Fórum dos Leitores

CORRUPÇÃO

O Estado de S.Paulo

07 Abril 2012 | 03h07

O paladino da moral

Pelo discurso moralista, Demóstenes Torres proporcionou uma enorme decepção e conseguiu aumentar ainda mais a descrença em qualquer político. Por isso é inaceitável que qualquer um deles lhe aponte o dedo (sujo).

ADEMAR MONTEIRO DE MORAES

ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

Diferenças

Quem vê na corrupção um mal a ser combatido se horrorizou com o caso Demóstenes, como se horroriza com os outros igualmente escabrosos, venham de onde vierem. Mas, para quem acha que corrupção só deve ser combatida conforme o caso, já que os fins justificam os meios, há os "comuns" e os "incomuns", e para estes últimos tudo é jogado rapidamente para debaixo do tapete e desviado da visão do povo ou, então, arquivado em alguma instância judicial que escapa ao conhecimento público. Pois é...sto é Brasil: dois pesos e duas medidas, sempre! Para os corruptos da oposição, degola já. Para os da situação, defesas, justificativas e lentidão nas apurações até que caiam no esquecimento, quando a mídia deixa de repercutir os fatos.

ELIANA FRANÇA LEME

efleme@terra.com.br

São Paulo

Impunidade

Enquanto o STF, para mostrar que crime não compensa, não punir severamente os mensaleiros, só tendem a proliferar os "malfeitos", como os de Demóstenes.

HUMBERTO SCHUWARTZ SOARES

hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

Verdades do PT

O mensalão não existiu (segundo o "cara"). O assassinato dos prefeitos de Santo André e de Campinas foram crimes comuns. Líder do PT diz que Ministério da Pesca não teve "malfeito". Não houve dólares em caixas de uísque e na cueca. Será que existe alguém nesse partido que não minta?

CARLOS R. GOMES FERNANDES

crgfernandes@uol.com.br

Ourinhos

MÉDICOS

Formados no exterior

Recentemente a um médico brasileiro formado na Universidade de Heidelberg, com cinco anos de residência médica na Alemanha, foi negada a inscrição numa universidade pública paulista para validação do diploma. Justificaram que a carga horária era insuficiente e alertaram que a prova seria muito difícil, são raras as aprovações e para os aprovados haverá estágio de dois anos em seu hospital. É inacreditável essa atitude. Médico formado numa universidade universalmente respeitada, pública, sem ônus para o governo brasileiro, com formação inquestionável e tecnologia de que necessitamos para nossa atualização. Uma prova dificílima para reprovar, e não para avaliação, estágio de dois anos num hospital público (para "desaprender" provavelmente). Essas posturas são contra a seleção dos melhores e o desenvolvimento onde é necessário. Nos EUA, onde a medicina e a ciência são referências, recebem com saudações "cérebros" de outros países. Assim foram Einstein, Oppenheimer, Von Braun e até nosso querido Miguel Nicolelis. Precisamos ser mais humildes para reconhecer os melhores e recebê-los como colaboradores importantes.

NEILTON GONÇALVES PRADO

ngprado@triang.com.br

Uberlândia (MG)

Pesos e medidas

Meu sobrinho se formou em odontologia na Unesp, fez dois anos de pós-graduação em implantes na mesma escola e foi para os EUA. Lá teve de prestar provas dificílimas para ser admitido na Universidade na Califórnia, cursar dois anos com estudos integrais, ser aprovado e colar grau, para só então poder trabalhar como dentista no país. Já na casa da mãe Joana o negócio é facilitar a entrada de médicos formados no exterior Deus sabe como, muitos deles brasileiros reprovados nos vestibulares nacionais e incapazes de conquistar uma vaga nos cursos de medicina do Brasil.

DOCA RAMOS MELLO

ddramosmello@uol.com.br

São Sebastião

Medicina cubana

Parece que Hugo Chávez virá a São Paulo para cuidar de uma barbeiragem que fizeram em seu tratamento contra câncer em Cuba. É essa qualidade de médicos que o governo quer aprovar no Brasil? Enquanto não conseguirem diminuir as exigências nos exames de qualificação médica no País, não vão sossegar. Afinal, médico ideólogo vale mais que médico competente! Viva a medicina cubana!

BEATRIZ CAMPOS

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

APAS

Golpe travestido

Já vai muito além da comprovação lógica a questão das sacolas plásticas nos supermercados, mostrando ser apenas uma medida de economia travestida de preocupação ecológica. Sugestões não faltam, mas todas prejudicam o consumidor. Já que não conseguimos nos unir como cidadãos, sugiro que um desses sindicatos que promovem passeatas de aposentados - sempre atrás de votos, iludindo-os com a possibilidade de correções justas das aposentadorias do INSS - promova um movimento de conscientização do consumidor para combater mais esse golpe que vitima o cidadão de menores posses. Bastaria que não comprássemos nos supermercados nenhum produto perecível, deixando para adquirir frutas e verduras só nas feiras livres. Um movimento desse teor, além da economia para o consumidor, com certeza mudaria o quadro e faria os supermercadistas e políticos que os apoiam repensarem o golpe das sacolinhas. É hora de deixar de ser capacho!

CARLOS DELPHIM DA GAMA NETO

delphim@ibl.com.br

Santos

Embalagem de papel

Independentemente de sacolas plásticas serem ou não nocivas ao meio ambiente, quem vende tem o dever de embrulhar ou ensacar os produtos. Os supermercados que usem, então, sacos de papel!

BOB SHARP

bobsharp@uol.com.br

São Paulo

Resposta

O leitor sr. Paulo Ferraz perguntou ontem por que os supermercados não voltam a fornecer os sacos de papel Kraft em substituição às sacolinhas plásticas, já que estas são tão poluentes. Respondo com inteira segurança: porque os sacos de papel, como as sacolinhas plásticas, custam dinheiro!

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

DONO DA INFORMAÇÃO É DONO DO PODERPreso desde fevereiro, Carlos Cachoeira avisou que tem muita munição guardada. Segundo o bicheiro, “quem detém a informação, tem o poder”. Bastou a ameaça para que o advogado Márcio Thomaz Bastos contatasse a esposa do bicheiro pedindo a ela que o convencesse  a se controlar, pois sua saída da cadeia se dará em breve. Depois do pedido do advogado, Cachoeira está em silêncio à espera do habeas corpus. O deputado Rubens Otoni, do PT de Goiás, foi flagrado conversando com o bicheiro sobre pagamento de campanha, e até agora Otoni não deu explicações. Sandro Mabel (PMDB-GO), João Campos (PSDB-GO), Candido Vaccarezza (PT-SP), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Lincoln Portela (PR-MG) e Darcísio Perondi (PMDB-RS) mantinham contatos frequentes com Cachoeira e por esse motivo nada falam sobre o caso. Será que esses deputados têm medo de Cachoeira?Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo*

COMO NUNCA SE VIU ANTES"A investigação da Polícia Federal que desmantelou a máfia dos caça-níqueis montada em Goiás e nos arredores de Brasília mostra que o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, apontado como chefe do esquema, controlava uma bancada multipartidária no Congresso Nacional, além de manter ligação indireta com pelo menos dois governadores. Além do senador Demóstenes Torres (GO), ex-DEM, Cachoeira era próximo de parlamentares de mais cinco partidos: PT, PSDB, PP, PTB e PPS" (Agência Estado). É mole? Esses são os parlamentares que representam os cidadãos deste país? Essas quadrilhas gozam de foro especial? Deveriam ser encaminhados para a DP mais próxima e aguardar julgamento sem fiança, para servir de exemplo. Mas, a impunidade certamente continuará, com as bênçãos do STF, que já teve alguns de seus membros chamados de "bandidos togados", por alguém que parece entender do assunto. Onde vamos parar? Bom, isso a gente já imagina! Quando isso vai ter fim, é que está se tornando imprevisível. Quem não terá rabo preso e terá apoio de alguém para faxinar a sujeira tida como modelo pelo governo que será  democraticamente (bolsas e urnas eletrônicas que o digam) perpétuo? Quem viver verá!José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas                                                       *

PIZZAOlha a pizza quentinha chegando. É só o que falta agora. O STF anular as provas contra o senador Demóstenes porque as escutas telefônicas foram feitas sem a autorização daquela Corte, onde o senador tem foro privilegiado. A Justiça autorizou as escutas. Mas pelo visto a Justiça não alcança senadores e deputados federais em pleno exercício do mandato. Está armado o imbróglio. Este é o Brasil. Estas suas leis, feitas para protegerem bandidos, marginais e traficantes. O Mal está no poder. E assistimos passivamente. Em outubro de 2014 não vai mudar nada. Quem viver verá.Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro*

E AÍ DEMÓSTENES, COMO FICA?

 

Senador Demóstenes, melhor vingar-se jogando  no ventilador toda a  m..... que temos certeza  sabe a respeito dos demais  participantes do Cambalacho Nacional, porque você será um corrupto  churrasqueado  em brasa pura e o resto sairá na foto  parecendo  noviças de convento.

 

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo*

DEMÓSTENES, IMAGEM E SEMELHANÇA DO PTInfelizmente nós que clamamos pela ética, e sonhamos um dia poder eleger políticos que nos representem com dignidade nos cargos majoritários, ou para os parlamentos, seja ele municipal, estadual, ou federal, mais uma vez, (e foram muitos nestes últimos dez anos), somos surpreendidos com denúncias que não deixam dúvidas, de que um dos mais brilhantes senadores, o Demóstenes Torres, está atolado até o pescoço com seu envolvimento vil com o contraventor Carlinhos Cachoeira. Este parlamentar representante de Goiás, que era implacável até outro dia contra os desmandos dentro das nossas instituições, conseguiu com sua máscara odorenta de bom moço ludibriar até os mais céticos com relação à classe política brasileira. Confesso que não foram poucas as vezes que sintonizei a TV Senado, esperando um pronunciamento de Demóstenes. Porque sempre que utilizava a tribuna, discorria com muita lucidez sobre os assuntos nacionais, e principalmente relativos à ética, e nos devolvia a esperança de que com este seu legado, num futuro próximo poderíamos até ter um Congresso, formado com representantes de alto potencial cívico...  Que ingenuidade minha! Mas, a continuar assim, o pior esta por vir, porque nesta era petista, estamos assistindo um dos maiores assaltos contra as nossas instituições, que iniciou com o Valdomiro Diniz recebendo propina do Carlinhos Cachoeira, depois o mensalão, superfaturamentos que até hoje não cessam, e de forma escancarada, porque a impunidade definitivamente está a serviço de uma verdadeira máfia dentro de todos os níveis da nossa República.  As provas desta constatação, são as denuncias publicadas diariamente pela nossa competente imprensa! Aonde é que tudo isso vai parar?! Porque as propinas correm soltas, desde as compras dos hospitais públicos, na merenda escolar, em todas as obras, etc. etc...  São calculados R$ 80 bilhões por ano de desvios do erário! Ou dois anos de arrecadação da extinta CPMF. O Lula e o PT, são duplamente culpados por esta vigarice sem fim!  Primeiro porque prometiam que se chegassem ao poder iriam combater a corrupção e priorizar os valores éticos!  E o que nós vemos é tudo pelo avesso!  É corrupção é a céu aberto, e a picaretagem de todas as formas! Compraram até 28 lanchas-patrulha, sem serventia nenhuma, só para receber doações em ano eleitoral. E é bom que se frise, que diferentemente do DEM, que expulsou o governador do DF, o José Roberto Arruda tão logo denuncias recaíram sobre sua gestão, e agora o Demóstenes, que ao perceber que seria também escorraçado do partido, preferiu se desfiliar, o PT, não somente defende até hoje seus quadrilheiros denunciados no STF, como ainda vem oferecendo a sigla para esses membros vis disputarem cargos eletivos, como também emprego público a José Genoino, e livre trânsito para José Dirceu, fazer suas grandes negociatas representando o governo com setor privado. Um verdadeiro acinte...  Além do mais, Lula em pleno gozo do mensalão, disse na maior cara de pau que caixa-dois não é um ato criminoso!

Pois é: para aqueles que se importam com os destinos do País, esse ex-metalúrgico está deixando um legado venoso, por desprezar os bons costumes.  Porque até aqui, e com a cumplicidade de seu partido, deu toda guarida para os camaradas corruptos, e também aliados dos quais comprou apoio.  E como jamais visto na nossa história está patrocinando a infiltração incontrolável de muitos Carlinhos Cachoeira e Demóstenes Torres, dentro das nossas instituições. Que pena, principalmente para as próximas gerações...

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos*

COMBATE À CORRUPÇÃOEmbora poucos tenham notado, foi criada no Congresso Nacional há algum tempo a Frente Parlamentar de Combate à Corrupção. Quase ninguém houve falar nela, pois a corrupção, inclusive a que envolve elementos lotados do Congresso, continua exuberante. Aparentemente, ela é propriedade do PT, PMDB, PCdoB, PR e aliados pois só funciona contra elementos dos partidos da oposição. Será acionado agora contra o DEM.  Ministros do governo Dilma de fenestrados por corrupção, assim como, parlamentares pilhados em “safadezas”, não são atingidos por medidas dessa frente se pertencerem à turma. É hora de Sarney e Marco Maia esclarecerem para que serve, afinal, essa órgão que habita nosso mais alto parlamento. Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo*

DEMÓSTENES TORRES X IDELI SALVATTIEnquanto o caso Demóstenes Torres não sai da mídia e o Congresso se apruma do susto pronto para dependurar o Judas da vez (incrível como temos Judas no Brasil) o caso da ministra Ideli Salvatti, também pega recebendo propina e doando benesses a doadores de campanha, continua lépida e fagueira colecionando desafetos no Congresso. Isso que chamo dois pesos e duas medidas. Cai Demóstenes Torres com toda razão, mas deveria cair também a ministra Ideli Salvatti. Queremos ver os dois respondendo juridicamente pelo mal feito.Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo*

IDELI, SALVE-SE!A fila está andando e parece ser interminável. A mídia não perdoa e a bola da vez será Ideli Salvatti. Não pode ser diferente. Mandar pagar lanchas que não foram entregues e que foram compradas simplesmente para gerar "caixa" e ainda ter sua campanha para governadora paga por aquele caixa não pode ficar barato. Mesmo nesta orgia de escândalos do PT, a queda de Demóstenes vai abrir um vácuo, que irá sugar outros nomes da "pesada". E Dona Dilma vai costurando. Como governar com um time desses? Quando se pensa estar no ataque vem um "cumpanheiro" e pimba! marca um gol contra. Se algum inocente imaginar que a Cachoeira só jorra sobre uma pedra (Demóstenes), pode tirar o cavalo da chuva. Se a PF quiser, levanta a ponta da coberta e encontra um monte de "Demóstenes" encolhidinhos lá. É só querer.Odair Picciolli odairpicciolli@moradadoscolibris.com.br

Extrema (MG)*

A MINISTRA E AS LANCHASIdeli pagou porque era sua obrigação. Esta foi a justificativa de Marcelo Crivella ao falar sobre o assunto. Vejamos: se o Ministério da Saúde comprasse 28 caças da França, EUA ou da Suécia, o ministro que viesse depois, se sentiria na obrigação de pagar a encomenda ou questionaria a compra? Daria um alerta sobre algo inusitado, estranho, ou deixaria passar, como se isso fosse a coisa mais normal do mundo? Ora, é sabido que não é responsabilidade do Ministério da Pesca (?), fiscalizar com lanchas patrulha a pesca no mar, rios ou no Lago Paranoá. Nem tem pessoal habilitado para tal. O Ministério da Pesca fez uma compra indevida, prova disso é o resultado atual. Que fazer com as lanchas? A compra só serviu para beneficiar o fornecedor, antigo petista, e também para obter a contrapartida para o PT, na forma de uma "doação". A compra de lanchas de patrulha caberia à Marinha, assim como, a compra de caças caberá à Aeronáutica. Desvios de função, com objetivos viciados tem que ser punidos exemplarmente. Se assim não for, mais uma vez concluímos que só se pune "o caseiro", enquanto os políticos corruptos continuam flanando por Brasília. Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André *

CANALHICESAté quando vamos aceitar as justificativas despudoradas dos ministros de Dilma afirmando que não tem nada com os “malfeitos” ocorridos em suas pastas, debaixo de seus olhos, e sob a suas responsabilidades? Ideli deve sim responder pelos atos de seu subordinado, principalmente se o dinheiro recebido pelo PT foi direcionado para sua infrutífera campanha. Chega de canalhice não aguentamos mais tanta hipocrisia.Leila Leitão

São Paulo*

DICIONÁRIO DILMO-PETISTAMalfeito (mal-fei-to) adj (mal+feito) Ato corrupto cometido por integrantes do governo ou aliados, só assumido hipocritamente após ser divulgado pela imprensa ou oposição. Antônimo: bem feito: ato corrupto não encontrado pela imprensa ou oposição. Corrupção: atos cometidos em todos os governos anteriores, principalmente por FHC Dona Dilma, é corrupção mesmo, não adianta maquiar! E se encontra alguma roubalheira entre os seus subalternos "malfeitores", o povo agradeceria se os obrigasse a devolver o que nos roubaram, não basta dar uma palmadinha em suas mãos!Marcus Coltro marcuscoltro@hotmail.com

São Paulo*

CHEIRO DE PEIXEA ministra Ideli nunca foi for de se cheirar.  Agora sabemos,  ninguém aguenta cheiro de  peixe podre.Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo*

DESLANCHAR É COM O PTIncrível! Em termos de denúncias de corrupção, o governo Dilma, de longe, bem mais que o de Lula, sabe como deslanchar...

 

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos*

PESCARIA SUSPEITAO grande problema do Ministério da Pesca  é que ali só se pensa em robalos.Lafayette Pondé Filho lpf41@hotmail.com

Salvador*

LANCHASAfinal, o Ministério  da Pesca adquiriu lanchas-patrulha, ou lanchas-petralha?

 

Francisco  Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo*

ORAÇÃO PARA A SEMANA SANTA

 

Pesca em mar de lama / Senado em cachoeira de lama / Na semana santa a Deus eu peço / Limpeza no Congresso / Na Páscoa, que é um mistério / Devassa no ministério / Jesus, afastai de nós o DEMOstenes senhor, SALVATI o pobre povo brasileiro / Amém!

 

Luiz Henrique Penchiari luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo*

A VISITA DO PAPA A CUBAMuitos comentários foram tecidos sobre a visita do papa, a Cuba. Consideremos: 1) Ninguém sabe o teor das conversas particulares com os irmãos Castro; 2) como hóspede, não poderia atacar, pública e frontalmente, o regime, pois, noblesse oblige; 3) Cuba é um país independente e sobre ele o papa não tem ascendência alguma; 4) ele é apenas soberano no seu estado, o Vaticano. Poderia fazer mais do que fez?Guiomar Vuolo Sajovic guiosajovic@hotmail.com

Bauru*

CUBA E A IGREJAFidel fez uma boa pergunta ao papa, irrespondível! Alguém aí sabe dizer realmente para que serve o papa, a Igreja atual, Fidel e Cuba?Mauricio Villela mauricio@dialdata.com.br

São Paulo*

BENTO XVI EM CUBAObservo com certa surpresa que, para comentar a visita de Bento XVI a Cuba, o Estado tenha escolhido como único especialista Leonardo Boff. Este terá sem dúvida seus méritos, porém é declaradamente um desafeto do pontífice, e afirma explicitamente que não aceita o Magistério da Igreja. Dessa forma, é difícil imaginar que seja capaz de fazer um comentário técnico e desapaixonado. Acredito que, se o Estado realmente deseja citar a opinião de Leonardo Boff (31/3) – o que, pelos motivos que já citei, consideraria desaconselhável –, deveria ao menos contrapô-la à opinião de algum dos outros numerosos especialistas existentes, o que certamente traria uma visão mais completa e mais verdadeira sobre os objetivos da visita pastoral do papa. Da forma como está, o que se sugere é um ranço de parcialidade incompatível com um jornalismo de boa qualidade.Mateus Deckers Leme mateusdl@gmail.com

São Paulo*

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO SOCIALISMOO ministro da Fazenda anunciou os novos segmentos econômicos que passarão a recolher a contribuição patronal do INSS em um percentual sobre o faturamento. Tal decisão atenta contra os princípios das Ciências das Finanças Públicas. Não conseguia compreender tamanha dicotomia. Pensando melhor me aflorou à mente de que as ciências das finanças que estudei foram desenvolvidas para um regime capitalista. Não sei como se fundamenta num regime socialista ou comunista. O que sei é que o comunismo é mantido pela forma das armas e o socialismo pela força dos votos. Tanto um como outro regime não desenvolve crescimento sustentável no tempo em qualquer lugar do planeta. É elementar que o governo federal pretende instalar no Brasil o regime socialista. José Dirceu já anunciou tal propósito quando estava no Poder constituído. O ministro da Fazenda não esconde a sua opção e nem os seus professores da escola de Campinas e do Rio de Janeiro. Do ponto de vista pragmático penso que o governo quer aproveitar a reclamação dos empresários para aumentar a arrecadação, dando a ilusão aos capitalistas de que está atendendo ao pleito. E isso se explica porque hoje a contribuição patronal é calculada sobre a remuneração total de cerca de 32 milhões de empregados com carteira assinada e dos respectivos diretores. Com a cobrança sobre o faturamento o governo atingirá o universo total das pessoas jurídicas que estejam ativas. Com ou sem empregados registrados ou não. Se o governo quisesse realmente reduzir os encargos da folha de pagamento deveria começar pelo cancelamento dos encargos que são recolhidos para terceiros (5,8% da folha). Se for de interesse da política, tais contribuições àquelas entidades (Sesi, Senai, Senac, Sebrae, etc.) seriam feitas pelo Tesouro Nacional nas verbas ministeriais. Claro que os beneficiados resistiriam porque iriam ter que prestar contas das suas despesas para o TCU – Tribunal de Contas da União. Deixo o alerta para os homens de responsabilidade.Hélio Mazzolli mazzolli@terra.com.br

Criciúma (SC)*

BRASIL JÁ É CAMPEÃOApesar da Copa do Mundo ser em 2014, o Brasil já comemora o título de campeão mundial... Gloriosamente, segundo o relatório Doing Business, do Banco Mundial, eis a colocação dos dez países melhores colocados onde mais se trabalhou para poder pagar a maior taxação tributária do mundo: o Brasil recordista em 1º, campeoníssimo, seu povo teve que trabalhar anualmente 2600 horas para satisfazer a insaciável legião de corruptos; em 2º a Bolívia, com 1.080 horas; em 3º o Vietnã, com 941 horas; Nigéria, com 938 em 4º; Venezuela com 864 em 5º; Bielorússia com 798 em 6º; Chade com 732 é o 7º; Mauritânia com 696 é o 8º; Senegal com 666 é o 9º; e na lanterninha dos mais corruptos do mundo está a Ucrânia, com 657 horas. E, onde menos se trabalhou para pagar as tributações: 1º, Maldivas, zero hora; em 2º Qatar 36 horas; 3º Bahamas 58 horas; 4º Luxemburgo 59 horas; em 5º Omã 62 horas; 6º Suíça 63 horas; em 7º a Irlanda 76 horas; e em 8º Seichelles, também com 76 horas. Assim sendo, provavelmente os políticos brasileiros, eleitos por eleitores incompetentes, espertos, de ma-fé e analfabetos, estejam dizendo que seus colegas desses países melhor administrados, sejam idiotas. Qual dos nossos atuais políticos responsáveis pela administração pública estariam dispostos dar uma entrevista pública explicando o mérito do nosso título sem ser com perguntas maliciosas e previamente preparadas?Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo*

AJUDA A POUCOSO pacote de ajuda anunciado pelo governo, para dar um impulso na economia, está mais para perfumaria. Viram os setores beneficiados? E os outros setores produtivos? De repente não deu porque se ampliassem teriam que cortar dos improdutivos, aqueles que sugam o teu sangue e não fazem nada em troca. Já sabem quem são, não? Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro*

REANIMAÇÃO GERALSe, aporte para o BNDES e desoneração de impostos, servem para que os que estão indo mal, irem bem, por que não estendê-los para os que já estão indo bem, irem melhor?Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)*

ATESTADO DE ‘ONAGRO’A pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), está sendo divulgada pela imprensa, dando a presidente Dilma Rousseff uma aprovação de 77%, dois pontos acima da última pesquisa realizada. Num universo de 200 milhões de habitantes, os 2002 entrevistados em 142 municípios não representam uma porcentagem que possa dar credibilidade a uma pesquisa que coloca Dilma  num patamar superior a Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, em seus segundo mandato.A época dessa pesquisa coincide com a crise ministerial em que a cada mês um ministro pedia demissão;convive também com a rebelião da base aliada, tendo que ceder a prática do ''toma lá dá cá''.Na economia o governo está amargando um PIB ridículo com os índices de produtividade da indústria despencando a ponto de se criar ''pacotes'' para socorrer os empresários. A inflação revive, o desemprego recrudesce. A educação, a saúde e a segurança pública estão ao abandono das autoridades. A que regiões pertencem esses 142 municípios  num universo de mais de 5.500? É evidente que esses números são exagerados, e fazem parte de um marketing adredemente planejado. Para os brasileiros esclarecidos um compulsório atestado de onagro que eles repudiam.

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)*

COMISSÃO DA VERDADEÉ tempo de o Brasil estabelecer a Comissão da Verdade. Os crimes cometidos durante o regime militar não podem mais ficar impunes. A responsabilização aos que praticaram e autorizaram torturas, assassinatos e detenções arbitrárias faz-se necessária neste momento de fortalecimento democrático. Atribuir termos como "revanchismo" e "vingança" a uma legítima busca pela verdade é de um simplismo atroz. Os brasileiros e, principalmente, as famílias das vítimas dos crimes da ditadura militar, têm o direito de saber o que ocorreu neste triste período da história do País, até para que tais crimes nunca mais se repitam.

 

Fábio Aulísio faulisio@hotmail.com

São Paulo *

DIREITOS HUMANOSA Comissão de Direitos Humanos da Câmara pediu abertura de processo disciplinar contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por comportamento incompatível com o mandato parlamentar. O presidente da comissão, Domingos Dutra (PT-MA), e um grupo de deputados do colegiado se reuniu com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), pedindo providências contra o parlamentar. Não sei o que se passou nessa reunião da Comissão dos Direitos Humanos, não entro no mérito. Mas, sejamos coerentes: pelo que me parece, essa comissão não quer e não tem coragem de apurar a verdade, não quer alguém que conteste apresentando uma versão verídica e desmentindo todas armações de enganação pública. Será que o feito pelo deputado Bolsonaro é mais grave do que fizeram com o soldado Mário Kosel Filho, no cumprimento do dever pátrio, do rapaz brutalmente esquartejado no Alto Araguaia e do tenente que teve sua cabeça esfacelada a coronhadas por desequilibrados insanos? Diga m: vocês terão coragem de falar a verdade? Não precisam responder, já sabemos qual é vossa resposta. Sabiamente: "Não sei de nada".Benone Augusto de Paiva benone2006@bol.com.br

São Paulo*

LEI DA ANISTIA: NÃO HÁ VERDADE COM PACTO DE SILÊNCIOEm 1.º de Março de 1964 o país amanhece sob um novo regime após um golpe militar ao governo constitucional de João Goulart, que pressionado deixa Brasília. Apesar de militar, o golpe foi articulado também por civis, por setores políticos da direita conservadora, pela CIA (Operação Condor), setores do empresariado, entre outros. A alegação era que havia no Brasil uma “ameaça comunista’’, principalmente após o anuncio das reformas de base pretendidas para modernizar o país pelo governo de Jango. Após o golpe, é instaurada a suspensão da liberdade de opinião, que golpeou a imprensa e a política, vieram às cassações, a suspensão de eleições, as prisões e sessões de tortura e restrições aos direitos civis. Na sexta-feira, 13 de dezembro de 1968, o Ato Institucional 5 – AI-5 escancara a ditadura. Após o AI5, o governo reprime radicalmente os movimentos políticos e as guerrilhas urbanas e rurais que tentavam oferecer uma reação.                                                                                                            

No final da ditadura, durante o governo Figueiredo (79-85) a sociedade pressionou através da campanha pela Anistia. A lei foi promulgada e concedeu anistia aos crimes políticos. Ficou então entendido que tanto torturadores, quando os presos e exilados políticos estavam anistiados. Porém, os oficiais militares cometeram crimes como representantes do estado e não crimes políticos, enquanto estavam respaldados pelas leis vigentes até então. E esses não foram julgados e condenados, como aconteceu com os militantes das esquerdas. Que foram presos, torturados, exilados e perderam os direitos civis e políticos. Essa é uma lei que anistiou apenas uma parcela, a mesma parcela que cometeu crimes contra os direitos humanos. A comissão da verdade tem diversas limitações, por mais que seja um passo importante para a história brasileira. Ela terá como missão apurar os crimes e excessos cometidos durante o regime militar, sem autoridade de punir ninguém ou abrir caminho para que a justiça faça isso. Assim sendo, a comissão da verdade é um passo importante. O Brasil foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) por não ter punido os responsáveis pelas mortes e desaparecidos durante os anos de 1972 e 1974, durante a Guerrilha do Araguaia. E ainda determinou que o Estado brasileiro fizesse esforços para localizar os corpos dos desaparecidos. Diferentes dos vizinhos Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai, que puniram os responsáveis, o Brasil optou por uma Anistia que não puniu os responsáveis pelas mortes e desaparecidos políticos, por isso é necessário rever a Lei da Anistia, para investigar e punir as violações aos direitos humanos pelo Estado Brasileiro. Hoje, somos presididos por uma ex-militante política durante o período da ditadura militar. A presidenta Dilma Rousseff ficou presa por três anos, foi submetida em sessões de tortura pelo pau-de-arara, choques e espancamentos. A presidente deu um importante passo para a história brasileira, após sancionar a lei da comissão da verdade. Entretanto, é importante rever a Lei da Anistia, para consolidarmos nossa democracia e garantir direitos às famílias dos mortos e desaparecidos. O Brasil precisa criar uma cultura política, que não afirme em sua história que houve uma conciliação nacional, quando uma das partes foi vítima de torturas, assassinatos, desaparecimentos e sua família se quer teve o direito de velar seus corpos. Rever a Lei da Anistia não se trata de revanchismo, se trata de justiça. Já que apenas uma das partes passou por tribunais e prisões. Não há verdade sem punição aos culpados e direitos aos familiares que ainda sofrem com a falta de seus familiares, não há verdade no Estado Democrático de Direito com pacto de silêncio.Diego Aguirre diego.aguirre@msn.com

Uberlândia (MG)*

DUAS HIPÓTESESSe os militares brasileiros não tivessem derrotado os guerrilheiros no Araguaia, uma das duas hipóteses seriam realidade hoje: a) O Brasil teria se tornado uma imensa Cuba elevada ao cubo; b) Teríamos uma enorme região controlada pela guerrilha. Uma  espécie de  Forças Armadas Revolucionárias do Brasil (Farbs). Aos militares da reserva achincalhados no Clube Militar peço desculpas em meu nome e em nome da imensa maioria dos brasileiros que reconhecem a nossa enorme dívida de gratidão.

 

Maurício Rodrigues de Souza mauriciorodsouza@globo.com

São Paulo*

DESRESPEITO TRÍPLICE

A mídia impressa pouco divulgou, mas na internet proliferam as cenas imbecis de violência e afronta feita em frente ao Clube Militar por baderneiros a soldo do PT, ralé moral deste país de detritos mal cheirosos. Chega-me agora a fotografia de um “verme” sujo, imundo, que deve ter saído da sarjeta para agredir o cel. reformado Amerino Raposo Filho, combatente da II Guerra Mundial, notável historiador. É um tríplice desrespeito a um cidadão idoso e herói de guerra, humilhado em seu direito mais comezinho de cidadão – o de poder circular livremente, impedido por uma pocilga chauvinista – e correndo o risco de ser agredido. Esta é a “democracia” petista/comunista diante da qual todos se calam, por covardia ou interesses maiores.João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)*

SOBRE A COMISSÃO DA VERDADEPesquisar as atitudes, as formas de atuação e os possíveis excessos dos órgãos e agentes do Estado, sem antes conhecer os atos de violência seletiva e indiscriminada que impuseram a postura repressiva, é o mesmo que querer tratar uma doença sem conhecer suas causas. É trabalho incompleto, faccioso, distorcido e fadado ao fracasso, caso busque, de fato, apenas a verdade! Erra quem pensa que aos militares não interessa tornar público, claro e transparente todos os fatos ocorridos no período abrangido pela pesquisa que se pretende fazer, entregando-os ao julgamento dos valores e dos princípios de cada cidadão brasileiro. Erra quem, inocentemente ou não, aceita as condicionantes parciais propostas (ou impostas) pela corrente revisionista, detendo-se nas conseqüências e fechando os olhos para as causas, as circunstâncias e o ambiente em que se deram. O governador do Rio Grande do Sul, Sr Tarso Genro, em que pese seu descompromisso com a verdade, ao referir-se a manifestações de policiais militares de seu Estado contra o seu governo, disse muito bem: “Atitudes de marginais devem ser tratadas em inquéritos policiais”. Ou seja, há que se devassar os fatos para conhecer a verdade e fazer justiça. Qualquer coisa diferente disso revelará tão somente os pontos de vista dos que se interessam apenas por mentiras ou meias verdades.Paulo Chagas pchagas58@gmail.com

Brasília*

INVESTIGAÇÃO DE VERDADELeio constantemente nos jornais a insistência da Comissão da Verdade em apurar os crimes cometidos durante a ditadura pelos militares, inclusive do jornalista Wladimir Herzog. Aqui fica uma pergunta que não quer calar, E a morte do soldado Mario Kozel Filho, então com 18 anos na época, explodido na data de 26/07/1968, pela organização terrorista VPR-VAR-Palmares, vai ser investigada?

 

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com

Itapeva*

REVISÃO DE CONCEITODepois que li as matérias que descrevem os bastidores dos acontecimentos ocorridos no dia 29, no Clube Militar, a situação realmente saiu de controle dos que administravam a presença dos assistentes que tomaram parte no evento Painel 1964 - A Verdade. Não me conformo, no entanto, com a ausência da Polícia do Exército. Faltou um líder que assumisse os riscos e levasse uma tropa para o local, preservando a integridade física de seus companheiros da reserva. Mas os militares da Nova República não correm riscos. ‘Fazem continência’! E não servem ao Estado. ‘Sevem aos governantes legitimamente eleitos’, como declarou em palestra um ilustre colaboracionista dos donos do poder. São capachos do Executivo, como são os políticos e como é o Supremo Tribunal Federal, braço da lei que acoberta os malfeitos do Partido dos Trabalhadores! Juntando os Três Poderes da República e as Forças Armadas, dentro de sua nova filosofia de servir aos governantes de plantão, e não ao Estado, dá um bom caldo nutriente para alimentar os porcos. Todos chafurdam no mesmo cocho! Vejam as caras dos três porquinhos! Felizes, e ... nem aí para as Forças Armadas!José Geraldo Pimentel www.jgpimentel.com.br

São Paulo*

MAIS UMA COMISSÃOPara se chegar a uma conclusão seria sobre a comissão da verdade, sugiro criar-se mais uma. A do atual governo (esta em discussão atual) e a dos não comunistas dos tempos de 1964. Assim se poderia saber a própria verdade. O resto é conversa fiada. Durvaldo Gonçalves lobatogoncalves@gmail.com

Cerquilho   *

TERRORISMONa inclusão do terrorismo no Código Penal, uma tal comissão de juristas  decidiu que não haverá crime de terrorismo se praticado por gangues de determinada inspiração política, desde que essa excrescência possibilite a aprovação de uma lei, assim,  meia boca.  Será que aquela idéia estúpida de que todos são iguais perante a lei vai ser finalmente sacada daquilo que se conhece como Carta Magna e, em vez de uma Constituição, passaremos a ser regidos por uma aberração?José Benedito Napoleone Silveira Neno nenosilveira@aim.com

Campinas*

‘FÍGADO, CÉREBRO OU CORAÇÃO?’

 

Sobre o artigo de João Crestana, do Secovi-SP (4/4, A2), como sempre, atiramos no que vemos pensando acertar no que não vemos. Um automóvel é igual a um corpo animal, no que concerne a ser um organismo, até na composição dos órgãos são quase iguais. Quando sob o controle do motorista, o conjunto se tornar outro "ser-vivo", inclusive com a mesma inteligência de seu condutor. O que deixamos passar, é que para funcionar como ser-vivo, outro organismo tem que atender às mesmas leis da natureza. Sem isso, o organismo não funciona. Não é coincidência que o automóvel é cópia de um organismo vivo, é lei, senão não funciona. Uma cidade é um organismo, como vários outros na natureza, e o exemplo clássico, é a colmeia de abelhas. Alguém do Secovi sabe como as abelhas se abastecem de água, ar puro, alimentos etc.? Sabe onde vão parar os dejetos, os efluentes, e ar poluído, e até mesmo seus próprios dejetos? Então se quisermos saber como deve ser uma cidade sustentada, basta saber como são as colméias, os formigueiros ou cupinzeiros há milhões de anos. Elementar, caro Watson. Que tal os "construtores" da Secovi saber como esses bichinhos constroem de forma engenhosa e quase perfeita suas cidades? Aí é só ensinar nossos políticos que leis, que na realidade estão muito mais interessados nos seus próprios interesses pessoais, do que em sustentabilidade alguma. Sem moral e sem ética, a não ser os próprios interesses modernamente financeiros, vamos ficar falando abobrinhas sobre sustentabilidade.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo*

TOMBAMENTO DE CASARÃOA incompetência da justiça e seus principais integrantes revela-se em casos pontuais nos mais diversos segmentos da sociedade brasileira: como é que pode demorarem 20 anos para decidir se os centenários proprietários de um casarão da Av. Paulista tem o direito de receber uma desapropriação? Ainda recorrendo ao Supremo! Autorizaram a demolição de casarões dignos de uma cidade européia na Av. Paulista inteira e por São Paulo inteiro, e quando restam duas ou três aparecem como protetores da cultura paulistana? Se os donos tivessem demolido na surdina como grande parte dos proprietários o fez (durante a madrugada, a grande maioria), seriam mais donos ou estariam mais corretos juridicamente? Um imóvel dessa magnitude impedido por tanto tempo de ser negociado por capricho e/ou ignorância dos responsáveis por seu tombamento/destino muda a rota de qualquer família. Adicionalmente, chega a Prefeitura e ainda quer receber IPTU atrasado de quem não pode dispor livremente de seu próprio bem...!? Se tanto querem o bem, que fomentem, comprem, arrendem, aluguem, incentivem financeiramente enfim. Ou será que esse pessoal vive sem preocupações financeiras...? Vamos por ordem no galinheiro logo ou em seguida estaremos ladeira abaixo regredindo diretamente para o nível que o Sr. Lula sempre ambicionou: da média para baixo!Antonio Carlos de S. Queiroz Cardoso Filho acardoso@acardoso.com

São Paulo*

MALVADEZAS DA PROVÍNCIA DE SÃO PAULOEnquanto os supersalários da Câmara de São Paulo e Tribunal de Contas do Município (TCM) arrepiam de vergonha a população de São Paulo, servidores (barnabés) municipais que se aposentaram por idade, invalidez e compulsoriamente aos 70 anos, não recebem nenhum reajuste desde 2004, graças ao Sr Kassab, que não produziu nenhuma lei de pelo menos o IPC, como muitos governos e prefeituras.Vicente Candon Savarese vicente.savarese@gmail.com

São Paulo*

RIO +20Li como uma verdadeira aula ambiental; o maravilhoso artigo X-tudo ambiental, desse fantástico agrônomo Xico Graziano (3/4, A2). Com profundo conhecimento de causa, terce um panorama perfeito sobre as origens da preocupação mundial com a questão da sobrevivência humana em nosso planeta. Mas, da melhor forma mostra a indigesta mistureba que estão fazendo com a Rio +20, que pode transformá-la em um verdadeiro fracasso.Como uma enorme perda para a justa causa do meio ambiente. Valeu, professor, obrigado pela aula.Agora é esperar por duas semanas, para uma nova aula.

 

Francisco Lira frlira@globo.com

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.