Fórum dos Leitores

NOVOS PREFEITOS

O Estado de S.Paulo

03 Janeiro 2013 | 02h08

Mobilização social

Mais de 5 mil prefeitos e dezenas de milhares de vereadores tomaram posse neste início de ano, mas não podemos ficar só esperando soluções dos eleitos. Mais que nunca é preciso que associações e conselhos comunitários, sindicatos patronais e de empregados, entidades estudantis, enfim, toda e qualquer organização que reúna pessoas para discutir e debater propostas e encaminhamentos entendam que não construiremos as cidades que queremos se não houver a necessária mobilização social. O momento é este. Trânsito, transporte coletivo, saúde, educação e também segurança pública são questões que podem ter soluções se a população participar de forma objetiva da gestão pública. Não basta reclamar, é preciso fiscalizar.

URIEL VILLAS BOAS

urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

'Quadrilhas'

Depois de eleitos, prefeitos, vereadores e chefes de partidos deixaram de lado as diferenças ideológicas, morais e políticas e partiram para as mais espúrias alianças em favor da "governabilidade". Isto é, lotearam os cargos públicos para não terem oposição nas Câmaras Municipais, prenunciando que no âmbito dos municípios as empreiteiras e concessionárias continuaram a cooptar, extorquir e corromper agentes públicos, desviando os impostos arrancados do couro do povo.

EDVALDO ANGELO MILANO

e_milano@msn.com

Limeira

Em São Paulo

Sr. prefeito Fernando Haddad, seu governo já começa com um ficha-suja na Câmara, pois o ex-ministro Orlando Silva, afastado por corrupção, foi candidato a vereador, perdeu, mas tomou posse no lugar do Netinho. Que vergonha!

IVANY S. CAVELLUCCI

icavellucci@yahoo.com.br

São Paulo

Renegociação da dívida

Sr. Haddad a dívida de São Paulo é realmente insustentável ou lhe falta competência para administrá-la? Que tal começar nomeando uma equipe técnica, e não apadrinhados do PT ou de partidos coligados, para isso? Ou será essa a primeira desculpa para não cumprir as promessas de campanha?

LUIZ ROBERTO SAVOLDELLI

savoldelli@uol.com.br

São Bernardo do Campo

Discurso de posse

Ao dizer, no discurso de posse, que não recusará recursos vindos do governo do Estado, o novo prefeito de São Paulo dá a impressão de não estar seguro de receber recursos do governo federal.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

SÃO SILVESTRE

Acidente fatal

O acidente que vitimou um atleta paraolímpico na Rua Major Natanael aconteceu porque essa rua tem a superelevação da curva no lado errado. A sobrelevação, que deveria estar no lado direito, está no lado esquerdo. O atleta deve ter desenvolvido uma velocidade alta e, ao que parece, não conseguiu fazer a curva. Não me cabe dizer se a organização errou ou não por falta de sinalização. Mas posso citar erros desse tipo, por exemplo, na Avenida Sumaré, altura do n.º 250. Nos fins de semana os acidentes demonstram os perigos da sobrelevação errada. Que tal consultar um engenheiro civil? Não sou engenheiro, mas entendo um pouco da questão.

ARLINDO ÓSCAR GOMES DA COSTA

araujodacosta@gmail.com

São Paulo

MENSALÃO

Genoino na Câmara

O advogado de José Genoino, o petista Luiz Fernando Pacheco, informou que seu cliente assumirá uma cadeira de deputado federal (27/12, A4), argumentando ser legítimo que ele tome posse. Como defensor, não poderia dizer outra coisa de seu cliente. O que importa saber é se vale a pena. Isso só vai gerar mais confusão e demonstrar que Genoino não é tão inocente assim, como tem feito propagar após a condenação no STF. Seria de bom senso ele se declarar impedido, abster-se de maior exposição e ficar quieto no seu canto. Mas, como é costume de muitos petistas afrontar a Justiça e a população de maneira geral, seja o que Deus quiser.

ALVARO SALVI

alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

Algo errado

Acontecimentos que não deixam calar o povo brasileiro: enquanto um desempregado permanece atrás das grades por ter pegado numa banca de supermercado um pedacinho de linguiça como tira-gosto, José Genoino (PT-SP), condenado pelo STF a 6 anos e 11 meses de prisão por formação de quadrilha e corrupção ativa, tem sua vaga garantida na Câmara dos Deputados. Alguma coisa está errada neste país...

LEÔNIDAS MARQUES

leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

ECONOMIA

Saudades

A dupla Tombini e Mantega, sob os influxos deletérios da presidente, não consegue conter o avanço da inflação, nem ao menos segurar o PIB, que já está em nível de "pib" ou "pibinho", para os íntimos. Que saudades de Henrique Meirelles e - quem diria? - de Antônio Palocci!

MARIO HELVIO MIOTTO

mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

ONS

Esclarecimento

Sobre o editorial A fonte de novos apagões (29/12, A3), gostaria de esclarecer declaração a mim atribuída de que o País precisa "conviver com certo nível de risco" no fornecimento de energia. O que realmente disse é que sistemas elétricos com predominância de geração hidrelétrica e linhas de transmissão de grande extensão, conectando a geração aos centros de consumo (como na China, na Rússia, na Índia e no Brasil), apresentam riscos de desligamentos mais elevados do que sistemas de menor extensão geográfica, com um mix mais equilibrado de geração de diferentes fontes (como na maioria dos países da Europa Ocidental). Não é correta a correlação entre a necessidade de investimentos no sistema de transmissão e tarifas mais altas para os consumidores. O peso relativo da transmissão nas contas de energia elétrica é de cerca de 6%. Os investimentos necessários para a expansão do sistema de transmissão e a modernização da rede existente vêm sendo realizados sempre considerando o binômio segurança/custo, ou seja, de forma a reduzir seu impacto na tarifa paga pelos consumidores, tema esse administrado pela Aneel. Para que os investimentos necessários à modernização da rede existente sejam ordenados de forma criteriosa o ONS está realizando uma análise das instalações estratégicas para a segurança da operação, buscando identificar pontos críticos e eventuais vulnerabilidades para assegurar um padrão adequado de confiabilidade ao suprimento de energia no País.

HERMES CHIPP, diretor-geral

jussemara@ons.org.br

Brasília

 

POSSE DE GENOINO NA CÂMARA

É o cúmulo do cinismo do mensaleiro condenado. O advogado de José Genoino poderá usar o "jus sperniandi" que quiser, porém, apesar de todos os recursos possíveis, a condenação está consumada. Sua história não se apagará com essa atitude. Se fosse um homem de caráter e inocente, como propaga publicamente, não aceitaria a posse e demonstraria que ainda há um laivo de dignidade em sua pessoa. Perdeu uma bela chance de dar um exemplo de hombridade e recuperar um pouco de sua moral. Seria preso, porém com a consciência de ter um diferencial sobre a maioria dos políticos, especialmente sobre o presidente da Câmara, o sr. Marco Maia.

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

*

DELINQUENTE NO LEGISLATIVO

Segundo o ministro decano do STF, Celso de Mello, os condenados no julgamento do mensalão, da vertente política do esquema, são megadelinquentes sem escrúpulos que pretendiam perpetuar-SE no poder. Pelo que diz a imprensa, um desses condenados toma posse hoje como deputado federal. Se ele não tiver a grandeza de renunciar imediatamente, estará comprovando plenamente os dizeres do ministro mais experiente de nossa Suprema Corte.

Antonio do Vale adevale@uol.com.br

São Paulo

*

ESPELHO MORAL

Genoino terminou 2012 condenado e vai começar 2013 empossado deputado federal,

esse é o espelho moral da política brasileira.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

ENTRANDO EM AÇÃO

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal ( STF), José Genoino assumirá hoje vaga na Câmara dos Deputados. Aqueles que acreditavam que ele seria preso podem tirar o cavalo da chuva...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

VERGONHA

O ex-presidente do PT José Genoino, condenado no julgamento do mensalão, ao lado da filha Mariana, deixa a Câmara dos Deputados, em Brasília, após entregar os documentos para ser empossado deputado federal. A posse está prevista para ocorrer hoje. Se realmente esse cara assumir, é uma vergonha e o STF deve mandá-lo e para a prisão, não para Brasília. E um cara de pau!

Mustafa Baruki mustafa-baruki@bol.com.br

São Paulo

*

DEBOCHE

É verdadeiramente inacreditável a cara de pau do Genoino em pisar no recinto da Câmara dos Deputados. Aliás, só faz isso por ser a Câmara o que é: um valhacouto de bandidos e uma instituição totalmente desmoralizada. É um verdadeiro deboche com nossas instituições e com o povo brasileiro essa Câmara diplomar um criminoso condenado pela mais alta Corte de Justiça do País. Podemo-nos orgulhar, pois agora temos criminosos a nos representar!

Nelson Penteado de Castro pentecas@uol.com.br

São Paulo

*

QUE PAÍS É ESTE?

A sensação de impunidade que o povo tem ao ver um criminoso condenado, como o sr. José Genoino, assumir o posto de deputado federal é absurda, causa asco e vergonha de ser brasileiro. Enquanto um trabalhador que perde seu emprego e deixa de pagar um financiamento é tratado como bandido, tem o nome negativado por cinco anos, é ameaçado por empresas de cobrança, não consegue emprego, não consegue crédito e tem sua vida destruída por instituições financeiras, um homem que lesa 200 milhões de brasileiros assume o cargo de deputado e ainda se acha no direito de responder e agredir repórteres e o povo. Quando teremos leis justas que defendam o povo e o trabalhador honesto e puna os criminosos com todo o rigor?

Luiz Claudio Zabatiero zabasim@ig.com.br

São Paulo

*

VERGONHA, NOJO OU REVOLTA?

Nos países civilizados, os homens públicos supostamente íntegros suicidam-se quando são desmascarados e expostos. A posse de Genoino nos causa vergonha, nojo ou revolta?

José Sergio Trabbold jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo

*

ENJOO

Meu vômito para a Câmara dos Deputados.

Vitório F. Massoni suporte@eam.com.br

Catanduva

*

BRECHAS NA LEI

Nosso país está virando um verdadeiro balaio de gatos. Nossa Carta Magna sendo interpretada de maneiras diferentes, tanto pela Câmara dos Deputados como pelo Supremo Tribunal Federal(STF). Pela minha total ignorância jurídica, desde criancinha aprendi que em causa julgada e definida pelo Supremo não cabe mais recurso, mas agora descobriram brechas na lei que permitem postergar ad infinitum as penas e restrições impostas pela condenação dos mensaleiros. Se todo o processo do mensalão e suas decisões históricas não forem acatadas pelos "nobres deputados", nossas instituições serão motivos de chacotas, não tendo mais razão de existirem, criando um vácuo de irresponsabilidade tamanha que fará os próceres da proclamação da República virarem no túmulo. Esta é a vontade implícita dos áulicos do PT. O tal "trânsito em julgado" vai demorar muito para sair do "congestionamento dos recursos e mandados infringentes".

Aloisio A. De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

*

PARABÉNS

Tomando posse, mesmo condenado, José Genoino vai mamar nas tetas do Congresso por mais um ano, amealhando nada mais, nada menos que R$ 600 mil, considerando todos os benefícios que nós, brasileiros, doamos mensalmente.

Dalton A. S. Gabardo dalton@gabardos.com.br

Curitiba

*

PARASITA

José Genoino ex-presidente do PT condenado pelo STF, que vai tomar posse como deputado federal, é, sem dúvida, um "genuíno parasita moderno ".

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com

Campinas

*

CQD

Significando “como queríamos demonstrar”, CQD é abreviação que usávamos nas aulas de Matemática. Agora, com a tomada de posse de condenados pela Justiça, fica evidente que o Congresso é Casa que abriga e protege criminosos, CQD.

Wilson Scarpelli wiscar@estadao.com.br

Cotia

*

JABUTICABA

Genoino, um dos réus condenados no processo do mensalão, vai assumir o mandato de deputado federal, uma aberração que só um país como o nosso pode permitir. Mais uma jabuticaba genuinamente brasileira. Fora esse fato, não vai fazer muita diferença a sua presença no Congresso, pois estará cercado de muitos outros criminosos, que apenas tiveram mais sorte do que ele, o que lhes permite circular pela Casa com pose de virtuosos.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

EUFEMISMOS

Perguntado sobre quais foram os principais erros e acertos do PT, o presidente do partido, Rui Falcão, declarou: "O principal (erro) foi, em alguns momentos, termos enveredado por práticas comuns a outros partidos, mas o PT não deveria ter enveredado por elas". Ou seja, entra ano e sai ano, a cara de pau continua a mesma. Já os eufemismos são proferidos em abundância. Por exemplo, dinheiro sujo, fruto de corrupção e outras fontes ilegais, foi singelamente denominado “recursos não contabilizados”. Compra (ou aluguel, tanto faz) de consciências e votos de parlamentares para constituir maioria e permanecer no poder foi considerada simples e inocentemente como “prática equivocada”. Coitadinhos. Tão inocentes, não é mesmo? Como muito bem formulou o jornalista Reinaldo Azevedo, “eles não aprenderam nada, mas também não esqueceram nada”.

Rodrigo Borges de Campos Netto rodrigonetto@rudah.com.br

Brasília

*

DINHEIRO ROUBADO

Agora que o PT já reconhece que meteu a mão no dinheiro público nos últimos dez anos, conforme entrevista de seu presidente, Rui Falcão, e está pensando numa maneira de não fazer mais isso, seria bom que os doutos advogados (reis do empurra-empurra com a barriga, que acabaram se dando mal no julgamento do mensalão), pensassem em devolver o dinheiro sujo que receberam de honorários. Márcio Thomaz Bastos à frente, todos deveriam se manifestar a respeito. Ou receber dinheiro roubado não é crime? O assunto precisaria ser ventilado pela imprensa.

Paulo Magalhães magalha1960@bol.com.br

São Bernardo do Campo

*

DINHEIRO DO MENSALÃO

O dinheiro público pertence ao Estado. Ele resulta da cobrança de impostos com o objetivo de financiar serviços públicos essenciais para garantir o bem-estar econômico e social de toda a população. Em países de renda baixa, como o Brasil, as necessidades sociais em áreas críticas como saúde, saneamento, educação e segurança pública são enormes e estão longe de atingir o nível qualitativo e quantitativo necessário à consecução do objetivo maior da democracia, que é garantir igualdade de oportunidades a todo e qualquer cidadão. Se alguém roubar dinheiro público, não está cometendo um pequeno crime. A ele pode ser imputado o crime culposo pela morte de uma criança que não pôde ser salva por falta de algum produto ou de serviço público quando deles mais necessitava. Compete aos advogados que zelam pelo patrimônio público defender sua integridade com unhas e dentes, pois estão, na realidade, protegendo os miseráveis que ainda não contam com serviços de saúde, saneamento, educação e tampouco segurança mínima que lhes permitam viver com dignidade. Isto posto, concordamos com a citação de Rui Barbosa feita pelo ilustre advogado criminalista Thomas Bastos (Estadão, 27/12): “Se o réu tiver uma migalha de direito, o advogado tem o dever profissional de buscá-la. Independentemente do seu juízo pessoal ou da opinião publicada, e com abertura e tolerância para quem o consulta. Sobretudo nas causas impopulares, quando o escritório de advocacia é o último recesso da presunção de inocência”. Parafraseando Rui Barbosa, nós diríamos o seguinte: se existirem cidadãos miseráveis, os advogados que defendem o patrimônio público, independentemente de seu juízo pessoal sobre a importância da quantia roubada ou da opinião publicada, têm o dever profissional e moral de resgatá-la e punir o ladrão, ainda que não conheçam pessoalmente nenhum cidadão miserável, tendo a consciência plena de que seu cargo e sua escrivaninha na repartição pública são o último recesso de proteção do patrimônio público, cujo destino principal na democracia brasileira é eliminar a miséria da vida de nossos concidadãos.

E. J. Daros http://ejdaros.blogspot.com

São Paulo

*

QUAL É O SEU LADO?

A “esquerda” brasileira, eles insistem nesta divisão, quando é apanhada com a boca na botija começa a vociferar impropérios contra a chamada “direita”, seja lá o que isso represente. Assumir os próprios erros, só mais tarde, quando a verdade se escancarou e, mesmo assim, insistindo em fantasias, como recentemente fez o senhor Rui Falcão. Mais três exemplos da “ética” e do comportamento “esquerdista”, a possível posse de José Genoino como se nada houvesse ocorrido, o desaparecimento da mídia do senhor Lula e a tutela que os dirigentes venezuelanos impõem ao povo, sonegando informações, sejam elas boas ou ruins.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

VIVA 2012!

Assim como 1500 é conhecido como o ano do descobrimento do Brasil, 1792 o da morte de Tiradentes, 1822 o da independência do Brasil, 1889 o da proclamação da República e 1985 o do fim do regime militar, o ano de 2012 será, com toda a certeza, reconhecido como o ano do julgamento do mensalão, o maior e mais contundente esquema de desvio de dinheiro publico da nossa História de país independente. Neste ano que deixamos, foi acessa no coração dos brasileiros a chama da esperança de vermos os corruptos do colarinho branco finalmente pagarem pelos seus malfeitos, com devolução do dinheiro surrupiado dos cofres públicos e cadeia. Nas previsões do final de 2011 não me lembro de ver ninguém, pensadores, astrólogos, cartomantes, bruxos, videntes, gurus, os próprios réus, seus companheiros e experientes advogados contratados, que tenha cravado esse resultado na cabeça.

Abel Pires Rodrigues abel@knn.com.br

Rio de Janeiro

*

O LEGADO DO STF

Terminamos 2012 como o ano em que o STF deu mostras de que, apesar de todos os velhos hábitos corporativos e de impunidade arraigados na vida nacional, é possível reformar o País pelo mero cumprimento das leis. A população já estava descrente da possibilidade de o mensalão terminar em condenação, mas 25 dos réus de colarinho branco restam apenados. Agora o povo quer ver os condenados na cadeia. Quando isso ocorrer, poder-se-á acreditar que o País mudou. Principalmente porque, desses julgados, sobra vasta jurisprudência que o próprio STF, os tribunais e até o juízo singular terão a obrigação de aplicar em seus feitos. Espera-se, agora, ver julgado o mensalão mineiro e imparcialmente apuradas as denúncias ultimamente surgidas contra outros figurões e até ex-governantes. Ninguém pode estar blindado ou ser considerado acima de quaisquer suspeitas. Nada pode ser varrido para debaixo do tapete, como se tem feito no Brasil nas últimas décadas, onde, de tanto ouvir denúncias de falcatruas e não ver a conclusão dos casos, o povo optou por dar o seu generalizado desprezo à classe política. Muitos problemas de hoje deixarão de existir no dia em que houver a crença de que todos os crimes e malfeitos terão o justo julgamento e seus autores, num tempo razoável, serão compelidos ao cumprimento das penas impostas. Se tudo caminhar nessa direção, em poucos anos poderemos ter um país melhor para legar às futuras gerações.

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

CUMPRIMENTOS

Desejo cumprimentar o grande ministro Joaquim Barbosa e também ao excelentíssimo ex-ministro Ayres Britto e outros ministros do STF pela lisura, imparcialidade, sapiência e devoção ao alto cargo que lhes foi confiado, no julgamento da Ação Penal 470, popularmente conhecida como mensalão. Os iluminados ministros que tocaram o barco da Justiça deixam inveja àqueles que não estão conformados com os resultados alcançados ao final do julgamento. No entanto, esperamos ver a missão totalmente cumprida, quando os condenados , ficarem desde já , recolhidos ao silêncio, sem essa de andarem por aí buscando apoio de partidários para insuflar a sociedade a quebrar a paz e a segurança pública do nosso Estado Democrático de Direito, enquanto aguardem a hora de serem trancados nos devidos presídios.

Ubiratan de Oliveira uboss20@yahoo.com.br

São Paulo

*

DOIS DESEJOS

Neste ano de 2013 eu "só" desejaria duas coisas: que o bom senso recaia sobre esta omissa e distante da realidade das ruas Câmara dos Deputados, em Brasília, que tantos males já fez ao povo brasileiro estando subserviente ao PT, e que, como quem procura rever os seus erros (e foram muitos, todos eles pautados na agenda petista-stalinista-corrupta), devolvessem a nós, cidadãos honestos, o direito à legitima defesa via o porte de arma, coisa que o petismo centralizador de natureza ideológica comunista nos tirou. O Brasil é uma democracia e não o comunismo cubano sem liberdade tão ao gosto do petismo de Dilma, Lula e José Dirceu! Só ditaduras é que é que não permitem armas na posse de seus cidadãos. Já uma República democrática de verdade não teme armas nas mãos de seus cidadãos, antes neles confia.

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

*

O BICHO VAI PEGAR?

Chegou 2013. O que será Gilberto Carvalho quis dizer quando afirmou que, neste ano, "o bicho vai pegar"? Aguardemos!

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

*

O SILÊNCIO DE LULA

Começa o ano 2013, que lembra o 13, que lembra o PT, que lembra o Lula. Desde que surgiu o escândalo Rosemary, uma voz rouca se calou. Não, não é a voz do povo. É a voz de Lula. Lula conhece o povo brasileiro como ninguém. Sabe que o povo tem memória curta e com as festas, o ano novo e o carnaval, o povo esquecerá Rosemary. Mas o silêncio de Lula diz mais do que mil palavras. Quanto mais grave e comprometedor o assunto para ele, menos ele fala. E a julgar pela mudez absoluta, Rosemary é mais grave do que parece...

Gilberto Dib www.dib.com.br

São Paulo

*

ROSE E LULA, DE NOVO

Há algumas semanas Lula encerrou um almoço com um ex-ministro muito seu amigo com esta frase: "Eu não vou deixar que o último capítulo de minha biografia seja escrito pelo Supremo Tribunal Federal. Quem vai escrevê-lo é o povo". Como se vê, Lula não respeita nem mesmo a decisão da mais alta corte de Justiça do país, cujos membros foram escolhidos todos pelo Executivo. Por isso vejo com muita satisfação a volta do nome de Rosemary Noronha ao noticiário nacional, senhora intimamente ligada ao ex-presidente Lula, porque os jornais, ao darem luz a este novo escândalo do PT, estarão trazendo Lula novamente ao centro do palco da corrupção que foi institucionalizada durante seu governo. Sejam bem-vindos à mídia, Rose e Lula. O povo precisa conhecer o lado de Lula que se esconde nas sombras do poder para poder escrever com conhecimento de causa o último e derradeiro capítulo da biografia desse senhor.

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

GOTA D’ÁGUA

"Deixe em paz meu coração

Que ele é um pote até aqui de mágoa

E qualquer desatenção, faça não

Pode ser a gota d'água"

De todas as músicas compostas pelo seu grande amigo Chico Buarque, Gota d'Água é a que mais deve servir de alerta ao ex-presidente Lula nas próximas semanas.

O coração de Rosemary Noronha, segundo interlocutores muito próximos, está cheio de mágoa.

Maurício Rodrigues de Souza mauriciorodsouza@globo.com

São Paulo

*

ADIAMENTO DA OPERAÇÃO PORTO SEGURO

Noticia o Estadão que a Operação Porto Seguro foi adiada por oito meses, porquanto a Polícia Federal (PF), em escuta telefônica, apurou o envolvimento de Rose Noronha, ex-secretária da Presidência da República em São Paulo, e de mais outros importantes nomes da República. Dos quatro nomes apurados inicialmente, a PF chegou a 24 indicados, com envolvimento na venda de pareceres, com a notável participação de Paulo Vieira e do advogado-geral da União Adjunto, Weber Holanda. Trabalho memorável da PF, e que não deve parar por aí, porque, com certeza, devem existir outras fraudes e atos de corrupção emvolvendo mais figuras prestigiadas pelo partido político de plantão. Na verdade, trata-se de trabalho de limpeza pública, retirando-se do seio da coisa pública elementos prejudiciais ao progresso e ao desenvolvimento de uma nação. Combater a corrupção e impor a ética são missões da verdadeira democracia.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

NOVOS ENREDOS

O ótimo artigo de José Nêumanne Talvez o jeito seja mesclar Chapolim com De Gaulle (2/1, A2) deixa bem clara a diferença entre o que é um jornalismo de encomenda e um jornalismo independente, no qual ressalta a crucial importância da independência do Judiciário - no caso, o STF - dos outros Poderes, principalmente do Executivo, e corrobora as práticas lesivas ao bem da verdade utilizadas pelos petralhas. Além do ótimo "Gran Finale" sobre o julgamento do mensalão, que reavivou as esperanças do povo brasileiro, teremos a retomada da Operação Porto Seguro, para "aclarar" novos enredos do Rosegate. A coisa está ficando tão boa que Lula e o PT estão desesperados e, temendo pelo futuro de ambos, lançam mão do que estão de há muito habituados: procuram incriminar todos os que ousam trazer à luz as trevas que envolvem esse partido e seus correligionários: o próprio STF, a imprensa e a oposição, agora na figura do senador Álvaro Dias; também estão inaugurando nova tática: naquele vernáculo típico de petista, o tenebroso Rui Falcão admitiu, para a Folha, que o PT errou algumas vezes, nestes dez anos, enveredando por práticas comuns a outros partidos, mas que não deveria ter enveredado por elas..." O que ele quis dizer com isso? Será que em alguns momentos o PT imitou outros partidos e tentou usar de decência com o eleitorado?

Carmela Tassi Chaves tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

*

ABISMO MORAL

Dizem que a Polícia Federal é independente e investiga tudo! Conversa fiada. A Operação Porto Seguro (Rosegate) foi adiada, pois poderia influenciar nas eleições. Mas o que é isso? Não confiam no taco do Lula? Quanto mais escândalos e roubos, mais cresce a popularidade do partido. O povo está satisfeito com as migalhas que recebe (bolsas em profusão) e a sensação de riqueza que o crédito "canto da sereia" lhe proporciona, e continua votando nos fichas-sujas. Enquanto o abismo fiscal nos EUA não ocorreu, o nosso abismo moral continua mais fundo do que nunca!

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

*

PREFEITURA DE SÃO PAULO

Neste início de ano novo,segundo tempo da partida, pode-se dizer que Dilma Rousseff, o primeiro "poste" petista, já governa com algum distanciamento do seu padrinho político, imprimindo, aqui e ali, digitais e traços de próprio punho. São Paulo e seus milhões de habitantes de todos os cantos do País e do mundo esperam que Fernando Haddad, o segundo "poste" eleito, faça o mesmo e marque sua gestão com luz própria, e não à sombra de quem o indicou. Que seu trabalho esteja à altura da maior e mais importante metrópole do Hemisfério Sul. Bom trabalho e boa sorte, prefeito!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

*

LOVE IS IN THE AIR’

O novo prefeito de São Paulo disse que existe amor na cidade e, inocentando a herança maldita, disse que a dívida é insustentável hoje e no futuro. Declaração novíssima, absolutamente surpreendente, nunca antes citada em posses anteriores. Além de demonstrar completo desconhecimento prévio da situação da metrópole, confirma a propaganda eleitoral enganosa, pois afirmou: "Não temos recursos para o que foi divulgado na campanha". As "prioridades" - o combate à miséria, investimentos em moradia e a melhoria da saúde e da educação - continuarão uma lenda.

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

Santos

*

AUSÊNCIAS RELEVANTES

Estranhei o fato de tanto Dilma-pibinho quanto Lulla-mensalão não terem vindo à posse do Haddad. Fascinante! A explicação é óbvia: nenhum dos dois enganadores do povo queria se expor às vaias que iriam receber desse mesmo povo! Lulla está se escondendo desde o momento em que Marcos Valério e a Operação Porto Seguro o envolveram diretamente nestes dois escândalos e Dilma não quer mais aparecer aqui, em São Paulo, para não mais inventar conversas moles para boi dormir! Esses dois já deram o que tinham que dar. Está mais do que na hora de Lulla ser devidamente investigado a fundo, condenado e cassado ad aeternum e Dilma deixar de enganar o povo com suas lorotas. Para finalizar, com publicado no Estadão, Rui Falcão deveria parar de falar tanta besteira e parar de insistir que Genoino deve assumir uma cadeira na Câmara, em Brasília, mesmo sendo um condenado pelo mensalão. Ou esse indivíduo pensa que não existem leis no Brasil?!

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

*

HADDAD E SUAS MULHERES

Segundo matéria publicada no Estadão, Haddad terá a maior quantidade de mulheres ocupando cargos no primeiro escalão do governo municipal paulista. Será que entre elas está Rosemary Nóvoa de Noronha, a protegida do Lula que perdeu o cargo que ocupava após a Operação Porto Seguro?

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

ESCOLAS PARA RICOS E PARA POBRES

Acompanhei hoje pela TV a posse de alguns prefeitos eleitos. Entre eles o sr Jonas Donizete, eleito por Campinas, cidade sede da minha região. Esta cidade, infelizmente, ficou desfigurada nos últimos 8 anos, tal o grau de corrupção e desvio de verbas públicas. Jonas Donizette vai precisar de muito esmero e cuidados para não fazer promessas vazias. E é justamente por isso que escrevo estas linhas, ouvi dele uma grande hipocrisia quando falou a seguinte frase, e disse não ser dele: “Enquanto houver escolas para ricos e escola para pobres não haverá justiça social". Gostaria de perguntar ao novo prefeito se ele colocaria seu filho ou filhos se os tiver, em escolas publicas de Campinas.

Isael Coleone isael.coleone@itelefonica.com.br

Indaiatuba

*

IMPOSTOS & CORRUPÇÃO

É alarmante o número de inquéritos abertos pela Polícia Federal para investigar desvios de recurso e corrupção nas prefeituras nordestinas: 644 no Maranhão, 490 na Bahia, 296 no Ceará, 285 no Piauí e 194 em Pernambuco. No Rio, 83. Em São Paulo, 96. Impossível não conectar as maracutaias às verbas enviadas para os seis Estados. Do Impostos de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) o Nordeste recebe 52,5%. Minas, São Paulo e Rio dividem 8,5% da arrecadação.

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

*

VOTOS DE ANO NOVO

Que as promessas dos discursos de posse dos prefeitos eleitos por todo o Brasil sejam verdadeiras e cumpridas nos seus mínimos detalhes, para que a política brasileira consiga se livrar de vez de políticos populistas, mentirosos e daqueles que nunca sabem de nada, são os votos para um novo ano e para um país mais sério.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.