, podemos respirar um pouco de eficiência que inexistiu até aqui, e respeito às nossas instituições!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

PIADA DO DIA

O ministro Lupi, aquele do tiro de canhão, falastrão e enrolado até o pescoço, no afã de querer mostrar o imostrável, diz que não tem memória absoluta, ou seja, não se lembra de quem era o avião. E as fotos, ele nunca viu antes? E o desmentido do diretor da ONG sob suspeita, ele nunca escutou nada sobre ele? Nunca antes neste ministério alguém falou em ONG sob suspeita e valores? Ora, Sr. Lupi, caia fora, antes que a coisa fique mais ridícula. O sr. meteu os pés pelas mãos e não tem mais volta. Suma, peça para ir no Rio de Janeiro, nunca mais volte.

Asdrubal Gobenate asdrubal.gobenati@bol.com.br

Rio de Janeiro

*

SUSPENSE

Conseguirá Lupi desmentir o mentido? Não perca na TV Brasil, os últimos capítulos da eletrizante novela inspirada na continuada prática de corrupção, gravada nos estúdios dos ministérios de Brasília sob a complacente direção da “presidenta” Dilma. A gravação dos últimos capítulos tem sido demorada, pois o ator principal, devido à falta de memória absoluta, está com dificuldade de decorar sua fala.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

MEMÓRIA FRACA

Lupi ao ser flagrado em vídeo, disse não ter "memória absoluta" de relação com empresário suspeito. É muita cara de pau e não acreditaria nele nem se o visse rasgando nota de R$ 100,00. Sofrer de Alzheimer muito menos. Mas que Lupi pensa ser o Brasil quintal dos morros do Rio de Janeiro onde se elegeu, isso pensa. Só assim para dar essas desculpas esfarrapadas. Já esquentou muito a cadeira. Sai daí Lupi! Sai!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

RELACIONAMENTOS

O ministro Lupi deve ter conhecido vovô que dizia que embora pudesse ter relações (sexuais / ilícitas) com prostitutas nunca iria se relacionar (familiar / amizade) com elas…

Jorge Alves jorgersalves@estadao.com.br

Jaú

*

O HOMEM É LOBO DO HOMEM

Em sua obra Asinaria, já dizia Plauto (254-184 AC): "Homo homini lupus" (o homem é o lobo do homem).  E acrescentava: Apud Orcum te vitebo"(vou ver-te na casa de Orcum), sendo que Orco era a divindade diabólica que punia o perjúrio. Fosse vivo, e para que ficasse bem evidente seu intento nos dias que correm em nossos Brasis, com certeza ele acrescentaria "...o lobo do homem e da mulher, também"! Será que, como eu, os leitores não consideram que esse Plauto tenha sido bidu... demais?

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

*

SANTOS

Na audiência publica com o ministro Carlos Lupi, na Comissão de Assuntos Sociais, só faltou ao senador Cristivam Buarque e alguns dos seus pares do PDT,  pedir a canonização do ministro. Peçam, os senhores são todos santos, santos e santos.

 

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

*

UM DEBOCHE

Então tá:  a imprensa está perseguindo o pobrezinho, que afirmou, em depoimento no Senado ontem, 17/11, "não sou um ser humano que tem memória absoluta", seja lá o que isso queira dizer.  A cara de pau do ministro do Trabalho e Emprego é inigualável.  Essa resposta é, no mínimo, deboche à inteligência dos pagantes da esbórnia. Será que será suficiente para a presidente? Para nós, não é!

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

*

LUPI VENCEU A DILMA?

 

Gostaria de utilizar um termo muito usado no popular para definir situações em que uma pessoa não toma atitude, mas como é referente a uma mulher, a "presidente" Criatura, não ficaria bem porque é chulo. O que me intriga foi o Lupi gargantear ameaçando a Criatura se fosse demitido e depois de algumas conversas de bastidores sair com aquela postura cínica de morrer de amores pela presidente e parecer que não será demitido,  passando a imagem de vencedor do embate. Aí vem a cara de pau dos pedetistas com essa de pedir ao Lupi para licenciar-se enquanto são "investigadas" as denuncias contra ele, quando sabemos todos, que fazendo isso daqui algum tempo ninguém mais lembrar-se-á dele e do assunto, como aconteceu a todos os outros escândalos anteriores, a maior parte deles ainda da primeira fase do presidente Burla (ainda é).

 

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

*

FÔLEGO DE GATO

 

O ministro do Trabalho está a demonstrar que tem fôlego de gato, desejo de permanência no cargo insuperável e moral que não deve servir de exemplo para nenhum trabalhador deste país. Como mentiroso que provou ser, pois, não pode mais continuar no cargo e como executor de diversos atos antiéticos no ministério, também, precisa ser afastado. Porque a nação não mais pode conviver com tantos corruptos, tantos mentirosos e tantos aproveitadores do erário nacional. Ser ministro não pode ser comparado a ser chefe de quadrilha. Rua nele e nos que ainda vão aparecer, com os mesmos defeitos.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

ELE FICA

O presidente da República, Sr. André Figueiredo, disse que Lupi deve continuar no cargo. Amém.

Nelson Penteado de Castro pentecas@uol.com.br

São Paulo

*

A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO MINISTRO

Então, se as explicações de Sua Excelência o ministro do Trabalho satisfizeram os senadores, na sua maioria pertencentes à tal base, tudo bem, continuará no cargo? Da conversa que manteve com o ministro, a presidenta Dilma não conseguiu chegar a nenhuma conclusão? O que será preciso para que a lei da gravidade funcione e o ministro caia?

 

Alexandru Solomon alex101243@gmail.com

São Paulo

*

CAI, NÃO CAI

A banda podre da polícia faz mal à sociedade. E a banda podre da política, não faz? O ministro do Trabalho, que gosta tanto de 'um poder', poderia fazer um favor a todos brasileiros e voltar a ser jornaleiro; quem sabe ele não seria mais útil ao Brasil? Ficar dizendo babaquices! Será que ele não tem vergonha? Nem se mancol. Eu teria vergonha de fazer declaração de amor a minha chefe.

 

Edson Rodrigues edisfico@yahoo.com.br

Santo André

*

ÉS FAXINAÇÃO, AMOR!

Estão no ar em Brasília os mais recentes sucessos musicais: Além de Eu não presto, mas eu te amo!, um desafinado conjunto de sete ministros interpreta Dilmaravilha, nós gostamos de você. Eis a letra de um sucesso: "Os favores mais lindos sonhei / De ONGs mil um castelo ergui / E no desviar, tonto de emoção / Com sofreguidão mil diabruras previ / És faxinação, amor!...

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

*

O PANTEÃO DA VERGONHA

Mais um ministro corrupto e mentiroso, integrante de um governo feito à sua imagem e semelhança, caminha para o panteão da vergonha! Mais uma herança lamentável do governo Lula! E não contestes com suas performances grotescas de incompetência e corrupção, o próprio Lula, o PT, os lulopetistas, seus sectários, lacaios, vassalos e caudatários inconseqüentes, recalcitrantes no erro, ainda pretendem eleger o ministro Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo para darem seqüência a esta trajetória burlesca de uma ópera bufa! Fatos são fatos e contra fatos não há argumentos, a não ser questões inventivas de ordem ideológica ou cínicas que camuflam interesses fisiológicos! O Panteão da vergonha citado, até o momento, ostenta em suas paredes os retratos dos seguintes representantes da desonra: Palocci, Wagner Rossi, Alfredo Nascimento, Pedro Novaes e Orlando Silva no corredor chamado República do Mensalão que o PT e o Lula implantaram no país, seguindo uma dinastia encabeçada por José Dirceu, Waldomiro Diniz, Genoino, Delúbio, Ângela Guadagnin, Marcos Valério, Luiz Antonio Pagot e os quarenta mensaleiros! O ministro citado, é tão incapaz que não conseguiu implantar sequer um Enem sem suspeitas de corrupção ou de incompetência!

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

*

TROCA NO MINISTÉRIO

Está em todos os jornais a notícia de que o Planalto cobra de PDT a substituição de Lupi. O governo só pode estar zombando da nossa inteligência. Situação semelhante ocorreu no governo Lula, quando Lupi teve de deixar a presidência do PDT, que não era possível acumular com o cargo de ministro do Trabalho. Lupi, simplesmente, colocou um laranja em seu lugar no Partido e continua sendo o presidente de fato até a presente data. A mera troca de Lupi por alguém do próprio PDT, certamente indicado por ele, vai mantê-lo como ministro de fato, e nada mudará. Não é isso que o povo brasileiro espera do governo.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro 

*

SELEÇÃO DE MINISTROS

A composição básica dos atuais Ministérios é a mesma que Lula havia empossado por ocasião de sua fatídica passagem pela presidência. O qual impôs a Dilma a manutenção desses corruptos nos cargos após sua saída. Conforme depoimento ao Estadão de Adair Meira dono da ONG Pró-Cerrado, disse referindo-se ao Ministério e ministro do Trabalho: "aquilo é uma bagunça tem uma série de problemas. Se o ministro tivesse um mínimo de "instrução" e "qualificação", não passaríamos isso que estamos passando no Ministério". Finalmente alguém de bom senso teve a coragem e honradez para dizer a verdade. Agora pergunto: "como poderiam ter "instrução" e "qualificação" se quem os escolheu e selecionou não as possuí". Portanto os nivelou pelo seu próprio padrão, não é?

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

SE GRITAR ‘PEGA MINISTRO’...

Como a frase de samba “se gritar pegar ladrão, não fica um meu irmão”, assim tem sido os ministros da atual gestão. Revelar um a um parece política editorial das revistas semanais. E o pior é que todos repetem as mesmas estratégias falecidas de indignação, porrada na mesa, ameaças. Depois vêm os depoimentos, as vozes, as fotos e os vídeos.  E a presidenta Dilma tem titubeado nos inícios das denúncias em fazer defesa. Sempre demonstra insegura e faz colocações até bizarras. Menosprezar as denúncias por serem de fatos anteriores parece sair da boca do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Espera-se que não seja tão difícil demitir ministro que nega veementemente não conhecer um cidadão num dia e dois dias depois aparecem as reportagens afirmando que andaram junto em aviõezinhos particulares, sempre o maior sonho de todos os ministros de Estado. Sustentá-lo apenas por seus gritos e cara feia seria confirmar que para ele “só mesmo a tiros”. Ficaria no ar por que as ameaças trariam resultados positivos. Tiros literais têm sido utilizados como meio exclusivo de fazer política apenas em Jandira, estado de São Paulo, onde quatro políticos foram assassinados nos últimos anos.

Tantos são os casos de corrupção que a presidenta passa a imagem que a qualquer hora vai deixar algum ministro até por capricho, por birra contra quem divulga, ou na intenção de desfazer a sensação nacional de que basta as revistas quererem para que não reste um ministério com o titular original. Essa tem sido a tônica dessa gestão. O ato administrativo mais corriqueiro da presidenta tem sido a assinatura de demissão de ministros envolvidos em denúncias de corrupção. Agora é tarde. Ou Dilma firma sua marca de intolerância à corrupção com punição a todos os envolvidos ou vai passar a imagem para todos de ter sido vencida pelo gigantismo desse monstro, com a imagem de lisura e decência indo para o brejo. Não resta dúvida de que essa corrupção decorre de modelo anterior de encará-la como coisa menor e de Lula apregoar maledicência aos denunciantes por desvio de conduta e não se insurgir contra a corrupção no seu governo. Como nunca antes na história deste país se posicionou com tanta condescendência, tolerância e defesa veemente de malfeitorias como Lula e deixou sua herança maldita, essa sim,  para sua sucessora. Não. Definitivamente não aos corruptos. Ainda falta Justiça e cadeia para todos os corruptos e corruptores. Como a revista Veja mostrou a roubalheira de R$ 720 bilhões de reais nos últimos dez anos, divididos por 10, multiplicados por 8 anos de Gestão de Lula, chega-se à soma de 576 bilhões de reais surrupiados para bolsos particulares só no governo anterior. Não pode ser razoável deixar que esse número se mantenha; como não seria para qualquer número desviado pela corrupção. Diante da corrupção generalizada, as revistas deveriam acabar com as denúncias a conta-gotas e denunciá-las logo por atacado.  E, para manter sua imagem inalterada, a presidenta precisa fugir das defesas prévias a seus ministros. Não é possível que o retrospecto e as mesmíssimas defesas inconsistentes dos seus pupilos - como a do ministro Lupi a procurar o nome de... de... de Adair Meira,  com quem tinha viajado dias antes no mesmo voo, não lhe convençam ser indefensáveis previamente. Já passou da hora de dar um “tiro” de caneta no cargo de Carlos Lupi ou sua gestão levará um tiro mortal de credibilidade. Por enquanto, toda vez que vem um grito não tem ficado um só ministro. Diante de defesa na base apenas de ameaça, não será Carlos Lupi o primeiro.

Pedro Cardoso da Costa pedcarcosta@gmail.com

São Paulo

*

A QUATRO MÃOS

Que trunfo tem "Lupinho" para permanecer ministro? Ele é um incompetente, mentiroso, desprovido de ética e de moral, indigno para o cargo a exemplo dos outros que já caíram na ratoeira da imprensa livre. Fico imaginando como será que ele ameaçou  à "chefe" em suas duas últimas visitas ao Palácio do Planalto. O que a "presidenta durona" teme de tão comprometedor para baixar a cabeça diante de tamanha podridão e mantê-lo no cargo? Onde está sua autoridade "presidenta"? Será que... em São Bernardo do Campo? O país não pode permanecer nas mãos de quadrilheiros e mafiosos, a sociedade não pode permitir nem merece ver tamanha desmoralização dos poderes legalmente constituídos. Dona Dilma se lhes faltam; força, autonomia e moral para governar com dignidade e cumprir sua obrigação de bem representar a sociedade brasileira, renuncie à presidência, sem  falar de "forças ocultas", pois a corrupção, a pouca vergonha, a falta de ética, a degradação moral, enfim a roubalheira generalizada do erário público tornou-se patente em seu governo imoralmente tocado a quarto mão e dezenove dedos.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

É SÓ UMA QUESTÃO DE HORAS

Quem poderia imaginar que algo assim poderia estar acontecendo no governo da presidente Dilma Rousseff, ex-gerentona da Casa Civil do governo Lula, e mãe do empacado PAC. É algo estarrecedor! Em menos de um ano no cargo, a presidente Dilma vem sofrendo com uma onda de escândalos e mal versão do dinheiro público em seu governo, só comparável aos quatro primeiros anos de mandato de seu antecessor e padrinho político Luiz Inácio Lula da Silva, que institucionalizou em seu governo a corrupção no país. Dilma não pode deixar que seu governo caia em descrédito, então que o mais rápido possível tire as laranjas podres do cesto fazendo uma reforma política  profunda nos ministérios acabando com o loteamento de cargos pondo pessoas técnicas e responsáveis, afastando de uma vez por toda os politiqueiros das pastas de comando. A cada instante surge na mídia novo nome supostamente envolvido em algum esquema de corrupção. Algumas pessoas saem em sua defesa e dizem que a postura de demitir ou pedir mais explicações são pontos favoráveis em sua gestão. Porém, mentira tem perna curta, como diz o ditado popular, principalmente se você for figura pública em uma época em que todos têm celular com câmeras e que fazem vídeos falar, "inverdades", é o mesmo que assinar atestado de burrice, e foi exatamente isso que o ministro do trabalho Carlos Lupi, fez, como se já não estivesse suficientemente enrolado com as denúncias que aparecem a cada dia, o fato é que a sociedade já anda cansada de ouvir tantas mentiras de quem deveria dar exemplo, além do mais, quando se conta uma mentira, tem que se contar outras cem para tentar justificar a primeira. No caso do ministro do trabalho Carlos Lupi não tem sido diferente. No início da semana passada, num rompante de quem imagina estar acima do bem e do mal, e da lei, o pedetista declarou que só sairá do governo se for "abatido á bala, e tem de ser bala de grosso calibre, porque sou pesado", em total desrespeito para com a presidente Dilma Rousseff que o nomeou no cargo. Dilma não deve ter gostado nada, incumbiu a ministra chefe da casa civil Gleisi Hoffman, para transmitir sua insatisfação com ele. Lupi, porém, ganhou reforço para permanecer no posto. Até o presidente nacional do PT, Rui Falcão, saiu em sua defesa. Na minha opinião, Lupi já é carta fora do baralho, é só uma questão de tempo, ou horas para voltar de onde nunca saiu, ou seja: Para presidência de seu partido, o "PDT" que os tem como emprego vitalício, afinal é só isso que Lupi sabe fazer que é a política rasteira do é dando que se recebe possivelmente aprendido com Leonel Brizola que só largou o osso após sua morte. O pior de tudo é saber que como quase todas as denúncias que surgem semanalmente na imprensa deste país dos espertos, acho que está será mais uma que acabará na famosa pizza. O ministro e substituído por algum outro do próprio partido e pronto. Ninguém devolve o dinheiro roubado do povo, não é preso e em pouco tempo ninguém lembrará do assunto. Afinal, brasileiro é bonzinho e tem memória curta. Alguém dúvida?

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

*

AUTORIDADE

Lupi disse que só sai do cargo 'abatido a bala'. Isso, sim, é gostar do cargo, o senhor ministro não tem profissão? Precisa se sujeitar a toda esta humilhação? Será o salário que é muito bom? E a tal presidenta, não tem autoridade para mandar mais um embora? Realmente, parece que somente o senhor Lula, mesmo por gestos, manda alguma coisa lá em Brasília. Senhora presidente, quem manda aí em sua empresa?

Mauricio Villela mauricio@dialdata.com.br

São Paulo

*

CHUMBO GROSSO

Presidente Dilma, coloque antes um colete à prova de bala!

 

Renato Guimarães Jr. renatogjr@yahoo.com

Campinas

*

CAI MINISTRO

Infelizmente, mais um ministro vai cair, agora é o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, do PDT. Não adiantou demitir assessor, ele foi acusado de envolvimento num suposto esquema de propinas, sindicatos fantasma, andar num jatinho do empresário Adair Meira, dirigente de ONGs beneficiadas por convênios com o Ministério do Trabalho. Ao ver o ministro Carlos Lupi no Senado afirmando que não conhecia o empresário, virando varias vezes as folhas para ler o nome do empresário ficaram muito claras o teatro que ele representava, ainda mais que saiu na mídia as fotos dele e o empresário descendo do avião. Uma coisa que a nação tem que admitir é que a Dilma não esta engavetando nenhum processo de ninguém, principalmente este que não esta deixando nenhuma duvida. Nem adiantou ter jogado a culpa em cima do assessor, aliás, o que tem de órgão público em todos os níveis enchendo seus cabides com assessores e comissionados, só Assembleia Legislativa de São Paulo tem 4 mil funcionários para atender 94 deputados, até em algumas  universidades públicas triplicou imagine nos gabinetes.

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

*

TRISTE ESPETÁCULO

O Congresso Nacional transformou-se numa casa de tristes espetáculos. Tempos atrás o ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, deu um show naquele palco para dizer que não era lixo. Todos os artistas que por lá apareceram tiveram uma coisa em comum: sempre juraram inocência. Dias atrás foi a vez de Carlos Lupi, o ministro do Trabalho, aquele que disse que só sai a bala. Em matéria de deboche este ganhou longe dos outros. Num dado momento, ao rebater algumas acusações sobre a sua viagem ao Maranhão, Carlos Lupi começou a remexer na sua papelada pois dizia ter esquecido o nome do acusado de obter favorecimento nos contratos com o ministério. Levou tempo para descobrir o nome: Adair Meira. É inacreditável. O sujeito para fazer uma cena destas precisa ter certeza que todo mundo vai acreditar, ou seja, é preciso ter certeza que o povo é idiota e que a grande maioria dos parlamentares presentes ao show ficarão humildemente recolhidos aos seus interesses partidários e pessoais. Leio hoje que o Adair Meira declara que conhece muito bem o ministro e que viajou com o mesmo até o Maranhão. Para não restar dúvidas, vejo uma foto do ministro Carlos Lupi soltando alegremente do avião. É mole ou quer mais?

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

*

SÓ FALTA UM EMPURRÃO

Mais um corrupto falastrão da era lullopetista está prestes a cair fora deste desgoverno vergonhoso. Lupi é o "cara" da vez. Declarou-se apaixonado por Dilma e outras idiotices do gênero somente para permanecer onde está e continuar a desviar verbas públicas para suas ONGs de fachada. Esta é a herança "bendita" deixada por Lula e sua equipe incompetente e mensaleira. Está mais que na hora de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar todos os réus do mensalão de Lula e condená-los todos à perda de seus respectivos mandatos e colocá-los atrás das grades para que não se tornem ministros ou secretários deste desgoverno, nem venham a se candidatar novamente pelo menos nos próximos cem anos.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

*

GOVERNAR COMO?

A base governista não tem gente gabaritada para preencher os postos de ministros e subalternos. Os capazes são dados a malfeitorias. Os honestos não entendem do riscado. O Brasil, com essa imensidão em quilômetros quadrados precisa de gente competente e honesta. Os "cumpanheiros" não satisfazem as condições. E o ex, irresponsavelmente, assumiu o grave compromisso de hospedar Copa e Olimpíada, com tantas premências a nos atormentarem. Chego a ter dó da presidenta.

Maria José Martins de Andrade Junqueira delued@hotmail.com

São José do Rio Pardo

*

PACIFICAÇÃO

Parabéns à segurança do Estado do Rio de Janeiro por mais uma ocupação com êxito! Sugiro que sejam criadas 22 Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) até a Copa, e não 21, sendo que a vigésima segunda seja em Brasília e, mais especificamente, no Congresso Nacional!

Cesar V. Pinho cesarpinho@me.com

São Paulo

*

A CANETA COMO ARMA

Parabéns ao Rio de Janeiro pelas instalações das UPPs, uma medida de pacificação, contra os criminosos com armas de fogo na mão. Agora o mais urgente é a instalação de UPPs em Brasília. Contra os corruptos cujas armas são suas canetas na mão. Estes, sim, são os maiores responsáveis pelos altos índices de criminalidade em nosso país!  

Arcangelo Sforcin Filho arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

*

ROCINHA

Todo este alvoroço que tem havido em torno da Rocinha é um grande engodo que a maioria dos brasileiros, alienada, acaba acreditando. É da natureza humana que a autoridade de mãe e de pai é intransferível, somente eles podem exercê-la. A autoridade de professor também é indelegável. Já a autoridade da polícia está em outro âmbito e com o uso da força e da opressão só consegue mesmo, quando bem exercida,  mitigar os efeitos devastadores causados pela falta de estrutura da família e pela falta de  formação particularmente das crianças e dos jovens. Assim, o que o governo do Rio de Janeiro está fazendo com grande alarde mundial é tão somente enxugar o chão, mas a torneira continua aberta. E cada vez com maior fluxo de seres humanos  que só conseguem transmitir para os outros o valor afetivo que lhes é dado: quase nenhum!  

 

Luiz Antonio da Silva lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

*

CADÊ O CABRAL?

Nesse episódio da "retomada" da Rocinha, causa estranheza o fato de o governador Cabral e o prefeito Eduardo, sempre sedentos de mídia para realçar quaisquer realizações de seus governos, mesmo as menores, terem praticamente "desaparecido" no evento da Rocinha, deixando o palco todo exclusivamente para o secretário Beltrame. Alguém pode explicar o que se passa? Gostaria de entender...

Renato Pires repires@terra.com.br

Ribeirão Preto

*

A MATEMÁTICA DAS UPPS

A matemática das UPPs no Rio, não é compreensível se analisarmos os números. O governo do Estado anuncia 40 UPPs. Até agora foram 19, mas a cidade tem 1.225 favelas. Não creio que as autoridades estejam acreditando que os bandidos deixarão o crime só por que o cerco se fechou. É obvio que eles mudarão de endereço e tentarão dominar outras favelas ou mesmo mudarão de cidade. Embora necessária, a ação precisa vir acompanhada de políticas urbanas que elimine as favelas e no lugar delas nasçam bairros com infra estrutura e cidadania para quem tem o trafico e o crime como única alternativa de renda. Acreditar que repressão apenas resolve o problema é ingenuidade ou oportunismo de políticos incompetentes. Ou o Rio encara o problema da falta de moradia de frente, ou a bandidagem irá mudar de endereço e o problema da violência continuará sem solução.

José Aparecido Ribeiro jaribeirobh@gmail.com

Belo Horizonte

*

EXEMPLO

Ao clicar no porta globo.com, li uma chamada sobre a visita de Gustavo Kuerten, no Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro, a fim de contribuir com o processo de pacificação nas favelas cariocas. Ao ser questionado sobre sua ação e de seus companheiros de esporte sobre qual o significado de seu trabalho no morro da mangueira, Guga, dispara: “... O esporte não limita classe social, não limita conhecimento!” (Gustavo Kuerten). Essa expressão, é fantástica! Demonstra o caráter social e a sabedoria de um esportista que reconhece a responsabilidade que tem, e o que representa para a juventude brasileira. Num país em que “craks” de futebol, sem cultura, educação e consciência social, que recebem insomáveis quantias de dinheiro, para se exibirem com modelos em luxuosos iates ou casas noturnas, o exemplo vem de um verdadeiro campeão, que defende um esporte infelizmente retraído e que não alcanças as classes mais desfavorecidas. Este exemplo é o que o Brasil precisa e que encontrar.

Nícholas Bié B. Silva Topografia.PLN2@estre.com.br

Paulínia

*

NOVOS DESAFIOS

Sem dúvida nenhuma a ocupação da Rocinha pela polícia tira um grande perigo daquela comunidade e foi algo de muita importância. Bem organizado e pacífico. Algo raro no Brasil. Passarão a ser cidadãos comuns com direitos e obrigações. Mas agora começam outros perigos: a legalização dos negócios e pequenas empresas daquele povo com consequente achaque dos fiscais da prefeitura , o pagamento de impostos escorchantes e contribuições sindicais para sustentar a corrupção e vagabundagem oficial e sindical etc. Vão ter de aturar os péssimos serviços das empresas de telefonia e internet. Ai deles quando precisarem do SUS, poder judiciário, etc. Na vida do brasileiro é assim: nunca sabemos de que lado mora o pecado.

André L. Coutinho arcouti@uol.com.br

Campinas

*

BELTRAME RESPONDE A DRUMMOND

"O diálogo parece constituir em si mesmo uma renúncia à agressividade” (Jacques Lacan, psicanalista francês). E daí, José?! como perguntaria nosso Carlos Drummond de Andrade, hoje estátua na praia, às vezes ameaçada pela fúria dos chamados marginalizados...A verdade,  no entanto, começa a aparecer por essas bandas altas das comunidades que sobem do Leblon, até a famosa - danosa!!! - comunidade da Rocinha, com o Vidigal e Chácara do Céu, infiltradas de traficantes, usuários, milícias e até polícias corruptas - com "proteção" de certos "juízes" togados! Mas com a presença de certos cidadão sérios, honestos e corajosos - portanto, amantes da Paz!!! - a tentarem substituir as armas pelo diálogo democrático e  competente, a falar em nome do respeito mútuo, do viver e deixar viver, do direito de ir e vir e também do direito de cada um terminar onde começa o direito do outro! E parece que um certo José responde a Drummond! Que José é esse?! Exatamente esse José Mariano Beltrame, gaúcho de Santa Maria, de amadurecidos 57 anos de idade, experiente e competente ex-delegado da Polícia Federal, atual Secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, andou lendo – e concordando! – com o fabuloso psicanalista Lacan, quando afirmou  que "o diálogo parece constituir em si mesmo uma renúncia à agressividade"! Mas, como sabemos que quando um não quer dois não brigam, não duvido que essa investida pacificadora das já famosas UPPs nos morros cariocas, e outras comunidades onde a violência patrocina o tráfico de drogas no meio de indefesos cidadãos que vivem do trabalho, pelo trabalho e para o trabalho, poderá recuperar essa eterna Cidade Maravilhosa – não para a Copa ou para a Olimpíada – , mas para a recuperação da ameaçada cidadania nacional, cuja representação lídima e corajosa sempre foi dada por essa ainda Capital Cultural do Brasil, essa eterna Cidade Maravilhosa, com o admirável Cristo Redentor a abrir seus braços para todo o território verde-amarelo! Continue, Beltrame, seu diálogo ordeiro, pacifista e progressista,tornando  a palavra comunidade um sinônimo de civilidade, de educação, de saúde e de segurança para todos, pois a comunidade, de fato, é uma só, no sentido mais exato e humano da palavra!

                                                                                                                                                   Sagrado Lamir David david@powerline.com.br

Juiz de Fora (MG)

*

PODER PÚBLICO NO RIO

É sempre a mesma coisa. A incompetência e a ineficiência da prefeitura do Rio é algo crônico. Basta qualquer chuva e temos ruas alagadas, bolsões de água, etc. Mas convocam o povo, e este vai, para protestar contra a perda dos royalties. Perdeu, o povo, uma boa ocasião para protestar e pedir prestação de contas da aplicação dos royalties e do seus impostos. Para onde vai este dinheiro? Recebem os royalties e a cada chuva o quadro de enchentes piora. Só sabem aparecer para dizerem abobrinhas no ouvido do povo. Por favor, não precisam levar o "...deitado eternamente em berço esplendido..." ao pé da letra. Acordem.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

VIOLÊNCIA NO MORUMBI

Segurança de 35 anos é executado covardemente no Morumbi nesse sábado. Deixa mulher e filhos. Todos sabem que a Paraisópolis abriga quadrilhas altamente armadas e que seus moradores honestos também vivem acuados. Por que não urbanizam e instalam UPPs a exemplo do Rio e  em caráter de urgência? Não está mais do que provado que essa guerra civil vai continuar e que nós, pobres mortais, vamos continuar a morrer, já que não dispomos de guarda-costas e costas largas? O que será que nossos políticos, que nesse momento participam de comemorações da Proclamação da República, têm a celebrar?"

 

Mônica Abate Guglielmi nicabate@yahoo.com.br

São Paulo

*

PREPARO DA POLÍCIA

Sr. governador de São Paulo, o Morumbi, este bairro que é quintal de sua casa, está entre os bairros mais violentos da cidade. Está faltando "expertise" da sua polícia?

Angelo Antonio Maglio angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

*

PACAEMBU

Com relação à reportagem do dia 11/11/2011 – caderno Cidades,  Kassab libera, de novo, Pacaembu para igreja, do repórter Diego Zanchetta: vimos esclarecer que a ação civil pública foi movida pela associação Viva Pacaembu por São Paulo não é contra eventos religiosos , mas eventos   qualquer natureza  que causem prejuízo ao sossego, saúde e tranquilidade da população e que não sejam específicos da destinação do Estádio e da razão pela qual ele foi construído   . A liminar solicitada por nosso advogado, Dr. Sergio Livovschi, foi concedida pelo Tribunal de Justiça, pelo Desembargador José Renato Nalini, para proibir shows musicais no estádio  e na praça até o final do processo. Entendemos importante a publicação desse esclarecimento para que a atuação dessa associação - que tem como conduta a observância  de seu estatuto, da lei e da ética - não seja mal compreendida pelo leitor e pela população do bairro do Pacaembu.

Iênidis Benfatti, presidente Viva Pacaembu por São Paulo jverdasca@uol.com.br

São Paulo

*

DESRESPEITO

O estádio do Pacaembu foi feito para eventos esportivos entretanto o prefeito insistia em ceder o referido estádio  para os mais diversos fins tai como movimentos religiosos, movimentos musicais que se estendiam até altas horas da madrugada prejudicando quase um milhão de pessoas que moram na região em detrimento de 20 ou 30 mil pessoas. A Justiça viu por bem que no referido estádio só poderia haver  eventos esportivos, entretanto o prefeito de São Paulo, num desafio inédito ao Poder Judiciário, permitiu um movimento religioso  que trouxe enorme transtorno para os  moradores não só do Pacaembu, como de Higienópolis e Perdizes.  Um prefeito que não respeita decisão judicial não merece ficar no cargo.

 

Marco Antonio Martignoni mmartignoni@ig.com.br

São Paulo

*

MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO DE ESPAÇOS

As Assembléias de Deus reuniram em 16/11, no estádio do Pacaembu, milhares de pessoas, talvez até 100 mil. O Contru autoriza público máximo de 40 mil pessoas (doc 1610/2009), e Kassab libera tal evento, colocando em perigo os fiéis?!

Suely Mandelbaum suely.m@terra.com.br

São Paulo

*

O MAU E O BOM EXEMPLOS

Essa semana, em Novo Hamburgo (RS), um jovem foi detido em uma blitz da guarda municipal por dirigir sem habilitação. Avisado o pai, um sargento da Polícia Militar, este compareceu de pistola em punho, ameaçando a todos diante das câmaras de TV e exigindo a liberação imediata de seu filho.  Em São Paulo, nesta mesma noite, foi detido e encaminhado ao 9.º Distrito Policial, o filho do comandante-geral da Polícia Militar.  Avisado o pai, o coronel declarou que sendo seu filho maior de idade deveria responder pelos seus atos como qualquer cidadão. Eis um bom exemplo a ser seguido.

Marco Antonio R. Nunes nunesmarcelao1@ig.com.br

Pindamonhangaba

*

SWU

O mega show realizado em Paulínia, o SWU (Starts With You – Começa Com Você) “explora” a sustentabilidade. Termo usado para desenvolvimento econômico sem agressão ao meio ambiente, etc. Em teoria é muito legal, mas na prática é uma mentira, como podem pensar em sustentabilidade do meio ambiente, se os fãs ou freqüentadores do SWU, em sua maioria são movidos a bebidas alcoólicas e diversas drogas. Não adiante pensar no meio ambiente se os promotores do evento e os freqüentadores do SWU não preservar o próprio corpo! Enfim, quanta ilusão.

 

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Sumaré

*

PRINCESA ISABEL

Concordo integralmente com o que escreveu  o senhor Hermes Rodrigues Nery sobre a nossa grande e querida princesa Isabel em carta publicada neste Fórum dos Leitores, na edição de 12 do corrente sob o título Princesa Isabel do Brasil. Não sei por que há pessoas que sabem do valor da princesa para o Brasil e no entanto por motivos meramente políticos desvirtuam suas qualidades. A princesa Isabel na verdade precisaria ter um reconhecimento maior por parte dos brasileiros, dos brasileiros patriotas porque se dependermos dos políticos atuais, ela continuará sendo ignorada, por que  não têm coragem de dizer a verdade sobre a nossa princesa, pois se acovardam para agradar aos que a detratam por pura politicagem. Um dia com certeza ela se resgatada com toda a grandeza de seu trabalho. Como brasileiro, fico triste em ver nossa pátria estar passando por um momento de  falta de auto estima e de patriotismo.  Brasileiros: amemos com fé e orgulho esta terra onde nascemos. O Brasil não precisa de nós. Nós é que precisamos dele. A elite brasileira está feliz da vida convivendo e tirando vantagem da corrupção que corre a céu aberto do norte ao sul. Embevecida com o dinheiro fácil, poderá pelo comodismo em que se encontra, ser surpreendida a qualquer momento. Mas aí já será tarde  demais e terão que bradar; viva a cuba libre. Acordem brasileiros.

Miguel dos Santos Stucchi broterosi@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.