Fórum dos Leitores

GOVERNO DILMA

O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2013 | 02h07

Inflação maquiada

A inflação medida pelo IPCA em 2012 ficou em 5,84%, dentro do intervalo de tolerância do regime de meta do governo federal (de 2,5% a 6,5%). De acordo com o ex-diretor do Banco Central Alexandre Schwartsman, sócio-diretor da Schwartsman & Associados, esse resultado só foi possível graças às mudanças na metodologia do cálculo do índice feito pelo IBGE. Pela metodologia anterior, o índice da inflação ficaria em 6,54%, acima da meta estabelecida. Apesar de o economista ressaltar que isso não significa que o IBGE quisesse propositadamente apresentar um número menor que o real, conhecendo o histórico do PT, ainda acho que o índice da inflação anunciado está maquiado, para parecer mais bonitinho perante a opinião pública.

MARIA CARMEN DEL BEL TUNES

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

Cesta básica

Só a equipe econômica e a presidente não sabem, ou melhor, são os que mais sabem sobre os índices divulgados da inflação e do pibinho, que foram maquiados. Qualquer cidadão, principalmente os mais humildes, sente no próprio bolso o aumento semanal do preço dos produtos da cesta básica, que há bom tempo não consegue comprar em razão da enorme defasagem das elevações anuais do salário mínimo, que mais parece o salário da miséria. A cesta básica teve um aumento superior ao dobro da inflação, sendo as elevações mais expressivas em Fortaleza (17,46%), João Pessoa (16,47%) e no Recife (15,26%) - quase o triplo. Está demorando muito a permanência do PT no poder, cuja incompetência ultrapassa os limites do bom senso.

LUIZ DIAS

lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

Remarcação de preços

O governo Dilma está conseguindo algo inédito: o PIB não cresce, a inflação vai pra cima e o item alimentos foi o que mais subiu, atingindo diretamente os brasileiros de renda mais baixa. Infelizmente, em breve veremos de novo as malfadadas maquininhas remarcando preços nos supermercados. Aí, tardiamente, a população vai acordar para a realidade da incompetência desses governantes, a começar do ministro da Fazenda, que tem vocação para ilusionista: qual será a balela com que justificará uma inflação do tamanho da apurada em 2012? A herança maldita do sr. Lula vai cair no colo de todos, sem exceção.

ADEMAR MONTEIRO DE MORAES

ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

Mais frustração

Do arsenal de paliativos econômicos que o governo vem utilizando, a vítima é a população. Principalmente as classes B, C e D, porque no seu orçamento não cabe uma inflação dolorosa de 5,84%. O presidente do Banco Central, sob a teimosa orientação de Dilma, tem desprezado empenho para trazer a inflação para o centro da meta, que seria de 4,5%. Ou até envidar esforços para um índice em torno de 3,5%, muito mais saudável para a nossa economia. Porque a tal distribuição de renda comemorada pelo governo e os reajustes de salários acima da inflação para os trabalhadores perdem o efeito com a remarcação dos preços para cima... É só ver quanto aumentou o preço dos produtos básicos nos supermercados em 2012. O mais desalentador é perceber que em 2013 o governo petista vai insistir na mesma rota populista de incentivo ao consumo interno, sem se preocupar com os rumos inflacionários, já que pelas previsões dos analistas o PIB deste ano poderá crescer meros 3,2% (o governo quer 4,5%), acompanhado do dólar apreciado, importações bombando e a indústria incapaz de atender ao nosso mercado. Ou seja, mais pressão sobre os preços... A pergunta que fica: de quanto seria a economia das famílias se a inflação em 2012 não ultrapassasse os 4,5%? Já imaginaram o efeito positivo para o bolso do trabalhador desse menos 1,34% no índice de inflação do ano passado? É só calcular sobre o total de recursos circulante durante o ano.

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos 

Voluntarismo

Dona Dilma, crédito abundante, falta de investimentos em infraestrutura e gastança pública sem controle são iguais a aumento da inflação e falta de crescimento. Agora talvez a senhora possa entender os motivos da real situação de nosso país e tomar as providências cabíveis. Boa sorte.

MARCOS ANTÔNIO SCUCCUGLIA

sasocram@ig.com.br

Santo André

CARTÃO CORPORATIVO

Gastos da Presidência

Amparado na Lei de Acesso à Informação e agindo sempre em benefício da comunidade deste país, o Estadão obteve a lista de gastos da Presidência de 2003 a 2010, cuja planilha especifica despesas com hotéis e até material de pescaria. O desenrolar das análises efetuadas pelo jornal demonstrará, por certo, a existência de gastos necessários ou indispensáveis ao exercício do mandato primeiro da República, da mesma forma que trará ao conhecimento da Nação outros inclusos como supérfluos. Os contribuintes precisam saber sobre as mordomias e os dispêndios necessários do primeiro-mandatário da Nação, porque não se pode admirar quem gasta superfluamente os dinheiros pagos suadamente a título de tributos, relacionados e integrados na maior carga tributária do planeta, considerados os custos e os benefícios.

JOSÉ CARLOS DE C. CARNEIRO

carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

'Top secret'

Alimentos para animais, bandeiras, flâmulas, tecidos, pedágio, material de caça e pesca, esportivo, para festas, para limpeza... A lista de itens dos chamados "gastos secretos" das Presidência da República das bananas é extensa e, como qualquer um pode ver, configura, sem sombra de dúvida, "informação estratégica para a segurança do cidadão e do Estado". Fico-me perguntando o que seria do Brasil e dos brasileiros se outras informações top secret como essas vazassem. Certamente a segurança nacional iria pro brejo. Depois, alguns "patriotas" torcem o nariz quando os críticos dizem, como atribuído a Charles de Gaulle, que o País não é sério.

SILVIO NATAL

silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo 

Patente

Mais uma vez o Instituto Lula alegou que ele não sabe de nada sobre os gastos com cartão corporativo. Deveriam patentear logo essa desculpa. Assim, toda vez que alguém usasse o "sei de nada", Lula ganharia uma graninha...

RICARDO SANAZARO MARIN

s1estudio@ig.com.br

Osasco

Condizente

Vendo os gastos do presidente com o cartão corporativo, eu me pergunto: sendo ele um "presidente do povo", por que não vive com um salário mínimo?

CLAUDIO MAZETTO

cmazetto@ig.com.br

Salto

SABIA OU NÃO SABIA? EIS A QUESTÃO...

A nova expectativa nacional gira em torno do já velho mensalão. Aguarda-se que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, nos próximos dias, despache para apuração em primeira instância do Ministério Público Federal (MPF) o depoimento que Marcos Valério, que diz ter pago despesas do ex-presidente Lula e que o governante deu seu aval para a realização dos empréstimos e operações fraudulentas. Adiantada pelo Estadão, a notícia provoca a reação do PT, que considerou “absurdo” o propósito de investigar Lula e promete mobilização para blindá-lo. Se é que têm certeza de não haver irregularidade – a exemplo do que tem feito Dilma Rousseff, que afasta os denunciados e manda apurar os malfeitos –, o próprio Lula e o partido deveriam ser os maiores interessados em obter a mais completa e independente apuração. Se não tiverem telhado de vidro, o simples relatório do MPF será o seu atestado de honorabilidade e dará os instrumentos necessários tanto para o desagravo público quanto para as providências jurídicas contra o autor das denúncias, então reconhecidas oficialmente como improcedentes. Queiram ou não os petistas, Lula já está lançado à tempestade do mensalão, mesmo que tardiamente e por um condenado. Criar embaraços às devidas apurações, comuns a qualquer cidadão sobre quem sejam lançadas dúvidas, soa para o povo como uma confissão do delito. O melhor têm a fazer é trabalhar pelo deslinde de todo o caso e colaborar com as autoridades. Do contrário, além de perder o seu garoto-propaganda, o partido, mesmo estando no poder, seguirá acossado pela maliciosa dúvida de que, para se manter, é capaz de usar até dos mais baixos expedientes, como a criminosa compra de apoio parlamentar custeada com dinheiro desviado do cofre público. Quem te viu, quem te vê...

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

40 LADRÕES? NÃO, 300

MPF, agarre este Ali Babá e seus 300 picaretas! O futuro agradece.

Klaus Reider vemakla@hotmail.com

Guarujá

*

INVESTIGAR LULA

Por que a indignação dos petistas? Quem não deve não teme...

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

O INIMPUTÁVEL

Pergunta-se ao PT e aos seus dirigentes: por que é um absurdo investigar os sr. Lula da Silva? Por acaso é ele alguém diferente das outras pessoas? Por quê? Por acaso é algum santo ou algum ser de outro planeta? É inimputável? Ora, estamos numa democracia onde todos, todos, temos deveres iguais. Se ele nada fez, não tem nenhum crime a responder, nada lhe acontecerá. Se esta investigação não chegar a nenhum delito ele não terá nada a responder. Aliás, senhores, já há uma ação de improbidade administrativa em que ele é réu, no Estado de Minas Gerais. Todos sabem disso. É absurdo?

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

*

DISCURSO DE ALCOVITEIRO

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, declarou para um jornal de grande circulação que “seria um absurdo” uma nova investigação sobre o suposto envolvimento de Luiz Inácio Lula da Silva no mensalão e que o mais “prudente seria mandar isso para o arquivo”. Sr. presidente, hoje falta moral ao Legislativo e também ao Executivo para pronunciamentos dessa natureza. O Congresso Nacional hoje não passa de um lupanar a serviço do Palácio do Planalto. A Casa que o senhor dirige, ao dar posse a José Genoino, um dos mais genuínos ladrões do erário, confirmou a suspeita de que, nos últimos anos, transformou-se em um covil de bandidos. Nobre presidente, voltando às suas afirmações, saiba que desde que haja denúncias fundamentadas contra qualquer cidadão, elas deverão ser investigadas e o Ministério Público poderá aceitá-las e transformá-las em ação judicial. Afinal, cadeia também foi feita para ex-presidente corrupto. Não descarte essa possibilidade, o que já teria ocorrido desde o ano de 2005, se o Brasil não fosse o país do futebol e do carnaval e não tivesse uma cúpula dirigente tão corrupta, além de uma oposição ausente, não por falta de provas para agir como tal, mas por pura covardia. Atente para que parte da bandidagem que fazia a festa com dinheiro público no reinado planaltino do sr. da Silva está quase cruzando o portão de ferro das penitenciárias. Quanto à sua segunda assertiva, esta soou aos ouvidos do cidadão minimamente informado como uma ameaça. Portanto, falta ao nobre dizer a quem. Assuma sua fala, seja mais claro, assim devem agir os verdadeiros homens, assumindo sem medo e abertamente o que pensam. Não deixe nada nas entrelinhas, se pretende ser levado a sério.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

DEMOCRACIA CONSOLIDADA

Absurdo investigar Lula? Sr. Marco Maia, felizmente não somos como alguns de nossos vizinhos bolivarianos. Aqui temos um Poder Judiciário independente que deverá decidir se o ex-presidente deverá ser investigado ou não. Lula não está acima de nenhum brasileiro nem acima da lei e se houver indícios de que cometeu atos ilícitos, é prerrogativa da Procuradoria-Geral da República (PGR) acolher a denúncia e abrir investigação. Não cabe a sua pessoa se pronunciar a respeito. Ainda que muitos petistas sonhassem com tanto poder, Lula da Silva não é Hugo Chávez nem o Brasil é uma Venezuela, pois ainda que eles também acusem a “direita e a mídia golpista” de quererem desvirtuar a Constituição, quando são seus dirigentes que o fazem, o brasileiro não tem permitido que tal argumento falacioso e repetido como um mantra, seja introjetado em nossas mentes e corações. Já aprendemos que viver num estado democrático de direito pode até ser difícil mas leva qualquer país a um desenvolvimento real e sustentável e, por incrível que pareça, apesar da repetição incessante vinda da boca do próprio ex-presidente Lula de que as elites estão sempre contra o povo, o que temos observado é uma tendência saudável e natural do nosso desejo de alternância de poder. Pudemos constatar isso nestas últimas eleições para prefeito quando muitos candidatos apoiados pelo próprio Lula presente em seus palanques perderam, como foi o caso de Salvador, Recife, Campinas e outras cidades importantes. Portanto, sr. Maia, absurdo é tentar distorcer o que é natural num país cuja democracia parece se consolidar a cada dia, graças a milhões de brasileiros atentos que não votam em seu partido, o PT, e a uma mídia absolutamente vigilante em relação a qualquer tentativa de enfraquecer o que temos conseguido às custas de muito esforço e perseverança.

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

*

ABSURDOS

Sr. Marco Maia (PT-RS), absurdo é o que o seu partido fez com todos os brasileiros de bem, absurdo é a corrupção que envolve seu partido, absurdos são os gastos dos cartões corporativos, que chegam a inacreditáveis e inaceitáveis R$ 354,6 milhões de 2003 a 2010 do governo federal, sendo divulgados somente R$ 44,5 milhões, absurdo ainda maior é com gastos como material para caça e pesca (caçando o quê?) e, pior, gastos com alimento para animais domésticos. Eu pago impostos para tratar de animais federais? Daqui a pouco é o povo quem vai comer ração animal, se continuar assim. Ninguém aguenta mais ver o que fazem com o nosso suado dinheiro.

Alessandro Lucchesi timtim.lucchesi@hotmail.com

Casa Branca

*

MAIS PRUDENTE’

Atenção, eleitores gaúchos! Seu deputado federal, o petralha Marco Maia, está ameaçando àqueles que pedem investigação sobre o papel do presidente “Burla” no mensalão, ao declarar que “seria um absurdo uma nova investigação sobre o suposto envolvimento de Luiz Inácio Lula da Silva” e que “o mais prudente seria mandar isso para o arquivo”. Cabe ao seus eleitores questionarem o que ele quis dizer com o final “...mais prudente...”. Que políticos rastaquera como ele comandará nas ruas quebra-quebras de protestos por parte do eleitorado ignaro que incensa o “Burla” como se ele fosse um novo messias? Nas próximas eleições, respondam a ele não reelegendo este boca de latrina.

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

*

MENTIROSOS

Lulla e Valério, ex-cumpanheiros, digladiam-se ao posto de Pinóquio. Para os petralhas, o “ex-carequinha” mente, enquanto para Valério Lulla é o mentiroso. Em suma, ambos mentem, mas a mim Lulla mente muito mais.

Mario Cobucci Junior maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

*

A MORAL DE LULA

Que é um mentiroso que sabe de tudo que lhe interessa, e não sabe de nada que não interessa, disso todo mundo já sabe. Que é um oportunista, cujos princípios morais e éticos estão nas “vantagens pessoais” que rendem, todo o mundo já sabe. Que é um artista em arrebanhar “carneiros ignorantes”, como foi Hitler, todo mundo já sabe. Que também é um garanhão, como o tal bispo paraguaio ou o tal Kennedy ou Clinton americanos, basta que algum jornalista mais corajoso, como José Nêumanne, publique as “historinhas” das viuvinhas do Sindicato de Metalúrgicos do ABC, que todo o mundo ainda não sabe. Parece que figurinhas do folclore político do Brasil de hoje, como Maluf e Sarney, começam a corar de vergonha quando se comparam com Lula, ainda que comparsas na velharia republicana brasileira. Quem sabe a ex-primeira dama um dia se encha e também se torne outra dedo-duro, como Cachoeira, Marcos Valério, Genoíno, etc. Infelizmente, o Brasil está precisando de dedos-duros para ser passado a limpo. Que surjam de onde forem!

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

LULA SUMIDO

Se acochar um pouco mais, o homem some de vez.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

INDIGNAÇÃO

Li o artigo em que Arnaldo Jabor discursa sobre o governo Lula e a participação em processos de corrupção. Minha resposta é: Lamento toda essa informação, mas, o que mais me deixa indignada é que “pior que isso” já acontecia em governos anteriores, vem acontecendo nos Estados pelos governos e os olhos ficam focados apenas no Lula... É o estigma. Que tal se nos revoltássemos, por exemplo, com o aumento salarial que Alckmin se deu e aos seus do dia para noite de 35%, quando o índice para os aposentados é em torno de 6% e o do professor foi de 30%, dividido em alguns anos, a perder de vista, em 2011? Que tal rever que grande parte dos impostos arrecadados vai para os Estados mais pobres – Norte/Nordeste – e que são os que mais desviam com obras que nunca são concretizadas? E é no Estado de São Paulo que pagamos os impostos mais absurdos de caros do planeta. É fácil alguém colocar a opinião em nome da intelectualidade brasileira, que está a fim de não “ocultar” a verdade... que verdade? Aquela que os interesses políticos e midiáticos têm intenção de divulgar, principalmente os partidos políticos em campanha. Desde já? Não estou defendendo ninguém, mas já que é para denunciar, que toda a denúncia seja feita, apontando a todos, nada de “bodes expiatórios” em nome da decência política. Isso me faz rir... de indignação!

Lucimara Brazolin lulubrazo@hotmail.com

Bauru

*

VEM AÍ O NOSSO PANELAÇO

A nossa apatia é a responsável pelos nossos políticos corruptos. Muitos, como eu, se valem deste espaço democrático que o Estadão nos oferece. Estamos começando um novo ano e os primeiros detritos começam a cair na lixeira. Entre eles, o de engolir José Genoíno, deputado, corrupto, condenado e empossado. Pior do que eles são os brasileiros que os apóiam e os elegem. Os jornais da semana trouxeram esta triste informação: Apenas 13 dos 1.841 projetos de lei apresentados em 2012, na Câmara dos Deputados viraram lei. Número equivalente a 0,7% do total. Por que tantos políticos no Congresso Nacional, ganhando fortunas e privilégios, só para defender seus próprios interesses? O réveillon do publicitário Duda Mendonça, que o Supremo Tribunal Federal (STF) não condenou, já está pedindo ao mesmo Supremo o desbloqueio de bens depositados em paraísos fiscais e já comemorou por conta dessa conta, com amigos e parentes numa grande festa regada a champanhe Moët Chandon, inclusive com a presença de três esposas: a atual e duas ex. No embalo das champanhotas, uma ex, brincou: “Foi pena o Duda não ter sido preso. Nós poderíamos revezar as visitas intimas”. E o mais grave: São Pedro está sentindo o seu cargo ameaçado pelo ministro Edison Lobão (não só pelo nome), mas porque ele está prometendo fazer chover, para tirar Dilma do atoleiro. Enquanto os argentinos saem às ruas em protesto, batendo panelas, nós também, vamos seguir los hermanos, com mobilização total do País, marcada para os dias 9, 10, 11 e 12 etc. de fevereiro, com instrumentos mais sofisticados que panelas velhas. Sairemos às ruas com pandeiros, reco-recos, tambores, pratos, gongos, sinos, berimbau e tudo que for bem ruidoso. Não dizem que no Brasil tudo acaba em pizza ou em carnaval?

Roberto Ianelli Kirsten rkirsten@uol.com.br

Amparo

*

UMA NORMALIDADE EXÓTICA

Enquanto os congressistas e o presidente dos Estados Unidos passaram as festas do fim de ano trabalhando para aprovar o ajuste fiscal cortando gastos do seu governo, os nossos e a presidenta foram para as praias.

José Gilberto Silvestrini jsilvestrini@hotmail.com

Pirassununga

*

NOSSO CANSADO LEGISLATIVO

Nos EUA, seus parlamentares passaram trabalhando todo o mês de dezembro, inclusive no dia 31, para encontrar uma saída para o que foi chamado de abismo fiscal, cuja consumação teria repercussões desastrosas sobre o nível da atividade econômica mundial. Aqui nossos parlamentares desde início de dezembro, e até fevereiro, tiram umas feriazinhas, enquanto numerosas matérias relevantes sobre o Orçamento de 2013, tais como os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), declarados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal (STF), esperam pelo retorno de nossos exaustos congressistas. Só para dar um exemplo, há 12 anos existem mais de 3 mil vetos mofando, esperando serem analisados. Nossos parlamentares não exercem dignamente seu papel constitucional, volta e meia outros poderes atropelam o Legislativo, que a bem da verdade só é célere quando se trata de elevar os próprios salários ou verbas de representação, sempre acima da inflação. Também são mestres na elaboração de emendas parlamentares, nas quais quase sempre de alguma maneira se beneficiam. Ainda brigam na indicação de apadrinhados para exercerem cargos de diretores de agências, embaixadores, cargos públicos. Realmente, isso é muito trabalhoso, extenuante. Outro dia o STF caçou o mandato de José Genoino, devido ter sido julgado culpado no processo do mensalão. Só então o presidente da Câmara, Marco Maia, se arvorou, dizendo que essa função é do Legislativo, que, sabemos, não é de cassar ninguém...

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

*

PRAÇA DOS DOIS PODERES

A antiga Praça dos Três Poderes não existe mais, pois agora só tem dois poderes: Judiciário e Executivo. O Legislativo acabou, não aprovou o Orçamento e não cumpriu determinação do STF sobre o FPE.

Odomires Mendes de Paula odomires@abrampe.com.br

São Paulo

*

FELIZ 2013

Neste início de 2013 se tem visto com frequência na mídia que muitas prefeituras estão financeiramente em situação difícil, que o nepotismo está avançando como sempre e que os cargos públicos são utilizados para pagar dívidas de campanha eleitoral. É fundamental que a Lei de Responsabilidade Fiscal seja cada vez mais respeitada. É preciso que o brasileiro tome consciência de que a ineficiência do serviço público e particularmente a incompetência do governo de qualquer esfera para gastar a grande quantidade de dinheiro arrecadado torna o caso do mensalão apenas a ponta do iceberg das inúmeras falcatruas. Não basta eleger o ministro Joaquim Barbosa como grande herói da nação, sem que haja efetiva fiscalização sobre a forma de gastar o dinheiro público em todos os porões e em todas as salas refrigeradas da administração pública brasileira.

Luiz Antonio da Silva lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

*

TUDO PODE SER PIOR...

Para aqueles que estão indignados com os escândalos de corrupção e a incompetência do governo conduzindo o Brasil ao colapso do apagão, convido a imaginarem como seria se a Usina de Itaipu tivesse de ser construída pela seguinte equipe: Dilma, Lobão, Sarney, Severino, Erenice, Rosemary, Carlinhos Cachoeira, a Construtora Delta e o filho do cara. O Brasil é feliz e não sabe!

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

*

RACIONAMENTO

Ninguém se entende no (des)governo Dilma, muito menos o ministro de minas e energia, Edison Lobão, indicação do tetra-presidente do senado, José Sarney, que se contradizem sobre o racionamento de energia, vão culpar o FHC ou a quem? Já não bastam os piores direitos oferecidos aos cidadãos mais humildes, ainda vão castigá-los mais com o racionamento de luz ou apagões? Os moradores de 1 milhão de moradias sem luz já vivem no escuro nem vão perceber, mas até quando continuarão sendo enganados de que algum dia sairão da pobreza? Parem de enganar o povo, deixem de gastar em tanta publicidade mentirosa e enganosa, até mesmo dos bancos oficiais (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) e da Petrobrás antes que virem sucata. É muita incompetência.

Maria Teresa Amaral mteresa0409@2me.com.br

São Paulo

*

DILMA SEM ENERGIA

O tempo dá muitas voltas! A hoje presidente Dilma Rousseff, quando Ministra de Minas e Energia, de Lula, afirmou que racionamento é “barbeiragem”... E ainda deu uma esnobada na época, criticando o evento do apagão de 2001 da era FHC, com a seguinte resposta: “Racionamento implica que eu com cinco anos de antecedência, não soube a quantidade de energia que tinha que entrar para abastecer o País”! Aparentemente uma posição professoral. Que maravilha! Pois é; como nem tudo que reluz é ouro, em plena gestão da Dilma, a população sofre com apaguinhos e graves apagões, cortes de energia pontuais e quase que diários por todas as regiões do Brasil, mesmo com um ritmo de atividade econômica medíocre! E a presidente prevendo o tamanho da enroscada que se meteu, já anda angustia, com o baixo nível dos reservatórios (similar a 2001). Faz reuniões no Palácio do Planalto, em altos decibéis, para encontrar uma difícil saída de como evitar um novo racionamento. Este com a marca do PT. Tudo era previsível. Não faltaram nestes últimos anos advertências dos especialistas! Obras que já deveriam estar prontas para aliviar esta bem provável falta de energia, estão paradas ou atrasadas. Demonstrando que a Dilma não aprendeu nada quando passou pelo Ministério de Minas e Energia... Mesmo assim, e ainda com gozo de demagogia como o seu antecessor, prometeu antes das eleições municipais de 2012, reduzir o custo do fornecimento de energia elétrica para empresas e residências em até 20%, por meio de quebra de contratos contra concessionárias e distribuidoras do setor! Coisa muito comum a governos totalitários... E agora Dilma! A tal da barbeiragem, ou a prevenção para evitar racionamento de energia elétrica, com cinco anos de antecedência para abastecer o País (conselho da própria Dilma), em que gaveta empoeirada do Planalto está?! Se com 1% de crescimento do PIB em 2012, os apagões foram constantes, imaginem então se acontecer (é só alucinação...) o prometido “pibão”. Portanto, a única diferença que encontro entre administradora Dilma, e o Lula, é a vós...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

APAGÕES E RACIONAMENTO

O ministro Edison Lobão deveria convocar as tribos indígenas para fazer chover por meio de seus tambores. Na realidade o ministro estaria em uma situação difícil porque os índios não aprovam a construção de barragens. Elas causam enormes impactos ambientais e consequentemente a queda na produção da pesca e outros alimentos extraídos da floresta. Talvez o naipe de percussão da Orquestra Sinfônica de Brasília pudesse dar uma ajuda nas preces, solicitando a Deus que chovesse. Caso as rezas não fossem suficientes, restaria um último recurso: sacrificar alguns políticos, nos moldes do Império Romano, colocando-os na cruz em frente ao Congresso Nacional.

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

*

PAÍS DE CONTRASTES

Em termos quantitativos, quatro meses são suficientes para que as termoelétricas poluam o que as hidroelétricas evitaram em oito.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

APAGÃO

Planejamento do sr. Lobão (ministro de Minas e Energia): contar com São Pedro e suas chuvas!

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

BUSILIS

Ao ministro de Minas falta energia.

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

A MESMA HISTÓRIA, SEM SOLUÇÃO

O problema energético no Brasil não vem desde hoje em dia, apesar de que no Brasil é rico em energia não explorada nas hidrelétricas e perante o aproveitamento do gás, solares e eólicas. Na Europa, de acordo com noticiários e documentários do Discovery Channel Science, fala-se da preocupação de terminar a energia nucleares na Europa e terem outras alternativas energéticas. Como exemplo, substituição dos cabos submarinos energéticos de cobre, para maior economia, vendo essas substituições, já tiveram planos energéticos em conjunto com a Nasa para obter energia vinda do espaço com um satélite orbital que ficasse num só lugar do espaço vindo as radiações do sol para um ponto que transformariam as radiações em usinas de transformações de energia solar em corrente elétrica. Mas não sei o término dessa pesquisa, se fora para a frente ou terminara, outros estudos estão de acordo com esse canal vindo da Europa através de cabos submarinos de fibra ótica para trazerem energia através de países do norte africano e chegarem até os países europeus através de fibras óticas, com cabos grossos e transformando-as em energia elétrica nos países europeus. Bem, um comentário faço, os países do norte da África vão obrigar pela locação dos dispositivos eólicos e solares a ficarem no norte africanos para o fornecimento de energia elétrica; mas, pensamos agora, sobre nosso país que sempre há o problema energético. Como podemos resolver tais situações? Existe em nosso país um grande deserto que é quase parecido com a qualidade do Saara africano, que é a parte nordestina, que fora outrora uma selva amazônica, mas, com efeito das mãos dos portugueses, acabaram desde as épocas remotas do descobrimento brasileiro com esta grande floresta tropical. Agora temos um pequeno deserto no nordeste e que poderá servir para ter usinas eólicas e solares neste local do Brasil, aumentando nosso abastecimento de energia elétrica com os estudos de pesquisa que estão sendo feitas na Europa com cabos de fibras óticas e chegando a todo o Brasil para que depois transformem em energia elétrica. Este objetivo é atender a demanda que o Brasil tanto necessita em substituição às hidrelétricas e termoelétricas e fim de um começo das novas termoelétricas nucleares no Brasil, deixando só as de Angra dos Reis em funcionamento. Proposta que faço para não ter mais crises energéticas no Brasil e sempre obtendo novas formas de fornecimento de energia elétrica em nosso país. Este assunto fora debatido na Europa com os fins da energia nuclear e trazendo novas pesquisas de acordo com a Discovery Science Channel.

Ronald Wagner Colombini Martins ronaldcolombini@bol.com.br

São Paulo

*

A QUESTÃO É TÉCNICA

O risco de apagão ao que tudo indica, está afastado. Mas de qualquer forma o assunto deveria merecer a atenção não apenas de organismos governamentais, mas dos vários segmentos sociais que não podem ficar na dependência de medidas de momento. Por que ainda há demora na construção das usinas hidrelétricas? Qual a responsabilidade do atual governo? E dos governos anteriores? E da classe empresarial envolvida com o assunto? São questões que devem balizar as apurações a serem feitas, mas que não interfiram de modo a paralisar obras ou outras medidas que venham a causar problemas no abastecimento. A questão não é política na sua essência, é técnica.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

*

PETROBRÁS

Lula, nas suas duas gestões catastróficas como presidente, conseguiu com suas afirmações ilusórias e mentirosas simplesmente destruir a Petrobrás, fazendo até que ela perdesse a primeira posição no ranking nacional. Por suas interferências diretas e má administração, tornando-a uma empresa deficitária, após ter declarado que nos tornaríamos autossuficientes. Porém, hoje a mesma perde a bagatela de R$ 1,2 bilhão por mês com importação de combustíveis a preços mais altos do que os de revenda, tendo ainda como agravante ter de adquirir no mercado gás natural liquefeito (GNL) para abastecer as usinas termoelétricas flexíveis, acionando-as durante o período de seca a um custo mensal de R$ 240 milhões.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

DEBOCHE

Sensacional o artigo do jornalista Rolf Kuntz, publicado no dia 9/1, no caderno de Economia do Estadão, sob o título A era do deboche. O jornalista conseguiu resumir o desencanto, revolta e indignação daqueles que acompanham a vida política e sofrem na prática os descalabros que os governos, em todas suas esferas, impõe aos cidadãos. Inacreditável, no entanto, é ver que a população continua votando nas mesmas figuras que se utilizam de seu mandato para obter vantagens pessoais de forma desonesta e cínica. E pensar que Pelé foi criticado quando disse, há muitos anos atrás, que o brasileiro não sabia votar. O mesmo ocorreu com a atriz Regina Duarte ao dizer que tinha medo de um certo partido político. Foram proféticas as palavras dos dois.

Heleo Pohlmann Braga heleo.braga@hotmail.com

Ribeirão Preto

*

O PAÍS DO DEBOCHE

Muito bem sintetizada o artigo de Rolf Kuntz no caderno Economia de 9/1. Gastaríamos todo o papel imprensa do Estadão, se fôssemos relacionar todos os fatos e projetos debochados, que empesteiam nosso país, de norte a sul. Mas, para fechar o círculo dos deboches tupiniquins, só falta agora nossa diplomacia – não a do Barão do Rio Branco – avalizar o golpe em gestação no governo venezuelano. Por quase nada defenestraram o Paraguai para fora do Mercosul, vamos aguardar agora qual será o ato da Presidência da República, com a posse (ilegal?) do caudilho Chávez, fora do prazo constitucional venezuelano. O peso da medida será a mesma imposta ao Paraguai?

Aloisio A. De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

*

PROJEÇÕES OTIMISTAS

Em janeiro de 2012, uma pesquisa realizada pelo Datafolha mostrava que 83% das pessoas acreditavam que a economia ficaria igual ou melhor do que o ano anterior, o que nem de perto aconteceu. Agora, temos essa pesquisa do Ibope mostrando que 57% dos brasileiros apostam que 2013 será mais próspero do que 2012, o que nada indica que irá ocorrer. Essas projeções otimistas sempre acontecendo em conjunto com excelentes avaliações do governo. A conclusão que tiro disso é que o povo brasileiro precisa urgentemente aprender a responder pesquisas, da mesma forma que precisa aprender a votar corretamente, pois apenas otimismo não enche a barriga de ninguém.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

LULA EM FÉRIAS E OS PLANOS DE SAÚDE

Mais uma vez o governo federal suspende por três meses Planos de Saúde por não cumpriram metas estabelecidas. Coincidentemente o ex-presidente Lulla passa férias em Angra dos Reis na casa do bilionário José Seripieri Junior, Controlador da Qualicorp – Planos de Saúde. Fazendo uma breve pesquisa vimos que apenas dois Planos de Saúde que o grupo representa foram interditados pelo governo federal, o que nos remete a uma séria duvida: Isso é bom ou ruim para a Qualicorp? Porque uma coisa é certa, político brasileiro sempre viveu de favores, férias, avião, etc., e o pagamento sempre foi à nossa custa.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

A SAÚDE EM SÃO LUÍS

Foi decretado estado de calamidade pública na saúde da cidade de São Luís, capital do Estado do Maranhão, dominado por uma conhecida família. Onde está o senador Sarney, que tem por obrigação resolver essa situação?

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

*

A FAZENDA MARANHÃO

Inacreditável, político carcomido, raposa velha que transformou o Maranhão em sua fazenda, não produz alimentos para abastecer os hospitais de São Luiz, a ponto do diretor de um deles apelar para os pacientes doarem alimentos. Se teve capacidade para conseguir “impor” censura ao Estadão, por que não tenta obter com os que o protegem, alimentação para os hospitais, ou comprá-los com o dinheiro “boi barrica”, de onde o filho o desviou?

Rosalvo Lopes da Silva rosalvo.lopes@terra.com.br

São Paulo

*

IGNORÂNCIA E COVARDIA

Essa situação da área da saúde, médicos plantonistas ausentes de seus plantões, falta de medicamentos, falta de leitos, aplicação de medicamentos errados; este elevado e crescente número da criminalidade; esse estado geral de impunidade; presidiários atuando de dentro das prisões; apagões em cima de apagões; e tantas outras mazelas. Na área administrativa/legislativa processos de corrupção como o mensalão, Rosegate. A indefinição das penas e condenações dos mensaleiros, são o reflexo de quanto é ignorante o povo brasileiro que não sabe fazer as devidas associações de causas e efeitos. É o reflexo da covardia de uma outra parte do povo que não reage à altura. Trocar míseros R$ 70,00 pelo péssimo atendimento nos hospitais, pelos riscos diários nas ruas de assaltos e mortes, para assistir seu barraco deslizar morro abaixo não lhes parece um péssimo negócio? E que vergonha, os empresários coniventes com a elevadíssima carga tributária, claro, os impostos estão embutidos na planilha de custos. Mas esses infelizes não analisam que a situação poderia ser diferente e que quando abrirem os olhos terão perdido tudo e estarão na miséria absoluta. Temos que erradicar esse cancro chamado PT, que se instalou no País e está destruindo com toda uma Nação

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

Mais conteúdo sobre:
Fórum dos Leitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.