Fórum dos Leitores

INSEGURANÇA PÚBLICA

O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2013 | 02h07

Frouxidão

A violência, a barbárie, a crueldade com que a bandidagem vem matando pessoas por motivos fúteis, em escala crescente e sem nenhum temor inibidor, seja da polícia, da Justiça ou do sistema de execuções penais, em conjunção com a escalada de crimes perversos praticados pelos "di menor", sob o manto protetor do Estatuto da Criança e do Adolescente, vêm deixando a população em estado de pânico, já que no âmbito dos legisladores e dos responsáveis pela segurança pública nada se faz de prático e concreto, com severas medidas antropocêntricas, para enfrentar esse surto de matança e de sentimento de impunidade. Enquanto cresce esse Estado liberal para os assassinos, os teóricos discutem medidas que, ao contrário de atacar de frente esse surto com dureza, implementam medidas restritivas ao aparato policial, tais como: a abordagem da PM deve ser mais educada, a abordagem de viciado em crack deve ser acompanhada de assistente social, a PM não pode socorrer nem conduzir vitimados de confrontos, a PM deve diminuir a letalidade, os GCMs devem ser mais brandos no trato com bandidos (crionças), o Ministério Público não pode fazer investigações, etc... Nada de realmente efetivo com relação aos bandidos!

JOSÉ ÁVILA DA ROCHA, cel. EB, ex-comandante da GCM

peseguranca@yahoo.com.br

São Paulo

Inversão de valores

Enquanto as autoridades zelam pela segurança da saúde de marginais assassinos feridos em confronto com a polícia, determinando que não sejam tocados nem removidos sem a presença de certas autoridades e especialistas, além da garantia de só serem levados a hospitais com a certeza de atendimento especializado na lesão (e preferência no atendimento imediato, em detrimento de pacientes graves que esperam ao longo do dia ou da noite), uma trabalhadora na última semana de gestação foi morta com o já costumeiro tiro na cabeça, quando chegava do trabalho, à noite, e estacionava o carro na rua, por um marginal assaltante. Os médicos conseguiram salvar a criança. Onde estão os "anjos da guarda" dos assassinos, que não apareceram no local para ver e levar uma palavra de consolo à família da vítima, garantir investigação e justiça rápidas e gritar contra as leis frouxas que conspiram sempre a favor da criminalidade, sem que nenhuma voz indignada se levante contra com a mesma ênfase com que se levantam para defender os marginais? Os mesmos que se preocupam em zelar pela proteção e integridade dos assassinos não deveriam, em contrapartida, garantir a mesma integridade e proteção às vítimas deles e consolo às suas famílias?

SEBASTIÃO C. PEREIRA

jardins@oadministrador.com.br

São Paulo

Omissão de socorro

Não contente com o seu partido ter perdido a eleição na capital para um "poste", o governador Geraldo Alckmin simplesmente tornou obrigatória a prática de um crime! "Omissão de socorro - Crime consistente em deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o auxílio da autoridade pública." Ou seja, se um cidadão passar na rua por alguém gravemente ferido e ao ver um PM não lhe comunicar o fato, estará infringindo a lei. Mas o policial tem por obrigação... não fazer nada! É isso mesmo?

MARIO SILVIO NUSBAUM

mario_silvio@hotmail.com

São Paulo

Absurdo

Essa recente decisão do governador Alckmin, juntamente com seu atual secretário de Segurança Pública, de proibir a PM de prestar socorro às vítimas, além de ser preconceituosa, aumenta a desconfiança da opinião pública, gerando mais insegurança na população. Em futuro bem próximo o Ministério Público pode entendê-la como omissão de socorro diante da necessidade urgente em certos casos e pôr em prática o artigo 136 do Código Penal. O governador e o secretário têm conhecimento do Código Penal?

ARNALDO LUIZ DE OLIVEIRA FILHO

arluolf@hotmail.com

Itapeva

AEROPORTO DE CUMBICA

Ceticismo

Prezado sr. Nicolau Maranini, em relação à resposta do GRU Airport (10/1) à minha carta 'Privaestatização' (8/1), concordo que a nova administração é recente, porém sou muito cético quanto ao fato de que todas as mudanças descritas pelo senhor sejam implantadas no ritmo que o aeroporto demanda. Digo isso com a tranquilidade de quem conhece o serviço público brasileiro, principalmente ao verificar a composição acionária da GRU Airport, que, perdoe-me a franqueza, nada mais é que uma estatal travestida de empresa privada e, além de tudo, é associada ao pior exemplo de empresa pública da atualidade, a Infraero - a qual no passado era composta por profissionais de alto nível, tanto civis quanto militares, e de alguns anos para cá foi "cupinizada" e carcomida por portadores de carteirinha partidária, isso quando muitas das vezes estes não encheram suas próprias carteiras por meio de manobras ardilosas. É uma vergonha receber qualquer pessoa nas atuais condições do aeroporto de Guarulhos, que não só é mal localizado, como tem um parque aeroportuário limitado e um gabarito de segurança aérea que não permite muitas opções de aproximação final, consequentemente, limitando as aproximações simultâneas. Mesmo que tudo dê certo (e torço por isso), sair de um lindo aeroporto, ágil e confortável, para ter cinco minutos de tranquilidade na Rodovia Hélio Smidt e depois enfrentar duas horas até o centro da capital é, realmente, o cartão de visita de que São Paulo e o Brasil não precisam. Escusas não vão corrigir os problemas embrionários desse aeroporto.

FREDERICO D'AVILA

fredericobdavila@hotmail.com

São Paulo

Pesadelo

Sr. Frederico d'Avila, a Infraero é um pesadelo terrível, mas se em São Paulo houvesse lideranças com coluna vertebral o dano seria bem menor. Até o Estado do Rio Grande do Norte - com todo o respeito - conseguiu o que queria em matéria de aeroportos.

SYLVIO GAMA

sngama@gmail.com

Rio de Janeiro

Obras cosméticas

O esclarecimento assinado pelo gerente de Comunicação do assim chamado GRU Airport torna evidente que o pouco feito até agora no mais importante aeroporto do País foram, basicamente, obras cosméticas. No dia 25 de dezembro o ar-condicionado nos banheiros estava desligado. Iluminação? Nada se percebe. Estacionamento? A grande novidade é que as áreas junto aos terminais, onde havia vagas para idosos e deficientes, agora são reservadas para veículos de longa permanência, com tarifas astronômicas. De notável apenas a mudança de nome, que, no meu modo de ver, é de uma infelicidade total.

J. C. S. CARVALHO

josecarlos@stabel.com

Barueri 

INFLAÇÃO

Discordo frontalmente da afirmação do governo, que disse que cumpriu a meta de inflação do ano passado, que estava estipulada em 4,5%, com margem de erro de 2 pontos porcentuais, com a divulgação deste resultado de 5,84% de alta do índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2012. A meta de inflação tem de ser avaliada em conjunto com a meta de crescimento do PIB, que o governo colocou como sendo de 4% para 2012 e terminou com um resultado inferior a 1%. Uma inflação de quase 6%, com esse crescimento do PIB, é uma vergonha, e nunca poderia ser divulgado como meta atingida.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

CABEÇAS NA AREIA

Eu e muita gente nos sentimos até insultados quando lemos que a “inflação oficial” em 2012 ficou abaixo de um dígito. Não se sabe qual o peso que cada gênero de despesas tem no cálculo do índice, mas certamente a alimentação não é o principal, pois os números seriam bem outros. O feijão e o arroz subiram mais de 30%. A carne bovina custa hoje pelo menos 20% a mais do que há um ano. Nem se fala de hortifrutigranjeiros, cujos preços tornaram inviável a compra de muitos legumes e frutas, como o tomate, a berinjela e até mesmo a prosaica banana prata. Nem se fale nos preços de materiais de limpeza e higiene... Uma compra de supermercado que, em média, antes custava R$ 150,00 passou para R$ 200,00, com os mesmos itens. Já uma compra mensal mais robusta passou de R$ 700,00 para R$ 1.100,00. São exemplos reais e o jornal pode consultar qualquer dona de casa para conferir. A fantasia de alguns e a vontade de acreditar de outros cegaram quase todos e nos levaram ao “pibinho”, à estagnação, ao déficit fiscal e ao aumento da inadimplência dos consumidores que se anunciavam há muito. Com a inflação, todavia, não dá para fantasiar nem esconder a cabeça na areia. A inflação de dois dígitos é real e muito presente na vida de todos os brasileiros. É hora de encarar o monstro.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

MANIPULAÇÃO

Aumento do arroz e feijão comprova manipulação no índice oficial da inflação.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

INFLAÇÃO OFICIAL

A inflação oficial dos maquiadores, 5,84%; a inflação real, aquela que sentimos no bolso, como no ano passado, 11% mais ou menos. Todos os setores da economia, comércio e indústria não deixaram por menos do que o índice de aumento do salário mínimo para atualizar os preços dos produtos e serviços. Ninguém consegue enganar tanta gente por muito tempo, e este grupinho de pretensos economistas já está passando dos limites com esta história de que a inflação está sob controle, estão desacreditados e não entendem que a saída deles é a solução para este e outros problemas que exigem competência.

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

*

TRAPALHÕES DA ECONOMIA

Agora entendi por que a Rede Globo retirou o Didi e os Trapalhões da grade de programação. Não dá para competir com os neotrapalhões brasilienses e o seu numerito Economia gargalhante. Parabéns aos funâmbulos Dilma, Mantega e Tombini. Não me atrevo a dizer que são impagáveis, pois a conta está vindo a cavalo.

Alexandre de Macedo Marques ammarques@uol.com.br

São Paulo

*

DECLINANTE

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, diz que a inflação resiste, mas é “declinante”. Declinante é a sua carreira de economista.

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

O DRAGÃO DA INFLAÇÃO

A Resolução (3.880) do Banco Central referente à meta de inflação, que foi atingida com galhardia (5,84%), abaixo dos 6,50% máximos, exige explicações detalhadas dos responsáveis pela saúde da nossa economia, ufa! Contudo, a nossa inflação kirchneriana, não estimula ninguém a soltar rojões ou ficar indiferente, como toda a cúpula deste governo. As resoluções do Banco Central (3.991) para 2013 e (4.095) para 2014 estabelecem os mesmos objetivos de 2012: 4,5% para meta e banda de 2 pontos para mais ou menos, apesar da flagrante deterioração dos meios de controle. Será que daqui para a frente vamos ter uma atuação firme e independente do Banco Central e, no mínimo, explicações convincentes? Infelizmente, minha bola de cristal mostra que assistiremos ao mesmo filme de terror: o dragão da inflação.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

*

COISA DE LOUCO

Nós, brasileiros, deveríamos levantar as mãos para o céu porque muitas importantes empresas estatais brasileiras foram privatizadas nas gestões Collor, Itamar, e principalmente FHC. Por quê?! É simples! Nas mãos amadoras dos governos do PT parece tudo dar prejuízo! Por exemplo: empresas do setor elétrico estão amargando depreciação nos valores de suas ações na bolsa na ordem de R$ 37,2 bilhões, só porque a Dilma, sem dialogar com as concessionárias vai impor uma redução de até 20% no preço de energia elétrica para os consumidores! Mas, sem se preocupar, entretanto, se essas empresas continuarão viáveis a partir da queda de suas receitas e lucratividade quase nula! Além do possível racionamento de energia que já está batendo em nossas portas, porque o governo foi inábil nesses últimos 10 anos de equacionar, e otimizar o setor. A Petrobrás, também passa por esse mal de administrar do petismo, e até aqui já perdeu R$ 100 bilhões no seu valor patrimonial. Porque há anos sem corrigir o preço da gasolina, e outros equívocos estratégicos, faltam recursos em caixa, atrasa investimentos em prospecção, e refino de petróleo. Somados aos mais de R$ 50 bilhões de juros anuais que o Banco Central paga para sustentar empréstimos com objetivo de manter nossas reservas cambiais crescentes, e outros bilhões (que o governo não informa quanto) do Tesouro para o BNDES, para subsidiar empréstimos bem camaradas a empresas privadas, sem que muitas vezes um único emprego seja criado. Ou seja, coisa de louco mesmo! Se adicionarmos a esses prejuízos citados mais os custos elevados de logística que milhares de empresas espalhadas pelo País, são obrigadas a enfrentar, porque não temos com escoar e dinamizar a nossa produção utilizando as péssimas estradas, aeroportos, portos e ferrovias, talvez nesses 10 anos passados do PT no poder já perdemos quase que um PIB, ou R$ 4,5 trilhões...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

ENORME INCOMPETÊNCIA

Não se trata apenas de comentar nosso crescimento (PIB de 1,6% em 2012), mas o fato de ter sido o menor dentre 20 países de toda a America Latina, maior apenas do que o do Paraguai. Todos eles foram, também, atingidos pela mesma crise econômica mundial que o governo culpa por nossas dificuldades. Até a Argentina que está em estado caótico cresceu mais do que nós, 2% (a mesma taxa dos EUA que está em plena crise) enquanto economias menores e aparentemente menos vigorosas do que a nossa cresceram 5%, o caso de Chile, Bolívia e Venezuela. Isso nos leva à conclusão de que somos muito mais incompetentes do que imaginávamos. Éramos os “reis do aço”, aqueles que achavam tempestades umas “marolinhas”, que nos tornamos a 6ª economia embora com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em 84.º lugar. Não foi à toa que pararam os investimentos privados. Dentro desse quadro sombrio enfrentaremos 2013 com tendência de queda no crescimento e na produção industrial, com inflação em alta, perigo de falta de energia elétrica e com os mesmos grupos econômicos que apoiam e financiam o governo, progredindo e enriquecendo às custas de benesses fiscais e financiamentos privilegiados do BNDES. E o projeto político da presidente Dilma continuando firme em direção a 2014.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

*

CONTABILIDADE PETISTA

A nova modalidade de contabilidade criativa do governo (o que um amigo americano chama de Mickey Mouse Accounting) tende a reduzir a credibilidade do governo brasileiro no mundo. Só quero ver o que The Economist vai dizer a respeito.

Julian White julian.white1@yahoo.com

Campinas

*

RUMO OBSCURO

A ginástica do governo para fechar as contas ao apagar das luzes de 2012 tem legalidade no mínimo questionável, é totalmente imoral, e tem consequencias bem previsíveis. A própria lavagem de dinheiro.

Lazar Krym lkrym@terra.com.br

São Paulo

*

REELEIÇÃO GARANTIDA

Se a reeleição da presidente, Dilma Rousseff, depender do crescimento do País na ordem de 4,5%, em 2013, como afirmou Marcelo Déda (PT), governador de Sergipe, podem ficar tranquilos, senhores petistas, a “presidenta” assumirá o trono uma vez mais. Useiros e vezeiros na maquiagem de números irão com certeza, em nome do poder, manipular este também, como correu com as “conta de chegar” para cobrir o rombo fiscal de 2012 e com os mais diversos índices, com destaque para o que mede a inflação, que segundo o Banco central (BC), está sempre convergindo para o centro da meta (4,5%), porém, nunca chega, pois, na realidade está se distanciando cada vez mais; é só verificar o aumento absurdo dos alimentos básicos dos brasileiros: arroz (24,3%), feijão (23,4%), café (15,3%) e carne bovina (9,2%). E ainda assim, a presidente Dilma (mãe dos podres), continua com a brisa popular a soprar a seu favor. “Aura popularis”.

Sérgio Dafré Sergio_dafre@hotmail.com

Jundiaí

*

O BRASIL...

O Brasil é o país que tem o maior número de feriados do mundo; tem a maior carga tributária do mundo; tem energia elétrica mais cara do mundo. O PIB é “pibinho”, 1%, um dos menores do mundo. E o ainda ministro Guido Mantega fez manobra contábil para fechar o ano fiscal de 2012 e a presidente Dilma diz que o “Brasil está no rumo certo”?

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

*

VENEZUELANOS NAS RUAS

Na Venezuela, em plena quinta-feira à tarde, o governo conseguiu colocar milhares de militantes chavistas nas ruas, provavelmente desempregados em apoio ao “ausente ou morto” Chávez. Sabem como ninguém engambelar o povão dando tempo para que chavistas mudem a Constituição, já que possuem maioria no Congresso. Tudo para seguir o cronograma do bufão de transformar a Venezuela na Cuba atrasada e retrógrada de hoje. Não resta dúvida de que precisam se organizar, mas será para que Chávez reaparecerá vivo, ou morto? Porque até agora ninguém sabe, ninguém viu, mas o governo brasileiro já sabe, por meio do correspondente Marco Aurélio “top top” Garcia, que apoia esta sandice antidemocrática dos chavistas.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

INCONTESTÁVEL

Vamos ser sinceros: 800 mil pessoas nas ruas de Caracas, em apoio a posse de Hugo Chávez, mesmo doente, deixou muita gente de queixo caído e desapontada, sobretudo o pessoal da direita. Dessa forma, agiu com coerência a Justiça venezuelana ao garantir e respeitar a vontade popular. Não há o que contestar.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes (ES)

*

O GOLPE NA VENEZUELA

É uma vergonha o governo brasileiro apoiar a distorção dos preceitos legais em crises políticas de países amigos. Todavia, a melhor coisa que pode acontecer ao nosso vizinho do norte é deixar que o golpe aconteça, já que é o que quer a maioria dos venezuelanos. É importante que o “chavismo”, assim como o “castrismo”, o “lulopetismo”, o “kirchnerismo” e seus congêneres caiam pelo efeito da sua própria podridão e pelo atraso que representam no contexto da evolução política da humanidade. Somente a educação, o tempo e a dor podem dar às nações a estabilidade que as faça imunes às investidas do populismo socialista professado pelo Foro de São Paulo. Cabe às instituições identificadas com os anseios da nação e aos cidadãos e políticos de bem estarem atentos para, no momento oportuno, tomar a iniciativa de uma ação legítima que devolva à sociedade o sentido de verdade e de honestidade que lhe mudará o rumo estribada num consenso que lhe faça ver a realidade e a impeça de comprar ilusões de igualdade, pagando o preço da liberdade.

Paulo Chagas pchagas58@gmail.com

Brasília

*

TÚMULO DO SOCIALISMO

A julgar pelas viagens de diversos progressistas a Cuba, parece que o velório de Chávez está sendo em Cuba mesmo. A ilha, aliás, vai se consolidando como o túmulo do socialismo, literalmente.

Luiz Henrique Penchiari luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo

*

VENEZUELA

Na Venezuela de uma forma ou de outra teremos a posse do câncer... como vem ocorrendo há muitos anos.

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

*

POSSE VIRTUAL

Do chav(ismo) vamos ao chav(eco). Filme triste que vimos pelo falecimento de Tancredo Neves. E o resultado...

Arnaldo Ravacci arnaldoravacci@terra.com.br

Sorocaba

*

O CHAVISMO DE TOGA’

Talvez falte aos “togados” venezuelanos criarem um pouco de brio na cara e se revoltarem contra a desfaçatez de caudilhos idiotas e ignorantes, como os que ainda governam tanto o Brasil quanto a Venezuela e também a maioria das republiquetas latinas. Que tal o ministro Joaquim Barbosa ter um conversa com seu “par” na Venezuela também?

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

SONHO

O sonho de consumo do PT é ter um Supremo Tribunal Federal (STF) igual ao tribunal da Venezuela. Viva a independência do nosso atual STF!

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

ORDEM

A Organização dos Estados Americanos (OEA), a Unasul, o Mercosul não poderiam convocar o nosso Joaquim Barbosa (presidente do STF, só ele) para pôr ordem e enquadrar a Suprema Corte venezuelana?

Luiz Carlos Tiessi tiessilc@hotmail.com

Jacarezinho (PR)

*

COM TOGA OU SEM TOGA

Sem Chávez, o chavismo vai cair de Maduro.

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende (RJ)

*

FÃS CHAVISTAS

Se Hugo Chávez, além de caudilho, fosse também um canastrão de novela venezuelana, as presidentes Dilma Rousseff e Cristina Kirchner suspirariam incessantemente por ele, acompanhando, hipnotizadas, a trama piegas que se desenvolveria na televisão. É deplorável – e não pode ter o respaldo de ninguém que preze a democracia – o perigoso flerte entre os governos populistas e tendenciosos da Venezuela, Brasil e Argentina, pois o viés autoritário e ditatorial de Chávez, tal como a metástase que o acomete, poderá se espalhar perigosamente pela América Latina.

Túllio Marco Soares Carvalho tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

*

FINGIMENTO

Os assemelhados Lula e Chávez protagonizam duas realidades controversas. Lula, que se finge de morto, está fora, e Chávez, que se finge de vivo, está dentro. É possível? O que comprova que tudo na política é mero fingimento.

Luiz Dias lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

*

PERGUNTAS

Perguntas que não querem calar: Chávez está vivo?! Lula está se fazendo de morto?!

Luiz Fernando d’Ávila lfd_avila@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

FICHAS SUJAS NO PODER

Renan Calheiros, senador e dono de dívidas para com a lei, conforme inquéritos no STF e um novo pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigação de crime ambiental, é potencial candidato a presidência do Senado (11/1, A5). Pelo que se depreende, ele não tem ficha limpa, está mais para folha corrida, aliás, como muitos outros políticos atuais. Até quando teremos políticos foras da lei na Câmara, no Senado e também no Executivo? Muitos não têm um pingo de vergonha e, certamente, não merecem qualquer respeito por parte da população. Estes deveriam ser desterrados.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

*

O FAVORITO

Entre aqueles que pretendem assumir o cargo de presidente do Senado Federal, o senador Renan Calheiros é o favorito. Na minha opinião, isso, sim, pode se chamar de renovação... Pobre Brasil.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

A DIMENSÃO DA MANCHETE

Como antigo assinante do jornal, quero lavrar meu protesto contra a matéria publicada na página A6, do dia 9, sob o título Alckmin anuncia petebista condenado para seu 1º escalão. Uma acusação no valor de gastos irregulares da importância de R$ 206,00 (duzentos e seis reais), contestada pelo ex-prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Jr., não deveria merecer meia página e uma manchete desta ordem. É necessário que o jornal se retrate ou coloque o problema na sua devida ordem e dimensão.

Newton Zadra Andrea andrea@ctcvp.org.br

São Paulo

*

O PREFEITO CONSIGO MESMO

Fernando Haddad introspectivo, em seus primeiros dias de governo: “Puxa, logo agora começa a chover forte na zona leste! É.., mas eu não vou por o meu Salvatore Ferragamo prá molhar.Vou perguntar aos meus padrinhos, como agir nessa situação, afinal, eles são especialistas em faltar com a verdade e não vão se furtar de dar algumas lições (olha o verbo que usei!). Eu já sabia que no palanque é só prometer e dizer que temos planos detalhados, agora, se vai sair do papel... Aí, companheiro, é que a porca torce o rabo. O negócio é empurrar com a barriga, pois, logo vem os campeonatos de futebol, o carnaval e tudo será esquecido pelos que votaram em mim, e olha que eu nem preciso falar em herança maldita, pois eles acreditam em tudo. Como diz a madrinha, vamos gargalhar, pois agora só falta tomar o Estado de São Paulo desses incompetentes”.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

*

SALÁRIO DOS PROFESSORES

Aumento de 7,97%. Salário de R$ 1.567,00 para trabalharem 40 horas semanais. Pobre professor brasileiro! Pobres alunos! Pobre educação brasileira! Pobre em todos os sentidos! Depois querem fazer com que o professor dê boas aulas e os alunos aprendam? Realmente, o Brasil existe apenas para políticos e agregados que ganham rios de dinheiro. Lá em cima, ninguém está preocupado com “nós”, daqui de baixo. Vergonha!

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

São Paulo

*

EDUCAÇÃO

País pobre é país sem incentivo à educação!

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

EXAME MÉDICO NAS ACADEMIAS

A Câmara Municipal de São Paulo começou bem o ano ao promulgar lei que livra academias de realizarem exames médicos semestrais em seus alunos. Exame médico, a meu ver, só deveria ser exigido quando relacionado a atividades de alto risco, o que definitivamente não é o caso das Academias. A partir de agora haverá menos burocracia e menos custo para aqueles de nós que procuram preservar a saúde através de exercícios e de vida saudável. Com tanta coisa realmente nociva – fumo, por exemplo – que pode ser livremente usada e abusada sem maiores restrições, por que dificultar a vida dos atletas amadores? Mesmo porque se para treinar em academia o exame médico fosse a regra, a Prefeitura também deveria exigir exames de glicemia na aquisição de balas e bombons, checagem dos níveis de colesterol antes do consumo de pizzas e massas, prova de habilitação em natação (renovável a cada 6 meses) para os frequentadores de piscina, teste de acuidade visual nas portas dos cinemas e assim por diante.

Luciano Amaral lucianoamaral@lucianoamaral.com.br

São Paulo

*

COMIDA E DESPERDÍCIO

É revoltante que milhões de pessoas passem fome no mundo, enquanto que metade da comida produzida no planeta vai parar no lixo. Desperdício de alimentos deveria ser considerado crime contra a humanidade. A desigualdade e a má distribuição de recursos no mundo faz com que muitos não tenham nada, sobretudo nos países do Terceiro Mundo, enquanto que a outra parte desperdiça e joga comida no lixo.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

*

PUBLICIDADE COMO MOTOR DA HISTÓRIA

A instigante pergunta de Eugênio Bucci (Será a publicidade o motor da história?, 10/1, A2) pode ser respondida pelo que se vê e que se lê nos dias correntes. Qual a importância e a influência da imprensa, dos meios de comunicação, ao levar a público sua opinião? Por que governos com índices de aceitação batendo os 80% são propagandeados como ineficientes?

Adilson Roberto Gonçalves prodomoarg@gmail.com

Lorena

*

METENDO A COLHER EM TUDO

Só faltava essa! Dona Dilma Rousseff vai pagar até a metade dos assentos vazios nos aviões, limitados a 60 assentos por aeronave, se a alinha aérea for importante. Logo, o governo federal estará oferecendo combustível grátis a aeronaves que utilizarem parte dos 800 aeroportos regionais prometidos solenemente por ocasião da sua estada na França. Velho sonho acalentado por petistas obscurantistas de tutelar a iniciativa privada, visando à estatização de empresas.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

AEROPORTO – DEFICIENTE FÍSICO

À GRU – nova administradora do Aeroporto de Guarulhos: sr. Nicolau Maranini, li sua carta no Fórum dos Leitores (Estado de 10/1/2013). Pelo menos com relação às condições para o deficiente físico, até a última viajem que fiz ao exterior (fevereiro de 2012), essas eram sofríveis. Banheiros sujos utilizados por todos os transeuntes sem nenhuma fiscalização por funcionário da Infraero. As poucas cadeiras para deficientes sendo utilizadas por todas as pessoas, sem nenhuma fiscalização por parte de funcionários. Vagas para estacionamento de deficientes físicos, “todas ocupadas”, a maioria delas por pessoas não deficientes, com a “conivência” explícita da empresa “terceirizada” responsável pela área de estacionamento. Cheguei a testemunhar uma pessoa não deficiente dando gorjeta a um funcionário da “fiscalização” à época. Chamei a equipe de segurança do local, que se recusou a registrar o fato.

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos professortenorio@uol.com.br

Monte Alto

*

FÓRUM DOS LEITORES’

É engraçado: das 15 mensagens do Fórum dos Leitores, edição de 11/1/2013, todas eram contra o PT! Nem parece que o PT ganhou as eleições para presidente e prefeito de São Paulo! Além disso, Dilma e Lula lideram todas as pesquisas para 2014! Será que todos os leitores do Estado são antipetistas?! Bem, com certeza não é meu caso...

Mauricio Nardi Jr. mauricionardi@hotmail.com

São Paulo

Mais conteúdo sobre:
Fórum dos Leitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.